Comunicação e Imprensa

Objetivo: aumentar o alcance da comunicação do Departamento de Inovação e Tecnologia.

Canais de comunicação:

Releases Inovação

15/06/2016 - Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação foco vencedores 2015

15/06/2016 - Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação foco vencedores 2015

Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação possibilita experiências na Alemanha

O Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, iniciativa da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), já acontece desde 2013 e chega em sua quarta edição este ano com mais de 300 projetos, 150 empresas inscritas, e dezenas de negócios fomentados.

Com o intuito de aumentar a visibilidade das empresas, esse projeto possibilita a identificação de produtos e processos tecnologicamente inovadores realizados por startups sediadas no Brasil e na Alemanha.

Os vencedores do Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação de 2015, falaram sobre suas experiências e os benefícios adquiridos com a viagem para Alemanha, onde puderam visitar diversos institutos e eventos importantes:

"A Hannover Messe certamente é a maior feira do mundo. Uma área de exposição surpreendentemente grande. E mais: estandes das maiores empresas de automação internacionais e muita tecnologia tornam este evento atrativo a todas as pessoas. A Alemanha fez jus a sua fama: organizada, limpa, pontual. E houveram boas surpresas como o ótimo humor dos alemães e a proatividade em ajudar os turistas. Foi uma ótima semana, muitos contatos comerciais. Voltarei em 2017 com certeza!" Afirma Igor Santiago, da I-Systems, vencedor da categoria Startups e PMEs.

Já para Mauro Oviedo, do grupo de pesquisa em ciência de polímeros da Braskem, e vencedor da categoria Desafios, o III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação possibilitou um grande aprendizado sobre diversos temas relacionado a sua área de atuação. Além de ter acesso a importantes e renomadas empresas, teve a oportunidade de ampliar sua rede de contatos, o que resultou em novas parcerias.

“Durante o evento foi possível uma atualização em diferentes vertentes, relacionadas a estes novos aditivos para materiais poliméricos, novos processos, e máquinas de compostagem, que se apresentam cada vez mais sustentáveis, especificamente pelo baixo consumo de energia.  Além disso, o III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação permitiu a visita em diferentes centros de pesquisa na Alemanha, como por exemplo o Fraunhofer Institute, localizado na cidade de Darmstadt, o Max Planck Institute e o FAB LAB de Berlin, sendo possível avaliar novas parcerias e a captura de novas oportunidades para o desenvolvimento de resinas poliolefínicas com melhor desempenho e/ou  novas propriedades físico-químicas que permitam a criação de produtos diferenciados para uma maior competitividade da indústria nacional.” - conta Mauro, sobre os benefícios adquiridos durante sua estadia na Alemanha.

Novidades do IV Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação

O Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação 2016 em sua nova edição traz um diferencial, especialmente no que se refere ao seu formato! Antes separado nas categorias Desafios e Startups e PMEs, agora possui uma divisão ainda mais segmentada para startups tecnologicamente inovadoras: Ciências da Vida, Digitalização, Mobilidade, Cidades do Futuro, Cultura e Alemanha (exclusiva para startups sediadas na Alemanha).

Ao se inscreverem para o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, os participantes concorrem a uma vaga no programa AHK Startups Accelerator (três por vaga) e habilitam sua associação à Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo através da categoria AHK Startups Hub. Já os vencedores serão beneficiados com a apresentação da startup (pitch) durante a cerimônia do prêmio, além da participação gratuita no Innovation Speed Dating, ferramenta online voltada à aproximação de desafios tecnológicos e soluções inovadoras.

A expectativa para a edição de 2016, que revelará seus ganhadores no dia 29 de setembro, tradicionalmente após o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação, é que siga aumentando esses números e potencializando ainda mais a inovação.

As inscrições vão até dia 01 de julho. Para saber mais detalhes, acesse o site da iniciativa: www.startupsconnected.com.

15/06/2016 - Inovação para discutir desafios tecnológicos

15/06/2016 - Inovação para discutir desafios tecnológicos

Inovação para discutir desafios tecnológicos

Encontro de negócios promovido pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo, reuniu empresários e especialistas brasileiros para a discussão de soluções inovadoras.

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo organizou na última quarta-feira, 08 de junho, uma rodada de negócios entre representantes da rede de Institutos SENAI de Inovação e de oito empresas alemãs. Durante a ocasião, empresários de diversas áreas levaram desafios enfrentados por suas companhias para que soluções tecnológicas inovadoras fossem apresentadas por especialistas brasileiros.

 A Rede de Institutos SENAI de Inovação, que conta com 18 institutos operacionais, foi criada com o intuito de estimular o desenvolvimento de produtos e processos inovadores destinados a companhias de todos os portes, além de aumentar a competitividade da indústria brasileira dando suporte à inovação de empresas industriais. O atendimento da rede abrange todo o território nacional, e atende diferentes segmentos de mercado desde sua criação pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) em 2012.

Cerca de 20 especialistas brasileiros foram mobilizados para discutir os desafios apresentados pelos participantes. A partir das discussões realizadas, acordos foram firmados entre empresas e institutos, a fim de gerar projetos colaborativos desenvolvidos para a confecção de produtos ou processos inovadores que solucionem as questões levantadas.

 O encontro fez parte do Innovation Speed Dating, que utiliza uma ferramenta online que visa aproximação de desafios tecnológicos às soluções inovadoras. A proposta permite que empresas associadas à Câmara Brasil-Alemanha, em sua maioria indústrias alemãs, indiquem em uma área restrita do site da iniciativa os seus desafios para que outras empresas e instituições enviem solicitações de reunião para apresentação de soluções.

 A partir de 2016, a ferramenta ficará disponível durante todo o ano. Portanto, a qualquer momento novas empresas âncora e desafios serão cadastrados e, com isso, novas solicitações de reunião poderão ser enviadas. Periodicamente, serão realizados matchmakings para viabilizar as reuniões aceitas, otimizando o tempo e investimento dos envolvidos.

 Os interessados podem solicitar reuniões com tais instituições a fim de conhecer mais sobre suas ações e/ou verificar de que forma elas podem apoiar o negócio gerado a partir do Innovation Speed Dating Um segundo matchmaking está previsto para o dia 24 de agosto de 2016.

Para conhecer mais, acesse o site da iniciativa: http://bit.ly/1Z0hl9p

09/06/2016 - 6ª reunião do GITI

09/06/2016 - 6ª reunião do GITI

Câmara Brasil-Alemanha reúne executivos para discutir “fomentos à inovação”

Dia 13 de abril de 2016, ocorreu na Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo, a sexta reunião do Grupo de Trabalho de Inovação e Tecnologia, que tem como objetivo promover a inovação e tecnologia como diferenciais competitivos e incentivar o apoio às atividades do próprio departamento.

Durante a ocasião, palestras ministradas por especialistas da Consultoria Pieracciani e discussões acerca do tema “Fomentos à Inovação” foram realizadas, levantando algumas questões relevantes para o desenvolvimento de soluções, ideias e processos abrangentes às instituições participantes.

Fomentos disponíveis na atualidade, itens reembolsáveis pelos incentivos fiscais e adequação de fomentos para cada empresa puderam ser aprofundados, levando em consideração a necessidade da análise de estratégias inovadoras, que devem estar alinhadas com a estratégia corporativa, incluindo aspectos econômicos e financeiros da companhia, sendo ideal avaliar diferentes fontes de fomento para um mesmo portfólio de projetos.

A identificação de um fomento para os ramos da Inovação, e de que forma pode se envolver incentivos em estratégias inovadoras foram outros questionamentos levantados pelos participantes. Segundo os especialistas presentes, a maioria dos fomentos comtemplam as atividades de pesquisas básica, aplicada, de desenvolvimento experimental, e de serviços de apoio técnico, sendo a radicalidade da inovação e o risco muito maiores nos casos de projetos privilegiados, com ou sem financiamentos reembolsáveis.  

Muitos outros tópicos e discussões foram geradas durante o período de reunião, ocasionando em um documento contendo perguntas e respostas, o qual pode ser passado para outras empresas e para demais instituições com o intuito de facilitar o entendimento dos temas e a comunicação interna e externa entre as empresas, sendo elas associadas à Câmara Brasil-Alemanha ou não.

Para os interessados em saber mais sobre as atividades do Grupo de Trabalho de Inovação e Tecnologia, entrar em contato com: inov.assist(at)ahkbrasil.com

27/04/2016 - Câmara Brasil-Alemanha acelera startups

27/04/2016 - Câmara Brasil-Alemanha acelera startups

Câmara Brasil-Alemanha acelera startups

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), promove, pelo segundo ano consecutivo, o evento “Inovação – da Ideia ao Mercado”, que acontecerá no próximo dia 24 de maio, em São Paulo, em suas dependências.

O evento, que tem como objetivo apresentar e discutir cases de inovação, exemplificando de forma prática como uma ideia transforma-se em realidade, reforça a necessidade da inovação, principalmente em relação ao competitivo mercado atual, unindo os melhores caminhos para proteger produtos e processos inovadores. 

“Transformar uma ideia em inovação é a principal saída para alcançar não apenas o sucesso, mas o progresso da indústria. O Brasil precisa desse impulso para se lançar competitivamente no mercado internacional. Esse nosso evento, que chega a sua segunda edição, tem como objetivo incentivar e promover esse processo tão importante nos dias de hoje, aproveitando a expertise e liderança da Alemanha no quesito inovação e sua alta tecnologia.”, explica o diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia Bruno Vath Zarpellon. 

 “No ano passado, por exemplo, tivemos a presença do professor Karlheinz Brandenburg, do Instituto Fraunhofer e criador do formato MP3, que discursou sobre a trajetória de sua inovação.

Em virtude do sucesso da primeira edição, seguiremos a mesma estrutura, mas com um diferencial: com foco na inovação a partir de startups tecnologicamente inovadoras”, complementa Zarpellon.

O evento tratará desde o conceito, passando pelas etapas e os principais desafios que uma startup enfrenta até se estabelecer no mercado, trazendo temas como: De onde surgem as ideias, O que significa o termo startup, Como criar uma startup (base legal e questões jurídicas), e Motivos para investir em startups. Durante a ocasião será lançada a iniciativa Startups Connected, que centraliza todas ações da Câmara Brasil-Alemanha voltadas às startups. Neste sentido, será lançado o programa AHK Startups Accelerator e uma categoria de associação exclusiva para startups. O momento será aproveitado também para trazer as novidades quanto ao novo formato para o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação.

Serviço:
Inovação: da Ideia ao Mercado + Startups Connected
Data:
terça-feira, 24 de maio de 2016
Horário: das 14:00hs até 17:00hs   
Local: Câmara Brasil-Alemanha – Rua Verbo Divino, 1488, 3º andar, Chácara Santo Antônio, São Paulo-SP

Informações e inscrições: http://bit.ly/1ren6oK

06/04/2016 - 3ª edição do Innovation Speed Dating

06/04/2016 - 3ª edição do Innovation Speed Dating

Câmara Brasil-Alemanha promove 3ª edição do Innovation Speed Dating

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia, promove dia 8 de junho de 2016, o Innovation Speed Dating, um matchmaking anual, que tem como objetivo a realização de negócios e parcerias ligados à inovação e tecnologia a partir de desafios tecnológicos pré-definidos.
    

Em 2016, o Innovation Speed Dating, usa uma ferramenta online que permite o gerenciamento de todos os desafios, solicitações de reunião e agenda, agregando qualidade e dinamismo a toda iniciativa.  Os desafios propostos circulam entre o desenvolvimento de produtos, processos ou serviços desejados não encontrados no mercado e a solução de problemas tecnológicos existentes nas instituições.

Para participar e se inscrever, basta definir se sua empresa ou instituição se encaixa nas categorias disponíveis a seguir:

·         Empresas âncora: empresas detentoras de demandas ou problemas tecnológicos (empresas já confirmadas: BASF, Faber-Castell, Kuka Roboter, Robert Bosch, Siemens, Voith e Vulkan).

·         Potenciais parceiros: empresas ou instituições interessadas em apresentar soluções inovadoras para as demandas cadastradas.

·         Outros: empresas interessadas em conhecer os incentivos à inovação dos agentes de fomento presente ou esclarecer eventuais dúvidas.

Na ocasião, estarão presentes representantes dos principais agentes de fomento brasileiro, como o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos e Embrapi, que estarão à disposição para a remediação de dúvidas, introduzindo atividades em PDI do setor privado.

O Innovation Speed Dating visa muito mais do que o começo de novas parcerias, representa as possíveis soluções de demandas e problemas tecnológicos detectados por empresas, em sua maioria alemãs de grande porte, e a promoção de negócios e parcerias que envolvam inovação e tecnologia.

As inscrições devem ser feitas até o dia 29 de abril de 2016.

Serviço:

Data: 08 de junho 2016

Horário: 9h00 às 16h00

Local: Câmara de Comércio Brasil-Alemanha (Rua Verbo Divino, 1488, 3º andar – Chácara Santo Antônio)

Para efetuar as inscrições e saber mais informações, acesse: www.inospeeddating.com.br

17/03/2016 - Seminário fala sobre incentivos à inovação

17/03/2016 - Seminário fala sobre incentivos à inovação

Segunda edição do evento promovido pela Câmara Brasil-Alemanha traz especialistas da área que abordam as principais inciativas de fomento nacionais e seus processos

Nesta terça-feira (15), aconteceu na Câmara Brasil-Alemanha o 2º Seminário Brasil-Alemanha sobre Incentivos à Inovação. Na ocasião, foram expostas as principais iniciativas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), da EMBRAPII – Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial, da FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos e do Instituto Senai de Inovação (ISI). Foi apresentado também o Innovation Speed Dating – um matchmaking voltado à realização de negócios e parcerias a partir de desafios tecnológicos pré-definidos.

Jackline Conca, coordenadora de Inovação Global e PI do MDIC, apresentou o primeiro edital de cooperação internacional entre Brasil e Alemanha, no qual é possível empresas do Brasil e da Alemanha realizarem cooperações que envolvam pesquisa, desenvolvimento e inovação por meio de financiamentos com condições especiais para as empresas brasileiras e por meio de fundos perdidos para as empresas de pequeno e médio porte.

Em um segundo momento, Vanessa Machado da gerencia de Inovação – Área de Planejamento do BNDES, discorreu sobre o objetivo do BNDES em fomentar e apoiar operações associadas à formação de capacitações e ao desenvolvimento de ambientes inovadores, com o intuito de gerar valor econômico ou social e melhorar o posicionamento competitivo das empresas. A entidade é a instituição financeira responsável pelo financiamento para o lado brasileiro. Machado ainda apresentou uma visão geral do portfólio do BNDES, como o CRIATEC e o Cartão BNDES, deixando claro que existem produtos para empresas de todos os portes.

Durante a apresentação de Carlos Eduardo Pereira, diretor operacional da Embrapii, foi exposto que a entidade atua, desde sua criação, de forma decentralizada e somente por meio da estrutura de instituições parceiras no Brasil, como o ISI, a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI), o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), entre outros, a fim de promover a cooperação com atores já atuantes e reconhecidos pela sociedade.

Além disso, Pereira informou que o principal parceiro da Embrapii para o desenvolvimento de novos centros é o instituto alemão Fraunhofer, o que os torna ainda mais próximos do empresariado alemão no Brasil. O principal objetivo da entidade é aumentar a inovação na indústria, diminuindo risco e trazendo novas formas de custeio.

Já Marcelo Camargo, gerente do Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados, expôs, antes de entrar em seu assunto principal, alguns dados macro sobre a inovação no País e no mundo. Segundo Camarg, o Brasil já possui algumas iniciativas de fomento à inovação, mas ainda é preciso aumentar o volume total investido a fim de aproximar o País dos países mais desenvolvidos. Ele também defende que muitas das iniciativas existentes ainda são pouco conhecidas entre os empresários e que é muito importante que o empresário tenha primeiramente conhecimento da sua inovação (risco, abrangência e intensidade, conhecimento envolvido etc.) para depois definir as formas de financiamento cabíveis.

O instrumento principal apresentado por Camargo foi o Inovacred, destinado a pequenas e médias empresas. O programa tem como objetivo financiar companhias para aplicação no desenvolvimento de novos produtos, processos ou serviços bem como o aprimoramento dos já existentes, inovação em marketing ou inovação organizacional, no ambiente produtivo ou social, visando ampliar a competitividade das empresas no âmbito regional e até nacional.

O último palestrante do dia, Joselito Rodrigues, falou acerca de instrumentos, programas e iniciativas voltados à área. O especialista em Desenvolvimento Industrial do Instituto SENAI de Inovação abordou as estratégias do Programa SENAI de Apoio à competitividade industrial brasileira, e também explicou sobre as redes de Institutos de Inovação que possuem atuação em 28 setores Industriais e cerca de 810 unidades operacionais no Brasil inteiro. Segundo Rodrigues, essas iniciativas são focadas principalmente em serviços de P&D&I. Outro fator apontado por ele foi a participação em áreas transversais de conhecimento e ambientes abertos de suporte à inovação tecnológica com foco na etapa pré-competitiva.

Para mais informações sobre o Innovation Speed Dating, acesse: www.inospeeddating.com.br

18/02/2016 - Câmara Brasil-Alemanha promove Ciclo de Capacitação em inovação e tecnologia

Em parceria com a ANPEI, Departamento de Inovação e Tecnologia oferece seis cursos ao longo do ano

Ciclo de Capacitação em inovação e tecnologia

Departamento de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha oferece seis cursos ao longo do ano, em parceria com a ANPEI

Apesar do cenário econômico brasileiro atual, inovação e tecnologia continuam sendo fatores decisivos que alavancam a competitividade no mercado e motivam a quebra de paradigmas. Acredita-se que por meio de novas ideias e soluções é possível aumentar a participação da empresa no setor em que atua mesmo em tempos difíceis, bem como oferecer novos produtos e serviços a outros segmentos.

Tendo isso em vista, a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) promove, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia, um ciclo de seis cursos sobre temas ligados à inovação e à tecnologia. O programa foi desenvolvido em parceria com a ANPEI (Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras).

Para o desenvolvimento das grades, foi feita uma análise dos principais cursos de pós-graduação em inovação no Brasil e foram escolhidos os conteúdos de maior importância, segundo a demanda empresarial. Neste sentido, foram montados os seguintes cursos:

·         Introdução à Gestão de Inovação;

·         Megatendência e Desenvolvimento de Cenários Futuros;

·         Prospecção e Valoração de Tecnologia;

·         Gestão de Projetos Tecnológicos e de Inovação: Foco em Resultado;

·         Elaboração de Projetos para Captação de Recursos;

·         Design Thinking.

“Queremos incentivar as discussões na área da inovação e promover temas que sejam de interesse da indústria. Os cursos são voltados a executivos em ascensão, que terão a oportunidade de ter acesso a consultores renomados do mercado e contato com públicos diferenciados”, afirma Bruno Vath Zarpellon, diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia.

O primeiro curso do ciclo, Introdução à Gestão de Inovação, acontece nos dias 10 e 11 março. O objetivo é apresentar os principais conceitos para o entendimento da inovação e habilitar o participante a diagnosticar, promover ações e alavancar processos para as organizações.

Os interessados em adquirir o Ciclo completo devem entrar em contato pelo e-mail: inov.assist(at)ahkbrasil.com

Para mais informações sobre o curso “Introdução à Gestão da Inovação”, acesse: http://www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_curso.asp?id=1505&area=Cursos 


13/11/2015 - AHK entrega prêmio de Inovação

III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação homenageou os finalistas das categorias Startups e PMEs e Desafio, após a 3ª edição do Seminário Brasil-Alemanha de Inovação; durante o dia aconteceu também a Feira de Carreiras Ciência sem Fronteiras Brasil-Alemanha

 

Aconteceu ontem (12), em São Paulo, o III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação e o III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação - realizado pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), que debateu as principais tendências da inovação.

O encontro, que reuniu executivos brasileiros e alemães de grandes empresas, representantes de universidades e de órgãos de ambos governos, teve como objetivo fomentar o intercâmbio de conhecimento e um networking entre os presentes.

Foram abordados temas como a Indústria 4.0, a importância dos centros de Pesquisa e Desenvolvimento e as oportunidades da biotecnologia no Brasil.

Com objetivo de identificar e reconhecer esforços inovadores realizados pelas empresas, além de fomentar negócios e parcerias, o anúncio dos vencedores do III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação aconteceu ao final do Seminário.

A abertura da premiação contou com um discurso de Paulo Stark, presidente do Comitê de Inovação da Câmara Brasil-Alemanha e presidente e CEO da Siemens no Brasil. "Nosso objetivo é criar um ambiente próprio para a mudança de paradigmas. Nossa missão é fazer a inovação acontecer e buscar o diálogo com nossos representantes no Governo", disse.

Este ano, o ganhador da Categoria Desafio – para empresas brasileiras ou alemãs de todos os portes instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projetos de inovação tecnológica, produto ou processo, voltado para geração e uso eficiente de energia – foi o projeto Braskem Maxio, da Braskem S.A., que apresenta uma exclusiva linha de resinas de melhor desempenho no processamento que proporciona um efetivo ganho de valor ao cliente, focando a sustentabilidade.

O segundo e terceiro lugar ficaram, para o projeto da Embraco, Tecnologia Wisemotion, e para a Voith Hydro, com o StreamDiver, respectivamente.

A Categoria Startups e PMEs é uma novidade, e o vencedor foi o projeto Leaf Águas, da ISystems, que tem como objetivo otimizar a distribuição de água, além de ser capaz de diminuir 20% de sua pressão sem interferir no abastecimento.

O Story Max, da Story Max, e o Maker 3, da Softwell Solutions, ficaram com o segundo e terceiro lugar, respectivamente.

O primeiro colocado de cada categoria foi contemplado com uma viagem à Alemanha para visitar uma feira dentro do seu segmento e Institutos de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Paralelamente ao Seminário, ocorreu também a Feira de Carreiras Ciência sem Fronteiras Brasil-Alemanha, com apoio do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD). A feira foi organizada pela AHK e pelo DWIH, e tratou de temáticas como Recursos Humanos, Fármacos e Química e Engenharias e Robótica. Além disso, houve um matchmaking com empresas interessadas na contratação de funcionários com experiência na Alemanha.

O III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação e o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação contam com apoio e patrocínio das empresas BASF, Bayer, Siemens e Volkswagen.

Para acessar a 1ª edição da Revista Brasil-Alemanha de Inovação, lançada no Seminário, clique aqui. (http://ahkbrasil.com/download/Revista_Inovacao.pdf)

16/10/15 - Câmara aborda questões legais da inovação

“Inovação: Composição Legal e suas Aplicações” é o tema do próximo evento da AHK-SP, realizado por meio do seu Departamento de Inovação e Tecnologia 

O encontro terá palestras de especialistas, bem como a apresentação de cases de empresas e instituições. A entrada é gratuita. 

 

O governo, o setor privado e as instituições de ciência, tecnologia e inovação promovem, em sua maioria, iniciativas para fomentar a pesquisa e desenvolvimento de inovação, a fim de movimentar o mercado e estimular ganhos a médio e longo prazo, uma vez que esta já é uma receita conhecida para momentos de crise.

Muitas vezes, no entanto, estas iniciativas vêm com um processo jurídico complexo. No caso da inovação aberta, existe a necessidade de discutir sobre proteções de propriedade intelectual, além dos aspectos contratuais das parcerias a serem realizadas. Já na transferência de tecnologia, temos um complexo sistema tributário, entre outros diversos aspectos legais envolvidos. Estes são apenas alguns exemplos para mostrar a relevância do tema para todos os envolvidos no processo de inovação e P&D que tomou grandes proporções após o grande impulso gerado pelo Marco Legal, o qual regulamenta, por meio de leis e normas, todo o processo, investimentos e iniciativas para inovação.

Por isso, o Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), em parceria com o Departamento Jurídico, da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) traz, no dia 19 de outubro, o evento “Inovação – Composição Legal e suas Aplicações”. O encontro terá palestras de especialistas, nos assuntos citados, bem como a apresentação de cases de empresas e instituições. A entrada é gratuita.

As inscrições vão até o dia 18 de outubro: www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp

 

SERVIÇO:
“Inovação: Composição Legal e suas Aplicações”
Onde:  Câmara Brasil-Alemanha- Rua Verbo Divino, 1488 - 3º andar, Chácara Santo Antônio, São Paulo-SP
Data: 19 de outubro de 2015
Horário: das 14:00hs até 17:00
Evento Gratuito

23/09/15 - Seminário Brasil-Alemanha de Inovação reforça tendências para o sucesso

Realizado tradicionalmente no dia 12 de novembro, evento da Câmara Brasil-Alemanha discutirá exemplos de inovação brasileiros e alemães e possibilidades de cooperação entre os dois países. Interessados têm até o dia 30 de outubro para se inscrever

Seminário conta com renomados palestrantes, executivos e representantes do governo e de instituições de ciência, tecnologia e inovação dos dois países envolvidos

Jornalista: credenciamento até o dia 06 de novembro de 2015 – jornalista(at)ahkbrasil.com (11) 5187-5134

 

Acontece no próximo dia 12 de novembro, no Club Transatlântico, em São Paulo, o III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação. Realizado pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP), por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), o evento, que tem como objetivo promover o intercâmbio de conhecimento e o networking diferenciado, reunirá executivos de grandes empresas alemãs instaladas no Brasil, representantes de universidades e de órgãos dos governos brasileiro e alemão.

Em um formato diferenciado, o seminário traz palestras e mesas-redondas, informando ao público de forma dinâmica os diferentes cenários dos dois países, as sinergias e oportunidades de cooperação e aumento de competitividade por meio da inovação. Além disso, empresas alemãs instaladas no Brasil mostrarão cases de sucesso, novas tecnologias, processos e produtos. Clique aqui para ter acesso à programação completa. Os interessados podem se inscrever até o dia 30 de outubro, clicando aqui.  Em seu encerramento, acontece a premiação dos vencedores do III Prêmio de Inovação Brasil-Alemanha.

“Em sua 3ª edição, o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação já é data fixa para quem quer ficar alinhado às novas tecnologias, seguindo o caminho da inovação para colocar-se entre os melhores no competitivo mercado atual. Principalmente nos dias de hoje, com o mercado desacelerado, estar a par de assuntos de grande relevância e das principais tendências de inovação é a chave para o sucesso.”, comenta Bruno Bruno Vath Zarpellon, Diretor de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha. E complementa: “Em virtude dos assuntos abordados e dos presentes nas últimas edições, o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação tornou-se um dos maiores eventos ligados ao tema no âmbito Brasil-Alemanha.”

Entre os palestrantes e panelistas estarão presentes nesta edição executivos das empresas Siemens, Bosch, Kuka Robotics, BASF, Embraer, Henkel, Evonik,  Bayer e Bio Bureau, além de representantes da USP, Instituto Fraunhofer, Universidade Técnica de Munique (TUM),  ABIMAQ, ANPEI, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, Instituto Federal de Goiás e Instituto para Bio e Geociência. O Seminário contará também com a presença do Thomas Timm, Vice-Presidente Executivo da Câmara Brasil-Alemanha; Aldo Rebelo, Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação; Dirk Brengelmann, Embaixador da Alemanha no Brasil; Martina Schulze, Diretora do Centro Alemão de Ciência e Inovação (DWIH); Marcos Vinicius de Souza, Secretário da Inovação do Ministério do Desenvolvimento, Industria e Comércio Exterior. Programação completa, clique aqui.

Conheça o site oficial do evento: www.inobrasilalemanha.com.br

III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação
Com objetivo de identificar e reconhecer esforços inovadores realizados por empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil, o anúncio dos vencedores do III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação acontece ao final do Seminário (12 de novembro).

Neste ano, o prêmio, além de contar com a Categoria Desafio – para empresas brasileiras ou alemãs de todos os portes instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projeto de inovação tecnológica, produto ou processo, voltado para geração e uso eficiente de energia; traz uma novidade: a Categoria Startups e PMEs. Nesse caso só puderam se inscrever empresas com faturamento até R$ 60 mil e os projetos de inovação tecnológica, produto ou processo, precisam ter resultados que impactaram o negócio e/ou a sociedade

Além da visibilidade e oportunidade de parcerias e negócios, os três primeiros colocados de cada categoria participam com o seu projeto inovador durante o evento de premiação, além de terem os projetos divulgados a empresas patrocinadoras e parceiros institucionais do Departamento de Inovação e Tecnologia. Já o primeiro colocado de cada categoria será contemplado com uma viagem à Alemanha para visitar uma feira dentro do seu segmento e Institutos de Ciência, Tecnologia e Inovação.

O III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação e o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação contam com apoio e patrocínio das empresas BASF, Bayer, Siemens e Volkswagen.

Serviço
III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação e III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação
Quando: 12 de novembro, das 9 hs às 18 hs
Onde: Club Transatlântico, na Rua José Guerra, 130, Chácara Santo Antônio, São Paulo
Inscrições: até 30 de outubro o VAGAS LIMITADAS
- Inscrições para Seminário Brasil Alemanha de Inovação (+ Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha de Inovação)
www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp
-  Inscrições para Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha de Inovação
www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp
Programação e mais informações: www.inobrasilalemanha.com.br

Sobre a Bayer
A Bayer é uma empresa global com competências nas áreas da saúde, ciências agrícolas e materiais inovadores. Como uma companhia de inovação, define as tendências nas áreas de pesquisa intensiva. Os produtos e serviços da empresa são projetados para beneficiar a população e melhorar sua qualidade de vida. Ao mesmo tempo, a Bayer agrega valor pela inovação, crescimento e uma elevada rentabilidade. O Grupo é comprometido com os princípios de desenvolvimento sustentável e com o seu papel de empresa cidadã ética e socialmente responsável. No ano fiscal de 2014, a Bayer empregou 118.900 colaboradores e registrou vendas de 42,2 bilhões de euros. As despesas de capital totalizaram 2,5 bilhões de euros, e os investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento somaram 3,6 bilhões de euros. Para mais informações acesse www.bayer.com.br

Sobre a BASF
Na BASF nós transformamos a química – e estamos fazendo isso há 150 anos. Nosso portfólio de produtos oferece desde químicos, plásticos, produtos de performance e para proteção de cultivos, até petróleo e gás. Como empresa química líder mundial, nós combinamos o sucesso econômico, responsabilidade social e proteção ambiental. Por meio da ciência e da inovação, nós possibilitamos aos nossos clientes de todas as indústrias atender às atuais e futuras necessidades da sociedade. Nossos produtos e soluções contribuem para a preservação dos recursos, assegurando nutrição saudável e melhoria da qualidade de vida. Nós resumimos essa contribuição em nossa proposição corporativa: “We create chemistry for a sustainable future” – Nós transformamos a química para um futuro sustentável. A BASF contabilizou vendas de €74 bilhões em 2013 e contava com mais de 112 mil colaboradores no final do ano. As ações da BASF são negociadas nas bolsas de valores de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurique (AN). Mais informações sobre a BASF estão disponíveis no endereço www.basf.com.br ou nos perfis corporativos da empresa no Facebook (BASF Brasil) e no Twitter (@BASF_brasil).

Sobre a Siemens
A Siemens está presente no Brasil há mais de cem anos e é atualmente o maior conglomerado de engenharia elétrica e eletrônica do país, com suas atividades agrupadas pelas divisões: Power and Gas; Wind Power and Renewables; Power Generation Services; Energy Management; Digital Factory; Mobility; Building Technologies; Process Industrial and Drives.  A empresa é líder no fornecimento de equipamentos médicos para diagnóstico por imagem, como tomógrafos computadorizados e ressonância magnética, bem como diagnóstico laboratorial. As primeiras atividades da empresa no Brasil datam de 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1895, no Rio de Janeiro, era aberto o primeiro escritório e, dez anos mais tarde, ocorria a fundação da empresa no país. Ao longo do século passado a Siemens contribuiu ativamente para a construção e modernização da infraestrutura do Brasil. Hoje, os equipamentos e sistemas da Siemens são responsáveis por 50% da energia elétrica gerada no País, 30% dos diagnósticos digitais por imagem realizados no Brasil e estão presentes em 2/3 de todas as plataformas offshore brasileiras projetadas nos últimos 8 anos. No Brasil, o Grupo Siemens conta com 12 fábricas e 7 centros de pesquisa e desenvolvimento espalhados por todo o País. Para mais informações acesse www.siemens.com.br

Sobre a Volkswagen do Brasil
Em mais de seis décadas de atuação no Brasil, a empresa conquistou os brasileiros pelo pioneirismo e inovação de seus produtos e serviços. É a maior fabricante de veículos da história do País com mais de 22 milhões de veículos produzidos, além de uma das maiores empresas privadas. Também é a maior exportadora de veículos do País, com mais de 3,3 milhões de unidades enviadas a 147 países. Oferece ao mercado brasileiro a mais completa linha de produtos e conta com a maior rede de distribuição, com mais de 600 concessionárias no território nacional. Instalada no Brasil desde 1953, possui aproximadamente 20 mil empregados em suas quatro fábricas - São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP), São José dos Pinhais (PR) e São Carlos (SP) e São José dos Pinhais (PR). Buscando o crescimento sustentável e qualitativo da empresa e sua linha de produtos no Brasil, a Volkswagen do Brasil reforçou a sinergia com a matriz para a utilização de plataformas mundiais e novos motores do Grupo Volkswagen, resultando no lançamento de um produto global em cada uma das fábricas brasileiras da marca:

1) Motor EA211 – motor 1.0 de três cilindros, 1.6 MSI de quatro cilindros, e mais recentemente, o 1.0 TSI, com maior eficiência energética e menor consumo de combustível, produzidos na fábrica de São Carlos (SP),

2) up! – produzido desde o início de 2014 na fábrica de Taubaté (SP),

3) Novo Golf – será produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR) no segundo semestre de 2015,

4) Novo Jetta – será produzido na fábrica de São Bernardo do Campo no segundo semestre de 2015.
Para mais informações acesse: http://www.vw.com.br/ 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)
A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. 

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano. Informações: www.ahkbrasil.com

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

26/08/15 - AHK-SP promove matchmaking entre grandes empresas e fornecedores

Matchmaking para o fomento de negócios entre empresas com interesse em inovação e tecnologia especifica.

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP), em parceria com o Instituo Euvaldo Lodi, promove, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), o Innovation Speed Dating – rodada de negócios voltada para a aproximação de ofertas e demandas de soluções inovadoras e tecnologias específicas, a acontecer no dia 09 de Setembro.

A rodada de negócios é voltada para empresas que buscam fornecedores estratégicos para acompanhar a evolução de seus produtos e processos. Empresas fornecedoras que buscam espaço para apresentar seus portfólios.

A dinâmica proposta permite que as empresas âncora e potenciais parceiros encontrem sinergias estratégicas de forma otimizada e, assim, poupem tempo e energia de suas equipes na busca de possíveis fornecedores e clientes, respectivamente.

Cada empresa âncora (demandante) realizará até 10 reuniões com duração de 20 minutos e todas reuniões acontecerão no mesmo dia na Câmara Brasil-Alemanha. Já para os potenciais parceiros não existe um número máximo de propostas (reuniões).

As demandas e as áreas de atuação das empresas âncora são divulgadas, sem mencionar o nome da empresa, por diversos canais de comunicação a fim de catalisar um grande número de ofertas. São indicados para representar as empresas âncora os responsáveis pelas áreas de inovação, tecnologia, compras, planejamento e os próprios presidentes e CEOs.

As demandas variam de acordo com as empresas âncoras, temos demandas na área da saúde e hospitalar, construção civil, tecnologia da informação e, principalmente, indústria de transformação. Com empresas participantes como Mercedes-Benz do Brasil, KUKA Roboter, Bosch, MAHLE, entre outras.

Sobre o Instituto Euvaldo Lodi (IEL)
O Instituto Euvaldo Lodi (IEL) é entidade vinculada Confederação Nacional da Industria – CNI, possui 101 unidades distribuídas nos 26 Estados e no Distrito federal. O IEL atua na qualificação de empresas, empresários e gestores, através de programas com foco nos Desenvolvimentos de Carreira e Empresarial, com o objetivo de contribuir para a geração de negócios, o fortalecimento e o desenvolvimento as indústria brasileira.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)
A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

Para mais informações e cadastro entre em contato:

inovacao(at)ahkbrasil.com ou (11) 5187-5164

21/08/15 - Prêmio de inovação tem inscrições prorrogadas

Iniciativa da Câmara Brasil Alemanha chega a sua terceira edição. Candidatos tem até o dia 12 de setembro para cadastrarem seus projetos 

O Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação (PBAI) da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP), realizada por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), prorrogou o prazo para as inscrições até o dia 12 de setembro. A ação visa aumentar a visibilidade e a articulação de empresas inovadoras, fomentando negócios e parcerias.

“Esta é uma iniciativa que vem deixando a sua marca como catalisadora e promotora de negócios inovadores, já que incentiva a inovação e o intercâmbio tecnológico e científico entre Brasil e Alemanha. A cada ano que passa, essa ação ganha mais relevância no mercado e está cada vez mais integrada ao ecossistema da inovação brasileira e alemã”, diz  Bruno Vath Zarpellon, diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia da AHK-SP.

O objetivo principal do prêmio, que chega este ano a sua 3ª edição, é identificar e reconhecer produtos e processos inovadores realizados por empresas brasileiras e alemãs instaladas no Brasil, além de catalisar oportunidades que promovam a relação entre os dois países. Este ano, o prêmio conta, com duas categorias:

- Categoria Desafio: empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projeto de inovação tecnológica, produto ou processo, voltado para geração e uso eficiente de energia. Nesta categoria, poderão se inscrever empresas de todos os portes.

- Categoria Startups e PMEs: empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projeto de inovação tecnológica, produto ou processo, cujos resultados impactaram significativamente no negócio e/ou na sociedade. Nesta categoria, poderão se inscrever somente empresas com faturamento até R$ 60 Mi.

“Investir em inovação é a alma do sucesso das principais economias do planeta. Mas para que haja um ambiente propício para expansão de projetos inovadores, é preciso que o governo cumpra seu papel na construção de políticas públicas efetivas, destinando recursos e empreendendo esforços em linha com as demandas do setor produtivo. O equilíbrio desta equação tem sido a chave para o surgimento de cada vez mais startups no Brasil. Ações privadas de incentivo à inovação como o Prêmio Brasil-Alemanha são muito importantes, e se somam aos esforços da Secretaria de Inovação (SI) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) na promoção  e disseminação da cultura inovadora. Esperamos que a cada edição o prêmio tenha mais e mais inscritos, dinamizando assim a capacidade inovadora, a competitividade empresarial e os laços Brasil-Alemanha”, afirma o secretário Marcos Souza da Secretaria de Inovação do MDIC, parceiro institucional do DIT.

O III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação conta com o apoio de instituições brasileiras e alemãs e com o patrocínio de algumas das principais indústrias da Alemanha. Ministérios do Brasil e da Alemanha, como o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), MDIC e Ministério Federal de Educação e Pesquisa (BMBF, tradução livre) também apoiam a iniciativa.

Para mais informações sobre a premiação, acesse: http://www.inobrasilalemanha.com.br/

Sobre a Bayer
A Bayer é uma empresa global com competências nas áreas da saúde, ciências agrícolas e materiais inovadores. Como uma companhia de inovação, define as tendências nas áreas de pesquisa intensiva. Os produtos e serviços da empresa são projetados para beneficiar a população e melhorar sua qualidade de vida. Ao mesmo tempo, a Bayer agrega valor pela inovação, crescimento e uma elevada rentabilidade. O Grupo é comprometido com os princípios de desenvolvimento sustentável e com o seu papel de empresa cidadã ética e socialmente responsável. No ano fiscal de 2014, a Bayer empregou 118.900 colaboradores e registrou vendas de 42,2 bilhões de euros. As despesas de capital totalizaram 2,5 bilhões de euros, e os investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento somaram 3,6 bilhões de euros. Para mais informações acesse www.bayer.com.br

Sobre a BASF
Na BASF nós transformamos a química – e estamos fazendo isso há 150 anos. Nosso portifólio de produtos oferece desde químicos, plásticos, produtos de performance e para proteção de cultivos, até petróleo e gás. Como empresa química líder mundial, nós combinamos o sucesso econômico, responsabilidade social e proteção ambiental. Por meio da ciência e da inovação, nós possibilitamos aos nossos clientes de todas as indústrias atender às atuais e futuras necessidades da sociedade. Nossos produtos e soluções contribuem para a preservação dos recursos, assegurando nutrição saudável e melhoria da qualidade de vida. Nós resumimos essa contribuição em nossa proposição corporativa: “We create chemistry for a sustainable future” – Nós transformamos a química para um futuro sustentável. A BASF contabilizou vendas de €74 bilhões em 2013 e contava com mais de 112 mil colaboradores no final do ano. As ações da BASF são negociadas nas bolsas de valores de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurique (AN). Mais informações sobre a BASF estão disponíveis no endereço www.basf.com.br ou nos perfis corporativos da empresa no Facebook (BASF Brasil) e no Twitter (@BASF_brasil).          

Sobre a Siemens
A Siemens está presente no Brasil há mais de cem anos e é atualmente o maior conglomerado de engenharia elétrica e eletrônica do país, com suas atividades agrupadas pela divisões: Power and Gas; Wind Power and Renewables; Power Generation Services; Energy Management; Digital Factory; Mobility; Building Technologies; Process Industrial and Drives.  A empresa é lider no fornecimento de equipamentos médicos para diagnóstico por imagem, como tomógrafos computadorizados e ressonância magnética, bem como diagnóstico laboratorial. As primeiras atividades da empresa no Brasil datam de 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1895, no Rio de Janeiro, era aberto o primeiro escritório e, dez anos mais tarde, ocorria a fundação da empresa no país. Ao longo do século passado a Siemens contribuiu ativamente para a construção e modernização da infraestrutura do Brasil. Hoje, os equipamentos e sistemas da Siemens são responsáveis por 50% da energia elétrica gerada no País, 30% dos diagnósticos digitais por imagem realizados no Brasil e estão presentes em 2/3 de todas as plataformas offshore brasileiras projetadas nos últimos 8 anos. No Brasil, o Grupo Siemens conta com 12 fábricas e 7 centros de pesquisa e desenvolvimento espalhados por todo o País. Para mais informações acesse www.siemens.com.br

Sobre a Volkswagen do Brasil
Em mais de seis décadas de atuação no Brasil, a empresa conquistou os brasileiros pelo pioneirismo e inovação de seus produtos e serviços. É a maior fabricante de veículos da história do País com mais de 22 milhões de veículos produzidos, além de uma das maiores empresas privadas. Também é a maior exportadora de veículos do País, com mais de 3,3 milhões de unidades enviadas a 147 países. Oferece ao mercado brasileiro a mais completa linha de produtos e conta com a maior rede de distribuição, com mais de 600 concessionárias no território nacional. Instalada no Brasil desde 1953, possui aproximadamente 20 mil empregados em suas quatro fábricas - São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP), São José dos Pinhais (PR) e São Carlos (SP) e São José dos Pinhais (PR). Buscando o crescimento sustentável e qualitativo da empresa e sua linha de produtos no Brasil, a Volkswagen do Brasil reforçou a sinergia com a matriz para a utilização de plataformas mundiais e novos motores do Grupo Volkswagen, resultando no lançamento de um produto global em cada uma das fábricas brasileiras da marca:

1) Motor EA211 – motor 1.0 de três cilindros, 1.6 MSI de quatro cilindros, e mais recentemente, o 1.0 TSI, com maior eficiência energética e menor consumo de combustível, produzidos na fábrica de São Carlos (SP),

2) up! – produzido desde o início de 2014 na fábrica de Taubaté (SP),

3) Novo Golf – será produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR) no segundo semestre de 2015,

4) Novo Jetta – será produzido na fábrica de São Bernardo do Campo no segundo semestre de 2015.
Para mais informações acesse: http://www.vw.com.br/

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)
A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. 

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

17/07/15 - Evento sobre Segurança Digital e Cibernética

Departamento de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha aborda a importância da segurança dos dados digitais e do ciberespaço e as possíveis ameaças que podemos sofrer. Encontro acontece em Brasília

A Câmara Brasil-Alemanha (AHK-SP), em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), a Embaixada Alemã no Brasil e a SAP do Brasil, promove o evento Desafios para um Brasil Digital Seguro. O encontro, gratuito, será realizado na cidade de Brasília no dia 5 de agosto.

Esta rodada de palestras e painéis é voltada para profissionais de instituições, empresas, governo e curiosos pelo tema que tem interesse em aprimorar, ou trazer, a segurança dos dados para dentro do seu ambiente de trabalho, principalmente àqueles que possuem informações sigilosas na rede.

O evento tem por objetivo apresentar uma visão geral do cenário digital e da segurança cibernética no Brasil e no mundo, além de discutir sobre as principais ameaças e de que forma podemos nos preparar.

Como palestrantes e panelistas estarão presentes representantes das esferas pública e privada, contando com alguns Secretários do MCTI, Thomas Timm, Vice-Presidente Executivo da Câmara Brasil Alemanha, Gen. Marconi Bezerra, diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações e Andreas Tegg, Responsável Global por Relações Governamentais da SAP, entre outras personalidades.

Além destes, destaca-se a participação do Sr. Dirk Brengelmann, Embaixador da Alemanha no Brasil. Brengelmann foi o chefe da Divisão para Assuntos de Defesa Pública e Segurança do Ministério das Relações Externas, além de Encarregado Especial para Políticas Internacionais Cibernéticas e também atuou como Vice-Representante da Alemanha na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) para problemas relacionados à segurança e às relações públicas.

Para mais informações, acesse: http://www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp?id=3456&area=Eventos

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)
A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. 

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

06/07/15 - Inscrições para o III Prêmio Brasil-Alemanha vão até o dia 24 de agosto

Iniciativa da Câmara Brasil Alemanha chega a sua terceira edição, possibilitando reconhecimento e oportunidades de negócios e parcerias aos vencedores

 

O Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação (PBAI), iniciativa da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP), por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), visa aumentar a visibilidade e a articulação de empresas inovadoras, fomentando negócios e parcerias.

 

O objetivo principal do prêmio, que chega este ano a sua 3ª edição, é identificar e reconhecer produtos e processos inovadores realizados por empresas brasileiras e alemãs instaladas no Brasil, além de catalisar oportunidades que promovam a relação Brasil-Alemanha.

Os projetos serão avaliados pelo seu grau de inovação e por aspectos como ineditismo, impacto na empresa, na sociedade e no meio ambiente, assim como possíveis relações com empresas e instituições alemãs utilizadas para o seu desenvolvimento. Este ano, o prêmio conta, com duas categorias:

 

- Categoria Desafio: empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projeto de inovação tecnológica, produto ou processo, voltado para geração e uso eficiente de energia. Nesta categoria, poderão se inscrever empresas de todos os portes.

- Categoria Startups e PMEs: empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projeto de inovação tecnológica, produto ou processo, cujos resultados impactaram significativamente no negócio e/ou na sociedade. Nesta categoria, poderão se inscrever somente empresas com faturamento até R$ 60 Mi.

 

“O Prêmio é uma iniciativa que vem deixando a sua marca como catalisadora e promotora de negócios inovadores, incentivando a inovação e o intercâmbio tecnológico e científico entre Brasil e Alemanha. Estarmos na 3ª edição do PBAI representa o sucesso dessa iniciativa. Fora a isso, a cada ano que passa, essa ação ganha mais relevância no mercado e está cada vez mais integrada com todo ecosistema da inovação no Brasil e na Alemanha”, diz  Bruno Vath Zarpellon, diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia da AHK-SP.

 

O lançamento oficial do III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação aconteceu no dia 26 de maio durante o evento “Inovação – da ideia ao mercado”, promovido pelo Departamento de Inovação e Tecnologia.  O momento contou com a participação de Thomas Timm, vice-presidente da AHK – São Paulo; Fernando Campoi, gerente de Assuntos Corporativos e Relação com a Imprensa da Volkswagen do Brasil; Paulo Stark, presidente e CEO da Siemens no Brasil; Prof. Karlheinz Brandenburg, criador do formato MP3 da Fraunhofer IDMT, e Ralf Schweens, presidente América do Sul da BASF, os quais foram os responsáveis pelo corte da fita inaugural.

O anúncio dos vencedores acontece no dia 12 de novembro, após o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação. O seminário, que também chega a sua 3ª edição e é realizado tradicionalmente na mesma data, conta com apresentações de grandes executivos e representantes da esfera pública e tem como objetivo principal o intercâmbio de conhecimento e o networking diferenciado, por meio de palestras e round-tables com temas de alta relevância para a indústria brasileira.  

Além da grande visibilidade e exposição voltadas às oportunidades de parcerias e negócios, os três primeiros colocados de cada categoria no prêmio participarão com seu projeto inovador durante o evento solene de premiação, além de terem seus projetos divulgados a empresas patrocinadoras e parceiros institucionais do Departamento de Inovação e Tecnologia. Já o primeiro colocado de cada categoria serão contemplados com uma viagem à Alemanha para visitar uma feira dentro do seu segmento e realizar visitas a ICTIs (Institutos de Ciência, Tecnologia e Inovação).

As inscrições são gratuitas e vão até o dia 24 de agosto, por meio do site oficial da iniciativa www.inobrasilalemanha.com.br 

O III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação conta com apoio e patrocínio das empresas BASF, Bayer, Siemens e Volkswagen.

 

Sobre a  Bayer

A Bayer é uma empresa global com competências nas áreas da saúde, ciências agrícolas e materiais inovadores. Como uma companhia de inovação, define as tendências nas áreas de pesquisa intensiva. Os produtos e serviços da empresa são projetados para beneficiar a população e melhorar sua qualidade de vida. Ao mesmo tempo, a Bayer agrega valor pela inovação, crescimento e uma elevada rentabilidade. O Grupo é comprometido com os princípios de desenvolvimento sustentável e com o seu papel de empresa cidadã ética e socialmente responsável. No ano fiscal de 2014, a Bayer empregou 118.900 colaboradores e registrou vendas de 42,2 bilhões de euros. As despesas de capital totalizaram 2,5 bilhões de euros, e os investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento somaram 3,6 bilhões de euros. Para mais informações acesse www.bayer.com.br

 

Sobre a BASF
Na BASF nós transformamos a química – e estamos fazendo isso há 150 anos. Nosso portifólio de produtos oferece desde químicos, plásticos, produtos de performance e para proteção de cultivos, até petróleo e gás. Como empresa química líder mundial, nós combinamos o sucesso econômico, responsabilidade social e proteção ambiental. Por meio da ciência e da inovação, nós possibilitamos aos nossos clientes de todas as indústrias atender às atuais e futuras necessidades da sociedade. Nossos produtos e soluções contribuem para a preservação dos recursos, assegurando nutrição saudável e melhoria da qualidade de vida. Nós resumimos essa contribuição em nossa proposição corporativa: “We create chemistry for a sustainable future” – Nós transformamos a química para um futuro sustentável. A BASF contabilizou vendas de €74 bilhões em 2013 e contava com mais de 112 mil colaboradores no final do ano. As ações da BASF são negociadas nas bolsas de valores de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurique (AN). Mais informações sobre a BASF estão disponíveis no endereço www.basf.com.br ou nos perfis corporativos da empresa no Facebook (BASF Brasil) e no Twitter (@BASF_brasil).     

Sobre a Siemens

A Siemens está presente no Brasil há mais de cem anos e é atualmente o maior conglomerado de engenharia elétrica e eletrônica do país, com suas atividades agrupadas pela divisões: Power and Gas; Wind Power and Renewables; Power Generation Services; Energy Management; Digital Factory; Mobility; Building Technologies; Process Industrial and Drives.  A empresa é lider no fornecimento de equipamentos médicos para diagnóstico por imagem, como tomógrafos computadorizados e ressonância magnética, bem como diagnóstico laboratorial. As primeiras atividades da empresa no Brasil datam de 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1895, no Rio de Janeiro, era aberto o primeiro escritório e, dez anos mais tarde, ocorria a fundação da empresa no país. Ao longo do século passado a Siemens contribuiu ativamente para a construção e modernização da infraestrutura do Brasil. Hoje, os equipamentos e sistemas da Siemens são responsáveis por 50% da energia elétrica gerada no País, 30% dos diagnósticos digitais por imagem realizados no Brasil e estão presentes em 2/3 de todas as plataformas offshore brasileiras projetadas nos últimos 8 anos. No Brasil, o Grupo Siemens conta com 12 fábricas e 7 centros de pesquisa e desenvolvimento espalhados por todo o País. Para mais informações acesse www.siemens.com.br

 

Sobre a Volkswagen do Brasil

Em mais de seis décadas de atuação no Brasil, a empresa conquistou os brasileiros pelo pioneirismo e inovação de seus produtos e serviços. É a maior fabricante de veículos da história do País com mais de 22 milhões de veículos produzidos, além de uma das maiores empresas privadas. Também é a maior exportadora de veículos do País, com mais de 3,3 milhões de unidades enviadas a 147 países. Oferece ao mercado brasileiro a mais completa linha de produtos e conta com a maior rede de distribuição, com mais de 600 concessionárias no território nacional. Instalada no Brasil desde 1953, possui aproximadamente 20 mil empregados em suas quatro fábricas - São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP), São José dos Pinhais (PR) e São Carlos (SP) e São José dos Pinhais (PR). Buscando o crescimento sustentável e qualitativo da empresa e sua linha de produtos no Brasil, a Volkswagen do Brasil reforçou a sinergia com a matriz para a utilização de plataformas mundiais e novos motores do Grupo Volkswagen, resultando no lançamento de um produto global em cada uma das fábricas brasileiras da marca:

1) Motor EA211 – motor 1.0 de três cilindros, 1.6 MSI de quatro cilindros, e mais recentemente, o 1.0 TSI, com maior eficiência energética e menor consumo de combustível, produzidos na fábrica de São Carlos (SP),

2) up! – produzido desde o início de 2014 na fábrica de Taubaté (SP),

3) Novo Golf – será produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR) no segundo semestre de 2015,

4) Novo Jetta – será produzido na fábrica de São Bernardo do Campo no segundo semestre de 2015.
Para mais informações acesse: http://www.vw.com.br/

 

 

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

 

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

01/07/15 - Evento visa estimular infraestrutura tecnológica

Câmara Brasil-Alemanha promove rodada de palestras sob o tema “Implementação e Manutenção de Centros de Pesquisa e Desenvolvimento no Brasil”

 

Aconteceu, no último dia 30 de junho, um evento sobre Implementação e Manutenção de Centros de P&D no Brasil. Organizado pelo Departamento de Inovação e Tecnologia da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, a rodada de palestras contou com participantes de todos os campos envolvidos no tema: empresas que buscam instalar centros no País, representantes do Governo e entidades alemãs já estabelecidas no Brasil.

O Diretor da Wenovate e Sócio da Allagi Consultoria, Bruno Rondani, deu início à discussão ressaltando a mudança na cultura da inovação nos últimos tempos. Segundo ele, os centros de P&D são hoje parte central deste processo. Mencionou, também, a existência de alguns paradoxos na gestão, como a inovação aberta versus fechada, e a livre interação versus o fluxo programado.

Em relação às novas abordagens, conceitos e ferramentas, Rondani acredita que “as pessoas hoje interagem mais com os produtos, porque querem participar”, e que isso deve ser levado em conta, assim como o timing – muito importante na inovação, já que o investimento deve ser feito no momento certo. Algumas das constatações mais relevantes da empresa envolvem a necessidade de estabelecer relações de confiança e estar próximo dos clientes na hora de desenvolver soluções.

“Nosso desafio é estimular o investimento privado”, disse Igor Manhães, Diretor de Fomento à Inovação do Ministério de Desenvolvimento, Industria e Comércio Exterior, ao discutir sobre os incentivos governamentais para investimentos em P&D. Ao apresentar alguns dados, revelou que o Brasil, em 12 anos, aumentou quatro vezes a criação de P&Ds, e, ao mesmo tempo, cresceu três vezes a produção de artigos científicos. O diretor ressalta, ainda, que as empresas que querem instalar centros de pesquisa precisam saber o que o País tem a oferecer, e que as reclamações que recebem são trabalhadas para melhorar ainda mais a infraestrutura tecnológica.

Já o Coordenador de Projetos de Implementação de Institutos de Inovação do SENAI, Joselito Rodrigues, citou as vantagens de articulação entre empresas inovadoras, além de instituições e universidades, a fim de formar redes de inovação. “A confiança tem muito a ver com as pessoas”, disse, em relação aos mecanismos para fazer funcionar o processo. De acordo com o coordenador, o SENAI também trabalha na criação de institutos de inovação, focados em P&D, e de tecnologia, de modo a fomentar a multidisciplinariedade e a competitividade.

            Abrindo a rodada de cases, o Gerente de Tecnologia e Inovação da BASF no Brasil, Rony Sato, apresentou as ideias dos três centros de P&D no País. De início, comenta, foi necessário firmar uma rede internacional interdisciplinar por meio de parceiros industriais e instituições. “Agora estamos com um desafio: estabelecemos a meta de que, em 2020, 50% da pesquisa será realizada na Ásia e Américas”.

Dennison John, Presidente do SAP Labs América Latina, trouxe para o evento as experiências do centro da companhia, localizado em São Leopoldo. Aberto no final de 2013 e o único da empresa na América Latina, o laboratório possui 210 funcionários trabalhando em pesquisa e desenvolvimento, com foco em manutenção e inovação. “Nosso objetivo é trazer soluções inovadoras e serviços de ponta”, finalizou.

            Também com três centros de P&D no País, a Robert Bosch, que nasceu motivada pela área automotiva e de combustível, acredita que uma das principais influências para o estabelecimento desses centros está na cooperação com institutos de pesquisa. “Precisamos de novas alavancas e desafios para impulsionar a engenharia produtiva no Brasil”, disse Erwin Franieck, Gerente de Engenharia de Software Flex-Functions da empresa, que investe 3,5% de seu faturamento em pesquisa e desenvolvimento.

Para concluir o evento, o Coordenador do Fraunhofer Project Center for Innovation in Food and Bioresourcer (ITAL), o Eng. Alexandre Moreira, levantou as principais conquistas do centro de pesquisa e desenvolvimento: fomentos públicos, financiamento inicial, patentes e contratos de pesquisas. Entre os objetivos do Project Center estão cooperação industrial e intercâmbio de pesquisadores – gerando uma internacionalização dos institutos.

O  Departamento de Inovação e Tecnologia da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha é patrocinado pelas empresas Bayer, BASF e Siemens.

Sobre a  Bayer

A Bayer é uma empresa global com competências nas áreas da saúde, ciências agrícolas e materiais inovadores. Como uma companhia de inovação, define as tendências nas áreas de pesquisa intensiva. Os produtos e serviços da empresa são projetados para beneficiar a população e melhorar sua qualidade de vida. Ao mesmo tempo, a Bayer agrega valor pela inovação, crescimento e uma elevada rentabilidade. O Grupo é comprometido com os princípios de desenvolvimento sustentável e com o seu papel de empresa cidadã ética e socialmente responsável. No ano fiscal de 2014, a Bayer empregou 118.900 colaboradores e registrou vendas de 42,2 bilhões de euros. As despesas de capital totalizaram 2,5 bilhões de euros, e os investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento somaram 3,6 bilhões de euros. Para mais informações acesse www.bayer.com.br

 

Sobre a BASF            
Na BASF nós transformamos a química – e estamos fazendo isso há 150 anos. Nosso portifólio de produtos oferece desde químicos, plásticos, produtos de performance e para proteção de cultivos, até petróleo e gás. Como empresa química líder mundial, nós combinamos o sucesso econômico, responsabilidade social e proteção ambiental. Por meio da ciência e da inovação, nós possibilitamos aos nossos clientes de todas as indústrias atender às atuais e futuras necessidades da sociedade. Nossos produtos e soluções contribuem para a preservação dos recursos, assegurando nutrição saudável e melhoria da qualidade de vida. Nós resumimos essa contribuição em nossa proposição corporativa: “We create chemistry for a sustainable future” – Nós transformamos a química para um futuro sustentável. A BASF contabilizou vendas de €74 bilhões em 2013 e contava com mais de 112 mil colaboradores no final do ano. As ações da BASF são negociadas nas bolsas de valores de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurique (AN). Mais informações sobre a BASF estão disponíveis no endereço www.basf.com.br ou nos perfis corporativos da empresa no Facebook (BASF Brasil) e no Twitter (@BASF_brasil).        

Sobre a Siemens        
A Siemens está presente no Brasil há mais de cem anos e é atualmente o maior conglomerado de engenharia elétrica e eletrônica do país, com suas atividades agrupadas pela divisões: Power and Gas; Wind Power and Renewables; Power Generation Services; Energy Management; Digital Factory; Mobility; Building Technologies; Process Industrial and Drives.  A empresa é lider no fornecimento de equipamentos médicos para diagnóstico por imagem, como tomógrafos computadorizados e ressonância magnética, bem como diagnóstico laboratorial. As primeiras atividades da empresa no Brasil datam de 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1895, no Rio de Janeiro, era aberto o primeiro escritório e, dez anos mais tarde, ocorria a fundação da empresa no país. Ao longo do século passado a Siemens contribuiu ativamente para a construção e modernização da infraestrutura do Brasil. Hoje, os equipamentos e sistemas da Siemens são responsáveis por 50% da energia elétrica gerada no País, 30% dos diagnósticos digitais por imagem realizados no Brasil e estão presentes em 2/3 de todas as plataformas offshore brasileiras projetadas nos últimos 8 anos. No Brasil, o Grupo Siemens conta com 12 fábricas e 7 centros de pesquisa e desenvolvimento espalhados por todo o País. Para mais informações acesse www.siemens.com.br

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)
A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

27/06/15 - Evento apresenta estratégias e informações sobre P&D

Ação discute a importância de se ter um centro de P&D próximo ao cliente e apresenta casos práticos

 

Evento gratuito traz exemplos de empresas alemãs que possuem atividades de P&D no Brasil

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP) realiza, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), o evento Implementação e Manutenção de Centros de P&D no Brasil.       

O encontro acontecerá no dia 30 de junho (terça-feira), em São Paulo, e é voltado a associados, executivos e interessados pelo assunto.       

A iniciativa tem como objetivo apresentar desde a importância de se ter um centro de P&D próximo ao cliente, até casos práticos de empresas alemãs que possuem atividades de P&D no Brasil. Entre os palestrantes, estão o Sr. Bruno Rondani, Diretor da Wenovate e Sócio da Allagi Consultoria; o Sr. Igor Manhães Nazareth, Diretor de Formento à Inovação do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; o Sr. Marcelo Prim, da Unidade de Inovação e Tecnologia do SENAI e representantes das empresas BASF, Robert Bosch e SAP.

 

O Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), criado em 2012, tem como destaque anual, desde a sua origem, o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação, que é  realizado tradicionalmente no dia 12 de novembro. O evento, que conta com apresentações de grandes executivos e representantes da esfera pública, tem como objetivo principal o intercâmbio de conhecimento e o networking diferenciado, por meio de palestras e round-tables com temas de alta relevância para a indústria brasileira. Em seu encerramento, acontece a premiação dos vencedores do Prêmio de Inovação Brasil-Alemanha, que tem como objetivo o reconhecimento de empresas que desenvolveram e apresentaram projetos que geram valor e vantagem competitiva em seu mercado de atuação. As inscrições para o prêmio já estão abertas. Informações no www.inobrasilalemanha.com.br. As atividades do DIT contam com apoio e patrocínio das empresas BASF, Bayer e Siemens.

 

SERVIÇO

Local: Câmara Brasil-Alemanha – Rua Verbo Divino, 1488, 3º andar, Chácara Santo Antônio

Data: 30 de junho de 2015
Hora: das 14h00 às 17h00

Valor: Gratuito

Programação e inscrições:  http://bit.ly/1dBqG4X

 

 

Sobre a  Bayer

A Bayer é uma empresa global com competências nas áreas da saúde, ciências agrícolas e materiais inovadores. Como uma companhia de inovação, define as tendências nas áreas de pesquisa intensiva. Os produtos e serviços da empresa são projetados para beneficiar a população e melhorar sua qualidade de vida. Ao mesmo tempo, a Bayer agrega valor pela inovação, crescimento e uma elevada rentabilidade. O Grupo é comprometido com os princípios de desenvolvimento sustentável e com o seu papel de empresa cidadã ética e socialmente responsável. No ano fiscal de 2014, a Bayer empregou 118.900 colaboradores e registrou vendas de 42,2 bilhões de euros. As despesas de capital totalizaram 2,5 bilhões de euros, e os investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento somaram 3,6 bilhões de euros. Para mais informações acesse www.bayer.com.br

 

Sobre a BASF
Na BASF nós transformamos a química – e estamos fazendo isso há 150 anos. Nosso portifólio de produtos oferece desde químicos, plásticos, produtos de performance e para proteção de cultivos, até petróleo e gás. Como empresa química líder mundial, nós combinamos o sucesso econômico, responsabilidade social e proteção ambiental. Por meio da ciência e da inovação, nós possibilitamos aos nossos clientes de todas as indústrias atender às atuais e futuras necessidades da sociedade. Nossos produtos e soluções contribuem para a preservação dos recursos, assegurando nutrição saudável e melhoria da qualidade de vida. Nós resumimos essa contribuição em nossa proposição corporativa: “We create chemistry for a sustainable future” – Nós transformamos a química para um futuro sustentável. A BASF contabilizou vendas de €74 bilhões em 2013 e contava com mais de 112 mil colaboradores no final do ano. As ações da BASF são negociadas nas bolsas de valores de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurique (AN). Mais informações sobre a BASF estão disponíveis no endereço www.basf.com.br ou nos perfis corporativos da empresa no Facebook (BASF Brasil) e no Twitter (@BASF_brasil).     

Sobre a Siemens

A Siemens está presente no Brasil há mais de cem anos e é atualmente o maior conglomerado de engenharia elétrica e eletrônica do país, com suas atividades agrupadas pela divisões: Power and Gas; Wind Power and Renewables; Power Generation Services; Energy Management; Digital Factory; Mobility; Building Technologies; Process Industrial and Drives.  A empresa é lider no fornecimento de equipamentos médicos para diagnóstico por imagem, como tomógrafos computadorizados e ressonância magnética, bem como diagnóstico laboratorial. As primeiras atividades da empresa no Brasil datam de 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1895, no Rio de Janeiro, era aberto o primeiro escritório e, dez anos mais tarde, ocorria a fundação da empresa no país. Ao longo do século passado a Siemens contribuiu ativamente para a construção e modernização da infraestrutura do Brasil. Hoje, os equipamentos e sistemas da Siemens são responsáveis por 50% da energia elétrica gerada no País, 30% dos diagnósticos digitais por imagem realizados no Brasil e estão presentes em 2/3 de todas as plataformas offshore brasileiras projetadas nos últimos 8 anos. No Brasil, o Grupo Siemens conta com 12 fábricas e 7 centros de pesquisa e desenvolvimento espalhados por todo o País. Para mais informações acesse www.siemens.com.br

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

 

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista(at)ahkbrasil.com

28/05/15 - Câmara faz Visita Técnica à Seco/Warwick do Brasil

Evento possibilitou aos participantes o conhecimento de novas tecnologias em tratamentos e processos térmicos no Brasil, além de poderem vivenciar na prática o dia a dia da empresa

Aconteceu ontem, dia 27 de maio, mais um evento da séria "Eventos no Interior", realizado pela Câmara Brasil-Alemanha, em conjunto com a VDI-Brasil.

 

A empresa Seco/Warwick, associada à Câmara, recebeu cerca de 30 participantes em sua planta em Jundiaí, os quais tiveram a oportunidade de conhecer as novas ‎tecnologias em tratamentos e ‎processos  térmicos no Brasil.

O evento contou com a abertura dos representantes da Câmara Brasil-Alemanha, VDI-Brasil e Seco/Warwick do Brasil, respectivamente Bruno Vath Zarpellon, Diretor do Depto. de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha; Matthias Neisser, Diretor Executivo da VDI-Brasil, e Thomas D. Kreuzaler, Diretor Geral da Seco/Warwick do Brasil.

O encontro seguiu com as palestras “O risco de investimento no Brasil e os modelos da vista econômica (Joint Venture)”, ministrada pelo Diretor Geral da Seco/Warwick do Brasil. Os assuntos “História da Seco/Warwick do Brasil e a antecessora Engefor Fornos Industriais” e
“Novas tecnologias no Brasil: ZEROFLOW Nitretação controlado (baixa consumo, alta qualidade) e PreNit cementação a baixa pressão” foram apresentados pelo Sr. Aparício V. de Freitas,  Diretor Comercial da empresa associada.

Após o momento das palestras, os participantes foram convidados para um tour, no qual puderam vivenciar a rotina da empresa. O encerramento da visita ficou por conta de  Thomas D. Kreuzaler, Diretor Geral e por Aparício V. de Freitas, Diretor Comercial da Seco/Warwick do Brasil.

Acompanhe os próximos eventos e cursos da Câmara, incluindo os eventos da séria "Eventos no Interior", no link: http://www.ahkbrasilien.com.br/pt/

26/05/15 - Câmara impulsiona inovação no Brasil

Além de promover a inovação por diversos pontos de vista e de lançar oficialmente o III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, evento contou com a participação do Prof. alemão Karlheinz Brandenburg, criador do formato MP3 e representante do Instituto Fraunhofer

 

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP) promoveu, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), no último dia 26 de maio, o evento “Inovação – da ideia ao mercado”.  Na ocasião, também foi lançado o III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação (PBAI), que identifica e reconhece esforços inovadores realizados por empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil, assim como suas novidades para 2015. 

O evento teve como objetivo apresentar e discutir cases de inovação, exemplificando de forma prática como uma ideia transforma-se em realidade, além de reforçar a necessidade de se inovar, principalmente em relação ao competitivo mercado atual, unindo os melhores caminhos para se proteger produtos e processos inovadores.

“Transformar uma ideia em inovação é de suma importância para o sucesso e progresso da indústria. O Brasil precisa desse impulso para se lançar no competitivo mercado internacional. A nossa ideia é, por meio de nossas ações e atividades, incentivar e promover esse processo tão importante nos dias de hoje, aproveitando a expertise e liderança da Alemanha no quesito inovação e alta tecnologia.”, explica o Diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia Bruno Vath Zarpellon.

Thomas Timm, diretor executivo da AHK – São Paulo, deu início ao evento reforçando a importância de promover ações inovadoras como diferenciais competitivos, sempre em busca do progresso. Seguindo por essa necessidade, o evento trouxe o tema “Por quê inovar? ”, apresentado por Martin Bodewig, diretor da Roland Berger Consultoria Estratégica. Para Bodewig, as tendências globais alteram as formas de se inovar e, para acompanhar o competitivo mercado atual, é necessário que as empresas criem modelos e valores de inovação para alinhar-se à atualidade. “Inovar não significa apenas um fator diferencial estratégico, mas uma necessidade de transformação.”, complementa.

Na sequência, Cesário Martins, Co-CEO da ClickBus do Grupo Rocket Internet, apresentou, por meio de um exemplo prático, a importância de um ambiente criativo. Segundo Martins, o sucesso de uma nova realidade depende da melhor união entre a criatividade e a conectividade. "A forma de consumo, o comportamento e os serviços mudaram. As ferramentas móveis marcam uma nova fase, na qual inovar é a melhor saída.", complementa o executivo.

Neste cenário, surge a questão “Protegendo minha Inovação”, que foi apresentada por Henrique Steuer, I. de Mello, sócio da Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira, que destacou a importância de se proteger um produto ou processo inovador.  “O pedido de patente garante ao titular o direito de impedir terceiros de praticar atos com a invenção patenteada, tais como produzir, usar ou vender o seu conhecimento.”, alerta o palestrante.

Para finalizar o ciclo de palestras, o evento contou com a participação do professor alemão Karlheinz Brandenburg, criador do formato MP3 e representante do Instituto Fraunhofer para Tecnologias de Mídias Digitais (IDMT), que discursou sobre a trajetória e histórico de sua inovação, e também sobre o futuro das novas mídias digitais no setor audiovisual.  “A mídia digital do futuro pede tecnologias conectadas, adaptadas e facilitadas aos diversos setores e serviços, os quais estarão ainda alinhados a um reconhecimento visual e sonoro.”

Após as apresentações, os palestrantes foram convidados a integrar uma mesa redonda e o diálogo foi aberto junto aos participantes do evento, que contava com associados da Câmara, executivos, startups e jovens interessados pelo assunto.

III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação

Ao final do evento, aconteceu o lançamento oficial do III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, que contou com a participação de Thomas Timm, vice-presidente da AHK – São Paulo; Fernando Campoi, gerente de Assuntos Corporativos e Relação com a Imprensa da Volkswagen do Brasil; Paulo Stark, presidente e CEO da Siemens no Brasil; Prof. Karlheinz Brandenburg, criador do formato MP3 da Fraunhofer IDMT, e Ralf Schweens, presidente América do Sul da BASF, os quais foram os responsáveis pelo corte da fita inaugural.

O prêmio, que visa o aumento da visibilidade de empresas inovadoras, fomentando negócios e parcerias, é uma iniciativa da Câmara Brasil-Alemanha, que acontece desde 2013, sempre no dia 12 de novembro, após o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação.

Com o objetivo de identificar e reconhecer produtos e processos inovadores realizados por empresas brasileiras e alemãs instaladas no Brasil, o prêmio conta, este ano, com duas categorias: Desafio e Startups e PMEs. As inscrições já estão abertas e vão até o dia 24 de agosto, por meio do site oficial do prêmio: www.inobrasilalemanha.com.br

19/05/15 - Evento coloca inovação em prática

Ação discute os processos de uma ideia inovadora e apresenta a 3ª edição do Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação

 

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo realiza, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia, o evento Inovação: da Ideia ao Mercado. O encontro acontece na próxima terça-feira (26), em São Paulo, e é voltado a associados, executivos, startups e jovens interessados pelo assunto.

A iniciativa promete apresentar de forma prática como uma ideia vira uma inovação. Entre os palestrantes, estão o professor alemão Karlheinz Brandenburg, criador do formato MP3 e representante do Instituto Fraunhofer para Tecnologias de Mídias Digitais, que fala sobre a trajetória de sua inovação, da ideia a patente, e também sobre novas mídias em desenvolvimento; Stephan Keese, sócio da Roland Berger Brasil; Cesário Martins, Co-CEO do Grupo Rocket Internet; e Henrique Steuer de Mello, sócio do Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira.

Na ocasião, também será lançado o III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação (PBAI) – que identifica e reconhece esforços inovadores realizados por empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil – e suas novidades para 2015. 

Serviço

Local: Câmara Brasil-Alemanha – Rua Verbo Divino, 1488, 3º andar, Chácara Santo Antônio

Data / Hora: 26 de maio de 2015 / 14h00-17h00

Valor: Gratuito

Inscrições: http://bit.ly/1EkBR7Z

14/04/15 - AHK promove seminário sobre incentivos à inovação

Evento, que acontece no dia 7 de maio, aborda os principais estímulos fiscais e subsídios brasileiros

 

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP) promove, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), o “Seminário sobre Incentivos à Inovação”, a acontecer no dia 7 de maio.

O evento é voltado a empresários e executivos de empresas brasileiras e alemãs interessados em saber mais sobre os principais incentivos fiscais e subsídios brasileiros. Além disso, será apresentada uma comparação acerca dos estímulos brasileiros e europeus.

As palestras contam com a participação de especialistas de instituições como ANPEI, Pieracciani Consultoria, F. Iniciativas e Siemens, e pretendem auxiliar as companhias na realização de seus projetos ligados à inovação.

“Inovação não é um processo com baixo custo de execução e envolve diversos riscos. É necessário se programar e ter um budget considerável para começar um projeto. Muitas empresas desconhecem os incentivos fiscais e subsídios que o governo fornece para o fomento da inovação no País. As empresas precisam crescer, aumentar sua receita e produtividade, e é com inovação que o país torna-se mais competitivo.”, afirma Bruno Vath Zarpellon, diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia da AHK-SP.

Para mais informações, acesse: http://www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp?id=3341&area=Eventos

07/05/15 - AHK fala sobre incentivos à inovação

Seminário aconteceu na última quinta-feira (7), em São Paulo, e teve como objetivo apresentar e desmistificar a burocracia e os processos que envolvem a concessão de fomentos à inovação

 

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK) promoveu na última quinta-feira (7) o Seminário sobre Incentivos à Inovação, organizado por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia. O evento teve como objetivo discutir formas de fomentos no cenário brasileiro, além de traçar um comparativo com outros países europeus e apresentar um case de sucesso da Siemens.

Após a abertura do diretor executivo da AHK – São Paulo, Thomas Timm, Naldo Dantas, secretário geral da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (ANPEI) apresentou uma visão geral sobre os incentivos no Brasil.

Segundo Dantas, o caminho para se conseguir algum tipo de fomento é muito denso e demanda um acompanhamento bastante intensivo, devido à complexidade burocrática, os custos de transição e os desafios no processo de análise dos projetos pelo Governo – que muitas vezes oscila no entendimento sobre o conceito “inovação”. Uma das soluções, de acordo com o executivo da ANPEI, seria formar um “pacote” de linhas de financiamento e processos que ajudem a empresa a usar da melhor maneira possível seu dinheiro, reduzindo a burocracia e minimizando os dispêndios de uma ideia inovadora.

Após esse momento, foi a vez de Valter Pieracciani, sócio e fundador da Consultoria Pieracciani e Pritchet do Brasil, que explicou sobre os principais processos envolvidos na concessão dos incentivos.

Para Pieracciani, além de formar esse “pacote”, é muito importante o papel de um especialista no caminho antes e após a concessão de um fomento, já que o gerenciamento de resultados está se dificultando cada vez mais. Além disso, é crucial para a empresa traçar periodicamente um portfólio, a fim de visualizar de forma efetiva quais os projetos que devem ou não dar continuidade. Uma das grandes questões apontadas por ele é que as companhias brasileiras não têm uma cultura de inovação.

Engenheiro de formação, Pieracciani afirma que o fato da inovação gerar desenvolvimento econômico é incontestável. Entretanto, o cenário desvantajoso se constitui, segundo ele, devido a alguns fatores: 1. As empresas subestimam seu potencial e não enxergam a inovação em suas ideias; 2. As formas de fomento oferecidas pelo Governo são mal utilizadas; 3. Os programas são atribuídos às equipes erradas; 4. É preciso parar de sonhar e fazer acontecer.

Logos após, António Marques, diretor técnico de Projetos P&D e Incentivos da multinacional F.Iniciativas, traçou um comparativo entre subsídios brasileiros e de outros países da Europa. Um exemplo citado por ele em relação à Alemanha, é que, diferentemente da Lei do Bem no Brasil, o país direciona seus fundos a pequenas e médias empresas (PMEs) e startups, por meio do banco de desenvolvimento alemão (KfW) ou do programa Länder.

Ao final, Ronald Dauscha, diretor corporativo de Estratégia e Inovação no Grupo Siemens do Brasil, apresentou exemplos práticos envolvendo a empresa na qual é colaborador. Segundo ele, é necessário estabelecer uma visão da empresa em relação à inovação. “A Siemens deseja ser inovadora para criar valor sustentável”, e entender que inovação é uma ideia nova que gera valor.

No processo de implementação de um projeto de inovação, a companhia atua em três vertentes: Gestão de Inovação, Propriedade Intelectual e Normalização & Regulamentação e Estratégia. De acordo com Dauscha, a empresa é responsável por oito centros de pesquisa e desenvolvimento (P&D) no Brasil, distribuídos pelas cidades de Manaus, Curitiba, Belo Horizonte, Jundiaí, Rio de Janeiro e Canoas, e firma parcerias acadêmicas com instituições importantes: Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), UNICAMP, UFRJ, PUC Paraná e USP.

Após a apresentação do case de sucesso, os palestrantes foram convidados a integrar uma mesa redonda e abrir o diálogo para os convidados presentes.

Confira a cobertura em tempo real do evento em nossa página no Facebook: http://on.fb.me/1s950nb

 

 

09/03/15 - Encontro discute inovação

Câmara Brasil-Alemanha reúne interessados em São Paulo para falar do tema no cenário industrial

 

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK – São Paulo) promove, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), o evento “Warm up e Lançamento das Atividades do Departamento de Inovação e Tecnologia”, a acontecer nesta segunda-feira (16).

O evento é voltado a empresário, executivos, pesquisadores e interessados sobre o tema. Além de apresentar as atividades do departamento visa expor e debater a inovação na indústria.

As palestras abordarão a conjuntura econômica do País, o cenário da inovação e os obstáculos e oportunidades para inovar no Brasil. Entre os palestrantes, contaremos com personalidades das esferas público e privada como a Secretaria de Inovação do MDIC, MAHLE, FIESP, entre outras.

“Inovação é uma palavra que ‘nunca sai de moda’. Há uma preocupação muito grande em inovar, pois é este tema que mantém as indústrias do País competitivas. Mas, para inovar é preciso analisar se a economia está favorável e, principalmente, se o Brasil possui um cenário propício para a inovação. E para não ter erro, saber as facilidades e os desafios que este cenário apresenta”, afirma Bruno Vath Zarpellon, diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia da AHK – São Paulo. “O DIT tem entre seus objetivos promover a inovação e a tecnologia como diferenciais competitivos e aproveitaremos o evento para apresentar nossas atividades e projetos para 2015”, conclui.

Para mais informações, acesse: http://bit.ly/1DF8Fsl

06/03/15 - Encontro trata de inovação

Câmara Brasil-Alemanha reúne interessados em São Paulo para falar do tema no cenário industrial

 

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK – São Paulo) promove, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), o encontro “Warm up e Lançamento das Atividades do Departamento de Inovação e Tecnologia”, a acontecer nesta segunda-feira (16).

O evento é voltado a estudantes, pesquisadores e interessados sobre o tema e visa expor e debater a inovação na indústria e apresentar as atividades do departamento.

Além disso, conta com palestras sobre a conjuntura econômica do País, o cenário da inovação e os obstáculos e oportunidades para inovar no Brasil, nos quais farão parte personalidades das esferas público e privada como MAHLE, FIESP, Secretaria de Inovação do MDIC, entre outras.

“Inovação é uma palavra que ‘nunca sai de moda’. Há uma preocupação muito grande em inovar, pois é este tema que mantém as indústrias do País competitivas. Mas, para inovar é preciso analisar se a economia está favorável e, principalmente, se o Brasil possui um cenário propício para a inovação. E para não ter erro, saber as facilidades e os desafios que este cenário apresenta”, afirma Bruno Vath Zarpellon, diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia da AHK – São Paulo. “O DIT tem o objetivo promover a inovação e a tecnologia como diferenciais competitivos e aproveitaremos o evento para apresentar nossas atividades e projetos para 2015”, conclui.

Para mais informações, acesse: http://bit.ly/1DF8Fsl

 

 

03/02/15 - AHK promove curso de gestão de inovação

Parceria entre Câmara Brasil-Alemanha e Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras visa capacitar jovens e profissionais para a competitividade empresarial

 

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK) e a ANPEI – Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas oferecem a Rota AHK, uma linha de cursos com o objetivo de aprimorar e desenvolver o conhecimento em inovação.

Para o primeiro semestre, serão realizados três cursos com carga horária de 16 horas, voltados a executivos e jovens que se interessem pelo tema.

No primeiro curso, Introdução à Gestão da Inovação, que acontece nos dias 5 e 6 de março, o aluno é introduzido sobre conceitos relacionados à inovação no meio empresarial. As inscrições podem ser feitas até 28 de fevereiro.

“É de suma importância a parceria com uma instituição como a ANPEI, cuja preocupação é disseminar a importância do tema para a competitividade empresarial. Sua plataforma de cursos, EducAnpei, é ideal para a capacitação de jovens e profissionais. A promoção e a propagação da inovação são essenciais para o desenvolvimento da indústria, das pessoas e do País. E, por isso, os cursos oferecidos visam instruir acerca da cultura da inovação, a fim de levá-la para dentro das organizações”, afirma Bruno Vath Zarpellon, diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia da AHK – São Paulo.

Além desse primeiro bloco, serão ministrados ainda os cursos Inovação em Modelos de Negócio e Design Thinking. O primeiro, que acontece nos dias 8 e 9 de abril, pretende apresentar ferramentas que contribuam para a mudança do modelo mental e ajudar a encontrar o caminho da inovação não tecnológica de forma colaborativa com outras pessoas. O segundo, programado para 10 e 11 de junho, visa discutir acerca do Design Thinking como uma metodologia para a solução criativa, centrada no ser humano.

Para mais informações:

Introdução à Gestão da Inovação, clique aqui. http://www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp?id=3304&area=Eventos

Inovação em Modelos de Negócio, clique aqui. http://www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp?id=3306&area=Eventos

Design Thinking, clique aqui. http://www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp?id=3307&area=Eventos

Contato

Bruno Vath Zarpellon
Diretor de Inovação e Tecnologia

Tel.: (+55 11) 5187-5221
Enviar E-mail