Política de Qualidade, Meio Ambiente e Sustentabilidade

A satisfação dos associados e de outros clientes das Câmaras Brasil-Alemanha e interessados é atingida colocando à disposição dos mesmos, serviços com Qualidade, sempre respeitando os requisitos regulamentares e estatutários e as relações entre colaboradores, clientes e fornecedores.

Todas as atividades são conduzidas seguindo os princípios do desenvolvimento ambiental e social sustentável, de forma que não comprometam a possibilidade das gerações futuras continuarem a usufruir dos recursos naturais e da energia conforme suas necessidades.

Neste intuito, as Câmaras Brasil-Alemanha têm um Sistema da Qualidade implantado, certificado desde 1995 na AHK São Paulo, e o mantém conforme a norma NBR ISO 9001:2008. A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo mantém também um Sistema de Gestão Ambiental conforme a norma NBR ISO 14001:2004, certificado desde 1999, e também é signatária do Global Compact desde 2009.

Desde 2009, a Câmara Brasil-Alemanha São Paulo optou por levantar as emissões de CO2e de suas atividades anuais e compensar estas emissões com a manutenção de uma área reflorestada e certificada. Esta iniciativa é representada e divulgada pelo selo "Carbonfree-Câmara Brasil-Alemanha". Sua metodologia está documentada em procedimento.

Nossa Política

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha no interesse de seus associados, fomenta:
- a economia de mercado promovendo o intercâmbio de investimentos, o comércio, os serviços, a inovação e a sustentabilidade entre a Alemanha e o Brasil,
- a cooperação regional e global entre os blocos econômicos.

A satisfação dos associados e de outros clientes e interessados é alcançada colocando à disposição dos mesmos, serviços com Qualidade, sempre respeitando os requisitos regulamentares e estatutários e as relações entre colaboradores, clientes e fornecedores.

Todas as atividades são conduzidas seguindo os princípios de desenvolvimento ambiental e social sustentável, de forma que não comprometam a possibilidade das gerações futuras continuarem a usufruir dos recursos naturais e da energia conforme suas necessidades. Neste intuito, a Câmara também é signatária do Global Compact.

Para transformar esta Política em realidade, a Câmara segue os seguintes princípios, que possuem o mesmo grau de importância.

1. Princípio da Dignidade
Respeitar a individualidade de cada colaborador, apoiando-o na realização de suas tarefas, fornecendo-lhe meios para atingir seus objetivos e integrando-o ao ambiente de trabalho para que se sinta membro da organização

2. Princípio da Respeitabilidade
Considerar as culturas dos colaboradores, clientes e fornecedores, respeitando as formas individuais de seus pensamentos e seus valores

3. Princípio da Preservação
Procurar sempre preservar o meio ambiente e economizar os recursos naturais e a energia, buscando a prevenção da poluição

4. Princípio da Consideração do Cliente
Atender aos requisitos e às expectativas dos clientes

5. Princípio da Qualidade do Trabalho
Considerar a Qualidade como parte integrante de todas as atividades e considerar as exigências da legislação, das normas aplicáveis e de outros compromissos ambientais e sociais subscritos como requisitos mínimos para suas atividades

6. Princípio da Avaliação
Melhorar a Qualidade dos serviços oferecidos ao cliente, considerando sua avaliação, seu contentamento contínuo e o desempenho de critérios ambientais como decisivos

7. Princípio do Aprimoramento Contínuo
Buscar a melhoria contínua da eficácia do sistema de gestão da qualidade e do meio ambiente, inclusive incentivando trabalhos participativos e a geração de novas idéias

8. Princípio da Educação e Comunicação
Incentivar a divulgação de informações e a introdução de práticas e tecnologias inovativas e preventivas, interna e externamente (na Câmara, em clientes e fornecedores, na comunidade e para o público em geral)

9. Princípio da Parceria
Estabelecer com colaboradores, clientes e fornecedores um relacionamento de confiança e respeito recíproco. Promover a cooperação com órgãos governamentais, universidades, centros de pesquisa, empresas e outras entidades que atuem no controle, na pesquisa e preservação ambiental, na inclusão e nas áreas de Responsabilidade Social

Presidentes:
Werner K. Ross (1994-1998)
Ingo Plöger (1998-2002)
Ben van Schaik (2002- 2005)
Dr. Rolf-Dieter Acker (2005 - 2009)
Weber Porto (2009 - 2013)
Thomas Schmall (2013 - 2014)
Dr. Wolfram Anders (2015 - )

Vice-Presidentes Executivos:
Dr. Klaus-Wilhelm Lege(1991 - 2004)
Thomas Timm (2004 - )

Daniely Andrade
Diretora de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética 

Tel.: (+55 11) 5187-5149
Enviar E-mail