Releases

(+55 11) 5187-5127     Enviar E-mail

25/07/2017 - AHK Startups Connected - Onde interesses se encontram

A iniciativa da Câmara Alemã possibilita o encontro de ideias, negócios e parcerias entre grandes empresas e startups

As inscrições para a iniciativa vão até o dia 4 de agosto

Já parou para pensar no potencial da relação entre startups sedentas a inovar e empresas de grande porte focadas em entregar mais e novos valores para seus clientes? É isso que a Câmara Brasil-Alemanha, por meio do seu departamento de Inovação e Tecnologia, vem promovendo com a iniciativa AHK Startups Connected, que tem como objetivo abrir portas para novas relações de negócios.

Para potencializar essa ação, aconteceu ontem (25) no Campus São Paulo, espaço do Google, mais uma apresentação da inciativa com a presença de representantes das empresas e instituições participantes, que explicaram e deram dicas do que buscam em uma startup. Além de serem divulgados os objetivos e benefícios da iniciativa, o evento foi também uma ótima oportunidade de diálogo e compreensão dos desafios, que nesta edição conta com nove diferentes categorias, cada uma patrocinada/apoiada por uma grande empresa ou instituição. A ideia é buscar soluções para diversos desafios em setores variados, por meio das categorias:  Alemanha (DWIH), Agricultura Digital (Bayer), B2Bank (BMG Uptech), Cidades do Futuro (BASF), Conectividade (Volkswagen), Eletromobilidade (GIZ), Excelência Industrial (Prensas Schuler), Governo Digital (SAP), Inteligência Artificial (Siemens).

As categorias foram definidas a partir das atuais necessidades das empresas e instituições participantes e das tendências em determinadas áreas. A expectativa é que as startups estejam alinhadas aos contextos dos desafios apresentados, proporcionando assim ideias inovadoras para solucionar os desafios.

Bruno Vath Zarpellon, Diretor de Inovação e Tecnologia da Câmara, apresentou os detalhes da iniciativa, que chega esse ano a sua segunda edição e que já soma mais de quinhentas startups participantes. “Queremos nessa edição aumentar ainda mais o engajamento entre as startups e as empresas e as instituições participantes. Nossa ideia com a iniciativa é fomentar esse tipo de parceria, gerando novos negócios e novas relações. Por isso, minha dica para as startups que forem se inscrever é fazer um exercício para entender corretamente os desafios de cada categoria para apresentar uma solução certeira e eficaz.”.

O momento contou também com algumas startups que já participaram da iniciativa para contar sobre suas experiências.  Samira Almeida da Storymax, startups vencedora da edição de 2015, falou sobre os benefícios e os desafios do modelo B2B com empresas de grande porte: “O relacionamento entre empresa e startups traz muito aprendizado e é uma das vantagens para que sigamos no caminho do sucesso.”.

A startups oxiot, vencedora da categoria Digitalização da edição de 2016, também participou da programação: “A partir do Startups Connected conseguimos um movimento interessante para o nosso negócio por meio da relação com a AHK. Ela nos possibilitou vários encontros e parcerias que estão nos “acelerando”. A AHK tem uma cadeia de contatos muito rica!”, afirmou Edson Costa.

A iniciativa Startups Connected está com inscrições abertas até o dia 04 de agosto e é aberta para startups estabelecidas no Brasil ou na Alemanha que se identifiquem com uma ou mais categorias da edição.

Confira todas as categorias desta edição e inscreva sua startup pelo site: www.startupsconnected.com.br

23/06/2017 - Câmara discute o setor da Mineração na era digital

Foto: AHK São Paulo

Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recurso Minerais teve como foco a indústria 4.0 no setor da mineração

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo), por meio do seu Centro de Competência de Mineração e Recursos Minerais, realizou no último dia 22 de junho, em Belo Horizonte, o 2º Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais. Em sua segunda edição, o seminário, que contou com 200 participantes, focou na temática da digitalização do setor, em especial no que se diz respeito às principais oportunidades com a Indústria 4.0. 

Com o tema central “Mineração 4.0 – uma tendência em pauta: tecnologias alemãs para o setor no Brasil”, o evento abriu as portas da Mineração para uma nova era da indústria, denominada 4ª Revolução Industrial. Com a presença de palestrantes da Alemanha e do Brasil, o momento proporcionou aos participantes importantes expertises do setor. Um dos principais questionamentos do seminário foi: “De que forma a Mineração 4.0 pode ser aplicada com sucesso no Brasil?.” Durante as discussões, chegou-se à conclusão de que a temática “Mineração 4.0" é de suma importância não apenas para as Grandes Empresas, mas principalmente para Pequenas e Médias Empresas (PME) do setor da Mineração. O assunto, que ainda gera insegurança para as PMEs, precisa ser encarado como uma importante chave para o sucesso, uma vez que irá proporcionar um custo-benefício e competitividade ímpar para as empresas que seguirem pela digitalização. 

Para Sven-Uwe Schulz, Consultor da Agência Alemã de Recursos Minerais (DERA) dentro da Agência Alemã de Geociências e Recursos Minerais (BGR), a 2ª edição do Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais demonstrou que o tema da "Mineração 4.0" também é de suma importância para a mineração brasileira. “A cooperação Brasil-Alemanha no setor aponta um grande potencial de uma parceria que tende a fortalecer todas as áreas de pesquisa e desenvolvimento da extração de recursos minerais no Brasil de uma forma mais sustentável sem deixar de ser competitivo. Essa relação para a Alemanha também é primordial uma vez que possibilita e garante um fornecimento sustentável de matérias-primas.", completa o Consultor. 

Dividido em painéis, o seminário ainda abordou os avanços com o monitoramento de máquinas e plantas industriais online, as reformas do Ministério de Mineração e Energia e suas possíveis consequências, a segurança na Mineração, entre outros. O evento, do lado brasileiro, foi enriquecido politicamente com a presença de Vicente Lôbo, Secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia (MME) e, do lado alemão, com a presença de Andrea Jünemann, Subsecretária da Unidade de Política Internacional de Recursos Minerais do Ministério de Economia e Energia (BMWi) da Alemanha. 

Entre as autoridades presentes estavam também Jorge Eduardo Ledsham, Diretor-Presidente da CPRM (Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais); Victor Bicca do DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral); Thomas Timm, Vice-Presidente Executivo da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo; Klaus Zillikens, Cônsul-Geral da República Federal da Alemanha no Rio de Janeiro, e Dr. Reinhold Festge, Sócio-Gerente da Haver & Boecker e presidente da Iniciativa Econômica Alemã para a América Latina (LAI).

O 2º Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais, evento anual que repetiu o sucesso de sua estreia, reforçou sua importância como referência para as relações econômicas entre os dois países neste setor. O seminário, que teve Patrocínio Ouro da Haver & Boecker e Siemens e Patrocínio Prata da Bosch, Fugro  e RWE Technology International,  contou com o apoio do Ministério de Economia e Energia (BMWi) da Alemanha e do Governo Federal Brasileiro.

A terceira edição do seminário acontecerá também em Belo Horizonte no dia 21 de junho de 2018. Em breve mais informações no www.ahkbrasil.com.

22/06/2017 - Angela Merkel apoia bolsa de estudo para jovens líderes brasileiros

Esq./dir.: Thomas Timm, João Paulo Amaral (bolsista), Axel Zeidler, Evelyn de Oliveira Araripe (bolsista) e Walter Denk (Foto: AHK São Paulo/Carlo Ferreri)

A Bolsa Chanceler Alemã para futuros líderes do Brasil, que já está com inscrições abertas, possibilita diversas vantagens, como uma bolsa mensal entre 2.150 euros e 2.750 euros

A Alemanha abre suas portas a brasileiros com potencial de liderança por meio da Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes do Brasil (German Chancellor Fellowships for prospective leaders from Brazil). A Bolsa, que tem como objetivo investir em 10 jovens líderes brasileiros para aperfeiçoarem seu talento na Alemanha, é uma ação da chanceler da República Federal da Alemanha, Angela Merkel.

O projeto é uma iniciativa da Fundação Alexander von Humboldt (AvH), que conta com o apoio da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) e do Consulado Geral da Alemanha em São Paulo. A apresentação oficial do programa aconteceu ontem (20), em São Paulo, e contou com a participação especial do Cônsul Geral da Alemanha, Axel Zeidler; do Vice-Presidente Executivo da Câmara Brasil-Alemanha e Embaixador do Projeto no Brasil, Thomas Timm; e do representante da Fundação Alexander von Humboldt, Walter Denk, que veio exclusivamente para este momento. Neste ano, a apresentação da Bolsa ganhou um reforço. Além do tradicional evento de São Paulo na residência oficial do Cônsul Geral da Alemanha, a cidade de Porto Alegre ganhou sua versão no dia anterior (19) e Recife receberá o evento no próximo dia 26 de junho.

A ideia do programa, que já traz um histórico de sucesso em outros países e implementado no Brasil desde 2013, é promover pessoas e projetos com investimentos da Alemanha, incentivando o intercâmbio multicultural, a capacitação profissional e pessoal (networking). Para Walter Denk, o programa é uma grande chance para os brasileiros que querem potencializar suas carreiras. “A cada nova edição, estamos surpreendidos pelo interesse e dedicação dos brasileiros com este projeto.”.

Dicas para se candidatar

O evento contou também com a participação de Evelyn de Oliveira Araripe, uma bolsista que já vivenciou essa experiência. Para Evelyn, o know-how obtido com a Bolsa Chanceler foi inesquecível, moldando e potencializando seu futuro profissional e pessoal. Ela ainda aproveitou para dar importantes dicas aos interessados na bolsa. “O projeto em si é muito importante, mas não o mais importante. Ao meu ver, no application, o principal é você deixar claro o seu potencial em ser uma liderança no tema em que atua. E isso é feito pela carta de motivação e carta de recomendação. A segunda dica é sobre o host. Para aqueles que ainda não acharam o seu host, eu sugiro pesquisar muito online. Entre nos sites das Universidades e Institutos de pesquisa alemães, pois eles costumam ser bem transparentes e divulgam os contatos dos professores e pesquisadores. Não se frustrem com os "nãos" que podem surgir, isso faz parte do processo. Por último, não deixe a inscrição para última hora. O formulário de aplicação é muito detalhado e complexo. Então sugiro começar com antecedência para ter tempo de juntar toda a documentação necessária, revisar o projeto, a carta de motivação e a documentação.”

Tasso Cipriano, também bolsista e que participou da apresentação em Potro Alegre, deixou sua dica: “É importante ler com muita atenção o edital da bolsa e se preparar para a candidatura com a maior antecedência possível. Vale também pesquisar bastante para escolher a instituição anfitriã. Estudar o idioma alemão é, na minha opinião, essencial, ainda que não seja obrigatório para a inscrição. Por fim, acompanhar as dicas oferecidas na página do facebook "Tipps - Estudar e Pesquisar na Alemanha" (https://pt-br.facebook.com/TippsAlemanha/).”.

 

Sobre a Bolsa Chanceler Alemã

Além do Brasil, o programa Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes (Bundeskanzler-Stipendium für angehende Führungskräfte, no original em alemão) é destinado a jovens pesquisadores da China, Índia, Rússia e Estados Unidos. Com isso, o projeto geral contempla, todo ano, 50 jovens líderes (10 bolsistas de cada país), que terão a oportunidade de colocarem em prática seus projetos, patrocinados pela Alemanha. A Bolsa Chanceler contempla várias áreas distintas como Política, Economia, Mídia, Administração ou Cultura.

O programa, que conta com o patrocínio da Chanceler da República Federal da Alemanha, possibilita, também, a oportunidade ímpar de apresentarem o resultado de seus projetos pessoalmente para a Chanceler alemã Angela Merkel.

Formação superior completa, fluência em inglês ou em alemão são alguns dos requisitos da bolsa. Outra exigência é a apresentação de uma carta de recomendação de um mentor para a pesquisa, que pode ser de instituição de ensino privada ou pública. A ajuda mensal para os aprovados varia entre 2.150 euros e 2.750 euros, dependendo das qualificações. Cursos adicionais de alemão, suporte para a família acompanhar o bolsista e as despesas com viagem estão previstos na bolsa. Todos os requisitos podem ser conferidos no edital da fundação

Em um programa inicial de quatro semanas em Bonn e Berlim, os aprovados estabelecem contato com outros bolsistas. Nos primeiros dois meses do programa, todos farão curso intensivo de alemão e nos meses seguintes desenvolvem seus projetos de pesquisa. 

As inscrições para a Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes já estão abertas e vão até o dia 15 de setembro de 2017. A data de início da bolsa é 1° de outubro do ano seguinte (2018) e tem duração de um ano. Mais informações sobre o programa Bolsa Chanceler Alemã: www.humboldt-foundation.de/youngleaders   

Veja o vídeo sobre o programa aqui!  

A Fundação Alexander von Humboldt promove a cooperação acadêmica entre cientistas de excelência e acadêmicos do exterior e da Alemanha por meio de suas bolsas de pesquisa. Informações: http://www.humboldt-foundation.de/

13/06/2017 - Evento apresenta bolsa de estudo na Alemanha para jovens líderes

Foto: Bundesregierung / Sandra Steins

Oportunidade: Alemanha está de olho em jovens líderes do Brasil

A apresentação oficial da nova edição da Bolsa Chanceler Alemã para futuros líderes do Brasil acontece esse ano em Porto Alegre no dia 19 de junho e em São Paulo no dia 20 de junho

Durante a ocasião, participantes terão informações sobre a Bolsa Chanceler, que traz vários benefícios aos bolsistas, incluindo ajuda mensal que varia entre 2.150 e 2.750 euros, além da oportunidade de uma reunião com a Chanceler Alemã Angela Merkel

A Bolsa Chanceler Alemã para futuros líderes do Brasil (German Chancellor Fellowship for prospective leaders from Brazil), que chega em sua nova edição (2017/2018), terá esse ano duas apresentações oficiais no Brasil (São Paulo e Porto Alegre).

No dia 20 de junho, a capital paulista será palco dessa apresentação na residência oficial do Cônsul Geral da Alemanha em São Paulo. O momento contará com a participação especial do Cônsul Geral da Alemanha, Axel Zeidler; do Vice-Presidente Executivo da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo e Embaixador do Projeto no Brasil, Thomas Timm; e do representante da Fundação Alexander von Humboldt, Walter Denk, que vem ao Brasil exclusivamente para este momento.

Um dia antes (19 de junho), a apresentação será pela primeira vez em Porto Alegre na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC). Na ocasião estarão presentes o Cônsul Geral da Alemanha de Porto Alegre, Dr. Stefan Traumann; o membro do Comitê de Seleção do Projeto no Brasil e membro da Diretoria da Câmara Brasil-Alemanha, Dr. Christian Roschmann, e o representante da Fundação Alexander von Humboldt, Walter Denk.

As duas apresentações estarão abertas a todos os interessados na Bolsa  Chanceler e é preciso se inscrever antecipadamente para participar do evento (inscrições até dia 16 de junho), que será seguido por um coquetel.  (Número limitado de participantes)

Durante as apresentações em São Paulo e Porto Alegre, os participantes terão acesso a informações sobre o programa “German Chancellor Fellowship”, que é uma oportunidade única para jovens talentos brasileiros, que, além de impulsionarem suas carreiras, recebem incentivo financeiro para capacitação profissional e pessoal na Alemanha, país detentor de importantes e renomadas universidades, tecnologias e mestres. Além disso, o projeto conta com o patrocínio da Chanceler da República Federal da Alemanha, possibilitando, assim, a oportunidade única de apresentarem seus projetos para a Chanceler Alemã Angela Merkel.

O objetivo da Bolsa Chanceler, que já traz um histórico de sucesso em outros países (China, Índia, Rússia e Estados Unidos) e implementado no Brasil desde 2013, é promover pessoas e projetos com investimentos da Alemanha, incentivando o intercâmbio multicultural. No Brasil, essa iniciativa da Fundação Alexander Humboldt, que conta com a parceria da Câmara Brasil-Alemanha, destaca-se a cada ano com número recorde de inscritos. O Brasil desde a edição retrasada (2015/2016) deixa sua marca totalizando mais aplicações que todos os outros países juntos.

A bolsa de estudo da Fundação Alexander Humboldt tem duração de um ano e as inscrições vão até o dia 15 de setembro de 2017.

Para mais informações, acesse: www.humboldt-foundation.de/youngleaders

 

De olho na Bolsa Chanceler Alemã para futuros líderes

O programa “German Chancellor Fellowship” é destinado a jovens pesquisadores do Brasil, China, Índia, Rússia e Estados Unidos. A iniciativa da Fundação Alexander von Humboldt (AvH) concede ainda os futuros líderes a oportunidade de realizarem um projeto de pesquisa sobre questões mundiais como convidados em cooperação com uma instituição-anfitriã da Alemanha. Com apoio do anfitrião, os bolsistas têm um ano para se concentrarem em seus objetos de estudo. A Bolsa Chanceler contempla várias áreas distintas como Política, Economia, Mídia, Administração ou Cultura.

Formação superior completa, fluência em inglês ou em alemão são alguns dos requisitos da bolsa. Outra exigência é a apresentação de uma carta de recomendação de um mentor para a pesquisa, que pode ser de instituição de ensino privada ou pública. A ajuda mensal para os aprovados varia entre 2.150 euros e 2.750 euros, dependendo das qualificações. Cursos adicionais de alemão, suporte para a família acompanhar o bolsista e as despesas com viagem estão previstos na bolsa. Todos os requisitos podem ser conferidos no edital da fundação

Todos os detalhes serão apresentados durante os eventos de apresentação da nova edição da German Chancellor Fellowships for prospective leaders from Brazil, em São Paulo (20 de junho) e Porto Alegre (19 de junho).

A Fundação Alexander von Humboldt promove a cooperação acadêmica entre cientistas de excelência e acadêmicos do exterior e da Alemanha por meio de suas bolsas de pesquisa. Informações http://www.humboldt-foundation.de/

Serviço São Paulo
Apresentação da nova edição da German Chancellor Fellowship for prospective leaders from Brazil
Data: 20 de junho de 2017  
Horário: 19h00
Local:  São Paulo – SP  
Informações e inscrições: (11) 5187-5140
E-Mail: eventos(at)ahkbrasil.com

Serviço Porto Alegre
Apresentação da nova edição da German Chancellor Fellowship for prospective leaders from Brazil
Data: 19 de junho de 2017  
Horário: 14h00
Local:  PUC Rio Grande do Sul
Av. Ipiranga, 6.681 - Auditório Prédio 5 – Sala 206 - CEP: 90619-900 Porto Alegre / RS
Informações e inscrições: (11) 5187-5140
E-Mail: eventos(at)ahkbrasil.com

Inscrições até dia 16 de junho | Limite de participantes

13/06/2017 - Iniciativa Startups Connected abre inscrições para sua segunda edição

Iniciativa Startups Connected, em parceria com importantes empresas, busca startups brasileiras e alemãs para 8 desafios

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) foi palco no último dia 30 de maio do evento “Startups Connected – Conectando Desafios a Soluções Inovadoras”. O momento representou o fim da primeira edição da Iniciativa Startups Connected e lançamento da segunda edição. A iniciativa centraliza todas as ações direcionadas a startups, como um prêmio (Prêmio Brasil Alemanha de Startups), um programa de aceleração (AHK Startups Accelerator) e uma categoria de associação exclusiva para startups (AHK Startups Hub). 

Durante a ocasião, Bruno Zarpellon, Diretor de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha, e Nathalia Tavares, sócia na consultoria TroposLab, explicaram a dinâmica de toda a Iniciativa Startups Connected. Resumidamente, o Prêmio Brasil-Alemanha de Startups visa identificar e qualificar startups de acordo com a demanda dos patrocinadores e apoiadores. Enquanto isso, o programa de aceleração tem como objetivo desenvolver as companhias empreendedoras e promover negócios entre elas e as empresas envolvidas.

Segundo a maioria dos participantes da 1ª edição, a rede de grandes e médias empresas que a Câmara Brasil-Alemanha possui, assim como seus parceiros, é um dos pontos mais importantes da aceleração e o principal diferencial da iniciativa Startups Connected. “O grande diferencial da aceleração é conectar você com o mercado”, diz Ezequiel Vedana, da Piipee, startup selecionada pela BASF. 

Além disso, o sócio-fundador da Oxiot, Edson Renel, também mencionou a questão do capital humano. “Essa formação nos ajudou bastante, como executivos de uma startup, a melhorar a nossa visão de sócios e empreendedores”. Para Marcio Mariano, da Forsee, startup selecionada pela Siemens, o suporte jurídico da aceleração ajudou a saber como é que tratariam as questões de propriedade intelectual antes de sair ao mercado.

 

Segunda Edição Startups Connected

A segunda edição segue o mesmo modelo da primeira, porém com novos benefícios e desafios.

 

Categorias:

 

  • Alemanha (DWIH);
  • Agricultura Digital (Bayer);
  • B2Bank (BMG Uptech);
  • Cidades do Futuro (BASF);
  • Conectividade (Volkswagen);
  • Eletromobilidade (GIZ);
  • Excelência Industrial (Prensas Schuler);
  • Governo Digital (SAP);
  • Inteligência Artificial (Siemens).

 

Algumas novidades para esta edição:

 

  • Possibilidade de ser incubado pela Ahoy! Berlin;
  • Possibilidade de receber investimento do Banco BMG em troca de participação minoritária;
  • Possibilidade de participar de um roadshow pela Alemanha;
  • Possibilidade de participar do Prêmio Ideias4Action do Banco Mundial.

 

Quais são os benefícios?

Para patrocinadores e apoiadores os benefícios são, entre outros, fomentar o ecossistema de startups, além de encontrar por meio delas soluções inovadoras para demandas em áreas estratégicas de seu negócio.

Já para as startups existem diversas oportunidades, como realizar um pitch no Congresso Brasil-Alemanha de Inovação, participar em ações na Alemanha e até mesmo receber investimento em troca de participação minoritária, sem contar o próprio programa de aceleração feito pela TroposLab.

 

Quem pode participar?

Podem participar startups estabelecidas no Brasil ou na Alemanha que tenham sinergia com as categorias (desafios). As categorias são definidas de acordo com as demandas dos patrocinadores e apoiadores.

 

Datas importantes:

 

  • 07 de junho de 2017: Início das inscrições para a iniciativa Startups Connected;
  • 04 de agosto de 2017: Encerramento das inscrições;
  • 28 de setembro de 2017: Cerimônia do Prêmio Brasil-Alemanha de Startups;
  • Outubro de 2017: Início do programa de aceleração AHK Startups Accelerator.

Para se inscrever e saber todos os benefícios da iniciativa Startups Connected, acesse o site www.startupsconnected.com.br.

05/06/2017 - Oportunidade: Alemanha está de olho em jovens lideranças do Brasil

Foto: Bundesregierung / Sandra Steins

A nova edição da Bolsa Chanceler Alemã para futuros líderes do Brasil, que será lançada no dia 20 de junho, traz vários benefícios aos bolsistas, incluindo ajuda mensal que varia entre 2.150 e 2.750 euros

Os bolsistas selecionados ainda terão a oportunidade de uma reunião com a Chanceler Alemã Angela Merkel com direito a apresentação de seus projetos

A Bolsa Chanceler Alemã para futuros líderes do Brasil (German Chancellor Fellowship for prospective leaders from Brazil), que chega em sua nova edição (2017/2018), terá sua apresentação oficial na próxima terça-feira (20 de junho) na residência oficial do Cônsul da Alemanha, em São Paulo. Esse lançamento vai contar com a participação especial do Cônsul Geral da Alemanha, Axel Zeidler; do Vice-Presidente Executivo da Câmara Brasil-Alemanha e Embaixador do Projeto no Brasil, Thomas Timm; e do representante da Fundação Alexander von Humboldt, Walter Denk, que vem ao Brasil, exclusivamente para este momento. Essa apresentação estará aberta para todos os interessados na Bolsa e é preciso se inscrever antecipadamente para participar do evento (inscrições até dia 16 de junho), que será seguido por um coquetel.  (Número limitado de participantes)

Durante a apresentação oficial, os participantes terão informações exclusivas sobre a candidatura ao programa “German Chancellor Fellowship”, que é uma oportunidade única para jovens talentos, que, além de impulsionarem suas carreiras, recebem incentivo financeiro para capacitação profissional e pessoal na Alemanha, país detentor de importantes e renomadas universidades, tecnologias e mestres. Além disso, o projeto conta com o patrocínio da Chanceler da República Federal da Alemanha, possibilitando, assim, a oportunidade única de apresentarem seus projetos para a Chanceler Alemã Angela Merkel.

O objetivo dessa iniciativa, que já traz um histórico de sucesso em outros países (China, Índia, Rússia e Estados Unidos) e implementada no Brasil desde 2013, é promover pessoas e projetos com investimentos da Alemanha, incentivando o intercâmbio multicultural. No Brasil, essa iniciativa, que conta com o apoio da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) e do Consulado Geral da Alemanha em São Paulo, destaca-se a cada ano com número recorde de inscritos. O Brasil desde a edição retrasada (2015/2016) deixa sua marca totalizando mais aplicações que todos os outros países juntos.

A bolsa de estudo da Fundação Alexander Humboldt tem duração de um ano e as inscrições vão até o dia 15 de setembro de 2017. Para mais informações, acesse: www.humboldt-foundation.de/youngleaders

 

De olho na Bolsa Chanceler Alemã para futuros líderes

O programa “German Chancellor Fellowship” é destinado a jovens pesquisadores do Brasil, China, Índia, Rússia e Estados Unidos. A iniciativa da Fundação Alexander von Humboldt (AvH) concede ainda aos futuros líderes a oportunidade de realizarem um projeto de pesquisa sobre questões mundiais como convidados em cooperação com uma instituição-anfitriã da Alemanha. Com apoio do anfitrião, os bolsistas têm um ano para se concentrarem em seus objetos de estudo. A Bolsa Chanceler contempla várias áreas distintas como Política, Economia, Mídia, Administração ou Cultura.

Formação superior completa, fluência em inglês ou em alemão são alguns dos requisitos da bolsa. Outra exigência é a apresentação de uma carta de recomendação de um mentor para a pesquisa, que pode ser de instituição de ensino privada ou pública. A ajuda mensal para os aprovados varia entre 2.150 euros e 2.750 euros, dependendo das qualificações. Cursos adicionais de alemão, suporte para a família acompanhar o bolsista e as despesas com viagem estão previstos na bolsa. Todos os detalhes serão apresentados durante o evento de apresentação da nova edição da German Chancellor Fellowships for prospective leaders from Brazil no dia 20 de junho.

Todos os requisitos podem ser conferidos no edital da fundação

A Fundação Alexander von Humboldt promove a cooperação acadêmica entre cientistas de excelência e acadêmicos do exterior e da Alemanha por meio de suas bolsas de pesquisa. Informações http://www.humboldt-foundation.de/

Serviço

Apresentação da nova edição da German Chancellor Fellowship for prospective leaders from Brazil
Data: 20 de junho de 2017  
Horário: 19h00
Local:  São Paulo – SP  
Informações e inscrições: (11) 5187-5140
E-Mail

Inscrições até dia 16 de junho | Limite de participantes

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), que comemorou seu centenário em 2016, desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países. 

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como a ampliação estratégica de suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, que atua em 11 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know-how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

24/05/2017 - Comissão de Sustentabilidade da AHK São Paulo debate logística reversa

Com especialistas do setor, o momento focou no progresso e desafios do Acordo Setorial sobre Embalagens Plásticas de Óleos Lubrificantes 

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo), por meio da sua Comissão de Sustentabilidade coordenada por Julian Thomas, Diretor Superintendente Hamburg Süd & Aliança Navegação e Logística, realizou ontem (18 de maio) uma reunião aberta que teve como objetivo discutir a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), com foco no Acordo Setorial sobre Embalagens Plásticas de Óleos Lubrificantes. O momento, que contou com importantes players da área, contribui para uma importante discussão sobre a situação atual do acordo, assim como trouxe casos práticos, metas e desafios para a logística reversa de Embalagens Plásticas de Óleos Lubrificantes.

Para Daniely Andrade, Diretora de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética da AHK São Paulo, a Lei nº 12.305/10, que institui a PNRS é bastante atual e contém instrumentos importantes para permitir o avanço necessário ao País no que se diz respeito aos principais problemas ambientais, sociais e econômicos decorrentes do manejo inadequado dos resíduos sólidos. “O primeiro acordo setorial assinado desde a sanção da Lei foi para fabricantes, importadores, distribuidores ou comerciantes de óleos lubrificantes embalados. A nossa ideia com essa reunião é, portanto, colocar em pauta o assunto para que ele fique cada vez mais pertinente e na rotina do setor. Só assim conseguiremos avançar com práticas e hábitos de consumo sustentável.”, complementa.

Com este acordo, as empresas do setor assumem a responsabilidade compartilhada pelo recolhimento e destinação final dos resíduos de seus produtos, independentemente dos sistemas públicos de limpeza urbana. O recebimento de embalagens usadas de lubrificantes é feito na cadeia de revenda do produto, com veículos especialmente adaptados para o transporte seguro até centrais onde recebem um tratamento inicial, possibilitando seu encaminhamento para as empresas recicladoras licenciadas.

Ezio Camilo Antunes, Diretor Executivo do Instituto Jogue Limpo, trouxe para a reunião sua experiência no gerenciamento de embalagens plásticas de óleos lubrificantes. “O Instituto Jogue limpo foi criado pelos fabricantes de embalagens plásticas de óleos lubrificantes e atua no segmento de varejo, contribuindo com a PNRS que é acabar com os lixões do Brasil! Nosso sistema em prol da logística reversa está funcionando. A meta do Acordo Setorial definida para 2016 foi cumprida já em 2014, ao atingirmos entre 75 e 80% do território nacional.”, explica Ezio.

Mesmo a logística reversa de Embalagens Plásticas de Óleos Lubrificantes estar caminhando bem e com dados positivos, ainda se faz necessário, não apenas atingir metas, mas também superar desafios. Para Irineu Galeski, Assessor Jurídico da Simepetro, o setor ainda precisa se adequar a sua própria realidade para superar os desafios da logística reversa. “Entre as medidas que ainda precisam ser tomadas, destaco a extensão dos efeitos e sanções do Acordo Setorial também para agentes não signatários ou não associados; a implementação da responsabilidade compartilhada para envolver todos os setores do ciclo de vida dos produtos, além de acreditar que é necessário proporcionar incentivos fiscais para produtos provenientes da logística reversa.”   José Roberto Godoy, Diretor Executivo do Simepetro, complementou, “analisando a situação pelo ponto de vista do empresário, há a necessidade do retorno do capital investido e a logística reversa ainda precisa de adequações para não punir injustamente os ‘menores’ do setor. A ideia aqui é proporcionar a competitividade com oportunidades!”.

No que se diz respeito a fiscalização para que as metas sejam atingidas, Roberto Saldys, Chefe Geral do Núcleo de Fiscalização de São Paulo da ANP (Agência Nacional do Petróleo) comentou: “Para se ter uma ideia, em 2016 fizemos 20121 ações de fiscalização, que resultaram em 150 ações com diversos motivos de atuação. O objetivo é sempre estar de olho na destinação final adequada de resíduos, aqui no caso de óleos lubrificantes, para que todo esse processo seja respeitado pelos envolvidos na questão.”

Flávio Ribeiro, Gerente do Departamento de Políticas Públicas de Resíduos Sólidos e Eficiência dos Recursos Naturais da CETESB, acredita que a logística reversa traz um grande potencial de oportunidades! “Existe um grande espaço para novos negócios na área verde! Há, portanto, a necessidade de uma conscientização geral em todas as cadeias de consumo para que a logística reversa, por meio do seu potencial de transformar resíduos, colabore cada vez mais para o aumento dos índices de reciclagem. Assim contribuímos para a geração de novos negócios e para o fluxo financeiro do setor”, complementa Flávio.

17/05/2017 - Câmara Alemã discute Indústria 4.0 no setor da mineração

O 2º Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais, que acontecerá no dia 22 de junho em Belo Horizonte, terá como título central “Mineração 4.0 – uma tendência em pauta: tecnologias alemãs para o setor no Brasil” 

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) realiza, por meio do seu Centro de Competência de Mineração e Recursos Minerais, o 2º Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais no dia 22 de junho, no Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte (MG). Em sua segunda edição, o seminário, que tem como objetivo proporcionar aos participantes conhecimento e expertise sobre as tendências e tecnologias alemãs para o setor, em especial com as oportunidades da Indústria 4.0, terá como tema central “Mineração 4.0 – uma tendência em pauta: tecnologias alemãs para o setor no Brasil”.


Dividido em painéis, o conteúdo do seminário, que reunirá especialistas brasileiros e alemães,  está bem abrangente, englobando diversas vertentes atuais da  mineração, com foco para a 4ª Revolução Industrial. Neste sentido, irá abordar assuntos como, por exemplo,  a digitalização aplicada na indústria de mineração; como ganhar competitividade e redução de custos com as novas tecnologias; os avanços com o monitoramento online, e trará ainda um case de sucesso para o gerenciamento de produção por meio da implementação de um aplicativo móvel. Completando os assuntos, haverá um debate que propõe responder a pergunta: “De que forma a Mineração 4.0 pode ser aplicada com sucesso no Brasil?”.

Além disso, o momento contará com informações atuais sobre as reformas do Ministério de Mineração e Energia e suas possíveis consequências, as quais devem direcionar o País para uma nova dinâmica no setor da mineração. Entre os palestrantes estão Vicente Lôbo, Secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia (MME); Marcello Ribeiro Lima Filho, Sócio da Lima & Feigelson Advogados, e Ruben Fernandes, CEO da Anglo American Brasil. Propostas de cooperação bilateral Brasil-Alemanha também serão expostas por especialistas de renomadas entidades dos dois países como Andrea Jünemann, Subsecretária da Unidade de Política Internacional de Recursos Minerais do Ministério de Economia e Energia (BMWi) da Alemanha; Jorge Eduardo Ledsham, Diretor-Presidente da CPRM (Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais), e Sven-Uwe Schulz, Consultor da Agência Alemã de Recursos Minerais (DERA) dentro da Agência Alemã de Geociências e Recursos Minerais (BGR).

O tema “Segurança na Mineração”, que é de extrema importância, visto os incidentes já ocorridos, também será abordado nesta edição do seminário. Cases de sucesso nesse segmento serão expostos por Alberto Abdu, Gerente de Desenvolvimento de Negócios em Mineração da Bosch, e por Aldo Souza, Diretor de Sustentabilidade da Anglo American Brasil. 

A abertura do seminário contará com a presença de Thomas Timm, Vice-Presidente Executivo da  Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo;  Vicente Lôbo, Secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia (MME);  Andrea Jünemann, Subsecretária da Unidade de Política Internacional de Recursos Minerais do Ministério de Economia e Energia (BMWi) da Alemanha,  Rainer Münzel, Ministro para Assuntos Econômicos e Temas Globais da Embaixada Alemã no Brasil, e  Dr. Reinhold Festge, Sócio-Gerente da Haver & Boecker e presidente da Iniciativa Econômica Alemã para a América Latina (LAI). 

O evento acontece em Belo Horizonte, no dia 22 de junho das 8h15 às 18h30, com coquetel de encerramento. Todas as palestras receberão tradução simultânea português-alemão. Clique aqui para ter acesso a programação completa com os painéis e palestrantes. 

O evento, com inscrições abertas a partir da próxima semana (24 de maio) e encerramento no dia 14 de junho, tem  Patrocínio Ouro da Haver & Boecker e Siemens e Patrocínio Prata da Bosch, Fugro Consult e RWE Technology International, conta com o apoio do Ministério de Economia e Energia (BMWi) da Alemanha e do Governo Federal Brasileiro. 

 

Serviço
II Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais: Oportunidades de negócios e tecnologias alemãs para o futuro da Mineração no Brasil
Data: 22 de junho de 2017 das  08h15 às 18h30
Local:  Hotel Ouro Minas - Avenida Cristiano Machado, 4001 - Ipiranga, Belo Horizonte  
Informações e inscrições, clique aqui!

Obs.: As inscrições estarão abertas a partir do dia 24 de maio e se encerram no dia 14 de junho. Como as vagas são limitadas e há muito interesse na participação do evento, solicitamos aviso prévio da desistência até 14 de junho pelo e-mail: eventos(at)ahkbrasil.com. Assim garantimos a qualidade do evento.

Importante:  o público-alvo do evento são representantes das empresas mineradoras, das instituições públicas da área de mineração, as empresas associadas à Câmara Brasil-Alemanha e empresas da Alemanha do setor interessadas no Brasil. A  confirmação da inscrição estará sujeita a avaliação.
Só serão aceitas inscrições nesse perfil.


Sobre o Centro de Competência de Mineração e Recursos Minerais
O Centro de Competência, instalado no Brasil em setembro de 2015 após autorização do Ministério da Economia e Energia da Alemanha (BMWi), articula a indústria alemã com a indústria extrativa brasileira. Nesse contexto, disponibiliza os seguintes serviços: organização de/participação em eventos técnicos, estudos de mercado, apoio em contatos com órgãos públicos e empresas, intermediação de parceiros de negócios, viagens para participação em feiras e viagens de delegações.

Parte de uma rede mundial, também existem Centros de Competência de Mineração e Recursos Minerais, além do Brasil, nas Câmaras bilaterais na África do Sul, na Austrália, no Canadá, no Chile e no Peru. Mais informações sobre os Centros: www.germanmining.net

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), que comemorou seu centenário em 2016, desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países.           

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como a ampliação estratégica de suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, que atua em 11 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know-how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Para mais informações, acesse: www.ahkbrasil.com.

08/05/2017 - Diversidade contribui para o sucesso das empresas

CEOs de importantes empresas colocaram em cena, durante debate organizado pela AHK São Paulo e a Fundação Espaço ECO®, os principais impulsos e estratégias da política da diversidade para o progresso das corporações

No Brasil, a temática diversidade ocupa cada vez mais a agenda estratégica das grandes empresas. Apesar disso, ainda há a necessidade de que esse movimento faça parte ativa do dia a dia de tantas outras corporações e, para isso, a participação direta das lideranças é imprescindível.

Além de ser uma questão ética e de respeito, a diversidade impulsiona e potencializa os negócios, sendo considerada um conceito chave para o crescimento das empresas. Visando atender à crescente demanda em relação à implementação de ações de diversidade no ambiente de trabalho, a Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), em parceria com a Fundação Espaço ECO® (FEE®), organização instituída pela BASF, realizou no último dia (4) o lançamento de uma iniciativa por meio de ciclos de palestras. O objetivo é discutir os diversos aspectos da diversidade.

O primeiro workshop dessa parceria, que aconteceu por ocasião desse lançamento nas dependências da AHK São Paulo, teve como tema central “Diversidade como Estratégia para os Negócios”, painel que contou com a presença de presidentes de importantes empresas como Ralph Schweens, presidente da BASF e vice-presidente da AHK São Paulo; Theo van der Loo, presidente da Bayer e membro da diretoria da AHK São Paulo, além da participação de Wolf Dio, diretor da GIZ no Brasil (Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, em português).  Durante a oportunidade, os painelistas colocaram suas vivências pessoais e culturais, além de experiências profissionais, mediados por Guilherme Bara, gerente de Relacionamento e Diversidade da Fundação Espaço ECO®.

A importância de as lideranças nas organizações assumirem um papel ativo no quesito diversidade foi colocado em pauta como um fator chave para o sucesso do tema nos negócios. “As lideranças dentro das empresas precisam ser os agentes da diversidade, impulsionando e encorajando os outros segmentos e pessoas da empresa para que se crie e desencadeie uma política de inclusão e diversidade”, explica Ralph Schweens. Nesse sentido Theo van der Loo acrescentou; “Se o CEO não se envolver pessoalmente na temática diversidade em sua empresa, a iniciativa não vai avançar. A questão não pode ficar só no checklist. Acredito que a diversidade está relacionada à justiça e é um assunto que ativa o coração. Por isso, precisamos prosseguir com esse movimento”.

No que se diz respeito a novos projetos de inclusão e diversidade, Wolf Dio, diretor da GIZ no Brasil, comentou que todos os projetos que recebem nesse sentido são analisados por equipes multidisciplinares para que a análise seja vista em sua totalidade, inclusive por um agente na questão. “Procuramos analisar os projetos em todos os seus ângulos, respeitando suas particularidades em prol da diversidade”, comenta Dio.

Para finalizar o painel, Guilherme Bara explicou que a diversidade consiste em um grande desafio, porém já mobilizou muitas empresas. “Se bem gerenciada, a diversidade em todas as suas formas e categorias como religião, deficiência, gênero, orientação sexual, identidade de gênero, aparência física e gerações, só têm a enriquecer as corporações.”.

Guilherme Bara também foi responsável pela apresentação da palestra “Cenários e Desafios para Construir um Ambiente Corporativo Inclusivo”. Para Bara, falar de diversidade é falar de pessoas e esse comprometimento das empresas é fundamental para que a cultura da diversidade e da inclusão sejam implementadas e colocados em prática. Bara complementa: "O nosso objetivo é contribuir para que as empresas consigam implementar a cultura da diversidade. De uma forma geral, a implementação de um ambiente inclusivo contribui não apenas para superar desafios, mas proporciona diversos benefícios como retenção de talentos, equipes mais criativas e inovadoras e uma eficiente conexão com o mercado.”.

Os participantes também tiveram a oportunidade de conhecer um case de sucesso nesse âmbito, que foi exposto por Laura Pires, diretora corporativa de Sustentabilidade do GPA.  Ela colocou em pauta a experiência e expertise da política de diversidade do grupo na França, que já trabalha nessa temática desde 1993.  Em 2015, o grupo no Brasil publicou uma carta de compromisso de diversidade com ações que já estão sendo colocadas em prática e devem ser finalizadas até 2020. "Nós acreditamos na diversidade, pois as diferenças criam valores. Buscamos no respeito às particularidades o impulso para nossa política de inclusão e diversidade.”, explica Laura.

O lançamento da iniciativa ficou a cargo de Thomas Timm, vice-presidente executivo da Câmara Brasil-Alemanha, e Rodolfo Viana, diretor-presidente da Fundação Espaço ECO®. Para Thomas Timm, o tema diversidade é de amplo interesse e chegou o momento de participar desse movimento tão importante. “O início dessa parceria já traz uma visão de um mundo mais justo e inclusivo. Estou contente com a quantidade de participantes nesse evento, pois isso mostra a importância do tema e a necessidade de continuarmos com essa ação!”, complementa. Rodolfo Viana acrescenta: “A nossa ideia é trazer o tema ao debate para sermos agentes desse movimento tão importante, contribuindo com as empresas, seus gestores e a sociedade em geral. A diversidade nesse contexto reforça a importância do pilar social para o desenvolvimento sustentável”.

Com proposta da parceria entre a Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo e Fundação Espaço ECO® (FEE®), ainda este ano acontecerão pelo menos três eventos como parte desse ciclo de palestras. Os temas serão extraídos das sugestões colocadas pelos participantes deste primeiro evento.  As próximas agendas serão divulgadas em breve no site da Câmara Brasil-Alemanha: www.ahkbrasil.com

Para conferir as entrevistas dos palestrantes e painelistas sobre o tema, acesse: http://bit.ly/2piFtIn

 

Sobre a Fundação Espaço ECO®

Criada em 2005 pela BASF, empresa química líder mundial, com apoio da GIZ, agência de cooperação técnica internacional do governo alemão, a Fundação Espaço ECO atua como consultoria em sustentabilidade, com a missão de promover o desenvolvimento sustentável no ambiente empresarial e na sociedade e estimular a melhoria contínua e inovação de processos e produtos. A FEE aplica metodologias que medem os impactos econômicos, ambientais e sociais com base no conceito de Avaliação de Ciclo de Vida (ACV), gerando resultados tangíveis consolidados em planos de ação, com levantamento de indicadores, treinamento e suporte na implementação de projetos para seus clientes e parceiros. Além disso, a FEE® também realiza parcerias com órgãos públicos, universidades, institutos de pesquisa e associações e coordena iniciativas voltadas à conservação ambiental e à gestão sustentável de recursos naturais. Saiba mais em: www.espacoeco.org.br e em www.facebook.com/fundacaoespacoeco. 

 

Sobre a BASF

Na BASF, nós transformamos a química para um futuro sustentável. Nós combinamos o sucesso econômico com a proteção ambiental e responsabilidade social. Os 112 mil colaboradores do Grupo BASF trabalham para contribuir para o sucesso de nossos clientes em quase todos os setores e quase todos os países do mundo. Nosso portfólio é organizado em 5 segmentos: Químicos, Produtos de Performance, Materiais e Soluções Funcionais, Soluções para Agricultura e Petróleo e Gás. A BASF gerou vendas de mais de € 70 bilhões em 2015. As ações da BASF são comercializadas no mercado de ações de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurich (AN). Para mais informações, acesse: www.basf.com.br.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), que comemorou seu centenário em 2016, desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países.

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como a ampliação estratégica de suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, que atua em 11 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know-how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

02/05/2017 - Jogo online torna aprendizado de Ciências mais divertido

Projeto idealizado pela Fundação Siemens e pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha é voltado para alunos entre 10 e 14 anos

Tornar o aprendizado da Ciência mais prazeroso e divertido: este é o objetivo do jogo educacional online do projeto Experimento 10+ da Fundação Siemens, chamado “Gênios da Ciência”. A iniciativa será lançada em maio, em parceria com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo). 

Criado pela Siemens Stiftung (Fundação Siemens), o projeto Experimento 10+ já é realizado em três continentes e tem o objetivo de despertar o interesse das crianças pela Ciência. Para isso, disponibiliza caixas com ferramentas e instrumentos em diversas escolas para que os alunos, junto aos seus educadores, possam aprender mais sobre Ciência por meio de investigação e criatividade, aplicando o ciclo do pensamento científico.

Visando oferecer a mesma oportunidade para um número maior de crianças e de forma mais interativa, foi criado o jogo educacional online “Gênios da Ciência”. A iniciativa é voltada para alunos do ensino fundamental com idades entre 10 e 14 anos que já participam de ações realizadas pela Fundação Siemens. Além disso, a participação também está aberta para alunos de outras escolas que tenham interesse no projeto. 

Interagindo com os moradores da cidade Gênios da Ciência, os jogadores são instigados a resolver desafios nas áreas de Saúde, Energia e Meio Ambiente, como por exemplo, a falta de luz, o descarte incorreto de materiais recicláveis, entre outros. Para isso, os alunos devem escolher os itens corretos disponíveis em sua maleta para realizar cada experimento. A plataforma utilizada possibilita o uso de elementos de simulação e RPG, o que torna a experiência ainda mais envolvente. 

“Essa é uma ação inovadora, alinhada às principais tendências em educação. A missão é desmistificar a ciência, mostrar que ela não é coisa de laboratório e, sim, do dia a dia. Com o Gênios da Ciência – Experimento 10+, será possível simular os impactos de se desligar a energia elétrica de uma fábrica, por exemplo. O estudante terá que testar alternativas para resolver os problemas.”, afirma Bianca Bozon Moreira Talassi, secretária executiva da Fundação Siemens. 

Além de possibilitar o aprendizado de forma lúdica, o jogo também motiva os jovens a realizar experimentos em casa com ajuda de seus responsáveis ou em sala de aula com os professores. Os resultados podem ser compartilhados na plataforma do jogo incentivando a discussão sobre Ciência tanto no ambiente digital, quanto no dia a dia. 

Para que os jovens se engajem ainda mais na proposta do jogo, a Fundação Siemens promoverá um campeonato entre 8 de maio e 11 de agosto. O jovem ganhador será presenteado com um tablet. 

Bruno Vath Zarpellon, diretor do departamento de Inovação e Tecnologia da AHK São Paulo acredita na efetividade do projeto e nas novas mídias: “A parceria com a Fundação Siemens neste projeto é de grande importância para nós, pois também acreditamos na digitalização em sala de aula e na otimização do ensino. As novas gerações pensam de forma diferente e é necessário se adaptar a isso para que a sociedade continue evoluindo e inovando.”.

Os jovens poderão participar do jogo a partir do dia 08 de maio, inscrevendo-se pelo hotsite www.geniosdaciencia.com.br , seguindo as instruções fornecidas na área de cadastro.

 

Sobre a Fundação Siemens:

A antiga Fundação Peter von Siemens - nome dado em homenagem ao fundador da mantenedora - foi criada em 25 de setembro de 1986. Em 2004, obteve o título de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), mudança que possibilitou a ampliação das ações da entidade. A partir de 2012 foi oficialmente nomeada Siemens Fundação Brasil, ou popularmente conhecida como Fundação Siemens. A Fundação foi criada a partir da necessidade de contribuir com o desenvolvimento local, primordialmente nas comunidades onde atua, a partir do entendimento de que ao sermos parte integrante da sociedade, também somos responsáveis por sua situação e ao mesmo tempo, agentes transformadores. Seu foco de atuação está voltado basicamente para a Educação e Desenvolvimento Local através de Tecnologias Básicas.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), que comemorou seu centenário em 2016, desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países. 

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como a ampliação estratégica de suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, que atua em 11 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know-how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

24/04/2017 - AHK São Paulo lança ciclo de palestras sobre diversidade nos negócios

O tema diversidade ocupa cada vez mais a agenda das grandes empresas. O respeito à diversidade é uma forma de promover a inclusão tanto no dia a dia das pessoas como no ambiente corporativo. Sendo assim, a diversidade no quadro de funcionários colabora para o sucesso do negócio e para formar equipes melhores. Visando atender à crescente demanda das empresas em relação à implementação de ações de diversidade no ambiente de trabalho, a Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), em parceria com a Fundação Espaço ECO® (FEE®), organização instituída pela BASF, lança um ciclo de palestras sobre essa temática que está cada vez mais enraizada na rotina das corporações. 

O primeiro workshop dessa iniciativa será realizado no dia 04 de maio, quinta-feira, das 8h30 às 11h00, nas dependências da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (Rua Verbo Divino 1488). O principal tema será “Diversidade como Estratégia para os Negócios”,  o qual fará parte de um painel com a presença de presidentes de importantes empresas como Ralph Schweens, presidente da BASF e vice-presidente da AHK São Paulo; Theo van der Loo, presidente da Bayer e membro da diretoria da AHK São Paulo, além da participação de Wolf Dio, diretor da GIZ no Brasil (Sociedade Alemã para Cooperação Internacional, em português).  Durante a oportunidade, os painelistas discutirão o assunto, mediados por Guilherme Bara, gerente de Relacionamento e Diversidade da Fundação Espaço ECO®. 

 “Construir um ambiente inclusivo é uma poderosa forma de atrair os melhores talentos e desenvolver soluções que atendam de forma mais eficiente os desafios do ambiente corporativo”, afirma Guilherme Bara, que trará para a ocasião a palestra “Cenários e Desafios para Construir um Ambiente Corporativo Inclusivo”.

Um case de sucesso nesse âmbito será exposto por Laura Pires, diretora corporativa de Sustentabilidade do GPA.  Ela colocará em pauta o “Case Grupo Casino: Um olhar Europeu para a Diversidade e Inclusão”. 

Thomas Timm, vice-presidente executivo da Câmara Brasil-Alemanha, e Rodolfo Viana, diretor-presidente da Fundação Espaço ECO®, serão os responsáveis pelo lançamento e abertura dessa iniciativa. “A diversidade é uma das maiores riquezas do ser humano no planeta e a existência de indivíduos diferentes em uma cidade, em um país, ou em uma empresa, com suas diferentes culturas, etnias, gêneros e gerações fazem com que o mundo se torne mais completo, respeitoso e rico. Essa é a nossa intenção com o lançamento desse projeto, que vem de encontro a uma relevante demanda de nossos associados.”, explica Thomas Timm, o qual fará o encerramento do evento com uma visão para os próximos passos no que se diz respeito à temática “diversidade” no ambiente corporativo. 

Durante o evento, os participantes poderão sugerir os temas dos próximos três encontros de 2017 sobre outros aspectos da diversidade. O evento é gratuito e foi pensado principalmente para CEOs, gestores, gerentes de Recursos Humanos, consultores independentes,  além de profissionais de diversas áreas como Negócios, Comunicação, Marketing e Jurídico.  Para mais informações e inscrições, clique aqui!

 

Serviço:

Diversidade como Estratégia para os Negócios

Data: 04/05, quinta-feira.

Horário: 8h30 às 11h30

Onde: Câmara Brasil-Alemanha, Rua Verbo Divino, 1488, 3º andar, Chácara Santo Antônio, São Paulo - SP

Investimento: Gratuito

Inscrições e informações, aqui!

 

 

Sobre a Fundação Espaço ECO®

Criada em 2005 pela BASF, empresa química líder mundial, com apoio da GIZ, agência de cooperação técnica internacional do governo alemão, a Fundação Espaço ECO atua como consultoria em sustentabilidade, com a missão de promover o desenvolvimento sustentável no ambiente empresarial e na sociedade e estimular a melhoria contínua e inovação de processos e produtos. A FEE aplica metodologias que medem os impactos econômicos, ambientais e sociais com base no conceito de Avaliação de Ciclo de Vida (ACV), gerando resultados tangíveis consolidados em planos de ação, com levantamento de indicadores, treinamento e suporte na implementação de projetos para seus clientes e parceiros. Além disso, a FEE® também realiza parcerias com órgãos públicos, universidades, institutos de pesquisa e associações e coordena iniciativas voltadas à conservação ambiental e à gestão sustentável de recursos naturais. Saiba mais em: www.espacoeco.org.br e em www.facebook.com/fundacaoespacoeco. 

 

Sobre a BASF

Na BASF, nós transformamos a química para um futuro sustentável. Nós combinamos o sucesso econômico com a proteção ambiental e responsabilidade social. Os 112 mil colaboradores do Grupo BASF trabalham para contribuir para o sucesso de nossos clientes em quase todos os setores e quase todos os países do mundo. Nosso portfólio é organizado em 5 segmentos: Químicos, Produtos de Performance, Materiais e Soluções Funcionais, Soluções para Agricultura e Petróleo e Gás. A BASF gerou vendas de mais de € 70 bilhões em 2015. As ações da BASF são comercializadas no mercado de ações de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurich (AN). Para mais informações, acesse: www.basf.com.br.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), que comemorou seu centenário em 2016, desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países.

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como a ampliação estratégica de suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, que atua em 11 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know-how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

10/04/2017 - Feira conhIT - Câmara e Federação Brasileira de Hospitais firmam parceria

Foto: Divulgação conhIT – Connecting Healthcare IT

A Câmara Brasil-Alemanha (AHK São Paulo), representante oficial da Messe Berlin no Brasil, organizadora das feiras que acontecem em Berlim, potencializa ações no eixo Brasil-Alemanha para essas feiras, dentre elas, a conhIT – Connecting Healthcare IT, feira alemã líder no setor de Tecnologia de Informação (TI) para a área da Saúde da Europa.

Neste ano, a conhIT comemora 10 anos de existência sob o mote “10 anos de conhIT – Nós conectamos saúde com TI inovadora”. Realizada em Berlim entre os dias 25 e 27 de abril, a conhIT tem o objetivo de promover o networking entre fabricantes, usuários, autoridades e membros de instituições científicas em prol do desenvolvimento de novas tecnologias e produtos para a área da Saúde. Em sua edição passada, a feira contou com 9.000 visitantes – destes 79% tomadores de decisão – e 451 expositores de 16 países.

Para potencializar esse cenário em 2017, a Câmara firmou parceria com a Federação Brasileira de Hospitais (FBH), uma das maiores representantes da rede de saúde privada no País, composta por mais de 6.784 hospitais associados, dos quais 2.916 prestam atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A FBH apoiará institucionalmente a conhIT e a 10ª edição da feira. O objetivo dessa parceria é divulgar todo o conhecimento adquirido na conhIT 2017 para disseminação de novas tendências, práticas e tecnologias no setor de Saúde no Brasil, inclusive potencializando a criação de novas pontes entre os mercados brasileiro e alemão.

Com seus 18.000 m², a feira é fruto de parcerias entre as mais renomadas instituições da Alemanha, que auxiliam na organização das atividades realizadas durante os dois dias de sua realização: um congresso, seminários interativos, o Innovation Sessions, o Health Slam e o AppCircus.

Por meio do congresso, dos seminários interativos e do eHealthSlam é possível descobrir os principais problemas da TI na Saúde e como estes estão sendo solucionados com a mais alta tecnologia. Temas muito abordados são o uso da Internet das Coisas, assim como a Digitalização. Já o Innovation Sessions proporciona um espaço no qual as empresas podem apresentar suas últimas tendências.

Grande atração da feira é o AppCircus, a maior competição de aplicativos de saúde do mundo, que neste ano foca plataformas com o tema Big Data e Machine Learning. Startups e desenvolvedores podem inscrever suas criações até o final do mês de fevereiro. Os apps serão avaliados por um júri especial, do qual fazem parte Jesus Del Valle (Head da Bayer Grants4Apps), Guido Burkhardt (qhit healthcare consulting) e Kai Sostmann (Hospital Charité – Universitätsmedizin Berlin).

A Câmara Brasil-Alemanha, como representante oficial da conhIT no Brasil, oferece todo o suporte para empresas brasileiras exporem na Alemanha, assim como ingressos com desconto para os interessados em visitar a feira. Basta entrar em contato pelo telefone (+55 11) 5187-5108 ou ainda pelo e-mail comex@ahkbrasil.com.

Mais informações sobre a feira conhIT – Connecting Healthcare IT e todos os eventos que acontecem dentro desta feira (Congresso, Seminários acadêmicos, Innovation Session, eHealth Slam, AppCircus), clique aqui!

06/04/2017 - Câmara Alemã potencializa startups com direito a ação na Alemanha

Foto: Ricardo Vinicius P. Costa

A crescente conscientização das empresas em relação à necessidade de inovar constantemente e buscar novas tecnologias trouxe maior visibilidade para o modelo de inovação aberta. Em virtude disso, diversas empresas passaram a se aproximar de startups, dado o alto potencial desta relação.

Nesse sentido, a Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, por meio do seu Departamento de Inovação e Tecnologia, lançou no ano passado (2016) a iniciativa Startups Connected, que centraliza todas ações direcionadas às startups. Entre as ações da Câmara que também fazem parte dessa iniciativa estão o Prêmio Brasil-Alemanha de Startup, o programa AHK Startups Accelerator e a categoria AHK Startups Hub.

Como resultado dessas iniciativas, duas startups finalistas do Prêmio Brasil-Alemanha de Startup em 2016 foram convidadas a participar do evento MUST – The Munich Summit. O MUST tem como objetivo apresentar as tecnologias mais inovadoras e aproximar startups de líderes da indústria, investidores e instituições de pesquisa. O evento também se propõe a criar um ambiente, no qual ideias de negócio possam ser transformadas em realidade e acordos concretos possam ser firmados. 

As startups convidadas foram a Alientronics, empresa que desenvolveu um Sistema de Monitoramento Inteligente para Pneus (TPMS) em parceria com a CETEMP/SENAI e a Avansat, e a Nexer, empresa que criou um dispositivo que pode ser conectado a carros fabricados após 2010, deixando o veículo inteligente. Os dados do carro são enviados pelo hardware para um aplicativo que ajuda o motorista a acompanhar a performance do carro fazendo com que, por exemplo, evite manutenções desnecessárias e otimize o consumo do combustível.

Comentando a experiência
As duas startups que tiveram a oportunidade de participar do MUST – The Munich Summit deixaram um relato dessa experiência na Alemanha:

“Como resultado deste evento, nós fomos convidados para participar de um outro evento de networking com executivos de uma montadora alemã, juntamente com outras startups de Barcelona e algumas que estavam presentes no MUST. Será uma bela oportunidade para começar uma relação com quem já possui fornecedores de sensores de pneus. Estamos entusiasmados com o que está por vir, pelos elogios que recebemos de nosso produto e modelo de negócios, e, ao mesmo tempo, gratificados por todo esforço que a nossa equipe está empregando há mais de 3 anos.” , comentou  Felipe Werle Melz, da Alientronics.

Já Ricardo Vinicius, da Nexer Labs, acrescentou:  “A participação no MUST foi uma experiência excepcional, tanto do ponto de vista profissional quanto pessoal. Desde o início, tivemos como objetivo aprender um pouco do que estava sendo feito na Europa em áreas relacionadas a nossa e apresentar o que estávamos construindo aqui na América do Sul. Acredito que ambos foram bem-sucedidos. O evento foi sensacional em nível de organização e conteúdo. Tive a oportunidade de assistir painéis com grandes profissionais de empresas globalmente renomadas e ampliar bastante nossos conhecimentos. Além disso, tive contato com o ambiente de startups da Baviera que tem crescido muito a cada ano. “

 

De olho no Prêmio Brasil-Alemanha de Startup 2017

As inscrições para a próxima edição do Prêmio Brasil-Alemanha de Startup começam em junho de 2017. Para mais informações entre em contato com o Departamento de Inovação e Tecnologia da Câmara de Comércio Brasil-Alemanha de São Paulo: inovacao(at)ahkbrasil.com.

23/03/2017 - Câmara Brasil-Alemanha tem nova presidência

Da esq./dir.: Martin Duisberg, o Embaixador da Alemanha no Brasil Dr. Georg Witschel, Ralph Schweens, Dr. Wolfram Anders, Dr. Francisco Florence, Philipp Schiemer, Thomas Timm.

Dr. Wolfram Anders, da Robert Bosch, foi reeleito ontem, 23 de março, presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), durante a Assembleia Geral Ordinária da entidade que oficializou sua nova presidência para o exercício 2017-2018. Dr. Anders, que está à frente da AHK São Paulo desde 2015 como presidente, aproveitou o momento para agradecer o envolvimento dos vice-presidentes em suas respectivas áreas de atuação na Câmara (Inovação, Relações Internacionais e Governamentais, Infraestrutura, Pequenas e Médias Empresas e Formação Profissional), além de dar as boas-vindas aos novos membros. 

Os vice-presidentes do período 2017-2018 são Martin Duisberg, DZ BANK; Ralph Schweens, BASF; Philipp Schiemer, Mercedes-Benz; Julian Thomas, Hamburg Süd, e Thomas Timm, vice-presidente Executivo da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo.

AGO foi seguida por seu tradicional jantar, que contou com a participação do Governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Santori, e do presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, Heitor José Müller, que discursaram sobre as preparações e expectativas do 35º (trigésimo quinto) Encontro Econômico Brasil-Alemanha, que acontecerá entre os dias12 e 14 de novembro em Porto Alegre, além de comentarem sobre a importância da relação e cooperação entre a Alemanha e o Estado do Rio Grande do Sul.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), que comemorou seu centenário em 2016, desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países.

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como a ampliação estratégica de suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, que atua em 11 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know-how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

23/03/2017 - Câmara aborda assuntos jurídicos e tributários factuais em pauta no Brasil

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), por meio do seu departamento Jurídico, disponibiliza, desde 2014, a Newsletter Recht & Steuern, com artigos redigidos em alemão ou em inglês. O boletim, que é publicado trimestralmente em parceria com nossos escritórios associados de advocacia e de contabilidade, além de ser enviado às nossas empresas associadas, tem como objetivo disponibilizar informações a um amplo leque de leitores sobre questões legais e fiscais em vigor. 

A nova edição do Newsletter Recht & Steuern (Volume 1/2017), que já está disponível, aborda temas atuais jurídicos e tributários em discussão no Brasil. 

Em um deles, na área jurídica, a PwC comenta uma decisão do TST do final de 2016 que abriu um precedente determinando que os prazos do CLT e da Lei 12.506/2011 para o aviso prévio são obrigatórios para ambas as partes, ou seja, devem ser observados também pelo empregado na hora de pedir demissão. Em outros artigos, são fornecidas informações como: a validade de cláusulas de arbitragem no estatuto da sociedade anônima comentada por Machado Associados; avaliações da Lei Anticorrupção e seus efeitos na área M&A por Zilveti Advogados; e investimentos na área de energias renováveis como sol e biomassa no Brasil, escrito por Gisela Puschmann Anwaltskanzlei

Em relação a assuntos tributários, o Newsletter contém artigos explicando o novo Programa de Regularização Tributária (PRT), que introduz a possibilidade de compensar dívidas com prejuízos fiscais e com o CSLL, comentado por TozziniFreire Advogados. Ademais, é abordada uma visão geral sobre as novas instruções normativas da Receita Federal na área de transparência fiscal e as subjacentes convenções multilaterais, por Rothmann Sperling Padovan Duarte Advogados.

Além disso, são apresentadas informações sobre: a nova Lei complementar 157/2016, a qual assevera aprimoramentos nas normas gerais do ISS, comentado por Rödl & Partners; as novas regras a partir de Julho de 2017 para a inscrição no CNPJ para empresas estrangeiras, por Demarest Advogados; e as novas determinações para o registro de investimentos estrangeiros no Banco Central do Brasil, inclusive a implementação do novo RDE (Registro Declaratório Eletrônico), comentado por Sonia Marques Döbler Advogados.

A publicação completa, assim como as edições passadas da Newsletter Recht und Steuern, podem ser acessadas no link a seguir!

Newsletter Recht & Steuern

17/03/2017 - AHK São Paulo aposta em presença brasileira na Alemanha

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) é representante oficial da Messe Berlin, uma das principais organizadoras de feiras e congressos da Alemanha, e por meio dela promove a presença de empresas e visitantes do Brasil em feiras de diversos ramos realizadas na cidade de Berlim e em algumas localidades da Ásia. 

A instituição tem como principal objetivo o fomento das relações econômicas entre o Brasil e a Alemanha, o que fortalece sua atuação no apoio para expositores e visitantes em dezesseis diferentes feiras alemãs com serviços como organização de estandes coletivos, prestação de informações gerais e específicas sobre o assunto, preparação de contatos comerciais e visitas técnicas em empresas, venda de ingressos com desconto, entre outros. “Nossa parceria com a Messe Berlin tem o objetivo de promover a presença de empresas brasileiras nas feiras alemãs, pois acreditamos no potencial empresarial de nosso País. Desta forma, oferecemos a oportunidade para que estas empresas vivenciem ambientes internacionais e tenham visibilidade em eventos de alto nível.”, afirma Bruna Witkowsky, representante da Messe Berlin no Brasil e gerente de Projetos de Comércio Exterior e Feiras. 

Dentre as feiras que a Câmara Brasil-Alemanha representa destacam-se a IFA Berlin, feira de tecnologia mundialmente reconhecida que oferece também o congresso IFA+ Summit; a ITB Berlin e a ITB Asia, focadas no setor de turismo; a IGW – Semana Verde Internacional que discute os negócios para a indústria de alimentos, agricultura e horticultura e ao mesmo tempo reúne o Fórum Global para Alimentação e Agricultura (GFFA) e a CUBE, que tem como objetivo promover globalmente a conexão do ecossistema de inovação e startups a grandes players da indústria, como por exemplo para a Bayer e a Volkswagen. Esta conexão é feita por meio de eventos em diferentes países e da CUBE Tech Fair, feira que premia a startup melhor avaliada com um milhão de euros.

A lista completa das feiras para as quais a Câmara Brasil-Alemanha presta suporte e oferece seus serviços são:

 

bautec

Setor: Construção civil

Local e data: Berlim, 20-23 de fevereiro de 2018

 

Bazaar Berlin

Setor: Artigos para decoração, presentes, roupas e acessórios artesanais

Local e data: Berlim, 08-12 de novembro de 2017

 

BUS2BUS

Setor: Indústria de ônibus e fornecedores

Local e data: Berlim, 25-26 de abril de 2017

 

CE China

Setor: Eletrônicos de consumo

Local e data: Shenzhen (China), 04-06 de maio de 2017

 

conhIT – Connecting Healthcare IT

Setor: Tecnologia da Informação para a Saúde

Local e data: Berlim, 25-27 de abril de 2017

 

CMS – Cleaning. Management. Services.

Setor: Sistemas e Serviços de Limpeza

Local e data: Berlim, 19-22 de setembro de 2017

 

CUBE Tech Fair

Setor: Inovação e Tecnologia

Local e data: Berlim, 10-12 de maio de 2017

 

IFA – Consumer Electronics Unlimited

Setor: Eletrônicos de consumo

Local e data: 1-6 de setembro de 2017

 

IGW – Semana Verde Internacional

Setor: Indústrias de alimentos, agricultura e horticultura

Local e data: Berlim, 19-28 de janeiro de 2018

 

ILA Berlin Air Show

Setor: Indústria da Aviação, Aeroespacial e fornecedores

Local e data: Berlim, 25-29 de abril de 2018

 

InnoTrans

Setor: Tecnologia de Transportes e seus Componentes, Veículos e Sistemas

Local e data: Berlim, 18-21 de setembro de 2018

 

ITB Asia

Setor: Turismo no Mercado Asiático

Local e data: Singapura, 25-27 de outubro de 2017

 

ITB Berlin

Setor: Turismo

Local e data: Berlim, 07-11 de março de 2018

 

micro photonics

Setor: Tecnologias no ramo de microfotônica

Local e data: Berlim, data a ser definida

 

Stage|Set|Scenery

Setor: Tecnologias para Teatro, Óperas, Museus, Exposições, Filmes, Emissoras de Televisão, Eventos, Festivais e Concertos

Local e data: Berlim, 20-22 de junho de 2017

 

Wasser Berlin International

Setor: Água e Saneamento

Local e data: Berlim, 28-31 de março de 2017

 

Para saber como expor ou adquirir ingressos para visitar as feiras na Alemanha entre em contato com o Departamento de Comércio Exterior e Feiras da Câmara Brasil-Alemanha pelo e-mail comex(at)ahkbrasil.com ou pelo telefone (+55 11) 5187-5108. Mais informações podem ser acessadas clicando aqui. (http://www.ahkbrasilien.com.br/pt/a-camara/departamentos/comercio-exterior/feiras/

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países.

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como a ampliação estratégica de suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, que atua em 11 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know-how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

17/03/2017 - Palestra foca na nova administração Trump e seu impacto no Brasil

Desde o dia 09 de novembro de 2016, Donald Trump, contrariando pesquisas e previsões, venceu Hillary Clinton e foi eleito o 45º presidente dos Estados Unidos. A partir desse momento, o mundo assistia o início de um novo capítulo da história presidencial dos Estados Unidos. Trump assumiu a Casa Branca no dia 20 de janeiro de 2017, após oito anos do governo de Barack Obama, com propostas polêmicas que afetam a economia de outros países, inclusive a do Brasil.

Mas de que forma o Brasil pode ser afetado pelas propostas de Trump?  Pensando em responder não só a essa pergunta, mas todas as vertentes dessa conjuntura, a Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) trará, no próximo dia 21 de março, às 18h30, em suas dependências (Rua Verbo Divino 1488 3º andar), a palestra “2 meses de administração Trump: Status quo, e perspectivas para relação EUA-Brasil”.

A palestra, que contará com a especialista Fernanda Magnotta, coordenadora do Curso de Relações Internacionais da FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado), tem como objetivo apresentar um overview da relação entre Brasil e Estados Unidos, e quais os impactos da nova administração Trump para o País.

“A ideia com este evento é colocar em pauta os fatores políticos, econômicos e sociais que levaram à vitória de Donald Trump e de que modo estes elementos têm condicionado a administração republicana. Além disso, serão debatidos os principais projetos propostos pelo atual governo em termos de sua viabilidade institucional e das possíveis continuidades e rupturas em relação à administração Obama à luz dos riscos e dos desdobramentos domésticos e internacionais possíveis.”, explica Fernanda Magnotta.

Fernanda Magnotta, que acompanhou in loco as eleições presidenciais dos Estados Unidos, como visiting fellow da Universidade de Akron, a convite do Departamento de Estado norte-americano, é doutoranda e mestre de PPGRI San Tiago Dantas (UNESP / UNICAMP / PUC-SP), pós-graduada em Globalização e Cultura (FESP-SP) e graduada em Relações Internacionais (FAAP). Seus principais focos de pesquisa englobam tradições e ideologias políticas dos EUA e processos de formulação e tomada de decisões no contexto norte-americano. Já trabalhou para o Americas Program do Center for Strategic and International Studies (CSIS) de Washington, DC e atualmente é coordenadora do Curso de Relações Internacionais da FAAP. Fernanda é autora do livro "As Ideias Importam: O Excepcionalismo Norte-Americano no Alvorecer da Superpotência" (2016) e também pesquisadora do Núcleo de Estudos e Análises Internacionais (NEAI) do IPPRI / UNESP. Recentemente, foi a Chefe de Delegação do Brasil na Cúpula da Juventude do G-20, na China.

Serviço:
Nova administração Trump - status e impacto para o Brasil

Horário: das 18h30 até as 20h30
Data: terça-feira, 21 de março de 2017
Local: Câmara Brasil-Alemanha - Rua Verbo Divino, 1488, 3º andar - São Paulo

09/02/2017 - Câmara realiza GIE de Mineração

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, por meio do seu Centro de Competência de Mineração e Recursos Minerais, realizará, no próximo dia 15 de fevereiro em São Paulo, a 1ª Reunião do Grupo de Intercâmbio de Experiências de Mineração (G.I.E de Mineração) do ano de 2017. 

O GIE de Mineração é um encontro para as empresas trocarem conhecimentos sobre os temas recorrentes do setor. O momento possibilita ainda aos participantes discutirem as tendências do mercado, a conjuntura atual, além de apresentarem soluções tecnológicas para o ramo. 

A palestra em destaque trará o tema “Tecnologia alemã de andaimes para manutenção e montagem de plantas de mineração” e será ministrada pelo engenheiro Helcio Moraes, diretor comercial da PERI Brasil, o qual vai detalhar a utilização de andaimes no setor. 

Durante o encontro, que é gratuito, as empresas também poderão participar do planejamento do II Seminário Brasil – Alemanha de Mineração e Recursos Minerais, evento que ocorrerá no dia 22 de junho de 2017 em Minas Gerais.

   

Serviço:
1ª Reunião do Grupo de Intercâmbio de Experiências de Mineração (G.I.E de Mineração)  

Local: Câmara Brasil-Alemanha  | Rua Verbo Divino, 1488 - 3º andar, Chácara Santo Antônio - São Paulo

Quando: quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017
Horário: 09:00hs Até13:30  

Gratuito

 

Para mais informações e inscrições, clique aqui!

09/02/2017 - Centro de Mineração Alemão promove rede de contatos

O setor de Mineração e Recursos Minerais representa um grande potencial para a indústria mundial. Sabendo disso, a Alemanha, país industrializado e de alta tecnologia, que depende da importação de matérias-primas energéticas e minerais, desenvolve uma rede mundial nesse setor por meio do German Mining Network. Um dos objetivos dessa rede é agregar mais valor e conhecimento, alinhados a conceitos sustentáveis, para garantir um trabalho focado, produtivo e sem impactos ambientais. Além disso, atua como uma plataforma de mediação entre os interessados da área, especialistas e produtores do setor com as empresas alemãs a fim de alinharem parceiros e projetos.

Neste sentido, o governo federal alemão aprovou, no ano de 2010, sua estratégia para a área com o objetivo de mostrar uma política e um suprimento de matérias-primas que sejam sustentáveis e competitivos em nível internacional. 

Em 2014, depois que a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) elaborou um estudo abrangente sobre o setor de Mineração e de Recursos Minerais, a instituição recebeu, em setembro de 2015, do Ministério da Economia e Energia da Alemanha (BMWi) a autorização para montar o “Centro de Competência de Mineração e Recursos Minerais” no Brasil. Ele foi oficialmente inaugurado em 19 de setembro de 2015 pelo vice-ministro do BMWi Matthias Machnig. O Centro de Competência faz parte de uma rede mundial. Além do Brasil, existem centros especializados de competência em mineração e recursos minerais também na Austrália, no Chile, no Canadá, no Peru e na África do Sul. 

No Brasil, o Centro de Competência é coordenado por Alessandro Colucci, especialista em Mineração e Recursos Minerais, que durante 12 anos atuou como assessor nas associações profissionais Mining (que antes se chamava Máquinas para Mineração) bem como Máquinas para Construção Civil e Materiais de Construção da Associação dos Fabricantes Alemães de Máquinas e Equipamentos (VDMA) e foi responsável, entre outros, pelos mercados na América Latina. 

Os objetivos do Centro foram pauta de uma entrevista da revista “markets international” do GTAI (German Trade and Invest). Os entrevistados foram Alessandro Colucci, coordenador do Centro de Competência de Mineração e Recursos Minerais da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, e Aarti Soerensen, gerente de projeto do Centro Competência de Mineração e Recursos Minerais da Câmara Canadá-Alemanha.

Na entrevista, os dois especialistas comentam a importância de se ter essa rede mundial de parceiros, servindo de plataforma para informações como potenciais de mercado, novas tecnologias, tendências etc.  Além disso, esses centros de competência subsidiam empresas parceiras com trocas de informações, seminários, delegações internacionais etc.  

Veja a entrevista na íntegra, clicando aqui!

08/02/2017 - Câmara aponta principais incentivos fiscais no Brasil

A brochura “So geht’s Tax Incentives in Brasilien”, elaborada pela Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo por meio do seu Departamento Jurídico, oferece um resumo de duas temáticas fiscais relevantes no cenário brasileiro. Uma delas é a concessão de incentivos fiscais pelo Governo Federal, Estadual e Municipal (exceto incentivos nas áreas de cultura, esporte e social). Já a outra temática aborda a utilização do crédito fiscal acumulado pelo contribuinte com sede no Brasil. 

Além de fornecer uma visão geral sobre o sistema de impostos no País, como o IPI, PIS, COFINS, ISS e ICMS, e como receber reembolso desses impostos, os autores explicam em detalhe os incentivos que existem para cada área, como por exemplo os programas REIDI para projetos de infraestrutura, REPETRO para a importação e exportação de produtos petrolíferos, INOVAR-AUTO para a indústria automóvel, RETAERO para a indústria de aviação ou o programa RETID para a área de indústria do armamento, entre outros. Os autores também informam sobre o sistema de drawback e sobre programas regionais, como o SUDAM e SUDENE, bem como sobre as zonas francas no Brasil. 

A publicação “Tax Incentives” faz parte da coleção “So geht’s... in Brasilien”, a qual esclarece, em alemão, aspectos iniciais sobre diversos temas do direito brasileiro, como direito trabalhista, visto, tributos, entre outros.

 Essa e outras publicações estão disponíveis na página da AHK. Clique aqui!

24/11/2016 - Câmara Brasil-Alemanha comemora 100 anos com presença de Pelé

Pelé durante o bate-papo com Dr. Wolfram Anders, presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (à esquerda) e

Ainda durante a festa do centenário aconteceu a entrega do Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha, além do lançamento inédito do livro “100 anos Câmara Brasil-Alemanha - O futuro é a nossa tradição”

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) comemorou ontem, 23 de novembro, os seus 100 anos de atuação no Brasil em grande estilo com um jantar de gala, que contou com mais de 400 convidados entre eles personalidades do eixo Brasil-Alemanha, parceiros, executivos, autoridades e associados da entidade. A ocasião, que foi palco de celebração de importantes e inesquecíveis momentos desse centenário, contou com um convidado especial para todos os presentes: Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, que além de prestigiar o  evento,  participou de um bate-papo com Dr. Wolfram Anders e Thomas Timm, respectivamente presidente e vice-presidente executivo da Câmara Brasil-Alemanha. Pelé foi homenageado com um desenho do seu retrato, produzido à mão especialmente para a ocasião, e por uma ‘camisa 10’ da Alemanha com seu nome gravado nas costas.

O Senior Advisory Board da Câmara , representado por Edgar Horny e Hermann Wever, assim como a presidência da entidade, representada por Marcelo Lacerda, também receberam o retrato especial. Essa homenagem em forma de desenho manual também foi entregue ao Dr. Martin Wansleben,  diretor executivo da Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), e ao  Dr. Reinhold Festge, porta-voz da Iniciativa da Economia Alemã para a América Latina (LAI),  como símbolo de gratidão por seus trabalhos nos últimos anos. A festa contou ainda com importantes momentos como a entrega do Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha e o lançamento oficial do livro “100 anos Câmara Brasil-Alemanha - O futuro é a nossa tradição”.       

“Há um século, exatamente em novembro de 1916, começava-se a desenhar uma trajetória de parceria e sucesso com a inauguração da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (na época União das Firmas Comerciais Teuto-Brasileiras). A partir daí, personalidades extraordinárias, como os meus antecessores na presidência desta Câmara, em conjunto com os Associados, contribuíram com a história da Câmara que a cada época foi ganhando um capítulo que nos orgulha muito.”, comenta Dr. Wolfram Anders, presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo.

Momento: Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha (PPBA) 
Em sua 22ª edição, o Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha 2016 foi entregue excepcionalmente durante a festa de comemoração dos 100 anos da Câmara.  Neste momento,  muitos convidados tiveram a oportunidade de conhecer melhor Dr. Eggert Voscherau, agraciado pelo lado alemão, e Robson Braga de Andrade,  pelo lado brasileiro.

Dr. Eggert Voscherau fez carreira na BASF brasileira e alemã, além de trabalhar na expansão de diversas unidades de negócios da empresa na América do Norte e do Sul. Desde 1996 é membro do Conselho da BASF e, em 2009, foi eleito presidente do Conselho da BASF AG, cargo que manteve até a sua aposentadoria.         

Robson Andrade é, há mais de 30 anos, presidente da Orteng Equipamentos e Sistemas Ltda. e, desde 2010, ocupa a presidência da CNI (Confederação Nacional da Indústria). Por meio da CNI, intensificou os laços entre Brasil-Alemanha, principalmente por seus extraordinários esforços e trabalhos durante os Encontros Empresariais anuais entre os dois países.

Os premiados receberam o troféu das mãos do Dr. Martin Wansleben, diretor executivo da Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK) e do Dr. Wolfram Anders, presidente da AHK São Paulo.  

O Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha foi instituído para homenagear e atestar o reconhecimento público pelas realizações e contribuições de ordem pessoal, profissional ou cultural de pessoas que fortaleceram os laços de amizade e de parceria entre os dois países. A galeria de homenageados com o Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha é integrada por ministros de Estado, políticos, empresários e líderes em suas áreas de atuação. A cada edição do Prêmio, homenageiam-se duas personalidades, uma de cada país.

Momento: “100 anos Câmara Brasil-Alemanha - O futuro é a nossa tradição”  
O livro “100 anos Câmara Brasil-Alemanha - O futuro é a nossa tradição” é um projeto inovador, idealizado e lançado por ocasião do jubileu da Câmara Brasil-Alemanha. Essa publicação inédita, que resgata e documenta os 100 anos de história da Câmara Brasil-Alemanha, conta com um layout moderno e diferenciado. A ideia é proporcionar agilidade e maior interação por meio de vídeos, fotos e QR-Codes, além de aguçar a curiosidade do leitor, o qual entrará em uma interessante viagem através do tempo.            

Paralelamente à trajetória da Câmara, o material traz momentos das empresas parceiras do livro inseridos em seu contexto histórico. Além disso, esse percurso é resgatado e ilustrado com os principais fatos e curiosidades de diversas esferas e segmentos (cultural, econômico, político, esportes, eventos, personalidades etc), que deixaram sua marca a cada momento desse centenário.

São 100 anos de muito trabalho, 100 anos de importantes parcerias e laços, 100 anos em busca de fomentar os caminhos para o futuro. Por isso, a ideia do título “100 anos Câmara Brasil-Alemanha – O futuro é a nossa tradição” cabe perfeitamente com a essência e sintonia que vivemos hoje na nossa Câmara”, comenta Dr. Wolfram Anders, presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo.   

O livro “100 anos Câmara Brasil-Alemanha - O futuro é a nossa tradição”, projeto idealizado pela AHK São Paulo e produzido por seu Departamento de Comunicação Social e de Criação, é destinado para todas as empresas associadas à Câmara, assim como para lideranças políticas e empresariais, importantes multiplicadores, parceiros, instituições e interessados nessa importante e sólida parceria Brasil-Alemanha. 

Esse pioneirismo  e vontade de estar à frente das tendências foi comentado por Thomas Timm, vice-presidente executivo da Câmara Brasil-Alemanha, que complementou: “Podemos dizer que nesses 100 anos todos os envolvidos na nossa Câmara estiveram totalmente dedicados ao pioneirismo, buscando-o com vontade, garra e determinação. O sucesso que colhemos hoje teve como base toda a nossa história e tradição. E para os próximos 100 anos já estamos plantando as sementes de um futuro tão promissor quanto o nosso presente.”

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países. 

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como ampliar estrategicamente suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

Este ano (2016), a AHK São Paulo celebra os seus 100 anos de existências com diversas iniciativas e ações em prol não apenas da sua história, mas também de seus associados, os quais são personagens ativos desse jubileu. A Câmara Brasil-Alemanha, que atua em 11 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

09/11/2016 - Câmara Brasil-Alemanha promove Seminário sobre Eficiência Energética e Energias Renováveis no dia 22 de novembro

A Câmara Brasil-Alemanha, por meio do seu Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética, está organizando a vinda de uma delegação de empresas alemãs da área de Eficiência Energética para o Brasil, juntamente com o Ministério Federal da Economia e Energia da Alemanha (BMWi - Bundesministerium für Wirtschaft und Energie, em alemão) como parte da "Export Initiative Energy Efficiency".

A delegação, formada por empresas alemãs, consultorias e fabricantes de equipamentos, estará em São Paulo entre os dias 21 e 22 de novembro de 2016, com o objetivo de identificar potenciais parceiros de negócios.  Além da capital paulista, esse networking também acontecerá no Rio de Janeiro (23 e 24 de novembro) e Belo Horizonte (25 de novembro).

E para potencializar essa rodada de negócios, será realizado em São Paulo, no dia 22 de novembro, o "Seminário Brasil-Alemanha sobre Eficiência Energética & Energias Renováveis" no auditório ABM (Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração). Além da apresentação de empresas alemãs detentoras de tecnologias, o seminário também vai contar com a participação de especialistas dos dois países, que apresentarão os respectivos mercados no Brasil e Alemanha.

Markus Winter, consultor da energiewaechter GmbH, que falará em nome da Iniciativa de Energia do Ministério da Economia e Tecnologia da Alemanha (BMWi), colocará em pauta o tema “Eficiência energética na Alemanha – boas vindas e introdução”.  Felipe Toro, sócio do Instituto de Eficiência de Recursos e Estratégias de Energia (IREES - Institut für Ressourceneffizienz und Energiestrategien), focará na temática  “Tecnologias e Soluções da Alemanha para Eficiência Enérgica e Energias Renováveis no Brasil”. As “Boas práticas para o uso de energia térmica de resíduos industriais na Alemanha” será o tema de Robert Kunde, cientista Sênior de Desenvolvimento de Sistemas da ZAE Bayern. Para a temática “A experiência da Alemanha no financiamento de eficiência energética”, o seminário contará com a participação de André Aguilar, gestor de investimento da DEG Representação Mercosul -Grupo de Bancos KFW

Mais dois importantes temas completam a programação do seminário: “Lições aprendidas: redes de eficiência energética na indústria alemã (conceito, resultados e perspectivas)” e “ Eficiência Energética no Brasil – status e visão de futuro”.

 

Confira a programação completa do seminário, clicando aqui!

 

Serviço:

Rodada de Negócios com delegação Alemã - eficiência energética e energias renováveis

São Paulo 21 e 22 de novembro de 2016
Rio de Janeiro 23 e 24 de novembro de 2016
Belo Horizonte 25 de novembro de 2016

Seminário Brasil-Alemanha sobre Eficiência Energética & Energias Renováveis
Data:
terça-feira, 22 de novembro de 2016
Horário: das 08:30hs até as 18:00
Local: Auditório ABM ( R. Antônio Comparato, 218, Campo Belo, São Paulo, SP)

Informações e inscrições, clique aqui!

25/10/2016 - Prêmio von Martius 2016 homenageia iniciativas sustentáveis

No dia 19 de outubro, ao final do Congresso Ecogerma 2016, aconteceu a entrega do 15° Prêmio von Martius de Sustentabilidade, organizado pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) e com o patrocínio das empresas Henkel e Lanxess. O evento destaca iniciativas de pessoas, empresas, organizações da sociedade civil e do poder público que promovem ações sustentáveis. 

Os três melhores colocados em cada uma das áreas (Humanidade, Natureza e Tecnologia) foram homenageados. Por conta do centenário da AHK SP, uma categoria a mais foi inserida: a Startups Recursos Hídricos. Reconhecidos profissionais da área da Sustentabilidade julgaram, no total, 133 projetos.

Humanidade

Em primeiro lugar ficou a ABVTex (Associação Brasileira do Varejo Textil), com seu projeto de certificação de fornecedores. Edmundo Lima, diretor executivo da ABVTex, afirmou: “nosso projeto atua na cadeia de fornecimento de produtos de moda. Ele visa levar melhores práticas e responsabilidade social para a área, beneficiando os trabalhadores com as questões de saúde, segurança e condições de trabalho”. Lima completou que a vitória motivará a ampliação da iniciativa em todo o setor.

O segundo lugar ficou para a Prefeitura Municipal de Santo André, que apresentou um plano educativo voltado à gestão e conservação dos recursos hídricos. Em terceiro, ficou o Consorcio Intermunicipal das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, com um programa de educação ambiental a partir de metodologias diferenciadas.

Natureza

A Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras, visando a conservação e restauração da floresta com araucárias associada ao fortalecimento da base de cadeias produtivas, recebeu o primeiro lugar. Em segundo, ficou o Instituto de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental, por conta do seu projeto de avaliações ambientais e extensionismo conservacionista. A Fundação de Pesquisas em Tecnologia e Inovação – IPTI do OI Futuro conseguiu a terceira posição, com sua tecnologia social voltada à geração de trabalho e à educação para a sustentabilidade. 

Tecnologia

O primeiro colocado foi a Iniciativa Verde, que apresentou um plano de adequação de pequenas propriedades rurais com instalações de saneamento básico e sistemas produtivos sustentáveis. A Universidade Federal do Piauí, segundo lugar, entregou um projeto sobre a produção de biodiesel a partir do óleo extraído das vísceras da tilápia. A terceira posição ficou para Engia Brasil Energia, Consórcio Itá, Consórcio Machadinho e UFSC. O trabalho conjunto consiste na instalação, operação e monitoramento de módulos de avaliação com tecnologias fotovoltaicas em oito localidades com climas diferentes, além da manutenção da Usina Fotovoltaica Cidade Azul.

Startup – Recursos Hídricos

A categoria buscou startups com foco em soluções inovadoras para problemas hídricos. A ganhadora foi a Agrosmart S.A., que apresentou um projeto de melhoria da produtividade e otimização do uso de recursos na agricultura, a partir da conexão do agricultor a sua plantação. 

21/10/2016 - Ecogerma destaca Gestão de Água e Oportunidades do Acordo de Paris

O congresso Ecogerma, um dos eventos mais destacados do Brasil na área de Meio Ambiente, Energia e Infraestrutura, enfatizou na edição de 2016 temas relevantes sobre Gestão de Água e Oportunidades do Acordo de Paris.

Organizado pela Câmara de Comércio e Industria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo), por meio do seu Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética, a oitava edição do evento, que aconteceu no dia 19 de outubro, contou com o apoio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e patrocínio da Lanxess.

Desde sua primeira edição (2009), o evento, que propõe incentivar o diálogo e promover tecnologias ambientais, segue como uma plataforma de excelência para que empresas do setor, bem como órgãos do governo se aproximem, troquem experiências e fechem parcerias.

Na abertura do evento, Marcelo Lacerda, presidente da Lanxess e coordenador da Comissão de Sustentabilidade da AHK São Paulo, reforçou a longa e profunda parceria entre Brasil e Alemanha em diversos setores, em especial na área de Sustentabilidade, e complementou: “A Alemanha é palco de inovação e exemplo para ser seguido ou adaptado, o que pode resultar em oportunidades de negócios, principalmente no quesito Sustentabilidade”. Este momento contou ainda com a participação do Sr. Uwe Heye, Cônsul Geral Adjunto do Consulado Geral da Alemanha em São Paulo, e de Nelson Pereira dos Reis, diretor titular do Departamento de Meio Ambiente da FIESP e CIESP.       

No primeiro painel do congresso, o debate ficou por conta dos cenários da crise hídrica hoje e a realidade do reuso de água em São Paulo. Para Samuel Barrêto, gerente de recursos hídricos da TNC do Brasil, a crise hídrica na Região Metropolitana de São Paulo não chegou ao seu fim e com uma frase resumiu seu posicionamento: “O incêndio foi controlado, mas o fogo não acabou!”.  Segundo Barrêto, em momentos de crise é necessário olhar pelo lado da oportunidade, tirando lições da situação. “A ideia é criar uma segurança hídrica e para isso precisamos entender o problema e agir com a mobilização da população, financiamento para proteção, assim como tomar uma atitude em conjunto com governo, instituições e veículos de Comunicação.”

No que diz respeito a Comunicação, Cilene Victor, coordenadora do Centro Interdisciplinar de Pesquisas da Faculdade Cásper Líbero, enfatizou a necessidade da transparência da informação principalmente em assuntos que permeiam uma gestão de crise. “Não resolvemos ainda o problema da água e é um perigo associar as mudanças climáticas à crise hídrica e energética, pois assim coloca-se a culpa só na natureza. É preciso ter transparência e ética para assumir o perigo para solucioná-lo”, complementa Cilene.         

O reuso da água em São Paulo foi o tema abordado por Ivanildo Hespanhol, diretor do CIRRA, o qual acredita nas novas tecnologias do reuso como avanço para a questão ‘água’. “Hoje o tratamento da água é por filtração, método de mais de 200 anos atrás. Essa técnica, além de antiga não elimina as impurezas atuais da água, como hormônios e outros componentes nocivos. Com novos métodos de reuso podemos trazer água potável e segura para o abastecimento da população”, destaca Hespanhol.

Nelson Pereira dos Reis, diretor titular do Departamento de Meio Ambiente da Fiesp e Ciesp, fechou o painel focando as lições aprendidas com a crise hídrica: “O importante nesse cenário é que temos tecnologias e equipamentos para melhorar a situação. Por isso, a indústria tem espaço e condições para crescer ainda mais, porém são necessários incentivos”.

Na parte da tarde, o congresso focou as oportunidades do acordo de Paris, desafios para as energias renováveis e inovações para eficiência energética. Antônio Celso de Abreu Junior, sub-secretário de Energias Renováveis do Estado de São Paulo, abordou as políticas públicas para o desenvolvimento do setor, como incentivos econômicos e leis federais. Além disso, comparou nossa matriz energética com o restante do mundo, mostrando como o País investe na área. “É um mercado em ascensão. Hoje em dia, há um movimento gigantesco de recursos e altos valores de investimentos. Com isso, foram gerados, em 2015, mais de oito milhões de empregos, principalmente na área de energia solar fotovoltaica”, afirmou Antônio.

O tema do segundo painel da tarde foram os desafios e as oportunidades das energias renováveis, conduzido pelo diretor presidente da ABCE (Associação Brasileira de Companhias de Energia Elétrica), Alexei Macorin Vivan. “O setor elétrico brasileiro já tende aos 45% de energia renovável na matriz energética, como estabelecido no Acordo de Paris. Mas os maiores desafios são a gestão e a administração”.     

Carlos Orlando Pereira dos Santos, aluno do European Energy Manager, falou sobre o simulador de viabilidade econômico-financeira para micro geração distribuída fotovoltaica, feito por mais três alunos e com a ajuda de professores. “O objetivo do simulador é apresentar uma ferramenta que permita fazer a análise da viabilidade e do custo/benefício da instalação de energia solar fotovoltaica em casas, empresas e negócios”, explicou.    

Linhas de financiamento para projetos sustentáveis foram apresentados por Ana Paula Shuay, superintendente de Negócios da DESENVOLVE SP. A instituição ajuda propostas que minimizam os problemas ambientais e o consumo energético, para que empresas consigam se inovar.     

O último palestrante foi Brigadeiro Aprígio Azevedo, diretor de Projetos da FIESP, que comentou sobre o Acordo de Paris e apresentou o Brasil como um protagonista na luta contra o aquecimento global. Segundo ele, o sucesso do tratado se dá ao comprometimento de todos os países participantes. “Nenhum homem é uma ilha. Pertencemos à humanidade. Então, o que não é bom para mim, não é bom para a humanidade. Temos que andar de mãos dadas”, finalizou Azevedo.       

Ao final do congresso, aconteceu a cerimônia de entrega do Prêmio von Martius de Sustentabilidade, que prestigia projetos voltados ao desenvolvimento sustentável de diversas áreas. 

11/10/2016 - Câmara Brasil-Alemanha propõe imersão tecnológica na Alemanha

A Câmara de Comércio e IndústriaBrasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), em uma parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), proporciona a empresas brasileiras uma imersão tecnológica em centros de ponta em Inovação e Indústria 4.0 da Alemanha.

Uma comitiva de 23 representantes de empresas e instituições brasileiras desembarca em Berlim, hoje (10 de outubro), para uma série de visitas a polos de referência em Inovação e Manufatura Avançada. A programação inclui um dia para alinhamentos conceituais sobre o projeto alemão para a Indústria 4.0 e quatro dias de visitas técnicas a centros de PD&I públicos e privados e plantas modelo, com o objetivo de promover cooperação entre as instituições alemãs e empresas que operam no Brasil. A imersão à Alemanha acontecerá entre os dias 10 e 14 de outubro.

“A Câmara Brasil-Alemanha entende que a Inovação é fundamental para que empresas e instituições caminhem alinhadas às tendências tecnológicas, com o intuito de alcançarem sempre posições de liderança em seus negócios. Por meio de iniciativas como esta, temos a oportunidade de oferecer às empresas e às instituições brasileiras um maior contato e troca de experiências com a Alemanha, país detentor de tendências, resultando em diferenciais competitivos e catalisando oportunidades”, comenta Bruno Vath Zarpellon, diretor de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo.

“A estratégia de termos um momento de alinhamento conceitual e sermos criteriosos na escolha dos centros visitados tem sido exitosa. Isso é colaboração academia-indústria na prática, e no timing do empresariado. Nas duas imersões já realizadas (nos Estados Unidos e no Brasil), mapeamos ao menos sete desdobramentos, como parcerias entre empresas e centros de pesquisa, e negócios na área de Tecnologia e Inovação”, destaca a diretora de Inovação da CNI, Gianna Sagazio.

O grupo, composto por empresários dos setores aeronáutico, de bens de capital, tecnologia da informação e comunicação, bem como por integrantes do governo, da academia e do terceiro setor, visitará plantas industriais de empresas como a Siemens, Bosch e Telekom. Entre os executivos brasileiros irão representantes da Embraer, GE, Microsoft e Liquigás. A imersão passará pela capital alemã e também pelas cidades de Amberg, Stuttgart e Frankfurt. No grupo, há representantes do MDIC, MCTIC, BNDES, INPI, SUFRAMA, SENAI, EMBRAPII, FAPESP, da Unicamp, entre outros órgãos e instituições.

O Programa de Imersões em Ecossistemas de Inovação está entre as prioridades definidas pela Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) para 2016, organizado pela CNI. A iniciativa integra a agenda de “Inserção Global via Inovação” da MEI e visa facilitar arranjos público-privados em ciência, tecnologia e inovação, incentivando a colaboração de empresas brasileiras com centros de PD&I que atuam na fronteira do conhecimento e no desenvolvimento de talentos para inovação.

A Indústria 4.0 tem sido considerada a nova Revolução Industrial. Entretanto, enquanto países como Alemanha, Estados Unidos e Coreia do Sul estão à frente do desenvolvimento e da aplicação industrial dessas inovações, o Brasil ainda explora pouco as oportunidades nesta área. Pesquisa recente da CNI mostra que apenas 48% das empresas usam uma entre as 10 principais tecnologias digitais.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países. 

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como ampliar estrategicamente suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

Este ano (2016), a AHK São Paulo celebra os seus 100 anos de existências com diversas iniciativas e ações em prol não apenas da sua história, mas também de seus associados, os quais são personagens ativos desse jubileu. A Câmara Brasil-Alemanha, que atua em 13 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

10/10/2016 - IV Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação revelou soluções inovadoras

O final do IV Seminário Brasil-Alemanha de Inovação, que aconteceu dia 29 de setembro, foi reservado para a cerimônia do IV Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, que integra a iniciativa Startups Connected. 

O programa, criado em comemoração aos cem anos da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK SP), encerrou suas inscrições com mais de 216 startups registradas, sendo o Prêmio a principal porta de entrada para os demais benefícios.

O evento ofereceu aos participantes acesso a conteúdo de alto nível, além da oportunidade de networking em um ambiente propício para a geração de negócios e novas parcerias.

Em sua quarta edição, o Prêmio se fragmentou em seis categorias diferentes: Ciências da Vida, Mobilidade, Cultura, Cidades do Futuro e Digitalização.

 

Os vencedores e seus projetos 

Ciências da Vida - Bayer

A vencedora da categoria Ciências da Vida foi a startup Bio Bureau Biotechnology, que criou um coletor de bactérias que pode remover metais da solução (até 90%) para a água e reutilização de metal.

Mobilidade - Volkswagen

A startup Nexer ficou em primeira colocação da categoria Mobilidade, transformando carros comuns em carros conectados, auxiliando os motoristas a se conduzirem de forma mais consciente, econômica e segura, além de criar uma ponte entre eles e as seguradoras, possibilitando uma nova forma de relacionamento.

Cultura – Club Transatlântico

Analisando o setor cultural brasileiro, a startup Prosas conseguiu desenvolver ferramentas gerenciais para investidores sociais privados e públicos, a fim de que os empreendedores possam enviar projetos, que por sua vez podem ser monitorados com êxito e rapidez.

Cidades do Futuro - BASF

Com o projeto “Vorax”, atuante nos problemas de resíduos tipo 1, a Solum Ambiental venceu a categoria Cidades do Futuro, desenvolvida pela BASF, pretendendo se lançar exclusivamente no mercado nacional e internacional de Tratamento de Resíduos, com um produto inovador na solução eficaz do tratamento de materiais tóxicos e resíduos sólidos industriais.

Digitalização - Siemens

Pensando nos processos e produtos abrangentes ao HomeCare, a Oxiot desenvolveu um produto que procura monitorar remotamente a adesão do tratamento à prescrição médica via internet das coisas, tanto em casos de Home Care tanto em Hospitais.

 

AHK Startups Accelerator

Todos os três primeiros colocados de cada categoria serão analisados por meio de um diagnóstico que servirá como base para as empresas patrocinadoras definirem quais startups participarão do programa AHK Startups Accelerator.

Essas avaliações aconteceram através do AHK Pitch Day, componente da Startups Connected em parceria com a AHOY Berlin/São Paulo, que teve como objetivo promover, ao longo do dia 30 de setembro, a aproximação entre startups e grandes empresas, além de apresentar conteúdos estratégicos para as partes citadas.

A ocasião foi restrita para as finalistas do IV Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação e para as empresas patrocinadoras, e fará parte do processo de seleção para o programa AHK Startups Accelerator, acontecendo também um matchmaking com reuniões de até 20 minutos.

Para saber mais detalhes, acesse: www.startupsconnected.com

30/09/2016 - Evento discute os melhores caminhos para a 4ª Revolução Industrial

Seminário Brasil-Alemanha de Inovação, que trouxe as últimas novidades da 4ª Revolução Industrial, contou com a presença de especialistas da Alemanha e Brasil, de presidentes, CEOs e diretores de grandes empresas, como também representantes do governo e de ICTIs.

Simultaneamente ao Seminário, aconteceu a 2ª edição da Feira de Carreiras do DAAD, que teve como objetivo apresentar as oportunidades do mercado alemão para jovens brasileiros.

O tema Indústria 4.0 (ou Manufatura Avançada) foi foco principal da 4ª edição do Seminário Brasil-Alemanha de Inovação, que aconteceu no último dia 29 de setembro, em São Paulo no Espaço de Eventos Villa Blue Tree. O Seminário, que contou com a presença de especialistas da Alemanha e do Brasil, além de presidentes, CEOs e diretores de grandes empresas, e representantes do governo e de ICTIs, teve como objetivo abordar o tema não só pelo ponto de vista de grandes empresas, mas também as de pequeno e médio porte. Além disso, os painéis foram estruturados para que o assunto fosse discutido não somente no que se diz respeito ao futuro desse cenário, mas também ao momento atual. 

Realizado anualmente desde 2013, o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação, que tem como objetivo apresentar temas de grande relevância e as principais tendências de Inovação do Brasil e da Alemanha, é um evento da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), realizado por seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT). O evento conta ainda com o patrocínio das empresas BASF, Bayer, SAP e Siemens, além do apoio do Centro Alemão de Ciência e Inovação (DWIH) e do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD).

Na abertura do evento, o presidente da Câmara, Dr. Wolfram Anders (Bosch Brasil), ressaltou a importância do setor para os trabalhos da AHK São Paulo: “Considerando a posição de liderança da Alemanha em Inovação, o tema se tornou um dos três pilares de atuação da Câmara Brasil-Alemanha. Nosso objetivo, com o Seminário, é reunir os principais agentes do ramo em um mesmo lugar e incentivar iniciativas nesse sentido”.

Paulo Stark, presidente e CEO da Siemens no Brasil, vice-presidente da Câmara e responsável pelo Comitê Inovação do DIT, comentou, durante a abertura do evento, sobre a importância do intercâmbio de tecnologia e inovação entre o Brasil e Alemanha: “Reconhecemos que a Inovação é um diferencial competitivo e a empresa que não aproveitar essa oportunidade de mudança e não se transformar, poderá ser ameaçada. Estamos em um momento de ‘divisor de águas’ de como vamos conduzir nossas empresas nesse novo cenário”. 

Martina Schulze, presidente do Conselho Diretor do Centro Alemão de Ciência e Inovação (DWIH Brasil) participou também da abertura, ressaltando a necessidade em aproximar os dois países na área da Pesquisa e Inovação. “Esse evento também é uma oportunidade de focar o assunto de uma forma mais científica, trazendo pesquisadores de ambos os países. Além disso, apresentamos paralelamente ao Seminário, a 2ª edição da Feira de Carreiras, fornecendo informações do mercado alemão para mais se 120 jovens brasileiros”, complementou Martina Schulze.

Dr. Geord Witschel, Embaixador da Alemanha no Brasil, proferiu algumas palavras durante a abertura do evento: “O Seminário apresenta temas importantes sobre a Inovação e a Tecnologia para ambos os países. Esse ano, traz como tema principal a ‘Indústria 4.0’, assunto que, para mim, é muito importante para o futuro e deve ser discutido por empresas e autoridades”.

O tema “Visão da Alemanha para a Indústria 4.0 e experiências ao redor do mundo” foi apresentado pelo Dr. Alexander Werbik, representante da acatech: “A acatech trabalha com a transferência do conhecimento e recomendações científicas por meio de importantes projetos nas áreas de Energia, Sustentabilidade, Tecnologia, Educação e Tecnologia da Comunicação. Nossa estratégia tem como base uma política que posiciona a Alemanha como uma nação cada vez mais tecnológica e industrial. Nesse sentido, buscamos sempre estar abertos para nos adaptarmos a cada evolução e necessidade”.

O Seminário contou ainda com a participação do Prof. Dieter Rombach, do Instituto Fraunhofer de Engenharia de Software Experimental. O especialista alemão comentou que para o Brasil ser mais competitivo precisa caminhar mais alinhado com esse novo momento industrial: “Somente 58% das empresas brasileiras entendem a importância da tecnologia digital e a Indústria 4.0 e outras transformações digitais são essenciais para a competitividade global.”.

O Prof. Dr. Jürgen Howaldt, responsável por pesquisas sociais da TU Dortmund, afirmou: “Haverá mudanças profundas na indústria com o processo da digitalização. Além disso, o aspecto social transformará nosso comportamento e nossa comunicação. Temos que construir um futuro colocando o ser humano em 1º lugar e capacitando-o para essa nova realidade.”.

Painel: "Diferenciais competitivos providos pela Indústria 4.0"

Os painelistas colocaram suas opiniões em diversas vertentes dessa temática, abordando a questão humana e estrutural das empresas, do papel do governo etc:

“No âmbito do trabalho, surgirão tarefas muito mais desafiadoras e exigentes. Nesse sentido, o ser humano desempenhará um novo papel como organizador e tomador de decisões.” Dr. Wolfram Anders (Bosch Brasil)

"Sobre a questão de universalização: existem diferenças entre os países, assim como existem também diferentes tamanhos de empresas. As maiores não sofrem com a questão de suas nacionalidades, já as PMEs têm mais dificuldade neste sentido. O principal ponto é que todas elas devem modificar suas estruturas internas para atender às necessidades dos consumidores.“ Dr. Alexander Werbik (acatech)

“O papel do Governo Federal e do MCTIC é estimular e incentivar a inovação em todos os seus aspectos. Além disso, temos procurado avançar na qualificação de pessoas e na implementação de formas de incentivo”. Álvaro Toubes Prata (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações)

"As empresas vão precisar se modificar completamente, isso requer flexibilidade, velocidade, qualidade e eficiência nos processos." Paulo Stark (Siemens no Brasil)

Painel: “Oportunidades entre o Brasil e a Alemanha ligadas à Indústria 4.0”

O segundo painel da programação, que  trouxe alinhamentos  e oportunidades ligadas à industrialização inteligente entre os dois países,  contou com a participação de Almir Araujo Silva, Gerente de Marketing Digital América Latina da BASF; João Teixeira, supervisor de engenharia de manufatura da Volkswagen do Brasil; Florian Remann, coordenador do Componente Cadeia de Valor da GIZ; Gianna Sagazio, diretora de Inovação da CNI - Confederação Nacional da Indústria e Herman Augusto Lepikson, diretor no Instituto SENAI de Inovação em Automação. Como resultado desse debate, Gianna Sagazio da CNI afirma: “É preciso formular uma política de inovação para incentivar a competitividade no Brasil". 

Painel: "Brasil 4.0"

O último painel do evento discutiu como o Brasil está inserido neste novo cenário industrial, as perspectivas, os benefícios e desafios. Entre as opiniões:

"Nossa estratégia é escolher um caminho para incorporar a manufatura avançada no mercado brasileiro, a fim de absorver e desenvolver novas competências tecnológicas." Luiz Daniel Willcox (BNDES)

"A cada ciclo temos que nos reinventar, porque os processos mudam. Nosso dever é entendê-los e nos adaptarmos a eles, a fim de continuarmos competitivos." Fernando Faria (Sap do Brasil)

"Os benefícios da Indústria 4.0 são: a redução dos custos de manutenção, a redução do consumo de energia e o aumento da eficiência do trabalho. O processo de produção será adaptado conforme a solicitação do cliente.” Paulo Roberto dos Santos (Festo Brasil)

“A discussão que estamos tendo agora se refere a quais setores priorizar primeiro com nossos investimentos, em quais tecnologias apostar no Brasil e como a legislação trabalhista será adaptada a essa nova realidade.” Marcos Vinícius de Souza (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços)

"Mais de cem países possuem legislação para a proteção de dados. No Brasil, ainda não existe um marco regulatório nesse sentido, o que causa certa insegurança jurídica."  Dennys Antonialli (InternetLab)

De olho sempre no amanhã: Incentivando jovens inovadores

Durante o Seminário, foi aberto um momento para o “Pitch de jovens inovadores”, que contou com a presença de dois participantes da FEBRACE (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia), Paulo Fish e Conrado de Vitor, ambos empreendedores nas áreas de engenharia.

“Os inovadores não nascem por acaso, é preciso estimular nossas crianças desde cedo. A FEBRACE cria a oportunidade para que jovens entrem em contato com diferentes culturas e reconhecidos cientistas”, complementa Roseli de Deus Lopes, coordenadora geral da feira.

23/09/2016 - Seminário de Mão de Obra Estrangeira debate temas factuais do setor

Vista do Seminário Mão-de-Obra Estrangeira, edição Nacional 2016. Foto: AHK São Paulo/ Christian Robert Forster

O Instituto Sócio Cultural Brasil-Alemanha (ISCBA), com apoio da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), realizou, na última sexta-feira (23 de setembro), a edição nacional, em São Paulo, do Seminário Mão de Obra Estrangeira. Em sua 17º edição, o evento colocou em pauta questões sobre Compliance, riscos trabalhistas, a conjuntura político-econômica, as novas regras do Ministério da Justiça para processos imigratórios, além das mudanças no País e o legado da Justiça Federal.

O evento contou com a participação de autoridades públicas, representantes de empresas brasileiras e internacionais e de diversas instituições, assim como profissionais liberais e outros interessados, que puderam também conhecer as experiências de executivos expatriados e a realidade atual na hora da contratação de imigrantes. Representantes do Ministério do Trabalho, do Pacto Global, da Alliance for Integrity, da Divisão de Imigração do Ministério das Relações Exteriores, do Detran-SP, da Polícia Federal, do Departamento de Estrangeiros da Secretaria Nacional de Justiça e do Ministério da Justiça enriqueceram o evento com suas experiências e know-how.

Durante a abertura do Seminário, Hugo Gallo, coordenador-geral de Imigração do Ministério do Trabalho, ressaltou que a palavra chave nesse contexto é a desburocratização.  “ A ideia é uma ‘política de canal aberto’, facilitando que os empresários e agentes tenham respostas mais rápidas e eficiente na obtenção dos vistos de trabalho. Todo o processo hoje, iniciado pelo Ministério do Trabalho, é sério e ganhou um sistema digitalizado, ajudando todo o mercado. Somente 5% ainda é manual, por ser processo antigo. Este evento nos ajuda a debater o assunto abertamente e consequentemente encontrar melhorias para o setor.”, complementa Gallo.

Na sequência, Beatriz Carneiro, secretária executiva da Rede Brasil do Pacto Global, destacou a questão dos Direitos Humanos em relação ao trabalho, principalmente no que se diz respeito aos refugiados. “É necessário a implementação de uma política e projetos que ajudem esses refugiados a entrar no mercado de trabalho da forma mais humana e correta.”,  diz a secretária executiva. 

O evento teve como primeira temática “Compliance: debate e recomendações práticas”. Para Ricardo Gaillard, sócio da área de Compliance e Anticorrupção do escritório Souza Cescon, a empresa precisa ter um comprometimento e responsabilidade no que se diz respeito ao tema Compliance. “É necessário ter padrões para lidar da melhor forma com esse tema, explicando aos funcionários que a impunidade não pode acontecer. Treinamentos e um canal de denúncia interna podem evitar processos corruptos. ” Já para Reynaldo Goto, coordenador do GT Anticorrupção do Pacto Global, a implementação deCompliance em uma empresa é de suma importância e não existe um padrão. Ou seja, é por meio do relatório de risco da própria empresa que se obtém o melhor sistema de Compliance para ela. 

Amanda Rocha, Network Manager Brazil da Alliance for Integrity, comentou que “conversar sobre corrupção abertamente” é o caminho para o sucesso. “Ter hoje um sistema de Compliance, não é apenas um diferencial, mas uma vantagem competitiva”, complementa Amanda Rocha.

O segundo painel, que trouxe o tema “As mudanças no País e o legado da Justiça Federal”, contou com a participação do Juiz Federal Ricardo Nascimento da 3ª Vara Federal de São Paulo. Nascimento explicou que o panorama atual que estamos vivenciando na política do Brasil faz parte de uma unidade e globalização da legislação. “O mundo entende a importância de se combater a lavagem de dinheiro e a corrupção. Todo esse cenário brasileiro contra a corrupção reflete-se também nas empresas. Estamos caminhando para uma mudança de geração e atitude no comando das empresas”.

Um terceiro momento foi conduzido pelo executivo Theunis Marinho, ex-presidente da Bayer Polímeros S.A., que lançou recentemente seu livro “Sonhar Alto, Pensar Grande”. Marinho conversou com os presentes sobre sua trajetória profissional, trazendo uma história de liderança e trabalho em equipe. Logo após sua fala, uma sessão de autógrafos encerrou as atividades da parte da manhã do Seminário.

Durante o almoço, o professor Ricardo Caldas, da Universidade de Brasília, apresentou aos participantes um panorama geral sobre a conjuntura político-econômica do País e quais as perspectivas para o Brasil no período pós-impeachment. Segundo Caldas, a Nação segue uma tendência de melhorar a partir de 2017. Dados da CNI (Confederação Nacional da Indústria) e do Datafolha apontaram que, com a saída da ex-Presidente Dilma Rousseff, a confiança dos empresários e da sociedade vem aumentando gradualmente e o País tem sido visto com “bons olhos” no cenário internacional.

Além disso, o especialista citou as propostas do novo Governo Temer, visando o equilíbrio fiscal, a reforma da previdência, a modernização da legislação trabalhista e o recente anúncio sobre o ambicioso programa de concessões que, de acordo com Caldas, representa uma mudança significativa na competitividade do mercado brasileiro e a retomada do crescimento do País.

Logo depois, o painel composto pelo Dr. Gustavo José Marrone de Castro Sampaio, Secretário Nacional da Justiça e Cidadania, e por Newton dos Anjos (Embraer) discutiu as novas regras do Ministério da Justiça para processos imigratórios. Sampaio discorreu sobre a reestruturação do MJ e a nova lei de imigração, ainda em fase de aprovação, que visa desburocratizar e facilitar os processos de visto e permanência no País. Ambos os palestrantes destacaram a importância da mão de obra estrangeira para o intercâmbio de experiências entre culturas diferentes.

Um debate sobre riscos trabalhistas reuniu novamente dos Anjos, e os demais especialistas Cyntia Sampaio (Roche Químicos e Farmacêuticos), Dra. Regina Duarte (Desembargadora do TRT), e os moderadores Dr. Dario Rabay (Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados) e Renê Ramos (EMDOC), que analisaram um case proposto por Rabay e expuseram as diferentes perspectivas do judiciário e do magistrado.

Por fim, uma mesa redonda composta por Hugo Gallo (Ministério do Trabalho), Aldo Cândido (Ministério do Trabalho), Paulo Sant’Ana (Ministério das Relações Exteriores) e Diógenes Perez de Souza (Polícia Federal), moderados por Tatiana Prado (EMDOC), respondeu perguntas da plateia sobre diversos assuntos, como a greve dos servidores do Itamaraty, os agendamentos de processo de visto na PF e a implementação do novo sistema interno, pedidos de permanência e naturalização e permissão de trabalho para dependentes.

O Seminário, que contou com patrocínio da EMDOC; John Richard; Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados; NETMOVE; Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados e UNION; é uma referência nacional e internacional junto aos profissionais atuantes na área de imigração e temas relacionados. Seu objetivo é proporcionar um rico ambiente de troca de experiência e know-how para todos os profissionais atuantes nas áreas relacionadas.

15/09/2016 - 3ª Conferência Brasil-Alemanha de Inclusão acontece no Rio de Janeiro

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) promoveu em parceria com o Centro de Turismo Alemão (DZT) e a Ottobock, na última quinta-feira (15) na Casa Alemã no Rio de Janeiro, durante as Paralimpíadas Rio 2016, a 3ª Conferência Brasil-Alemanha de Inclusão. Na ocasião, foi lançado pelo presidente da entidade, Dr. Wolfram Anders, o “1º Guia Brasil-Alemanha de Inclusão – Viver Diversidade” no idioma português.

Apresentado primeiramente em alemão em setembro de 2015 em Berlim, o Guia traz artigos de renomados especialistas em inclusão de Pessoas com Deficiência (PcDs), apontando desafios e soluções na Alemanha e no Brasil. A publicação também apresenta cooperações bilaterais em curso e sugestões de maior aproximação e trabalho em conjunto no futuro.

A conferência na Casa Alemã Rio 2016 contou com dois painéis de discussões, moderados pelo vice-presidente executivo da AHK São Paulo, Thomas Timm. O primeiro, voltado a discussões gerais em torno de ações de entidades, da comunidade empresarial e de políticas públicas, contou com os seguintes palestrantes: Dr. Wolfram Anders, presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo; Verena Bentele, comissária dos interesses das Pessoas com Deficiência no Governo Federal Alemão; Sybille Rohrmann, diretora alemã do Colégio Corcovado; Moisés Bauer, diretor de Políticas Temáticas da Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Ministério da Justiça e Cidadania do Brasil e Professor Christoph de Oliveira Käppler, da Universidade Técnica de Dortmund.

Já o segundo painel, focado no esporte enquanto motor da inclusão e instrumento de reabilitação, foi composto por Lars Grael, campeão mundial na Vela e duas vezes medalhista olímpico; professor Thomas Abel da Universidade Esportiva Alemã de Colônia; Friedhelm Julius Beucher, presidente da Federação Alemã de Esporte para Pessoas com Deficiência, e Professor Hans Georg Näder, sócio-gerente da fabricante alemã de próteses e órteses Ottobock.

Avançando na aproximação entre Brasil e Alemanha na inclusão de PcDs, os colégios Humboldt, de São Paulo, e Corcovado, do Rio de Janeiro, assinaram um acordo de cooperação com o colégio de Schalke, da Alemanha, durante o evento. O entendimento tem o objetivo de trocar informações e didáticas na questão escolar de base, ponto de partida para uma sociedade mais inclusiva.

Para fechar o encontro, o gerente de inovações do Centro de Turismo Alemão (DZT), Olaf Schlieper, apresentou as ações inclusivas no turismo sem barreiras na Alemanha. Convidado especial do DZT, o diretor da empresa Turismo Adaptado, Ricardo Shimosakai, compartilhou com o público suas experiências durante viagens pela Alemanha, percorrendo os roteiros que são referência em acessibilidade no país.

Convidados da Câmara Brasil-Alemanha e do DZT seguiram ainda para o Parque Olímpico e Paralímpico da Barra, onde acompanharam uma partida de basquete feminino em cadeira de rodas entre as seleções da Alemanha e dos Países Baixos pelas quartas de final da modalidade nas Paralimpíadas Rio 2016.

Abordando aspectos da inclusão de PcDs na sociedade, a Câmara desenvolve há três anos ações de fomento e apoio a iniciativas na área. Entre elas, destacam-se o próprio Guia de Inclusão, a iniciativa “Atletas do Futuro – Fundo Paraesportivo Brasil-Alemanha” e o intercâmbio de experiências promovido em diversas ocasiões.

Sobre o 1º Guia Brasil-Alemanha de Inclusão – Viver Diversidade:

O conteúdo da publicação está disponível em mídia impressa, como livro, e também digitalmente no site www.incluso.com.br.

Na página, é possível encontrar a versão em PDF e também o “Livro Acessível Dorina Daisy Reader” desenvolvido para pessoas com deficiência visual, cujos ledores dos textos são voluntários colaboradores da Câmara Brasil-Alemanha.

09/09/2016 - Câmara Brasil-Alemanha anuncia personalidades 2016

Foto. Montagem. Bandeiras do Brasil e da Alemanha sobrepostas.

Dr. Eggert Voscherau e Robson Andrade são Personalidades Brasil-Alemanha 2016

É com grande satisfação que a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo anuncia as Personalidades Brasil-Alemanha 2016. Pelo lado alemão, o agraciado é o Dr. Eggert Voscherau  e, pelo lado brasileiro, Robson Andrade. 

Em sua 22ª edição, o Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha 2016 será entregue no dia 23 de novembro, excepcionalmente, durante as comemorações dos 100 anos da Câmara, na cidade de São Paulo. 

Dr. Eggert Voscherau fez carreira na BASF Brasileira e Alemã, além de trabalhar na expansão de diversas unidades de negócios da empresa na América do Norte e do Sul. Desde 1996 é membro do Conselho da BASF e, em 2009, foi eleito presidente do Conselho da BASF AG, cargo que manteve até a sua aposentadoria. 

Robson Andrade é, há mais de 30 anos, presidente da Orteng Equipamentos e Sistemas Ltda. e, desde 2010, ocupa a presidência da CNI (Confederação Nacional da Indústria). Por meio da CNI, intensificou os laços entre Brasil-Alemanha, principalmente por seus extraordinários esforços e trabalhos durante os Encontros Empresariais anuais entre os dois países.
 

Sobre Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha

Instituído em 1995, o Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha é uma iniciativa da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, o qual traz ao reconhecimento público as contribuições de ordem pessoal, profissional ou cultural de pessoas que fortaleceram os laços de amizade e de parceria entre os dois países. A galeria de homenageados com o Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha, que chega esse ano a sua 22ª edição,  é integrada por ministros de Estado, políticos, empresários e líderes em suas áreas de atuação.


Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países. 

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como ampliar estrategicamente suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

Este ano (2016), a AHK São Paulo celebra os seus 100 anos de existências com diversas iniciativas e ações em prol não apenas da sua história, mas também de seus associados, os quais são personagens ativos desse jubileu. A Câmara Brasil-Alemanha, que atua em 13 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

15/08/2016 - AHK São Paulo forma tutores para a indústria

A iniciativa da Câmara Brasil-Alemanha, que possui origem alemã, tem como objetivo aprimorar as ações de instrutores dentro das indústrias e apresentar a importância do acompanhamento e orientação nas dinâmicas diárias de jovens aprendizes

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) abre as inscrições para o curso Formação de Tutores. Realizado por meio de seu Departamento de Formação Profissional, a iniciativa, que possui origem alemã (Ausbildung der Ausbilder - AdA/AEVO), tem o intuito de aprimorar as ações de instrutores dentro das indústrias e apresentar a importância do acompanhamento e orientação nas dinâmicas diárias de jovens aprendizes. Com isso, é imprescindível a capacitação profissional e pessoal do tutor.

Conduzido pelo modelo de ensino dual alemão, a formação é dividida em teoria e prática, fazendo com que os participantes vivenciem todos os possíveis acontecimentos no acompanhamento do jovem aprendiz.

As etapas de aprendizado são acompanhadas por uma metodologia eficaz e o material didático é elaborado pela Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK). Com isso, abrangem debates, trabalhos em grupo, reflexões sobre os processos apresentados, autoavaliações, dinâmicas, estudos de caso e avaliações em grupo. Além disso, no final do curso os alunos são submetidos a uma prova individual dividida em duas partes:

1.    Prova escrita – 70 questões – sobre todos os aspectos vistos no decorrer do curso – 180 minutos – múltipla escolha. 

2.    Prova prática – exercício prático e questionamentos da banca examinadora – 30 minutos. 

Esse programa aconteceu pela primeira vez em maio de 2016 em parceria com a Volkswagen do Brasil. O curso pioneiro no Brasil agradou a todos os participantes e suas respectivas empresas, suprindo suas necessidades anteriores.

Para realizar inscrição, entre em contato com o Departamento de Formação Profissional da AHK São Paulo no número (11) 5187-5113, ou acesse: http://www.ahkbrasilien.com.br/pt/formacao-profissional/formacao-de-tutores-curso/ 

O prazo para as inscrições vai até o dia 5 de outubro.

15/08/2016 - AHK São Paulo promove 1º Seminário sobre Mineração em BH

Nos dias 09 e 10 de agosto, a Câmara Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) realizou o 1º Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais na cidade de Belo Horizonte no estado de Minas Gerais. A conferência contou com 130 participantes e confirmou a intensa demanda por informações e troca de experiências nesta área entre os dois países.

Além da AHK São Paulo, importantes instituições do setor participaram da abertura do evento, foram elas: a CODEMIG (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais), a VDMA (Associação dos Fabricantes Alemães de Máquinas e Equipamentos – em alemão: Verband Deutscher Maschinen- und Anlagenbau) e a Embaixada Alemã. Durante sua fala, Marco Antônio Castello Branco, diretor da CODEMIG, ressaltou o grande esforço do estado de Minas Gerais, em criar uma cadeia de geração de valor para as matérias-primas disponíveis, o que também influenciou na localidade escolhida para realização do evento.

Dr. Reinhold Festge, representante da VDMA e conhecedor do Brasil, ressaltou a necessidade de intensificar a qualidade do desenvolvimento de técnicos e, ainda, que o Brasil deve começar a se identificar como uma nação exportadora, já que conta com maquinário de nível de qualidade internacional.

O cenário da mineração no País é bastante vivo, pois conta com quase 8.900 empresas de mineração ativas, sem mencionar a gigante Vale. Entre as 1.233 empresas de médio porte, cada uma produz anualmente entre 100.000 e 1 milhão de toneladas de material. A produção não se limita somente ao minério de ferro, mas engloba também a produção do ouro, bauxita, fosfato, manganês, cobre, diamante, chumbo, terras raras, zinco, entre outras.

Por conta disso, Rolf Fuchs, fundador da consultoria integrativo de Belo Horizonte, acredita que já passa da hora de se importar com as empresas de pequeno e médio porte e em ascensão que, embora não tenham a mesma demanda de empresas de grande porte, ainda necessitam e requerem novos investimentos em tecnologia.

Sven-Uwe Schulz da Agência Alemã de Recursos Minerais (em alemão: Deutsche Rohstoffagentur) do Serviço Geológico Alemão (em alemão: Bundesanstalt für Geowissenschaften und Rohstoffe) destacou a demanda da indústria do país, que tem grande dependência da importação de matéria-prima. Somente do Brasil a Alemanha importou no último ano (2015), 2,13 bilhões de euros em matéria-prima, entre elas minério de ferro (1,35 bilhões de euros), cobre, grafite, pedras preciosas, nióbio, magnesita, estanho e manganês.

O Embaixador Alemão no Brasil, Dirk Brengelmann, não deixou de mencionar que o interesse da Alemanha pelo Brasil não deve se restringir somente o estado de São Paulo, polo industrial e tradicional local de investimentos, e que espera que a conferência sobre Mineração e Recursos Minerais continue a ser realizada anualmente em Belo Horizonte. Concluindo a abertura do evento, Thomas Timm, vice-presidente executivo da Câmara Brasil-Alemanha não escondeu seu otimismo quanto à relação entre os dois países: “Agora é a hora de conversarmos sobre projetos futuros!”.

O 1º Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais contou com o patrocínio da empresa VULKAN e o apoio do Ministério de Minas e Energia e do IBRAM (Instituto Brasileiro de Mineração). Além disso, foi fomentado pelo BMWi (Ministério da Economia e Energia da Alemanha – em alemão: Bundesministerium für Wirtschaft und Energie) por conta de uma decisão do Parlamento Alemão.

Sobre o Centro de Competência Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais:

O 1º Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais foi organizado pelo Centro de Competência Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais inaugurado pela AHK São Paulo no final de 2015. O Centro é fomentado pelo BMWi (Ministério da Economia e Energia da Alemanha – em alemão: Bundesministerium für Wirtschaft und Energie) por conta de uma decisão do Parlamento Alemão.

27/06/2016 - Bolsa de Estudo: Alemanha de portas abertas aos brasileiros

A Bolsa Chanceler Alemã para futuros líderes do Brasil, que já está com inscrições abertas, possibilita diversas vantagens, incluído bolsa que chega a 2.750 euros

A Alemanha abre suas portas a brasileiros com potencial de liderança por meio da Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes do Brasil (German Chancellor Fellowships for prospective leaders from Brazil). A Bolsa, que tem como objetivo investir em 10 jovens líderes brasileiros para aperfeiçoarem seu talento na Alemanha, é uma ação da chanceler da República Federal da Alemanha, Angela Merkel.

O projeto é uma iniciativa da Fundação Alexander von Humboldt (AvH), que conta com o apoio da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) e do Consulado Geral da Alemanha em São Paulo. A apresentação oficial do programa aconteceu no último dia 23 de junho e contou com a participação especial do cônsul geral da Alemanha,  Axel Zeidler; do vice-presidente executivo da Câmara Brasil-Alemanha e Embaixador do Projeto no Brasil, Thomas Timm; e do responsável pelo departamento de seleção da Fundação Alexander von Humboldt, Dr. Damian Grasmück, que veio ao Brasil, exclusivamente para este momento na residência oficial do cônsul.

A ideia do programa, que já traz um histórico de sucesso em outros países e implementado no Brasil desde 2013, é promover pessoas e projetos com investimentos da Alemanha, incentivando o intercâmbio multicultural, a capacitação profissional e pessoal (networking). Para o Dr. Damian Grasmück, o programa é uma grande chance para os brasileiros que querem potencializar suas carreiras. Durante sua apresentação, Sr. Grasmück comentou que está impressionado com as aplicações dos brasileiros na Bolsa Chanceler. “A cada nova edição, estamos surpreendidos pelo interesse, dedicação e capacitação dos brasileiros para este projeto.  Se compararmos, por exemplo, a edição de 2014/2015 para a edição 2015/2016 (ano passado), houve um aumento extraordinário de aplicações do Brasil. No ano passado foram 217 inscrições, em contrapartida as 50 do ano retrasado. E mais: tivemos 380 aplicações gerais, sendo que 217 foram do Brasil. Ou seja, a soma de aplicações dos outros países não chega aos números do Brasil. Estamos confiantes que, para a nova edição (2016/2017), iremos impulsionar ainda mais esses números.”

O evento contou também com a participação de dois bolsistas aprovados na edição passada e que estão com as malas prontas para a Alemanha. Giovanna Zeny e Ramon de Souza Rodrigues explicaram a trajetória desde a aplicação para a Bolsa até os processos de seleção, tirando dúvidas e apontando os melhores caminhos para os interessados a seguir essa escalada de sucesso.

Além do Brasil, o programa Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes (Bundeskanzler-Stipendium für angehende Führungskräfte, no original em alemão) é destinado a jovens pesquisadores da China, Índia, Rússia e Estados Unidos. Com isso, o projeto geral contempla, todo ano, 50 jovens líderes (10 bolsistas de cada país), que terão a oportunidade de colocarem em prática seus projetos, patrocinados pela Alemanha. A Bolsa Chanceler contempla várias áreas distintas como Política, Economia, Mídia, Administração ou Cultura.

O programa, que conta com o patrocínio da Chanceler da República Federal da Alemanha, possibilita, também, a oportunidade ímpar de apresentarem o resultado de seus projetos pessoalmente para a Chanceler alemã Angela Merkel.

Formação superior completa, fluência em inglês ou em alemão são alguns dos requisitos da bolsa. Outra exigência é a apresentação de uma carta de recomendação de um mentor para a pesquisa, que pode ser de instituição de ensino privada ou pública. A ajuda mensal para os aprovados varia entre 2.150 euros e 2.750 euros, dependendo das qualificações. Cursos adicionais de alemão, suporte para a família acompanhar o bolsista e as despesas com viagem estão previstos na bolsa. Todos os requisitos podem ser conferidos no edital da fundação.

Em um programa inicial de quatro semanas em Bonn e Berlim, os aprovados estabelecem contato com outros bolsistas. Nos primeiros dois meses do programa, todos farão curso intensivo de alemão e nos meses seguintes desenvolvem seus projetos de pesquisa. 

As inscrições para a Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes já estão abertas e vão até o dia 15 de setembro. A data de início da bolsa é 1° de outubro do ano seguinte (2017) e tem duração de um ano. Mais informações sobre o programa Bolsa Chanceler Alemã: www.humboldt-foundation.de/youngleaders   

Veja o vídeo sobre o programa: https://www.youtube.com/watch?v=6O7ZRyJfHSo

A Fundação Alexander von Humboldt promove a cooperação acadêmica entre cientistas de excelência e acadêmicos do exterior e da Alemanha por meio de suas bolsas de pesquisa. Informações: http://www.humboldt-foundation.de/

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países. 

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como ampliar estrategicamente suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

Este ano (2016), a AHK São Paulo celebra os seus 100 anos de existências com diversas iniciativas e ações em prol não apenas da sua história, mas também de seus associados, os quais são personagens ativos desse jubileu. A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, que atua em 11 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

22/06/2016 - Câmara Brasil-Alemanha realiza I Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais

Visando discutir os desafios atuais e as possíveis soluções na área da Mineração no Brasil, a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha realiza, por meio do seu Centro de Competência de Mineração e Recursos Minerais, o I Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais: Oportunidades de negócios e tecnologias alemãs para o futuro da Mineração no Brasil, no dia 9 de agosto, no Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte (MG).

O evento reunirá especialistas brasileiros e alemães, que colocarão em pauta soluções tecnológicas e inovadoras para o futuro do setor, como por exemplo a redução do uso de água e eficiência energética, assim como temas relacionados à segurança operacional e a recuperação de áreas degradadas. A abertura do Seminário contará com a presença de Dirk Brengelmann, embaixador da República Federal da Alemanha no Brasil; de Marco Antônio Castello Branco, diretor-presidente da Codemig (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais); e do Dr. Reinhold Festge, sócio-gerente da Haver & Boecker, presidente da VDMA (Verband Deutscher Maschinen- und Anlagenbau - Associação dos Fabricantes Alemães de Máquinas e Equipamentos) e presidente da LAI (Iniciativa Econômica Alemã para a América Latina).

O Seminário contará com painéis que focarão o atual panorama econômico-político e jurídico no setor da Mineração brasileira, assim como exemplos de oportunidades de negócios em torno do core business da mineração, os últimos desenvolvimentos tecnológicos do setor na Alemanha e produtos que são resultados de parcerias tecnológicas entre os dois países. O evento acontece em Belo Horizonte das 8h30 às 19h, com coquetel de encerramento. Todas as palestras receberão tradução simultânea português-alemão.

Além disso, paralelamente ao Seminário, acontecerá um matchmaking entre fornecedores de tecnologia e clientes brasileiros (das 9h30 às 18h). Empresas interessadas em participar devem entrar em contato diretamente pelo e-mail rohstoffe(at)ahkbrasil.com.

O público-alvo do evento são representantes das empresas mineradoras, das instituições públicas da área de mineração, as empresas associadas à Câmara Brasil-Alemanha e empresas da Alemanha do setor interessadas no Brasil.        

O evento, que tem patrocínio da Vulkan, conta com o apoio do MME (Ministério de Minas e Energia do Brasil) e do IBRAM (Instituto Brasileiro de Mineração). As inscrições vão até o dia 5 de agosto e há limite de participantes.

 

Sobre o Centro de Competência de Mineração e Recursos Minerais

Oficialmente inaugurado em 19 de setembro de 2015 pelo vice-ministro do BMWi Matthias Machnig, o Centro de Competência é coordenado por Alessandro Colucci, especialista em Mineração e Recursos Minerais, que durante 12 anos atuou como assessor nas associações profissionais Mining, bem como Máquinas para Construção Civil e Materiais de Construção da Associação dos Fabricantes Alemães de Máquinas e Equipamentos (VDMA).

O Centro de Competência, montado no Brasil após autorização do Ministério da Economia e Energia da Alemanha (BMWi), articula a indústria alemã com a indústria extrativa brasileira. Nesse contexto, disponibiliza os seguintes serviços: organização de/participação em eventos técnicos, estudos de mercado, apoio em contatos com órgãos públicos e empresas, intermediação de parceiros de negócios, viagens para participação em feiras e viagens de delegações.

Parte de uma rede mundial, também existem Centros de Competência de Mineração e Recursos Minerais, além do Brasil, nas Câmaras bilaterais na África do Sul, na Austrália, no Canadá, no Chile e no Peru.

 

Serviço
I Seminário Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais: Oportunidades de negócios e tecnologias alemãs para o futuro da Mineração no Brasil
Data: 09 de agosto de 2016 das  08h30 às 19h00
Local:  Hotel Ouro Minas - Avenida Cristiano Machado, 4001 - Ipiranga, Belo Horizonte  
Informações e inscrições: https://www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp?id=3610&area=Eventos

Inscrições até dia 05 de agosto de 2016| Limite de participantes

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países. 

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como ampliar estrategicamente suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

Este ano (2016), a AHK São Paulo celebra os seus 100 anos de existências com diversas iniciativas e ações em prol não apenas da sua história, mas também de seus associados, os quais são personagens ativos desse jubileu. A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, que atua em 11 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

15/06/2016 - Alemanha busca futuros líderes brasileiros

A Bolsa Chanceler Alemã para futuros líderes do Brasil, uma iniciativa da chanceler Angela Merkel, tem como objetivo impulsionar a carreira de jovens interessados em novos desafios e em oportunidades na Alemanha


Crédito: Bundesregierung / Sandra Steins

A Alemanha está de olho em jovens brasileiros com potencial de liderança.  Para os interessados em se lançar nessa oportunidade, haverá um evento no próximo dia 23 de junho, em São Paulo, no qual será apresentada a nova edição (2016/2017) da Bolsa Chanceler Alemã para futuros líderes do Brasil (German Chancellor Fellowship for prospective leaders from Brazil).

No ano passado, essa iniciativa da Fundação Alexander von Humboldt (AvH), que conta com o apoio da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) e do Consulado Geral da Alemanha em São Paulo, impulsionou o programa, resultando em número recorde de aplicações de brasileiros para a Bolsa. O projeto, uma ação da chanceler da República Federal da Alemanha (Angela Merkel), tem como objetivo escolher jovens brasileiros para um programa especial de futuros líderes para o desenvolvimento Brasil-Alemanha. 

A apresentação oficial desta edição vai contar com a participação especial do cônsul geral da Alemanha,  Axel Zeidler; do vice-presidente executivo da Câmara Brasil-Alemanha e Embaixador do Projeto  no Brasil, Thomas Timm; e do responsável pelo departamento de seleção da Fundação Alexander von Humboldt, Dr. Damian Grasmück, que vem para o Brasil, exclusivamente para este momento. Essa apresentação  estará aberta para todos os interessados na Bolsa e é preciso se inscrever antecipadamente para participar do evento (inscrições até dia 15 de junho), que será seguido por um coquetel.  (Número limitado de participantes)

O programa é uma oportunidade única para jovens talentos brasileiros, que, além de impulsionarem suas carreiras, recebem incentivo financeiro para capacitação profissional e pessoal na Alemanha, país detentor de importantes e renomadas universidades, tecnologias e mestres. Além disso, o projeto conta com o patrocínio da Chanceler da República Federal da Alemanha, possibilitando, assim, a oportunidade ímpar de apresentarem seus projetos para a Chanceler alemã Angela Merkel.

A bolsa de estudo da Fundação Alexander Humboldt tem duração de um ano e as inscrições vão até o dia 15 de setembro de 2016.

Para mais informações, acesse: www.humboldt-foundation.de/youngleaders


Jovens rumo à liderança
A sociedade precisa de líderes competentes e, por isso, pensando nessa nova geração, a ideia do programa, que já traz um histórico de sucesso em outros países e implementado no Brasil desde 2013, é promover pessoas e projetos com investimentos da Alemanha, incentivando o intercâmbio multicultural.

O programa “German Chancellor Fellowship” é destinado a jovens pesquisadores do Brasil, China, Índia, Rússia e Estados Unidos. A iniciativa da Fundação Alexander von Humboldt  (AvH) – Alexander von Humboldt em alemão concede ainda aos futuros líderes a oportunidade de realizarem um projeto de pesquisa sobre questões mundiais como convidados em cooperação com uma instituição-anfitriã da Alemanha. Com apoio do anfitrião, os bolsistas têm um ano para se concentrarem em seus objetos de estudo. A Bolsa Chanceler contempla várias áreas distintas como Política, Economia, Mídia, Administração ou Cultura.

Formação superior completa, fluência em inglês ou em alemão são alguns dos requisitos da bolsa. Outra exigência é a apresentação de uma carta de recomendação de um mentor para a pesquisa, que pode ser de instituição de ensino privada ou pública. A ajuda mensal para os aprovados varia entre 2.150 euros e 2.750 euros, dependendo das qualificações. Cursos adicionais de alemão, suporte para a família acompanhar o bolsista e as despesas  com viagem estão previstos na bolsa. Todos os detalhes serão apresentados durante o evento de apresentação da nova edição da German Chancellor Fellowships for prospective leaders from Brazil no dia 23 de junho.

Todos os requisitos podem ser conferidos no edital da fundação

A Fundação Alexander von Humboldt promove a cooperação acadêmica entre cientistas de excelência e acadêmicos do exterior e da Alemanha por meio de suas bolsas de pesquisa. Informações http://www.humboldt-foundation.de/


Serviço
Apresentação da nova edição da German Chancellor Fellowship for prospective leaders from Brazil
Data: 23 de junho de 2016  
Horário: 19:00 hs  
Local:  São Paulo – SP  
Informações e inscrições: (11) 5187-5140 ou E-Mail: eventos(at)ahkbrasil.com

Inscrições até dia 21 de junho | Limite de participantes

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países. 

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como ampliar estrategicamente suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

Este ano (2016), a AHK São Paulo celebra os seus 100 anos de existências com diversas iniciativas e ações em prol não apenas da sua história, mas também de seus associados, os quais são personagens ativos desse jubileu. A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, que atua em 11 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

15/06/2016 - Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação possibilita experiências na Alemanha

O Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, iniciativa da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), já acontece desde 2013 e chega em sua quarta edição este ano com mais de 300 projetos, 150 empresas inscritas, e dezenas de negócios fomentados. 

Com o intuito de aumentar a visibilidade das empresas, esse projeto possibilita a identificação de produtos e processos tecnologicamente inovadores realizados por startups sediadas no Brasil e na Alemanha.

Os vencedores do Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação de 2015, falaram sobre suas experiências e os benefícios adquiridos com a viagem para Alemanha, onde puderam visitar diversos institutos e eventos importantes:

"A Hannover Messe certamente é a maior feira do mundo. Uma área de exposição surpreendentemente grande. E mais: estandes das maiores empresas de automação internacionais e muita tecnologia tornam este evento atrativo a todas as pessoas. A Alemanha fez jus a sua fama: organizada, limpa, pontual. E houveram boas surpresas como o ótimo humor dos alemães e a proatividade em ajudar os turistas. Foi uma ótima semana, muitos contatos comerciais. Voltarei em 2017 com certeza!" Afirma Igor Santiago, da I-Systems, vencedor da categoria Startups e PMEs.

Já para Mauro Oviedo, do grupo de pesquisa em ciência de polímeros da Braskem, e vencedor da categoria Desafios, o III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação possibilitou um grande aprendizado sobre diversos temas relacionado a sua área de atuação. Além de ter acesso a importantes e renomadas empresas, teve a oportunidade de ampliar sua rede de contatos, o que resultou em novas parcerias.

“Durante o evento foi possível uma atualização em diferentes vertentes, relacionadas a estes novos aditivos para materiais poliméricos, novos processos, e máquinas de compostagem, que se apresentam cada vez mais sustentáveis, especificamente pelo baixo consumo de energia.  Além disso, o III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação permitiu a visita em diferentes centros de pesquisa na Alemanha, como por exemplo o Fraunhofer Institute, localizado na cidade de Darmstadt, o Max Planck Institute e o FAB LAB de Berlin, sendo possível avaliar novas parcerias e a captura de novas oportunidades para o desenvolvimento de resinas poliolefínicas com melhor desempenho e/ou  novas propriedades físico-químicas que permitam a criação de produtos diferenciados para uma maior competitividade da indústria nacional.” - conta Mauro, sobre os benefícios adquiridos durante sua estadia na Alemanha.

Novidades do IV Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação

O Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação 2016 em sua nova edição traz um diferencial, especialmente no que se refere ao seu formato! Antes separado nas categorias Desafios e Startups e PMEs, agora possui uma divisão ainda mais segmentada para startups tecnologicamente inovadoras: Ciências da Vida, Digitalização, Mobilidade, Cidades do Futuro, Cultura e Alemanha (exclusiva para startups sediadas na Alemanha).

Ao se inscreverem para o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, os participantes concorrem a uma vaga no programa AHK Startups Accelerator (três por vaga) e habilitam sua associação à Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo através da categoria AHK Startups Hub. Já os vencedores serão beneficiados com a apresentação da startup (pitch) durante a cerimônia do prêmio, além da participação gratuita no Innovation Speed Dating, ferramenta online voltada à aproximação de desafios tecnológicos e soluções inovadoras.

A expectativa para a edição de 2016, que revelará seus ganhadores no dia 29 de setembro, tradicionalmente após o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação, é que siga aumentando esses números e potencializando ainda mais a inovação.

As inscrições vão até dia 01 de julho. Para saber mais detalhes, acesse o site da iniciativa: www.startupsconnected.com

16/05/2016 - Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo abre espaço para executivos e profissionais discutirem assuntos em pauta

Novo espaço “Coluna em Destaque” traz artigos de renomados executivos sobre temas da atualidade

Desde seu relançamento em 31 de março de 2016, o portal BrasilAlemanha News, plataforma criada e gerenciada pela Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), traz uma seção direcionada para executivos e profissionais exporem suas ideias e opiniões sobre diversos temas. O espaço nomeado “Coluna em Destaque” é um benefício para associados, assim como parceiros da instituição e já conta com artigos de renomados executivos.

Como artigo inaugural, Dr. Wolfram Anders, responsável pela Bosch do Brasil e presidente da AHK São Paulo, discutiu a Indústria 4.0 e a Formação Dual, modalidade alemã de capacitação que permite aos alunos obterem um ensino teórico e técnico ao mesmo tempo (http://bit.ly/1XSCnFW).

Paulo Stark, presidente e CEO da Siemens no Brasil e vice-presidente da AHK São Paulo, optou por discutir o tema “Revolução Industrial” pontuando as áreas de melhoria no Brasil e discutindo exemplos alemães (http://bit.ly/21cK386).

Engajado com o trabalho entre grandes indústrias e Pequenas e Médias Empresas (PMEs), Ralph Schweens, vice-presidente da AHK São Paulo e presidente da BASF South America, abordou a sinergia entre estas duas importantes chaves para o bom funcionamento da economia. Com base em números obtidos pelo Sebrae e pela Fundação Getúlio Vargas, destaca a importância das PMEs no Brasil e defende o incentivo de seu crescimento (http://bit.ly/1Ok8cC2).

A seção é atualizada quinzenalmente e prevê a participação de mais executivos e profissionais de renome ligados à Câmara Brasil-Alemanha.

 

Sobre o portal de notícias BrasilAlemanha News:

O BrasilAlemanha News (www.brasilalemanhanews.com.br) é uma plataforma de informações das Câmaras de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba e Blumenau).

O portal traz notícias sobre a atuação das Câmaras e de seus associados, além de uma ampla e dinâmica cobertura dos mais relevantes acontecimentos no âmbito das relações entre os dois países. São abordados variados temas, como: Economia, Formação, Sustentabilidade, Inovação e Lifestyle.

Além disso, a plataforma traz a área “Coluna em Destaque” – uma sessão de artigos escrito por personalidades e autoridades importantes entre nossos associados que se destacam pelo seu conhecimento de assuntos de grande relevância.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo):

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países. 

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como ampliar estrategicamente suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

Este ano (2016), a AHK São Paulo celebra os seus 100 anos de existências com diversas iniciativas e ações em prol não apenas da sua história, mas também de seus associados, os quais são personagens ativos desse jubileu. A Câmara Brasil-Alemanha, que atua em 13 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

13/05/2016 - Matchmaking da Câmara Brasil-Alemanha foca em desafios para a inovação

O Innovation Speed Dating, rodada de negócios com foco em inovação, traz para essa edição desafios tecnológicos que abrangem diferentes áreas de atuação.

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia, realiza no dia 8 de junho de 2016, o Innovation Speed Dating, mais uma vez em parceria com o Instituto Euvaldo Lodi – IEL de São Paulo.

O evento é um matchmaking anual, que tem como objetivo promover negócios e parcerias ligados à inovação e à tecnologia a partir de desafios tecnológicos predefinidos, aproximando novas soluções existentes no mercado às demandas das grandes empresas alemãs.

Os desafios propostos para esse ano estão dispostos entre diferentes demandas e necessidades, como por exemplo:

  • Busca-se potencial parceiro que possua ou desenvolva aplicações de nanotecnologia, de baixo custo, que possibilite aos componentes automotivos resistir à corrosão.
  • Busca-se potencial parceiro na área de integração de sistemas de manufatura, que tenha capacidade técnica para integrar robôs multifuncionais em plantas industriais de todos os portes.
  • Busca-se potencial parceiro que desenvolva soluções de comunicação (software e hardware) para na área de geração, transmissão e controle de energia.

Empresas âncoras como a BASF, Faber-Castell, Henkel, Kuka Roboter, Robert Bosch, Siemens, Voith e Vulkan, irão expor suas demandas dentro de determinadas áreas de interesse como, por exemplo, Automação, Comunicação, Eletrônica, Máquinas e Equipamentos. A ideia é que, a partir daí, as demais instituições possam desenvolver estratégias para solucionar desafios, possibilitando, assim, o surgimento de soluções e benefícios, além de uma importante contato e interação entre as entidades.

Neste ano, o Innovation Speed Dating traz um diferencial:  o site www.inospeeddating.com.br, uma ferramenta online que permitirá o gerenciamento de todos os desafios, solicitações de reunião e agenda, agregando qualidade e dinamismo à iniciativa.

O Innovation Speed Dating visa muito mais do que o começo de novas parcerias; ou seja, o evento representa as possíveis soluções de demandas e problemas tecnológicos detectados por empresas, em sua maioria alemãs de grande porte, e a promoção de negócios e parcerias que envolvam inovação e tecnologia.

As inscrições devem ser feitas até o dia 23 de maio de 2016. Informações e inscrições aqui!

Serviço:

Data: 08 de junho 2016

Horário: 9h00 às 16h00

Local: Câmara de Comércio Brasil-Alemanha (Rua Verbo Divino, 1488, 3º andar – Chácara Santo Antônio)

29/04/2016 - Câmara Brasil-Alemanha acelera startups

Durante a segunda edição do evento “Inovação: da Ideia ao Mercado”, que acontece no dia 24 de maio, será lançada a iniciativa Startups Connected, além de novidades para o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação 2016

 A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), promove, pelo segundo ano consecutivo, o evento “Inovação – da Ideia ao Mercado”, que acontecerá no próximo dia 24 de maio, em São Paulo, em suas dependências.

O evento, que tem como objetivo apresentar e discutir cases de inovação, exemplificando de forma prática como uma ideia transforma-se em realidade, reforça a necessidade da inovação, principalmente em relação ao competitivo mercado atual, unindo os melhores caminhos para proteger produtos e processos inovadores. 

“Transformar uma ideia em inovação é a principal saída para alcançar não apenas o sucesso, mas o progresso da indústria. O Brasil precisa desse impulso para se lançar competitivamente no mercado internacional. Esse nosso evento, que chega a sua segunda edição, tem como objetivo incentivar e promover esse processo tão importante nos dias de hoje, aproveitando a expertise e liderança da Alemanha no quesito inovação e sua alta tecnologia.”, explica o diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia Bruno Vath Zarpellon. 

 “No ano passado, por exemplo, tivemos a presença do professor Karlheinz Brandenburg, do Instituto Fraunhofer e criador do formato MP3, que discursou sobre a trajetória de sua inovação. Em virtude do sucesso da primeira edição, seguiremos a mesma estrutura, mas com um diferencial: com foco na inovação a partir de startups tecnologicamente inovadoras”, complementa Zarpellon.

O evento tratará desde o conceito, passando pelas etapas e os principais desafios que uma startup enfrenta até se estabelecer no mercado, trazendo temas como: De onde surgem as ideias, O que significa o termo startup, Como criar uma startup (base legal e questões jurídicas), e Motivos para investir em startups. Durante a ocasião será lançada a iniciativa Startups Connected, que centraliza todas ações da Câmara Brasil-Alemanha voltadas às startups. Neste sentido, será lançado o programa AHK Startups Accelerator e uma categoria de associação exclusiva para startups. O momento será aproveitado também para trazer as novidades quanto ao novo formato para o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação.

 

Serviço:

Inovação: da Ideia ao Mercado + Startups Connected

Data: terça-feira, 24 de maio de 2016

Horário: das 14:00hs até 17:00hs

Local: Câmara Brasil-Alemanha - Rua Verbo Divino, 1488, 3º andar, Chácara Santo Antônio, São Paulo-SP


Informações e inscrições: http://bit.ly/1ren6oK

12/04/2016 - Câmara Brasil-Alemanha promove 3ª edição do Innovation Speed Dating

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia, promove dia 8 de junho de 2016, o Innovation Speed Dating, um matchmaking anual, que tem como objetivo a realização de negócios e parcerias ligados à inovação e à tecnologia a partir de desafios tecnológicos pré-definidos.

Em 2016, o Innovation Speed Dating, usa uma ferramenta online que permite o gerenciamento de todos os desafios, solicitações de reunião e agenda, agregando qualidade e dinamismo a toda iniciativa.  Os desafios propostos circulam entre o desenvolvimento de produtos, processos ou serviços desejados não encontrados no mercado e a solução de problemas tecnológicos existentes nas instituições.

Para participar e se inscrever, basta definir se sua empresa ou instituição se encaixa nas categorias disponíveis a seguir:

  • Empresas âncora: empresas detentoras de demandas ou problemas tecnológicos (empresas já confirmadas: BASF, Faber-Castell, Kuka Roboter, Robert Bosch, Siemens, Voith e Vulkan). 
  • Potenciais parceiros: empresas ou instituições interessadas em apresentar soluções inovadoras para as demandas cadastradas. 
  • Outros: empresas interessadas em conhecer os incentivos à inovação dos agentes de fomento presentes ou esclarecer eventuais dúvidas. 

Na ocasião, estarão presentes representantes dos principais agentes de fomento brasileiro, como o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos e Embrapi, que estarão à disposição para a remediação de dúvidas, introduzindo atividades em PDI do setor privado.

O Innovation Speed Dating visa muito mais do que o começo de novas parcerias, representa as possíveis soluções de demandas e problemas tecnológicos detectados por empresas, em sua maioria alemãs de grande porte, e a promoção de negócios e parcerias que envolvam inovação e tecnologia. 

As inscrições devem ser feitas até o dia 29 de abril de 2016

 

Serviço:
Data: 08 de junho 2016
Horário: 9h00 às 16h00
Local: Câmara de Comércio Brasil-Alemanha (Rua Verbo Divino, 1488, 3º andar – Chácara Santo Antônio)
Para efetuar as inscrições e saber mais informações, acesse: www.inospeeddating.com.br

12/04/2016 - Câmara Brasil-Alemanha e MDIC impulsionam inovação no Brasil

Sabendo da posição de liderança da Alemanha em inovação e a fim de incentivar a cooperação em inovação entre os dois países, o ministro do MDIC, Armando Monteiro Neto, e o vice-ministro do BMWi, Matthias Machnig, assinaram, durante a 1ª Reunião de Consultas Governamentais de Alto Nível Brasil-Alemanha, no dia 20 de agosto de 2015, uma Declaração Conjunta de Intenções sobre Cooperação Bilateral em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento).

 

Dr. Wolfram Anders (à esq.) e Armando Monteiro, ministro do MDIC, firmam acordo de cooperação em inovação entre as instituições, durante o Encontro Econômico Brasil-Alemanha 2015

Durante o mesmo evento, foi lançado o Edital de Primeira Chamada no âmbito da Cooperação Bilateral em Pesquisa e Desenvolvimento Industrial Brasil-Alemanha e estará aberta até 30 de outubro de 2016.
Informações: http://www.cooperacaointernacional.mdic.gov.br/germany/

A referida Chamada tem como objetivo incentivar o desenvolvimento conjunto de projetos de P&D industrial entre empresas brasileiras e alemãs, devendo obrigatoriamente resultar em novos produtos, processos ou serviços direcionados à comercialização no mercado doméstico e/ou global.  Projetos aprovados são elegíveis para financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e outras instituições de fomento, como a Embrapii, pela parte brasileira. É uma oportunidade para gerar novos negócios e investimentos, além de  permitir a internacionalização de empresas.

Com o missão de conjugar esforços,  o ministro Armando Monteiro (MDIC) e o presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), Dr. Wolfram Uwe Anders, assinaram durante o 33º Encontro Economico Brasil-Alamenha um acordo para apoio mútuo aos programas e iniciativas que se refiram à área de inovação e à cooperação entre Brasil e Alemanha.

Como exemplo dos primeiros passos desta cooperação temos a colaboração em prol do III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação e III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, realizados pela Câmara Brasil-Alemanha, e do programa Inovativa desenvolvido pelo MDIC. Ao longo do ano de 2015, em diversas oportunidades, foram convidados representantes do Ministério para palestrar nos eventos e seminários organizados pela AHK São Paulo.

Para 2016, serão mantidas as ações já realizadas e novas iniciativas serão lançadas, a fim de compartilhar o conhecimento e motivar instituições e interessados a caminharem junto às novas tecnologias. A ideia é que, nos próximos anos, cada vez mais ações e iniciativas sejam potencializadas e colocadas em prática, possibilitando, assim, a inovação. 

Para saber mais sobre as instituições que apoiam essas parcerias, acesse:

www.cooperacaointernacional.mdic.gov.br

http://www.bndes.gov.br/inovacao#

embrapii.org.br

www.inobrasilalemanha.com.br

 

Sobre o DIT

Inaugurado em 2012, o DIT (Departamento de Inovação e Tecnologia) da AHK São Paulo (Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo),  dedica-se ao tema inovação, tornando-o um de seus pilares de atuação. É regido por CEOs e presidentes de empresas associadas à Câmara que estipulam suas diretrizes, baseados em suas necessidades e nas do mercado. Ademais, visa estimular oportunidades relevantes e catalisadoras para a relação entre os dois países, além de possibilitar à indústria e ao setor privado brasileiro o acesso a informações estratégicas, por meio de suas atividades e ações. Saiba mais: www.inobrasilalemanha.com.br

01/04/2016 - Câmara abre espaço para o ramo de mineração

Centro de Competência de Mineração e Recursos Minerais promove encontro no dia 7 de abril visando apresentar suas atividades de 2016 e promover a troca de experiências entre profissionais do setor 

No dia 7 de abril, a Câmara de Comércio Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) promove seu primeiro evento na área de mineração. Sob a temática “Desafios Atuais e Atuação do Centro de Competência de Mineração e Recursos Naturais”, o Centro pretende identificar os principais desafios do setor no Brasil e promover o networking entre os presentes.  

O Centro de Competência de Mineração e Recursos Minerais (CCMRM) surgiu com o objetivo de promover a articulação entre a indústria alemã e a indústria extrativa brasileira, uma vez que o País se estabelece como um parceiro propício para o abastecimento e para a exportação de matérias-primas energéticas e minerais para a Alemanha. Para esse intuito, o Governo Federal alemão aprovou, no ano de 2010, sua estratégia política no setor de Mineração a fim de garantir a longo prazo o suprimento de matérias-primas que sejam sustentáveis e competitivas em nível internacional.  

Foi após um estudo, elaborado em 2014 pela AHK São Paulo, sobre o setor de Mineração e de Recursos Minerais no País, que o Ministério da Economia e Energia da Alemanha (BMWi, na sigla em alemão) autorizou a implementação do Centro de Competência e Mineração e Recursos Minerais no Brasil. O Centro foi oficialmente inaugurado em setembro de 2015 pelo vice-ministro do BMWi, Matthias Machnig.  

Atualmente, é coordenado por Alessandro Colucci, especialista da área que atuou durante 12 anos como assessor nas associações profissionais Mining (antes chamadas Máquinas para Mineração), assim como em Máquinas para Construção Civil e Materiais de Construção da Associação dos Fabricantes Alemães de Máquinas e Equipamentos (VDMA, na sigla em alemão). Entre outras coisas, Colucci foi responsável por diversos mercados, inclusive pelo da América Latina. 

Além de elaborar estudos de mercado, apoiar contatos entre órgãos públicos e empresas e atuar como intermediador para a parceria de negócios, o Centro também organiza eventos técnicos voltados a profissionais do setor com o intuito de promover a troca de experiências. Sendo assim, o evento programado para o dia 7 de abril visa, por meio de um workshop com os participantes, apresentar suas principais atividades para 2016 e levantar questões sobre as principais atuações e desafios da área no Brasil.  

Para mais informações, acesse: bit.ly/1U9V6i6

17/03/2016 - Seminário fala sobre incentivos à inovação

Segunda edição do evento promovido pela Câmara Brasil-Alemanha traz especialistas da área que abordam as principais inciativas de fomento nacionais e seus processos

O 2º Seminário Brasil-Alemanha sobre Incentivos à Inovação aconteceu no último dia 15 de março na Câmara Brasil-Alemanha. Na ocasião, foram expostas as principais iniciativas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), da EMBRAPII – Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial, da FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos e do Instituto Senai de Inovação (ISI). Foi apresentado também o Innovation Speed Dating – um matchmaking voltado à realização de negócios e parcerias a partir de desafios tecnológicos pré-definidos.

Jackline Conca, coordenadora de Inovação Global e PI do MDIC, apresentou o primeiro edital de cooperação internacional entre Brasil e Alemanha, no qual é possível empresas do Brasil e da Alemanha realizarem cooperações que envolvam pesquisa, desenvolvimento e inovação por meio de financiamentos com condições especiais para as empresas brasileiras e por meio de fundos perdidos para as empresas de pequeno e médio porte.

Em um segundo momento, Vanessa Machado da gerencia de Inovação – Área de Planejamento do BNDES, discorreu sobre o objetivo do BNDES em fomentar e apoiar operações associadas à formação de capacitações e ao desenvolvimento de ambientes inovadores, com o intuito de gerar valor econômico ou social e melhorar o posicionamento competitivo das empresas. A entidade é a instituição financeira responsável pelo financiamento para o lado brasileiro. Machado ainda apresentou uma visão geral do portfólio do BNDES, como o CRIATEC e o Cartão BNDES, deixando claro que existem produtos para empresas de todos os portes.

Durante a apresentação de Carlos Eduardo Pereira, diretor operacional da Embrapii, foi exposto que a entidade atua, desde sua criação, de forma decentralizada e somente por meio da estrutura de instituições parceiras no Brasil, como o ISI, a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI), o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), entre outros, a fim de promover a cooperação com atores já atuantes e reconhecidos pela sociedade.

Além disso, Pereira informou que o principal parceiro da Embrapii para o desenvolvimento de novos centros é o instituto alemão Fraunhofer, o que os torna ainda mais próximos do empresariado alemão no Brasil. O principal objetivo da entidade é aumentar a inovação na indústria, diminuindo risco e trazendo novas formas de custeio.

Já Marcelo Camargo, gerente do Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados, expôs, antes de entrar em seu assunto principal, alguns dados macro sobre a inovação no País e no mundo. Segundo Camarg, o Brasil já possui algumas iniciativas de fomento à inovação, mas ainda é preciso aumentar o volume total investido a fim de aproximar o País dos países mais desenvolvidos. Ele também defende que muitas das iniciativas existentes ainda são pouco conhecidas entre os empresários e que é muito importante que o empresário tenha primeiramente conhecimento da sua inovação (risco, abrangência e intensidade, conhecimento envolvido etc.) para depois definir as formas de financiamento cabíveis.

O instrumento principal apresentado por Camargo foi o Inovacred, destinado a pequenas e médias empresas. O programa tem como objetivo financiar companhias para aplicação no desenvolvimento de novos produtos, processos ou serviços bem como o aprimoramento dos já existentes, inovação em marketing ou inovação organizacional, no ambiente produtivo ou social, visando ampliar a competitividade das empresas no âmbito regional e até nacional.

O último palestrante do dia, Joselito Rodrigues, falou acerca de instrumentos, programas e iniciativas voltados à área. O especialista em Desenvolvimento Industrial do Instituto SENAI de Inovação abordou as estratégias do Programa SENAI de Apoio à competitividade industrial brasileira, e também explicou sobre as redes de Institutos de Inovação que possuem atuação em 28 setores Industriais e cerca de 810 unidades operacionais no Brasil inteiro. Segundo Rodrigues, essas iniciativas são focadas principalmente em serviços de P&D&I. Outro fator apontado por ele foi a participação em áreas transversais de conhecimento e ambientes abertos de suporte à inovação tecnológica com foco na etapa pré-competitiva.

Para mais informações sobre o Innovation Speed Dating, acesse: www.inospeeddating.com.br

24/02/2016 - Evento destaca incentivos à Inovação

Visando esclarecer as principais formas de fomento ao tema, a Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo realiza o 2º Seminário sobre Incentivos à Inovação Brasil-Alemanha 

Sabendo que a inovação e novas tecnologias são cada vez mais imprescindíveis para o sucesso das empresas de todos os portes, novos instrumentos, programas, e iniciativas governamentais e privadas têm sido criadas para amenizar todo risco envolvido. 

Por este motivo, o 2º Seminário sobre Incentivos à Inovação Brasil-Alemanha tradicionalmente tem como objetivo apresentar e esclarecer os principais incentivos brasileiros à inovação. A ideia é apresentar de forma clara e objetiva os principais incentivos disponíveis - como financiamento e subsídios -, uma vez que nem todos são conhecidos. Fora isso, busca-se destrinchar os principais processos envolvidos na concessão de tais benefícios a fim de mostrar na pratica como tudo funciona. 

O evento, organizado pelo Departamento de Inovação e Tecnologia, acontece na Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, em São Paulo, no dia 15 de março (terça-feira). Para a segunda edição deste Seminário foram convidados representantes das principais agências de fomento brasileira para palestrar, como: Ministério do Desenvolvimento, Industria e Comércio Exterior, BNDES, Embrapi, FINEP e Instituto Senai de Inovação. 

Ao final do evento será lançado o Innovation Speed Dating, um matchmaking anual que visa a realização de negócios e parcerias ligados à inovação e tecnologia a partir de demandas pré-definidas. Para a terceira edição, a ser realizada no dia 8 de junho, participarão como convidados especiais os membros do Comitê de Inovação da Câmara Brasil-Alemanha, formado pelos presidentes, CEOs e outros executivos da BASF, Bayer, Henkle, Kuka, SAP e Siemens. O evento é gratuito.

Cronograma:

  • 13h 45m: Credenciamento e welcome coffee

  • 14h: Abertura

  • 14h 10m: Instrumentos, programas e iniciativas – MDIC
    Jackline Conca – Coordenadora de Inovação Global e PI

  • 14h 30m: Instrumentos, programas e iniciativas – BNDES
    o Vanessa Machado - Gerencia de Inovação – Área de Planejamento

  • 14h 50m: Instrumentos, programas e iniciativas – Embrapi
    o   Jorge Guimarães - Diretor-Presidente
    o   Carlos Eduardo Pereira - Diretor Operacional

  • 15h 10m: Instrumentos, programas e iniciativas – FINEP
    o   Renato Cislaghi - Analista

  • 15h 30m: Coffee break

  • 15h 45m: Instrumentos, programas e iniciativas - Instituto Senai de Inovação
    o   Joselito Henriques Rodrigues - Especialista em Desenvolvimento Industrial

  • 16h 05m: Apresentação e lançamento do Innovation Speed Dating
    o   Bruno Vath Zarpellon – Diretor de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha

  • 16h 15m: Discussão e perguntas

  • 17h: Encerramento

Para mais informações, acesse: bit.ly/24nKRK0

12/11/2015 - AHK entrega prêmio de Inovação

III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação homenageou os finalistas das categorias Startups e PMEs e Desafio, após a 3ª edição do Seminário Brasil-Alemanha de Inovação; durante o dia aconteceu também a Feira de Carreiras Ciência sem Fronteiras Brasil-Alemanha

Câmara Brasil-Alemanha lança no evento a 1ª edição da Revista Brasil-Alemanha de Inovação

Aconteceu no último dia 12 de novembro, em São Paulo, o III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação e o III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação - realizados pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), que debateu as principais tendências da inovação.

O encontro, que reuniu executivos brasileiros e alemães de grandes empresas, representantes de universidades e de órgãos de ambos governos, teve como objetivo fomentar o intercâmbio de conhecimento e um networking entre os presentes.

Foram abordados temas como a Indústria 4.0, a importância dos centros de Pesquisa e Desenvolvimento e as oportunidades da biotecnologia no Brasil. 

Com objetivo de identificar e reconhecer esforços inovadores realizados pelas empresas, além de fomentar negócios e parcerias, o anúncio dos vencedores do III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação aconteceu ao final do Seminário.

A abertura da premiação contou com um discurso de Paulo Stark, presidente do Comitê de Inovação da Câmara Brasil-Alemanha e presidente e CEO da Siemens no Brasil. "Nosso objetivo é criar um ambiente próprio para a mudança de paradigmas. Nossa missão é fazer a inovação acontecer e buscar o diálogo com nossos representantes no Governo", disse.

Este ano, o ganhador da Categoria Desafio – para empresas brasileiras ou alemãs de todos os portes instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projetos de inovação tecnológica, produto ou processo, voltado para geração e uso eficiente de energia – foi o projeto Braskem Maxio, da Braskem S.A., que apresenta uma exclusiva linha de resinas de melhor desempenho no processamento que proporciona um efetivo ganho de valor ao cliente, focando a sustentabilidade.

O segundo e terceiro lugar ficaram, para o projeto da Embraco, Tecnologia Wisemotion, e para a Voith Hydro, com o StreamDiver, respectivamente.

A Categoria Startups e PMEs é uma novidade da edição deste ano, e o vencedor foi o projeto Leaf Águas, da ISystems, que tem como objetivo otimizar a distribuição de água, além de ser capaz de diminuir 20% de sua pressão sem interferir no abastecimento.

O Story Max, da Story Max, e o Maker 3, da Softwell Solutions, ficaram com o segundo e terceiro lugar, respectivamente.

O primeiro colocado de cada categoria foi contemplado com uma viagem à Alemanha para visitar uma feira dentro do seu segmento e Institutos de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Paralelamente ao Seminário, ocorreu também a Feira de Carreiras Ciência sem Fronteiras Brasil-Alemanha, organizada pela AHK e pelo Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD). A feira tratou de temáticas como Recursos Humanos, Fármacos e Química e Engenharias e Robótica. Além disso, houve um matchmaking com empresas interessadas na contratação de funcionários com experiência na Alemanha.

O III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação e o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação contam com apoio e patrocínio das empresas BASF, Bayer, Siemens e Volkswagen.

Para acessar a 1ª edição da Revista Brasil-Alemanha de Inovação, lançada no Seminário, clique aqui.

Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

14/10/2015 - Biogás como fonte energética

14/10/2015 - Biogás como fonte energética

Um evento para marcar o a indústria de energias renováveis, para incentivar o diálogo e promover o crescimento e consolidação do biogás como fonte energética: o II Fórum das Indústrias de Biogás já é aguardado por muitos com grande expectativa. O evento, que acontecerá em São Paulo, nos dias 2 e 3 de dezembro deste ano, contará com palestras e debates acerca de temas relevantes para o aproveitamento do biogás, como a evolução do panorama regulatório e os incentivos fiscais aplicáveis ao biogás. Além disso, o Fórum vem para aproximar os principais atores nacionais e internacionais das esferas públicas e privada que atuam e fazem crescer a indústria de biogás.

Organizado pelo PROBIOGÁS (Projeto Brasil-Alemanha de Fomento ao Aproveitamento Energético de Biogás no Brasil), esta segunda edição do evento conta também com a ABiogás como organizadora, enriquecendo o evento com a perspectiva empresarial. A frente da coordenação-geral do evento está a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, com aporte da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Minsitério das Cidades e apoio da Câmara de Comércio Brasil-Alemanha (AHK).

O II Fórum das Indústrias de Biogás segue como uma plataforma de excelência para que empresas do setor, bem como órgãos do governo se aproximem, troquem experiências e, fechem parcerias. Em 2014, durante a primeira versão desta iniciativa, o Secretário de Serviços Públicos de Jundiaí, São Paulo, Aguinaldo Leite, destacou a importância do evento para trocar experiência. “Fomos convidados por conta do projeto desenvolvido em Jundiaí. É importante nossa participação para trocarmos experiências e mostrarmos o que estamos realizando na cidade”, destacou o Sr. Aguinaldo.

Durante o evento é possível ter acesso também a histórias bem-sucedidas quanto a utilização da tecnologia do biogás, que vêm contribuindo com as causas ambiental e energética. Mais além, há ainda Mesas de Informação sobre financiamento - reuniões pré-agendadas com agentes financeiros - e o matchmaking - encontros pré-agendados entre empresários do Brasil e internacionais. Em 2014, mais de 60 reuniões foram realizadas e espera-se este ano ultrapassar esse número.

Resumo e informações:

Evento: II Fórum das Indústrias de Biogás
Local: Club Transatlântico - Rua José Guerra, 130 - Chácara Santo Antonio, SP
Data: 02 e 03 de dezembro de 2015
Inscrições: www.forumdobiogas.com.br

Mais detalhes sobre o evento podem ser obtidos pelo site www.forumdobiogas.com.br ou pelo e-mail mambiente@ahkbrasil.com

13/10/2015 - Prêmio von Martius 2015 reconhece trabalhos sustentáveis

13/10/2015 - Prêmio von Martius 2015 reconhece trabalhos sustentáveis

Edição 2015 reconhece ações que contribuam para o desenvolvimento sustentável em três categorias: Humanidade, Natureza e Tecnologia

A Câmara de Comércio Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK) promoveu, por meio de seu Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética, a 14ª edição do Prêmio von Martius de Sustentabilidade.

A iniciativa tem o objetivo de premiar trabalhos concluídos ou em andamento de empresas, organizações não-governamentais, indivíduos e instituições do poder público de qualquer local do território nacional, associadas ou não à AHK – São Paulo, em três categorias: Humanidades, Tecnologia e Natureza.

Os trabalhos inscritos foram julgados por uma banca convidada composta por empresários, líderes e jornalistas especializados nas áreas social, cultural e ambiental. Cada categoria premia um projeto vencedor que recebe um troféu e um diploma em reconhecimento à ação que contribui para o desenvolvimento da sustentabilidade.

O anúncio dos vencedores aconteceu no último dia 30 de setembro, após a abertura do Congresso Ecogerma 2015. O evento, que aconteceu no auditório da FIESP, contou com o tema central "Impactos e Soluções da Crise Hídrica e Energética".

Os ganhadores do  Prêmio von Martius de Sustentabilidade 2015 foram:

Categoria Humanidade
Ganhador: Centro de Educação Popular e Formação Social – CEPFS
Projeto:  Convivência com a realidade semiárida, promovendo o acesso à água, solidariedade e cidadania.

Categoria Natureza
Ganhador: Associação Caatinga
Projeto: No clima da Caatinga – Natureza Preservada

Categoria Tecnologia
Ganhador: Afranio Almir Righes
Projeto: Tecnologia para sustentabilidade da água em zonas rurais e urbanas de Santa Maria -RS

Pioneirismo- sobre o Prêmio von Martius
Criado no ano 2000 pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo por meio de seu Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética, o Prêmio von Martius tem o objetivo de “reconhecer o mérito de iniciativas de empresas, do poder público, de indivíduos e da sociedade civil que promovem o desenvolvimento econômico, social e cultura no contexto do desenvolvimento sustentável”. 

Ele leva o nome do pesquisador alemão Carl Friedrich Phillip von Martius (1794 – 1868) cujo trabalho de pesquisa científica, durante a viagem de quase três anos pelo Brasil, entre 1817 e 1820, contribuiu para o conhecimento e a valorização do ambiente natural e cultural de nosso País.

12/10/2015 - Seminário propõe exemplos de inovação

III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação reúne executivos de grandes empresas brasileiras e alemãs para abordar as principais tendências tecnológicas

Seminário traz ainda oportunidades com a Feira de Carreiras Ciência sem Fronteiras Brasil-Alemanha

 

No próximo dia 12 de novembro, no Club Transatlântico, em São Paulo, acontece o III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação - realizado pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), que irá debater as principais tendências da temática inovação.

Envolver e potencializar a inovação e a tecnologia entre o Brasil e a Alemanha, além de promovê-las como diferenciais competitivos tem sido a meta do DIT, que celebra com o seminário um dos maiores eventos neste âmbito.

O encontro, que reunirá executivos brasileiros e alemães de grandes empresas, representantes de universidades e de órgãos de ambos governos, tem como objetivo fomentar o intercâmbio de conhecimento e um networking entre os presentes. Em um formato diferenciado, o seminário traz palestras e mesas-redondas, informando ao público de forma dinâmica os diferentes cenários dos dois países, as sinergias e oportunidades de cooperação e o aumento de competitividade por meio da inovação.

“Indústria do futuro - Tecnologias como alavanca para o aumento da produtividade” é o tema do painel que abre o evento, às 10h30. Ele recebe como moderador Carlos Buch Pastoriza, presidente da ABIMAQ.             Edouard Mekhalian, um dos palestrantes do painel, possui 32 anos de experiência em automação industrial e robótica, e atuou como gerente de operações e diretoria em grandes empresas como Siemens e Prensas Schuler. Atualmente ocupa o cargo de Diretor Geral da KUKA Roboter do Brasil.

O segundo painel do dia traz o tema “A importância dos centros de P&D para a indústria”, com a participação de Ronald Dauscha, diretor da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), que será o responsável por moderar os debates. Igor Nazareth, que também possui um espaço na apresentação, trabalhou por dois anos na Coordenação-Geral da Diretoria de Fomento à Inovação, no Ministério do Desenvolvimento, Industria e Comércio Exterior. O painel explicará a importância e vantagens da atuação dos centros de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) em proximidade com os clientes, tais como compreender melhor suas necessidades e selecionar possíveis problemas mais rapidamente.

O assunto biotecnologia vem sendo muito discutido tanto em países emergentes como desenvolvidos. O Brasil é um país com forte participação neste mercado. Portanto, o tema “As oportunidades da biotecnologia no Brasil” encerra o ciclo de painéis do evento, com moderação de Mauro Rebelo, sócio da Bio Burea

Entre os painéis também serão realizadas palestras relacionadas à inovação, e empresas alemãs instaladas no Brasil mostrarão cases de sucesso, novas tecnologias, processos e produtos. Às 18h acontece o encerramento do seminário, com a participação de Paulo Stark, presidente do Comitê de Inovação da Câmara Brasil-Alemanha e presidente e CEO da Siemens no Brasil.

Paralelamente ao evento, acontecerá a Feira de Carreiras Ciência sem Fronteiras Brasil-Alemanha, com apoio do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD). Em seguida, inicia-se a entrega do Prêmio de Inovação Brasil-Alemanha, que inclui um coquetel, apresentações e depoimento dos finalistas e vencedores.

 

III Prêmio de Inovação Brasil-Alemanha

Com objetivo de identificar e reconhecer esforços inovadores realizados pelas empresas, o anúncio dos vencedores do III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação acontece ao final do Seminário.

Neste ano, os três finalistas da Categoria Desafio – para empresas brasileiras ou alemãs de todos os portes instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projeto de inovação tecnológica, produto ou processo, voltado para geração e uso eficiente de energia – são: Braskem S.A. com o projeto Braskem Maxio; a Embraco, com o projeto Tecnologia Wisemotion e Voith Hydro, com o StreamDiver.

Uma novidade é a Categoria Startups e PMEs, que traz os finalistas ISystems, com seu projeto Leaf Águas; Softwell Solutions, com o Maker 3 e StoryMax, com o projeto StoryMax.

O primeiro colocado de cada categoria será contemplado com uma viagem à Alemanha para visitar uma feira dentro do seu segmento e Institutos de Ciência, Tecnologia e Inovação.

O III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação e o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação contam com apoio e patrocínio das empresas BASF, Bayer, Siemens e Volkswagen.

Serviço
III Seminário Brasil-Alemanha de Inovação
III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação
Feira de Carreiras Ciência sem Fronteiras Brasil-Alemanha

Quando: 12 de novembro, das 9h às 18h
Onde: Club Transatlântico, na Rua José Guerra, 130, Chácara Santo Antônio, São Paulo
Inscrições: até 30 de outubro o VAGAS LIMITADAS
- Seminário Brasil Alemanha de Inovação (+ Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha de Inovação)
http://www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp?id=3475&area=Eventos
-  Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha de Inovação
http://www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp?id=3476&area=Eventos
- Feira de Carreiras Ciência sem Fronteiras Brasil-Alemanha
www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp
Programação e mais informações: www.inobrasilalemanha.com.br

16/09/2015 - Personalidades são premiadas em Joinville

Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo homenageia os ganhadores da 21ª edição do Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha e da 1ª edição do Prêmio Brasil-Alemanha

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) homenageou, neste último domingo (20), os Srs. Heinz Hermann Thiele e Weber Porto, Personalidades Brasil-Alemanha 2015. A cerimônia, que aconteceu este ano na cidade de Joinville (SC), também prestou homenagem à ganhadora da 1ª edição do Prêmio Brasil-Alemanha de Jornalismo, Dra. Hildegard Stausberg.

Anualmente, são agraciadas com o prêmio duas personalidades, uma de cada país, cujo trabalho e empenho fortaleceram as parcerias bilaterais. Entre as pessoas escolhidas como Personalidades ao longo das 20 edições do prêmio, estão políticos, embaixadores, empresários, executivos e líderes em suas áreas de atuação.  

Sr. Heinz Hermann Thiele, personalidade pelo lado alemão, é presidente do conselho da Knorr-Bremse AG e da Vossloh AG, empresa líder na fabricação de sistemas de freios para veículos ferroviários e comerciais. Ingressou em 1969 e se tornou o principal acionista da empresa em 1985, dedicando-se inteiramente ao seu crescimento. Além disso, é um grande apoiador do trabalho voluntário da companhia no Brasil, estimulando projetos em conjunto com o SENAI e o SENAC.

Sr. Weber Porto, personalidade pelo lado brasileiro, é presidente regional América do Sul e Central da Evonik, uma das maiores empresas de especialidades químicas do mundo. Iniciou sua carreira na Evonik em 1983 (na época Degussa). Durante este período e até o ano de 1999, exerceu várias atividades na empresa, incluindo seis anos na Alemanha e dois anos e meio na Argentina. Em 2000, foi eleito o primeiro presidente brasileiro da Evonik no Brasil. Por dois mandatos consecutivos (de 2009 a 2013), foi o Presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, além de dedicar seu tempo também a outras atividades honoríficas.

A partir desta edição, a Câmara Brasil-Alemanha tomou a iniciativa de também premiar um outro grupo de profissionais imprescindíveis para o bom relacionamento entre Brasil e Alemanha: os jornalistas. Profissionais brasileiros serão premiados durante as cerimônias realizadas na Alemanha e os alemães receberão a homenagem nos eventos realizados em solo brasileiro. 

Este ano foi a vez da jornalista Dra. Hildegard Stausberg, escolhida por sua forte ligação com a América Latina. Atualmente, correspondente para o jornal Die Welt e presidente de honra do Kölner Presseclub. Hildegard estudou História, Ciências Políticas e Economia nas universidades de Hamburgo, Colônia e Bonn. Além disso, passou por vários veículos de comunicação entre eles, a Frankfurter Allgemeine Zeitung e a Deutsche Welle.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. 

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

25/08/2015 - Matchmaking entre empresas e fornecedores

Câmara Brasil-Alemanha promove o Innovation Speed Dating, visando fomentar negócios entre empresas com interesse em inovação e tecnologia especifica

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP), em parceria com o Instituo Euvaldo Lodi, promove, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), o Innovation Speed Dating – rodada de negócios voltada para a aproximação de ofertas e demandas de soluções inovadoras e tecnologias específicas, a acontecer no dia 9 de Setembro.

A rodada de negócios é voltada para empresas que buscam fornecedores estratégicos para acompanhar a evolução de seus produtos e processos. Empresas fornecedoras que buscam espaço para apresentar seus portfólios.

A dinâmica proposta permite que as empresas-âncora e potenciais parceiros encontrem sinergias estratégicas de forma otimizada e, assim, poupem tempo e energia de suas equipes na busca de possíveis fornecedores e clientes, respectivamente.

Cada empresa-âncora (demandante) realizará até 10 reuniões com duração de 20 minutos (cada uma) e todas as reuniões acontecerão no mesmo dia na Câmara Brasil-Alemanha. Já para os potenciais parceiros, não existe um número máximo de propostas (reuniões).

As demandas e as áreas de atuação das empresas-âncora são divulgadas, sem mencionar o nome da empresa, por diversos canais de comunicação a fim de catalisar um grande número de ofertas. São indicados para representar as empresas-âncora os responsáveis pelas áreas de Inovação, Tecnologia, Compras, Planejamento e os próprios presidentes e CEOs.

As demandas variam de acordo com as empresas-âncoras. Já há demandas na área da Saúde e Hospitalar, Construção Civil, Tecnologia da Informação e, principalmente, Indústria de Transformação. Com empresas participantes como Mercedes-Benz do Brasil, KUKA Roboter, Bosch, MAHLE, entre outras.

Sobre o Instituto Euvaldo Lodi (IEL)

O Instituto Euvaldo Lodi (IEL) é entidade vinculada Confederação Nacional da Industria – CNI, possui 101 unidades distribuídas nos 26 Estados e no Distrito federal. O IEL atua na qualificação de empresas, empresários e gestores, através de programas com foco nos Desenvolvimentos de Carreira e Empresarial, com o objetivo de contribuir para a geração de negócios, o fortalecimento e o desenvolvimento as indústria brasileira.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

Para mais informações e cadastro entre em contato:

inovacao(at)ahkbrasil.com ou (11) 5187-5164

21/08/2015 - Prêmio de inovação tem inscrições prorrogadas

Iniciativa da Câmara Brasil Alemanha chega a sua terceira edição. Candidatos tem até o dia 12 de setembro para cadastrarem seus projetos

O Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação (PBAI) da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP), realizada por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), prorrogou o prazo para as inscrições até o dia 12 de setembro. A ação visa aumentar a visibilidade e a articulação de empresas inovadoras, fomentando negócios e parcerias. 

“Esta é uma iniciativa que vem deixando a sua marca como catalisadora e promotora de negócios inovadores, já que incentiva a inovação e o intercâmbio tecnológico e científico entre Brasil e Alemanha. A cada ano que passa, essa ação ganha mais relevância no mercado e está cada vez mais integrada ao ecossistema da inovação brasileira e alemã”, diz  Bruno Vath Zarpellon, diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia da AHK-SP.

O objetivo principal do prêmio, que chega este ano a sua 3ª edição, é identificar e reconhecer produtos e processos inovadores realizados por empresas brasileiras e alemãs instaladas no Brasil, além de catalisar oportunidades que promovam a relação entre os dois países. Este ano, o prêmio conta, com duas categorias:

- Categoria Desafio: empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projeto de inovação tecnológica, produto ou processo, voltado para geração e uso eficiente de energia. Nesta categoria, poderão se inscrever empresas de todos os portes.

- Categoria Startups e PMEs: empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projeto de inovação tecnológica, produto ou processo, cujos resultados impactaram significativamente no negócio e/ou na sociedade. Nesta categoria, poderão se inscrever somente empresas com faturamento até R$ 60 Mi.

“Investir em inovação é a alma do sucesso das principais economias do planeta. Mas para que haja um ambiente propício para expansão de projetos inovadores, é preciso que o governo cumpra seu papel na construção de políticas públicas efetivas, destinando recursos e empreendendo esforços em linha com as demandas do setor produtivo. O equilíbrio desta equação tem sido a chave para o surgimento de cada vez mais startups no Brasil. Ações privadas de incentivo à inovação como o Prêmio Brasil-Alemanha são muito importantes, e se somam aos esforços da Secretaria de Inovação (SI) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) na promoção  e disseminação da cultura inovadora. Esperamos que a cada edição o prêmio tenha mais e mais inscritos, dinamizando assim a capacidade inovadora, a competitividade empresarial e os laços Brasil-Alemanha”, afirma o secretário Marcos Souza da Secretaria de Inovação do MDIC, parceiro institucional do DIT.

O III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação conta com o apoio de instituições brasileiras e alemãs e com o patrocínio de algumas das principais indústrias da Alemanha. Ministérios do Brasil e da Alemanha, como o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), MDIC e Ministério Federal de Educação e Pesquisa (BMBF, tradução livre) também apoiam a iniciativa.

Para mais informações sobre a premiação, acesse: http://www.inobrasilalemanha.com.br/

Sobre a Bayer

A Bayer é uma empresa global com competências nas áreas da saúde, ciências agrícolas e materiais inovadores. Como uma companhia de inovação, define as tendências nas áreas de pesquisa intensiva. Os produtos e serviços da empresa são projetados para beneficiar a população e melhorar sua qualidade de vida. Ao mesmo tempo, a Bayer agrega valor pela inovação, crescimento e uma elevada rentabilidade. O Grupo é comprometido com os princípios de desenvolvimento sustentável e com o seu papel de empresa cidadã ética e socialmente responsável. No ano fiscal de 2014, a Bayer empregou 118.900 colaboradores e registrou vendas de 42,2 bilhões de euros. As despesas de capital totalizaram 2,5 bilhões de euros, e os investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento somaram 3,6 bilhões de euros. Para mais informações acesse www.bayer.com.br

Sobre a BASF
Na BASF nós transformamos a química – e estamos fazendo isso há 150 anos. Nosso portifólio de produtos oferece desde químicos, plásticos, produtos de performance e para proteção de cultivos, até petróleo e gás. Como empresa química líder mundial, nós combinamos o sucesso econômico, responsabilidade social e proteção ambiental. Por meio da ciência e da inovação, nós possibilitamos aos nossos clientes de todas as indústrias atender às atuais e futuras necessidades da sociedade. Nossos produtos e soluções contribuem para a preservação dos recursos, assegurando nutrição saudável e melhoria da qualidade de vida. Nós resumimos essa contribuição em nossa proposição corporativa: “We create chemistry for a sustainable future” – Nós transformamos a química para um futuro sustentável. A BASF contabilizou vendas de €74 bilhões em 2013 e contava com mais de 112 mil colaboradores no final do ano. As ações da BASF são negociadas nas bolsas de valores de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurique (AN). Mais informações sobre a BASF estão disponíveis no endereço www.basf.com.br ou nos perfis corporativos da empresa no Facebook (BASF Brasil) e no Twitter (@BASF_brasil).

Sobre a Siemens
A Siemens está presente no Brasil há mais de cem anos e é atualmente o maior conglomerado de engenharia elétrica e eletrônica do país, com suas atividades agrupadas pela divisões: Power and Gas; Wind Power and Renewables; Power Generation Services; Energy Management; Digital Factory; Mobility; Building Technologies; Process Industrial and Drives.  A empresa é lider no fornecimento de equipamentos médicos para diagnóstico por imagem, como tomógrafos computadorizados e ressonância magnética, bem como diagnóstico laboratorial. As primeiras atividades da empresa no Brasil datam de 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1895, no Rio de Janeiro, era aberto o primeiro escritório e, dez anos mais tarde, ocorria a fundação da empresa no país. Ao longo do século passado a Siemens contribuiu ativamente para a construção e modernização da infraestrutura do Brasil. Hoje, os equipamentos e sistemas da Siemens são responsáveis por 50% da energia elétrica gerada no País, 30% dos diagnósticos digitais por imagem realizados no Brasil e estão presentes em 2/3 de todas as plataformas offshore brasileiras projetadas nos últimos 8 anos. No Brasil, o Grupo Siemens conta com 12 fábricas e 7 centros de pesquisa e desenvolvimento espalhados por todo o País. Para mais informações acesse www.siemens.com.br

Sobre a Volkswagen do Brasil
Em mais de seis décadas de atuação no Brasil, a empresa conquistou os brasileiros pelo pioneirismo e inovação de seus produtos e serviços. É a maior fabricante de veículos da história do País com mais de 22 milhões de veículos produzidos, além de uma das maiores empresas privadas. Também é a maior exportadora de veículos do País, com mais de 3,3 milhões de unidades enviadas a 147 países. Oferece ao mercado brasileiro a mais completa linha de produtos e conta com a maior rede de distribuição, com mais de 600 concessionárias no território nacional. Instalada no Brasil desde 1953, possui aproximadamente 20 mil empregados em suas quatro fábricas - São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP), São José dos Pinhais (PR) e São Carlos (SP) e São José dos Pinhais (PR). Buscando o crescimento sustentável e qualitativo da empresa e sua linha de produtos no Brasil, a Volkswagen do Brasil reforçou a sinergia com a matriz para a utilização de plataformas mundiais e novos motores do Grupo Volkswagen, resultando no lançamento de um produto global em cada uma das fábricas brasileiras da marca:

1) Motor EA211 – motor 1.0 de três cilindros, 1.6 MSI de quatro cilindros, e mais recentemente, o 1.0 TSI, com maior eficiência energética e menor consumo de combustível, produzidos na fábrica de São Carlos (SP),

2) up! – produzido desde o início de 2014 na fábrica de Taubaté (SP),

3) Novo Golf – será produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR) no segundo semestre de 2015,

4) Novo Jetta – será produzido na fábrica de São Bernardo do Campo no segundo semestre de 2015.
Para mais informações acesse: http://www.vw.com.br/

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)
A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

22/07/2015 - Bolsa de estudo: Alemanha de olho nos futuros líderes do Brasil

Programa da chanceler Angela Merkel tem como objetivo investir em 10 jovens líderes brasileiros para aperfeiçoarem seu talento na Alemanha

A nova edição do programa, que teve sua apresentação oficial ontem (21.07) e segue com inscrições até o dia 15 de setembro, é uma iniciativa da Fundação Alexander von Humboldt (AvH), com apoio da Câmara Brasil-Alemanha (AHK-SP) e do Consulado Geral da Alemanha

Bolsista Brasileira cria página no facebook "TIPPS: Estudar e Pesquisar na Alemanha" para auxiliar novos candidatos do Brasil

 A Alemanha está de olho em jovens brasileiros com potencial de liderança. O projeto, uma ação da chanceler da República Federal da Alemanha (Angela Merkel), faz parte da Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes do Brasil (German Chancellor Fellowships for prospective leaders from Brazil), que tem como objetivo investir em 10 jovens líderes brasileiros para aperfeiçoarem seu talento na Alemanha.

O projeto é uma iniciativa da Fundação Alexander von Humboldt (AvH), que conta com o apoio da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK-SP) e do Consulado Geral da Alemanha em São Paulo. A apresentação oficial do programa aconteceu ontem (21 de julho) e contou com a participação especial do cônsul geral da República Federal da Alemanha, Friedrich Däuble; do vice-presidente executivo da Câmara Brasil-Alemanha e Embaixador do Projeto no Brasil, Thomas Timm; e do responsável pelo departamento de seleção da Fundação Alexander von Humboldt, Dr. Damian Grasmück, que veio ao Brasil, exclusivamente para este momento na residência oficial do cônsul.

A ideia do programa, que já traz um histórico de sucesso em outros países e implementado no Brasil desde 2013, é promover pessoas e projetos com investimentos da Alemanha, incentivando o intercâmbio multicultural, a capacitação profissional e pessoal (networking). Para o Dr. Damian Grasmück, o programa é uma grande chance para os brasileiros que querem potencializar suas carreiras. Durante sua apresentação, que contou com mais de 150 participantes, ele comentou que está impressionado com o interesse e dedicação dos brasileiros pela Bolsa Chanceler. “Pelo fato do Brasil ter entrado no projeto recentemente (2013), o número de bolsistas brasileiros contemplados ainda não é tão grande, mas a nossa ideia é que muitos se beneficiem do programa, impulsionando suas carreiras e fortalecendo o relacionamento Brasil-Alemanha. ”, afirma responsável pela seleção da Fundação.      

Após a apresentação do Dr. Grasmück, dois bolsistas da edição anterior (2015-2016), que estão indo agora para a realização de seus projetos na Alemanha, deram seus depoimentos encorajando os candidatos da nova edição. “Estou vivenciando um momento único e com muita expectativa para desenvolver o meu projeto. Fazer parte dessa rede é muito gratificante e meu objetivo é contribuir com a ponte Brasil-Alemanha: trazer a experiência alemã na oportunidade brasileira”, conta Patrick Souza de Oliveira, formado em Engenharia pela UFSCar. Outro bolsista presente na apresentação oficial foi Leandro Godinho Nery Gomes, graduado em Cinema e Teatro, que declarou estar em seu melhor momento profissional: “O programa traz um diferencial incrível ao investir em pessoas que podem fazer a diferença para a sociedade. Estou muito entusiasmado para essa nova fase e feliz por terem escolhido o meu projeto, um documentário sobre homofobia. Aconselho a todos que possuem um projeto interessante, que se inscrevam para a nova edição da bolsa.”             

Além do Brasil, o programa Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes (Bundeskanzler-Stipendium für angehende Führungskräfte, no original em alemão) é destinado a jovens pesquisadores da China, Índia, Rússia e Estados Unidos. Com isso, o projeto geral contempla, todo ano, 50 jovens líderes (10 bolsistas de cada país), que terão a oportunidade de colocarem em prática seus projetos, patrocinados pela Alemanha.

O programa, que conta com o patrocínio da Chanceler da República Federal da Alemanha, possibilita, também, a oportunidade ímpar de apresentarem o resultado de seus projetos pessoalmente para a Chanceler alemã Angela Merkel. Formação superior completa, fluência em inglês ou em alemão são alguns dos requisitos da bolsa. Outra exigência é a apresentação de uma carta de recomendação de um mentor para a pesquisa, que pode ser de instituição de ensino privada ou pública. A ajuda mensal para os aprovados varia entre 2.150 euros e 2.750 euros, dependendo das qualificações. Cursos adicionais de alemão, suporte para a família acompanhar o bolsista e as despesas  com viagem estão previstos na bolsa. Todos os requisitos podem ser conferidos no edital da fundação:     
www.humboldt-foundation.de/pls/web/docs/F29497/programme_information.pdf

Em um programa inicial de quatro semanas em Bonn e Berlim, os aprovados estabelecem contato com outros bolsistas. Nos primeiros dois meses do programa, todos farão curso intensivo de alemão e nos meses seguintes desenvolvem seus projetos de pesquisa.  A brasileira Mellany N. Moreira, bolsista do programa 2014-2015, está atualmente na Alemanha desenvolvendo o seu projeto e afirma: “A possibilidade de desenvolver um networking e passar dois meses em instituições da minha escolha em qualquer país da Europa é uma excelente oportunidade oferecida pelo programa”. Pensando nos futuros candidatos à bolsa, ela e outros bolsistas brasileiros desenvolveram uma página no facebook "TIPPS: Estudar e Pesquisar na Alemanha" para auxiliar e tirar dúvidas dos novos candidatos do Brasil.
https://www.facebook.com/TippsAlemanha

As inscrições para a Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes já estão abertas e vão até o dia 15 de setembro. A data de início da bolsa é 1° de outubro do ano seguinte (2016) e tem duração de um ano. Mais informações sobre o programa Bolsa Chanceler Alemã: www.humboldt-foundation.de/youngleaders   

 

Fundação Alexander von Humboldt

A Fundação Alexander von Humboldt  é uma instituição sem fins lucrativos da República Federal da Alemanha, que tem como objetivo promover a cooperação acadêmica entre cientistas de excelência e acadêmicos do exterior e da Alemanha por meio de suas bolsas de pesquisa, como a Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes. Mais informações sobre a Fundação e suas bolsas de pesquisa: Informações: http://www.humboldt-foundation.de/

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano. Informações: www.ahkbrasil.com

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari (11) 5187-5134
jornalista(at)ahkbrasil.com

21/07/2015 - Oportunidade: Alemanha procura futuros líderes no Brasil

Programa da chanceler Angela Merkel, que será apresentado oficialmente no dia 21 de julho em São Paulo, tem como objetivo investir em 10 jovens líderes brasileiros para aperfeiçoarem seu talento na Alemanha

Apresentação estará aberta para todos os interessados na bolsa e é preciso se inscrever antecipadamente

O programa, uma iniciativa  da Fundação Alexander von Humboldt (AvH), com apoio da Câmara Brasil-Alemanha (AHK-SP) e do Consulado Geral da Alemanha, impulsiona a carreira de novos talentos brasileiros

 

A chance está lançada:  10 jovens brasileiros serão escolhidos para programa futuros líderes para o desenvolvimento Brasil-Alemanha. O projeto, uma ação da chanceler da República Federal da Alemanha (Angela Merkel), faz parte da Bolsa Chanceler Alemã para futuros líderes do Brasil 2016 (German Chancellor Fellowships for prospective leaders from Brazil), uma iniciativa da Fundação Alexander von Humboldt (AvH), que conta com o apoio da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK-SP) e do Consulado Geral da Alemanha em São Paulo.

A apresentação oficial do programa acontece no próximo dia 21 de julho, às 18 horas, e vai contar com a participação especial do cônsul geral da Alemanha,  Friedrich Däuble; do vice-presidente executivo da Câmara Brasil-Alemanha e Embaixador do Projeto  no Brasil, Thomas Timm; e do responsável pelo departamento de seleção da Fundação Alexander von Humboldt, Dr. Damian Grasmück, que vem para o Brasil, exclusivamente para este momento. A apresentação oficial estará aberta para todos os interessados na bolsa e é preciso se inscrever antecipadamente para participar do evento, que será seguido por um coquetel.

O programa é uma oportunidade única para jovens talentos brasileiros, que, além de impulsionarem suas carreiras, recebem incentivo financeiro  para capacitação profissional e pessoal na Alemanha, país detentor de importantes e renomadas universidades, tecnologias e mestres. Além disso, o projeto conta com o patrocínio da Chanceler da República Federal da Alemanha, possibilitando, assim, a oportunidade ímpar de apresentarem seus projetos para a Chanceler alemã Angela Merkel.

Despertando a carreira

Ser líder é um dom pessoal e talento natural que precisa ser explorado, destacado e prestigiado. A sociedade  precisa de líderes competentes e, por isso, pensando nessa nova geração, a ideia do programa, que já traz um histórico de sucesso em outros países e implementado no Brasil desde 2013, é promover pessoas e projetos com investimentos da Alemanha, incentivando o intercâmbio multicultural. 

O programa “German Chancellor Fellowships” é destinado a jovens pesquisadores do Brasil, China, Índia, Rússia e Estados Unidos. A iniciativa da  Fundação Alexander von Humboldt concede ainda aos futuros líderes a oportunidade de realizarem um projeto de pesquisa sobre questões mundiais como convidados em cooperação com uma instituição-anfitriã da Alemanha. Com apoio do anfitrião, os bolsistas têm um ano para se concentrarem em seus objetos de estudo. A Bolsa Chanceler contempla várias áreas distintas como Política, Economia, Mídia, Administração ou Cultura.

Para mais informações, acesse: www.humboldt-foundation.de/youngleaders   

A Fundação Alexander von Humboldt (AvH) - Alexander von Humboldt em alemão, promove a cooperação acadêmica entre cientistas de excelência e acadêmicos do exterior e da Alemanha por meio de suas bolsas de pesquisa. Informações http://www.humboldt-foundation.de/

Serviço
Apresentação German Chancellor Fellowships for prospective leaders from Brazil
Data:
21 de julho 2015         
Horário: 18:00 hs      
Local: residência oficial do Cônsul Geral da Alemanha – Rua Àustria, 390 – Jardim Europa – São Paulo – SP  
R.S.V.P até dia 16 de julho ao meio diaTel.: (11) 5187-5140 ou E-Mail: eventos(at)ahkbrasil.com.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano. Informações: www.ahkbrasil.com

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista(at)ahkbrasil.com

07/07/2015 - Câmara Brasil-Alemanha anuncia Personalidades 2015

Câmara premia personalidades que contribuem para o relacionamento bilateral e, na edição 2015,  será homenageada também a ganhadora do primeiro Prêmio Brasil-Alemanha de Jornalismo

 

No dia 20 de setembro de 2015, a Câmara Brasil-Alemanha terá o prazer de realizar a 21ª edição do Prêmio-Personalidade Brasil-Alemanha em Joinville, em Santa Catarina. O evento acontecerá no Teatro Harmonia Lyra.

Em uma noite de gala serão homenageadas e reconhecidas personalidades cujas realizações profissionais e pessoais contribuíram para o incremento do relacionamento entre os dois países. Este ano serão premiados pelo lado alemão, o Sr. Heinz Hermann Thiele, Presidente do Conselho do Grupo Knorr-Bremse, e pelo lado brasileiro, o Sr. Weber Porto, Diretor-Presidente da Evonik Degussa Brasil Ltda.

Na mesma ocasião, a Câmara Brasil-Alemanha também homenageará a jornalista Hildegard Stausberg, do jornal Die Welt, na 1ª edição do Prêmio Brasil-Alemanha de Jornalismo.

Lembramos que o Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha é juntamente com o 33º Encontro Econômico Brasil-Alemanha, a ser realizado na mesma cidade, considerado o evento âncora no âmbito das relações econômicas bilaterais. Ambos são interligados e ocorrem em dias subsequentes.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

06/07/2015 - Evento apresenta estratégias e informações sobre P&D

Ação discute a importância de se ter um centro de P&D próximo ao cliente e apresenta casos práticos

Evento gratuito traz exemplos de empresas alemãs que possuem atividades de P&D no Brasil

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP) realiza, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), o evento Implementação e Manutenção de Centros de P&D no Brasil.           

O encontro acontecerá no dia 30 de junho (terça-feira), em São Paulo, e é voltado a associados, executivos e interessados pelo assunto.          

A iniciativa tem como objetivo apresentar desde a importância de se ter um centro de P&D próximo ao cliente, até casos práticos de empresas alemãs que possuem atividades de P&D no Brasil. Entre os palestrantes, estão o Sr. Bruno Rondani, Diretor da Wenovate e Sócio da Allagi Consultoria; o Sr. Igor Manhães Nazareth, Diretor de Formento à Inovação do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; o Sr. Marcelo Prim, da Unidade de Inovação e Tecnologia do SENAI e representantes das empresas BASF, Robert Bosch e SAP.

O Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), criado em 2012, tem como destaque anual, desde a sua origem, o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação, que é  realizado tradicionalmente no dia 12 de novembro. O evento, que conta com apresentações de grandes executivos e representantes da esfera pública, tem como objetivo principal o intercâmbio de conhecimento e o networking diferenciado, por meio de palestras e round-tables com temas de alta relevância para a indústria brasileira. Em seu encerramento, acontece a premiação dos vencedores do Prêmio de Inovação Brasil-Alemanha, que tem como objetivo o reconhecimento de empresas que desenvolveram e apresentaram projetos que geram valor e vantagem competitiva em seu mercado de atuação. As inscrições para o prêmio já estão abertas. Informações no www.inobrasilalemanha.com.br. As atividades do DIT contam com apoio e patrocínio das empresas BASF, Bayer e Siemens.

SERVIÇO

Local: Câmara Brasil-Alemanha – Rua Verbo Divino, 1488, 3º andar, Chácara Santo Antônio

Data: 30 de junho de 2015
Hora: das 14h00 às 17h00

Valor: Gratuito

Programação e inscrições:  bit.ly/1dBqG4X

 

Sobre a  Bayer

A Bayer é uma empresa global com competências nas áreas da saúde, ciências agrícolas e materiais inovadores. Como uma companhia de inovação, define as tendências nas áreas de pesquisa intensiva. Os produtos e serviços da empresa são projetados para beneficiar a população e melhorar sua qualidade de vida. Ao mesmo tempo, a Bayer agrega valor pela inovação, crescimento e uma elevada rentabilidade. O Grupo é comprometido com os princípios de desenvolvimento sustentável e com o seu papel de empresa cidadã ética e socialmente responsável. No ano fiscal de 2014, a Bayer empregou 118.900 colaboradores e registrou vendas de 42,2 bilhões de euros. As despesas de capital totalizaram 2,5 bilhões de euros, e os investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento somaram 3,6 bilhões de euros. Para mais informações acesse www.bayer.com.br

 

Sobre a BASF     

Na BASF nós transformamos a química – e estamos fazendo isso há 150 anos. Nosso portifólio de produtos oferece desde químicos, plásticos, produtos de performance e para proteção de cultivos, até petróleo e gás. Como empresa química líder mundial, nós combinamos o sucesso econômico, responsabilidade social e proteção ambiental. Por meio da ciência e da inovação, nós possibilitamos aos nossos clientes de todas as indústrias atender às atuais e futuras necessidades da sociedade. Nossos produtos e soluções contribuem para a preservação dos recursos, assegurando nutrição saudável e melhoria da qualidade de vida. Nós resumimos essa contribuição em nossa proposição corporativa: “We create chemistry for a sustainable future” – Nós transformamos a química para um futuro sustentável. A BASF contabilizou vendas de €74 bilhões em 2013 e contava com mais de 112 mil colaboradores no final do ano. As ações da BASF são negociadas nas bolsas de valores de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurique (AN). Mais informações sobre a BASF estão disponíveis no endereço www.basf.com.br ou nos perfis corporativos da empresa no Facebook (BASF Brasil) e no Twitter (@BASF_brasil).         


Sobre a Siemens

A Siemens está presente no Brasil há mais de cem anos e é atualmente o maior conglomerado de engenharia elétrica e eletrônica do país, com suas atividades agrupadas pela divisões: Power and Gas; Wind Power and Renewables; Power Generation Services; Energy Management; Digital Factory; Mobility; Building Technologies; Process Industrial and Drives.  A empresa é lider no fornecimento de equipamentos médicos para diagnóstico por imagem, como tomógrafos computadorizados e ressonância magnética, bem como diagnóstico laboratorial. As primeiras atividades da empresa no Brasil datam de 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1895, no Rio de Janeiro, era aberto o primeiro escritório e, dez anos mais tarde, ocorria a fundação da empresa no país. Ao longo do século passado a Siemens contribuiu ativamente para a construção e modernização da infraestrutura do Brasil. Hoje, os equipamentos e sistemas da Siemens são responsáveis por 50% da energia elétrica gerada no País, 30% dos diagnósticos digitais por imagem realizados no Brasil e estão presentes em 2/3 de todas as plataformas offshore brasileiras projetadas nos últimos 8 anos. No Brasil, o Grupo Siemens conta com 12 fábricas e 7 centros de pesquisa e desenvolvimento espalhados por todo o País. Para mais informações acesse www.siemens.com.br

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

06/07/2015 - Inscrições para o III Prêmio Brasil-Alemanha vão até o dia 24 de agosto

Iniciativa da Câmara Brasil Alemanha chega a sua terceira edição, possibilitando reconhecimento e oportunidades de negócios e parcerias aos vencedores

O Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação (PBAI), iniciativa da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP), por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), visa aumentar a visibilidade e a articulação de empresas inovadoras, fomentando negócios e parcerias.

O objetivo principal do prêmio, que chega este ano a sua 3ª edição, é identificar e reconhecer produtos e processos inovadores realizados por empresas brasileiras e alemãs instaladas no Brasil, além de catalisar oportunidades que promovam a relação Brasil-Alemanha.

Os projetos serão avaliados pelo seu grau de inovação e por aspectos como ineditismo, impacto na empresa, na sociedade e no meio ambiente, assim como possíveis relações com empresas e instituições alemãs utilizadas para o seu desenvolvimento. Este ano, o prêmio conta, com duas categorias:

- Categoria Desafio: empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projeto de inovação tecnológica, produto ou processo, voltado para geração e uso eficiente de energia. Nesta categoria, poderão se inscrever empresas de todos os portes.

- Categoria Startups e PMEs: empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil, que tenham desenvolvido projeto de inovação tecnológica, produto ou processo, cujos resultados impactaram significativamente no negócio e/ou na sociedade. Nesta categoria, poderão se inscrever somente empresas com faturamento até R$ 60 Mi.

“O Prêmio é uma iniciativa que vem deixando a sua marca como catalisadora e promotora de negócios inovadores, incentivando a inovação e o intercâmbio tecnológico e científico entre Brasil e Alemanha. Estarmos na 3ª edição do PBAI representa o sucesso dessa iniciativa. Fora a isso, a cada ano que passa, essa ação ganha mais relevância no mercado e está cada vez mais integrada com todo ecosistema da inovação no Brasil e na Alemanha”, diz  Bruno Vath Zarpellon, diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia da AHK-SP.

O lançamento oficial do III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação aconteceu no dia 26 de maio durante o evento “Inovação – da ideia ao mercado”, promovido pelo Departamento de Inovação e Tecnologia.  O momento contou com a participação de Thomas Timm, vice-presidente da AHK – São Paulo; Fernando Campoi, gerente de Assuntos Corporativos e Relação com a Imprensa da Volkswagen do Brasil; Paulo Stark, presidente e CEO da Siemens no Brasil; Prof. Karlheinz Brandenburg, criador do formato MP3 da Fraunhofer IDMT, e Ralf Schweens, presidente América do Sul da BASF, os quais foram os responsáveis pelo corte da fita inaugural.  

O anúncio dos vencedores acontece no dia 12 de novembro, após o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação. O seminário, que também chega a sua 3ª edição e é realizado tradicionalmente na mesma data, conta com apresentações de grandes executivos e representantes da esfera pública e tem como objetivo principal o intercâmbio de conhecimento e o networking diferenciado, por meio de palestras e round-tables com temas de alta relevância para a indústria brasileira.        

Além da grande visibilidade e exposição voltadas às oportunidades de parcerias e negócios, os três primeiros colocados de cada categoria no prêmio participarão com seu projeto inovador durante o evento solene de premiação, além de terem seus projetos divulgados a empresas patrocinadoras e parceiros institucionais do Departamento de Inovação e Tecnologia. Já o primeiro colocado de cada categoria serão contemplados com uma viagem à Alemanha para visitar uma feira dentro do seu segmento e realizar visitas a ICTIs (Institutos de Ciência, Tecnologia e Inovação).

As inscrições são gratuitas e vão até o dia 24 de agosto, por meio do site oficial da iniciativa www.inobrasilalemanha.com.br 

O III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação conta com apoio e patrocínio das empresas BASF, Bayer, Siemens e Volkswagen.

 

Sobre a  Bayer

A Bayer é uma empresa global com competências nas áreas da saúde, ciências agrícolas e materiais inovadores. Como uma companhia de inovação, define as tendências nas áreas de pesquisa intensiva. Os produtos e serviços da empresa são projetados para beneficiar a população e melhorar sua qualidade de vida. Ao mesmo tempo, a Bayer agrega valor pela inovação, crescimento e uma elevada rentabilidade. O Grupo é comprometido com os princípios de desenvolvimento sustentável e com o seu papel de empresa cidadã ética e socialmente responsável. No ano fiscal de 2014, a Bayer empregou 118.900 colaboradores e registrou vendas de 42,2 bilhões de euros. As despesas de capital totalizaram 2,5 bilhões de euros, e os investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento somaram 3,6 bilhões de euros. Para mais informações acesse www.bayer.com.br

 

Sobre a BASF

Na BASF nós transformamos a química – e estamos fazendo isso há 150 anos. Nosso portifólio de produtos oferece desde químicos, plásticos, produtos de performance e para proteção de cultivos, até petróleo e gás. Como empresa química líder mundial, nós combinamos o sucesso econômico, responsabilidade social e proteção ambiental. Por meio da ciência e da inovação, nós possibilitamos aos nossos clientes de todas as indústrias atender às atuais e futuras necessidades da sociedade. Nossos produtos e soluções contribuem para a preservação dos recursos, assegurando nutrição saudável e melhoria da qualidade de vida. Nós resumimos essa contribuição em nossa proposição corporativa: “We create chemistry for a sustainable future” – Nós transformamos a química para um futuro sustentável. A BASF contabilizou vendas de €74 bilhões em 2013 e contava com mais de 112 mil colaboradores no final do ano. As ações da BASF são negociadas nas bolsas de valores de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurique (AN). Mais informações sobre a BASF estão disponíveis no endereço www.basf.com.br ou nos perfis corporativos da empresa no Facebook (BASF Brasil) e no Twitter (@BASF_brasil).         


Sobre a Siemens

A Siemens está presente no Brasil há mais de cem anos e é atualmente o maior conglomerado de engenharia elétrica e eletrônica do país, com suas atividades agrupadas pela divisões: Power and Gas; Wind Power and Renewables; Power Generation Services; Energy Management; Digital Factory; Mobility; Building Technologies; Process Industrial and Drives.  A empresa é lider no fornecimento de equipamentos médicos para diagnóstico por imagem, como tomógrafos computadorizados e ressonância magnética, bem como diagnóstico laboratorial. As primeiras atividades da empresa no Brasil datam de 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1895, no Rio de Janeiro, era aberto o primeiro escritório e, dez anos mais tarde, ocorria a fundação da empresa no país. Ao longo do século passado a Siemens contribuiu ativamente para a construção e modernização da infraestrutura do Brasil. Hoje, os equipamentos e sistemas da Siemens são responsáveis por 50% da energia elétrica gerada no País, 30% dos diagnósticos digitais por imagem realizados no Brasil e estão presentes em 2/3 de todas as plataformas offshore brasileiras projetadas nos últimos 8 anos. No Brasil, o Grupo Siemens conta com 12 fábricas e 7 centros de pesquisa e desenvolvimento espalhados por todo o País. Para mais informações acesse www.siemens.com.br

 

Sobre a Volkswagen do Brasil

Em mais de seis décadas de atuação no Brasil, a empresa conquistou os brasileiros pelo pioneirismo e inovação de seus produtos e serviços. É a maior fabricante de veículos da história do País com mais de 22 milhões de veículos produzidos, além de uma das maiores empresas privadas. Também é a maior exportadora de veículos do País, com mais de 3,3 milhões de unidades enviadas a 147 países. Oferece ao mercado brasileiro a mais completa linha de produtos e conta com a maior rede de distribuição, com mais de 600 concessionárias no território nacional. Instalada no Brasil desde 1953, possui aproximadamente 20 mil empregados em suas quatro fábricas - São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP), São José dos Pinhais (PR) e São Carlos (SP) e São José dos Pinhais (PR). Buscando o crescimento sustentável e qualitativo da empresa e sua linha de produtos no Brasil, a Volkswagen do Brasil reforçou a sinergia com a matriz para a utilização de plataformas mundiais e novos motores do Grupo Volkswagen, resultando no lançamento de um produto global em cada uma das fábricas brasileiras da marca:

1) Motor EA211 – motor 1.0 de três cilindros, 1.6 MSI de quatro cilindros, e mais recentemente, o 1.0 TSI, com maior eficiência energética e menor consumo de combustível, produzidos na fábrica de São Carlos (SP),

2) up! – produzido desde o início de 2014 na fábrica de Taubaté (SP),

3) Novo Golf – será produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR) no segundo semestre de 2015,

4) Novo Jetta – será produzido na fábrica de São Bernardo do Campo no segundo semestre de 2015.
Para mais informações acesse: http://www.vw.com.br/

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

06/07/2015 - Uma ponte comercial de oportunidades por meio da Câmara Brasil-Alemanha

O Departamento de Comércio Exterior e Feiras da AHK-SP proporciona informações e estratégias de entrada no mercado alemão

Informações e estratégias de mercado podem ser pontos decisivos para atingir o alvo do sucesso no competitivo mercado global.  Quando o assunto é a ponte entre o Brasil e a Alemanha, a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK-SP), por meio do seu Departamento de Comércio Exterior e Feiras, apoia iniciativas de empresas brasileiras e alemãs na procura por novos parceiros, contribuindo para o seu desenvolvimento econômico e para o fortalecimento dos negócios entre companhias dos dois países. Dessa forma, o departamento atua como contato para atender demandas de empresas individuais ou delegações empresariais.

“Desde o primeiro contato da Engetel com a Câmara Brasil-Alemanha, todos os passos para estabelecer uma nova parceria com a empresa alemã evoluiu rapidamente. Um segmento totalmente novo no Brasil.  A argumentação técnica e reunião presencial, agendada pela Câmara nos passou a confiança necessária para a tomada de decisão.  Desde então, esta parceria tem nos possibilitado participar da elaboração das normas brasileiras e crescer junto com o mercado, levando tecnologia de ponta aos nossos clientes. Hoje já conquistamos alguns cases de sucesso, aplicando  estas tecnologias. Ter um elo com empresas da Europa, favorece a qualificação e capacitação de nossa equipe, auxiliando na diferenciação de mercado.” – Josué João Krapp – Diretor Comercial do Grupo Engetel.

Os serviços oferecidos possibilitam uma perspectiva e acesso a informações do mercado, bem como incentivo de entrada no mercado alemão. Os interessados em adquirirem esse know-how podem contar ainda com diversos serviços como:

- Organização de rodadas de negócios;
- Lista de endereços;
- Intermediação de potenciais parceiros;
- Desenvolvimento de contatos;
- Intermediação de fornecedores;
- Consultoria informativa aduaneira;
- Informações e estudos de mercado;
- Análise creditícia.

Feiras Internacionais e Rodadas de Negócios: plataforma comercial

Para potencializar e proporcionar oportunidades, o departamento traz informações sobre feiras na Alemanha, além de promover oportunidades de negócios, por meio de Rodadas de Negócios oferecidas na Câmara Brasil-Alemanha. As feiras internacionais são o instrumento de marketing mais efetivo para estabelecer e ampliar contatos. Elas são a plataforma ideal para obter uma visão global dos mercados e conhecer as tendências e últimas evoluções tecnológicas de setores específicos.

Na Alemanha são realizadas feiras líderes mundiais de todos os segmentos da indústria. A Câmara Brasil-Alemanha é representante oficial da Messe Berlin e da Messe Stuttgart e oferece todo apoio necessário para a sua participação como visitante ou expositor.

No caso das Rodadas de Negócios, a empresa tem a seu dispor uma plataforma de networking e a oportunidade de divulgar a sua empresa por meio da Câmara.

<s> </s>

“A Câmara Brasil-Alemanha me apresentou uma nova parceria, intermediando o contato entre nós e a empresa alemã. Isso abriu caminho para atuarmos em um novo mercado. Com sua atuação precisa e constante apoio, surgiu não apenas a parceria comercial de distribuição dos produtos, mas também uma relação de grande confiança entre nós, a empresa alemã e a Câmara, o que facilita de todas as formas os novos negócios.", -  Miguel de Antoni -  Agrigarden.

Em um cenário mundial cada vez mais competitivo as estratégias eficazes e eficientes fazem a diferença. Isto é o que conclui Ricardo Castanho, Diretor de Comércio Exterior e Feiras da Câmara Brasil-Alemanha: “Os serviços são ofertados de acordo com as necessidades específicas de cada empresa. A nossa ideia é oferecer uma análise particular com estratégias e potenciais parcerias para que as negociações possam prosseguir com resultados positivos. No caso de intenções que não terão um futuro promissor, informações servirão de alerta para que as negociações não sejam em vão.”

 

SERVIÇO:
Departamento de Comércio Exterior e Feiras da AHK-SP
Tel.: (+55 11) 5187-5109
E-mail: comex(at)ahkbrasil.com
Informações, clique aqui!

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know-how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

18/06/2015 - II Seminário “Mercado e Inclusão”, uma fórmula que dá certo

A inclusão de Pessoas com Deficiência no mercado de trabalho será tema de discussões entre representantes de empresas, instituições e governo, abordando desafios e melhores práticas na área 

A inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho é um tema que precisa, a cada dia, ganhar mais força. Nesse sentido, o Instituto Sócio Cultural Brasil-Alemanha (ISCBA), em parceria com o Grupo de Intercâmbio de Experiências de Recursos Humanos da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, realiza, no próximo dia 23 de junho, o II Seminário “Mercado e Inclusão”, com apoio jurídico do escritório Demarest Advogados.     

Com o objetivo de fortalecer a prática no universo corporativo do Brasil, o evento envolve todas as partes, como representantes de empresas, Pessoas com Deficiência (PCDs), instituições e governo,  para colocarem em pauta discussões sobre as melhores práticas de inclusão no mercado de trabalho.

O seminário abordará aspectos legais, recrutamento e seleção, indicadores gerais, empreendedorismo e ações do poder público na inclusão de Pessoas com Deficiência no universo coorporativo. Além disso, o evento trará um case de sucesso da Natura, empresa parceira e uma das pioneiras na contratação de pessoas com deficiência, apresentado por Marina Helou, coordenadora de Recursos Humanos da empresa.   

O evento conta ainda com a participação dos palestrantes Andrea Schwarz e Jaques Haber (iSocial), Cid Torquato (Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo) e Dr. Henrique Melo (Demarest Advogados). Para cada palestra será aberto um espaço para discussões e trocas de ideias.

 

“Responsabilidade Social é para nós uma missão. Sabemos que muitas empresas alemãs, de origem alemã e outras possuem projetos socialmente relevantes. O nosso Instituto Sócio Cultural participa na preparação e realização destes projetos de responsabilidade social (Corporate Social Responsability – CSR). Para projetos de inclusão social temos expertise também de nossos parceiros. Propagamos exemplos de sucesso em uma plataforma para discussão sobre a relevância dos projetos sociais.” – comenta Dr. Klaus-Wilhelm Lege, presidente do Instituto Sócio Cultural Brasil-Alemanha.

Programação
8:15 – Welcome Coffee
8:50 - Palestra Recrutamento e Indicadores - Andrea Schwarz e Jaques Haber (iSocial)
9:40 - Palestra Empreendedorismo - Cid Torquato (Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo)
10:20 - Coffee Break
10:30 - Palestra Aspectos Legais - Dr. Henrique Melo - Demarest Advogados
11:10 - Palestra Case - Marina Helou - Natura
12:00 - Encerramento

Serviço

II Seminário “Mercado e Inclusão”

Data: terça-feira, 23 de junho de 2015

Horário: das 08:15hs às 12:00hs         

Local: Câmara Brasil-Alemanha- Rua Verbo Divino, 1488 - 3º andar, Chácara Santo Antonio, São Paulo-SP                 

Valor: Gratuito  

Informações e inscrições – Clique aqui!                                                                      

 

Sobrte o Instituto Sócio Cultural Brasil-Alemanha – ISCBA

O Instituto Sócio Cultural Brasil-Alemanha (ISCBA), fundado em 1993 pelos associados da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, é uma das mais de 60 associações da Aliança das Instituições de Língua Alemã em São Paulo.  O ISCBA, uma instituição sem fins lucrativos, tem como objetivo realizar e fomentar projetos culturais, sociais, esportivos e também projetos voltados às crianças e aos idosos, bem como em algumas áreas da saúde, apoiando desde pequenas até grandes empresas na realização dessas atividades.         

No projeto específico "Atletas do Futuro – Fundo Paradesportivo Brasil-Alemanha", o Instituto trabalha em parceria com o Esporte Clube Pinheiros e tem o apoio de patrocinadores. Os beneficiados do projeto são paratletas, que  são treinados para participarem em campeonatos nacionais e internacionais, como também, no momento, para os Jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro em 2016. O projeto "Atletas do Futuro" não somente incentiva os paratletas amadores e profissionais, mas promove também a inclusão no mercado de trabalho. Neste sentido, o projeto dá apoio para a capacitação profissional, visando o futuro pós-carreira desportiva.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

 

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

 

16/06/2015 - Câmara Brasil-Alemanha impulsiona Eficiência Energética

“Seminário Brasil-Alemanha de Eficiência Energética" possibilitou novos caminhos energéticos em prol da sustentabilidade e competitividade na indústria

A Eficiência Energética é pauta mundial e todas as suas vertentes estão influenciando não apenas a vida das pessoas em seu cotidiano, mas as formas e meios de produção. O bom funcionamento da economia e do progresso industrial dependem da gestão responsável da energia. Essa temática fez parte do “Seminário Brasil-Alemanha de Eficiência Energética”, promovido pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP), por meio de seu Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética.    

O evento, que aconteceu no último dia 16 de junho e contou com palestrantes do Brasil e da Alemanha, discutiu as necessidades e as novas formas de se obter o sucesso produtivo, alinhado a eficiência energética. Um dos diferenciais do evento foi contar com especialistas provenientes da Alemanha, país, que além de ser o detentor de tendências tecnológicas no segmento, é exemplo e líder mundial no uso eficiente de energia.

A abertura do evento contou com a Diretora de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética da Câmara Brasil-Alemanha (AHK-SP), Daniely Andrade. “É uma satisfação possibilitar essa troca de expertise, estimulando a redução do consumo de energia pelo uso mais eficiente, que proporciona às empresas mais competitividade e produtividade, além de maior disponibilidade de energia e redução de impactos ambientais.”, comenta.

O evento seguiu-se com apresentação de empresas alemãs detentoras de tecnologias focadas na temática, além da participação de especialistas, que apresentaram os respectivos mercados no Brasil e na Alemanha.

A Eficiência Energética segundo especialistas:

Eficiência Energética na Alemanha -
Maximilian Müller, energiewaechter GmbH em nome da Exportinitiative Energieeffizienz do Ministério Alemão da Economia e Energia (BMWi)
“É possível produzir riqueza e crescimento com eficiência energética. Para isso precisamos colocar em prática a ‘energia economizada’, ou seja: não precisamos gerar, gastar e pagar por uma energia que não é necessária em certo momento. É preciso pensar não apenas em energia renovável, mas também em eficiência energética.” 

Eficiência Energética na Indústria com foco particular em aquecimento - Alexander Ritzler, Consultor Sênior, ÖKOTEC Energie Management GmbH
“Empresas podem reduzir em até 30% o consumo de energia, por meio de uma ferramenta (Analysis Pinch), a qual faz uma análise do cenário energético da empresa e traz a sua real necessidade.”

A escassez de água no Brasil e o impacto na geração de energia -  Cilene Victor, Coordenadora do Centro Interdisciplinar de Pesquisa da Faculdade Cásper Líbero
“A desaceleração da economia brasileira mascara a crise energética, já que a demanda, principalmente industrial, diminuiu. O Brasil possui muitos projetos focados em eficiência energética, mas é necessário que saiam da teoria para a prática.  O Brasil necessita de um órgão oficial que possa pautar assuntos sobre essa temática.”

Eficiência Energética: solução para a crise? -  Rodrigo Aguiar, Presidente Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (ABESCO)
“O mercado brasileiro de eficiência energética ainda é muito baixo. Para piorar, o País conta com o custo alto de energia para a indústria. Segundo estudo divulgado no fim de abril deste ano pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, o custo brasileiro é de R$ 543,90 MW e a média mundial é R$ 257,50 MW. Com esse cenário quem quer investir no Brasil? É preciso mudar para ganharmos competitividade e isso pode começar por cada empresa, focando na sua eficiência energética.”

Sistema de Eficiência energética na pequena e média Indústria - Dr. Ruy Bottesi, Diretor Adjunto de Saneamento e Diretor de Energia da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp)

“Energia é tema estratégico para o desenvolvimento do País. Precisamos da criação de estímulos para implementação de projetos para geração, distribuição e smartgrid. É preciso levar em conta que uma indústria forte significa um país forte”.

Eficiência Energética na Indústria do Brasil e da Alemanha e o avanço delas por soluções tecnológicas - Jean-Christian Brunke, Pesquisador no Instituto de Economia e Uso Racional de Energia da Universidade de Stuttgart
“Eficiência Energética não é a mesma coisa que economia energética. Para que uma empresa consiga de colocar competitivamente no mercado, precisa de uma gestão energética, tanto dos processos quanto dos comportamentos humanos.”

 Financiamento de projetos de eficiência energética no Brasil -  Rafael Ramalho Corso Bergamaschi, Gerente de Negócios da  Desenvolve SP
“O nosso foco é promover pequenas e médias empresas que tragam inovações para o crescimento sustentável, instaladas no Estado de São Paulo.”

Para contribuir com o que há de mais moderno no quesito eficiência energética, as  empresas alemãs Janitza Eletronics,  RBR Messtechnik, REWITEC e  KEC (Kretschmer Energie Consulting GmbH) apresentaram suas tecnologias e participam (dia 17 a 19 de junho) de uma rodada de negócios  para identificar potenciais parceiros no Brasil. O momento possibilita uma oportunidade única de contato com os melhores players e cases de sucesso no seguimento, além do conhecimento dessas novas tecnologias.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

03/06/2015 - Câmara impulsiona inovação no Brasil

Além de promover a inovação por diversos pontos de vista e de lançar oficialmente o III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, evento contou com a participação do Prof. alemão Karlheinz Brandenburg, criador do formato MP3 e representante do Instituto Fraunhofer

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP) promoveu, por meio de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), no último dia 26 de maio, o evento “Inovação – da ideia ao mercado”.  Na ocasião, também foi lançado o III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação (PBAI), que identifica e reconhece esforços inovadores realizados por empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil, assim como suas novidades para 2015. 

O evento teve como objetivo apresentar e discutir cases de inovação, exemplificando de forma prática como uma ideia transforma-se em realidade, além de reforçar a necessidade de se inovar, principalmente em relação ao competitivo mercado atual, unindo os melhores caminhos para se proteger produtos e processos inovadores.

“Transformar uma ideia em inovação é de suma importância para o sucesso e progresso da indústria. O Brasil precisa desse impulso para se lançar no competitivo mercado internacional. A nossa ideia é, por meio de nossas ações e atividades, incentivar e promover esse processo tão importante nos dias de hoje, aproveitando a expertise e liderança da Alemanha no quesito inovação e alta tecnologia.”, explica o Diretor do Departamento de Inovação e Tecnologia Bruno Vath Zarpellon.

Thomas Timm, diretor executivo da AHK – São Paulo, deu início ao evento reforçando a importância de promover ações inovadoras como diferenciais competitivos, sempre em busca do progresso. Seguindo por essa necessidade, o evento trouxe o tema “Por quê inovar? ”, apresentado por Martin Bodewig, diretor da Roland Berger Consultoria Estratégica. Para Bodewig, as tendências globais alteram as formas de se inovar e, para acompanhar o competitivo mercado atual, é necessário que as empresas criem modelos e valores de inovação para alinhar-se à atualidade. “Inovar não significa apenas um fator diferencial estratégico, mas uma necessidade de transformação.”, complementa.                                                                                                                  

Na sequência, Cesário Martins, Co-CEO da ClickBus do Grupo Rocket Internet, apresentou, por meio de um exemplo prático, a importância de um ambiente criativo. Segundo Martins, o sucesso de uma nova realidade depende da melhor união entre a criatividade e a conectividade. "A forma de consumo, o comportamento e os serviços mudaram. As ferramentas móveis marcam uma nova fase, na qual inovar é a melhor saída.", complementa o executivo.

Neste cenário, surge a questão “Protegendo minha Inovação”, que foi apresentada por Henrique Steuer, I. de Mello, sócio da Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira, que destacou a importância de se proteger um produto ou processo inovador.  “O pedido de patente garante ao titular o direito de impedir terceiros de praticar atos com a invenção patenteada, tais como produzir, usar ou vender o seu conhecimento.”, alerta o palestrante.

Para finalizar o ciclo de palestras, o evento contou com a participação do professor alemão Karlheinz Brandenburg, criador do formato MP3 e representante do Instituto Fraunhofer para Tecnologias de Mídias Digitais (IDMT), que discursou sobre a trajetória e histórico de sua inovação, e também sobre o futuro das novas mídias digitais no setor audiovisual.  “A mídia digital do futuro pede tecnologias conectadas, adaptadas e facilitadas aos diversos setores e serviços, os quais estarão ainda alinhados a um reconhecimento visual e sonoro.”

Após as apresentações, os palestrantes foram convidados a integrar uma mesa redonda e o diálogo foi aberto junto aos participantes do evento, que contava com associados da Câmara, executivos, startups e jovens interessados pelo assunto.

III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação

Ao final do evento, aconteceu o lançamento oficial do III Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, que contou com a participação de Thomas Timm, vice-presidente da AHK – São Paulo; Fernando Campoi, gerente de Assuntos Corporativos e Relação com a Imprensa da Volkswagen do Brasil; Paulo Stark, presidente e CEO da Siemens no Brasil; Prof. Karlheinz Brandenburg, criador do formato MP3 da Fraunhofer IDMT, e Ralf Schweens, presidente América do Sul da BASF, os quais foram os responsáveis pelo corte da fita inaugural.

O prêmio, que visa o aumento da visibilidade de empresas inovadoras, fomentando negócios e parcerias, é uma iniciativa da Câmara Brasil-Alemanha, que acontece desde 2013, sempre no dia 12 de novembro, após o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação.

Com o objetivo de identificar e reconhecer produtos e processos inovadores realizados por empresas brasileiras e alemãs instaladas no Brasil, o prêmio conta, este ano, com duas categorias: Desafio e Startups e PMEs. As inscrições já estão abertas e vão até o dia 24 de agosto, por meio do site oficial do prêmio: www.inobrasilalemanha.com.br


Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

Da esquerda para a direita: Thomas Timm, vice-presidente da AHK – São Paulo; Fernando Campoi, gerente de Assuntos Corporativos e Relação com a Imprensa da Volkswagen do Brasil; Paulo Stark, presidente e CEO da Siemens no Brasil; Prof. Karlheinz Brandenburg, criador do formato MP3 da Fraunhofer IDMT, e Ralf Schweens, presidente América do Sul da BASF. Créditos AHK-SP

03/06/2015 - Dia Mundial do Meio Ambiente: uma luz pela eficiência energética

Câmara Brasil-Alemanha, por meio do “Seminário Brasil-Alemanha de Eficiência Energética", que acontece no dia 16 de junho, motiva parceiros e associados em prol dos desafios da sustentabilidade

O meio ambiente está em pauta. Não apenas pelo fato de, no próximo dia 05 de junho, ser comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente; mas, principalmente por conta das mudanças climáticas, que trazem um momento crítico, impactando e afetando a crise hídrica e energética. O bem-estar da humanidade e do planeta, o bom funcionamento da economia e progresso industrial dependem da gestão responsável dos recursos naturais e da participação de cada um de nós.  Por isso, é preciso agir e agir rápido para minimizar os impactos sobre a natureza.

Pensando nisso, a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP) promove no dia 16 de junho, por meio de seu Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética, o “Seminário Brasil-Alemanha de Eficiência Energética”.

Com o objetivo de impulsionar os melhores caminhos em prol da eficiência energética, o evento conta com especialistas no assunto, provenientes também da Alemanha, país detentor de tendências tecnológicas no segmento. A Alemanha é reconhecida como líder mundial no uso eficiente de energia. Para atingir a meta nacional de redução de 40% nas emissões de CO2, realiza esforços nas mais diferentes esferas. Segundo um estudo do Ministério Federal da Economia e Tecnologia da Alemanha, os custos com energia elétrica ou com outros itens relacionados a ela podem ser reduzidos na maioria das empresas na razão de 5% a 50%.

Além da apresentação de empresas alemãs detentoras de tecnologias focadas na temática, o seminário conta com a participação de especialistas, que apresentam os respectivos mercados no Brasil e na Alemanha. Aos interessados em realizar reuniões com as empresas, será oferecido no dia 17 de junho de 2015 (quarta-feira) uma rodada de negócios entre as empresas alemãs e brasileiras.  

“Com essa iniciativa, o nosso objetivo é, além de informar e propagar as principais tecnologias em favor do meio ambiente no quesito eficiência energética, colocar empresas em contato para potencializar as inovações no setor; trazendo, assim, benefícios não apenas para as empresas participantes, mas também para a sociedade, que cada vez mais entende a necessidade de tornar seus setores e cadeias produtivas mais sustentáveis. É uma satisfação possibilitar essa troca de expertise em prol do nosso meio ambiente.”, comenta Daniely Andrade, Diretora de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética da Câmara Brasil-Alemanha (AHK-SP).

O público alvo do seminário e das ações seguintes ao evento são empresas interessadas no assunto e tomadores de decisões, que poderão aproveitar o momento para um networking.  O evento, que conta com importantes palestrantes do eixo Brasil Alemanha, traz representantes da Energiewaechter, do Centro Interdisciplinar de Pesquisa da Faculdade Cásper Líbero, da ABESCO (Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia), da Janitza Eletronics, do Instituto de Economia e Uso Racional de Energia da Universität Stuttgart, da RBR Messtechnik,  da REWITEC (empresa alemã especializada em energia eólica),  e da KEC (Kretschmer Energie Consulting GmbH).

Delegação de especialistas: uma luz para as empresas

Além do seminário, como parte da "Export Initiative Energy Efficiency" do Ministério Federal da Economia e Energia da Alemanha (BMWI), o Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética da Câmara Brasil-Alemanha está organizando a vinda de uma delegação de empresas alemãs da área de eficiência energética para o Brasil.

As empresas - consultorias e fabricantes de equipamentos - estarão em São Paulo entre os dias 16 a 19 de junho de 2015, e pretendem identificar potenciais parceiros de negócios (distribuidores, clientes e parceiros).

Uma oportunidade de estar em contato com os melhores players e cases de sucesso, além de poder desfrutar do conhecimento dessas novas tecnologias.

SERVIÇO
Seminário Brasil-Alemanha de Eficiência Energética
Dia:
terça-feira, 16 de junho de 2015
Horário: das 08:30hs às 17:30hs
Local:
Club Transatlântico - Rua José Guerra, 130 - Chácara Santo Antônio, São Paulo – SP
Valor: Gratuito – Vagas limitadas

SERVIÇO
Rodada de Negócios Eficiência Energética
Dia:
quarta-feira, 17 de junho de 2015
Horário: das 09:00hs às 17:00hs (há necessidade de agendamento prévio)
Local: Câmara Brasil-Alemanha - Verbo Divino, 1488 3º andar - Chácara Santo Antônio, São Paulo – SP
Inscrições: pelo e-mail mambiente@ahkbrasil.com


Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 99 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 13 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2014, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informações à Imprensa
Ana Calegari
(11) 5187-5134
jornalista@ahkbrasil.com

Divulgação do evento.

16/06/2014 - Evento “Tecnologias Alemãs na Copa do Brasil” expõe cases e projetos inovadores

Participantes conheceram projetos de empresas como Adidas, Bayer e Siemens, fizeram ação social e vibraram com a vitória da Alemanha 

No dia 16 de junho, quando aconteceu o primeiro jogo da Alemanha na Copa do Mundo no Brasil, o Departamento de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha (AHK-SP) realizou o evento “Tecnologias Alemãs na Copa do Brasil” com palestras com cases e projetos relacionados à Copa do Mundo 2014. 

A Adidas, responsável pela bola utilizada nos jogos, mostrou as novas tecnologias da bola do Mundial e o design que incorporou detalhes da cultura brasileira. A Bayer, em parceria com a Adidas, também se envolveu no desenvolvimento da Brazuca e das chuteiras dos jogadores, além de ter contribuído com tecnologias para a cobertura de alguns estádios da competição.

Outra alemã, a Siemens explicou sobre tecnologias presentes nos estádios como software de segurança no acesso, detecção de incêndios, automação predial, monitoramento e controle de fontes energéticas, água, ar condicionado e luzes. 

A Schlaich, Bergermann und Partner apresentou o trabalho realizado no teto do estádio do Maracanã (RJ) e a preocupação em manter a identidade do estádio. Os estádios de Belo Horizonte e a Arena Amazônia, onde o design do teto foi inspirado na natureza local, também foram cases apresentados. O estádio do Maracanã também foi alvo da palestra da Wisy, que expôs a tecnologia de aproveitamento de água da chuva utilizada no local. 

Outros estádios da Copa do Mundo que foram abordados nas palestras foram a Arena São Paulo, que teve estrutura especial de metal da Werner Sobek e o Fonte Nova (BA), onde aconteceu o jogo Alemanha x Portugal, em que a Schulitz foi responsável pelo teto, parecido com o do estádio de Hannover. 

Depois das apresentações houve um working lunch com rodada de chopp alemão e todos vibraram com a vitória da Alemanha contra o time de Portugal. Aconteceu também um leilão de duas camisas oficiais: uma da Alemanha, doada pela Adidas e autografada pelo time, e uma do Brasil, doada por Werner Heuck e assinada pelo técnico Felipão. O valor arrecadado será doado para o Lar Social Girassol, uma entidade vinculada à Sociedade Beneficente Alemã.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 98 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

 

Informações à imprensa:

Silvia Russo – (11) 5187-5134 / jornalista@ahkbrasil.com

 

 

27/05/2014 - Câmara Brasil-Alemanha abre inscrições II Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação

27/05/2014 - Câmara Brasil-Alemanha abre inscrições II Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação

Innovation Business Breakfast marcou o lançamento da 2ª edição do Prêmio e o início das inscrições

A contagem regressiva para a entrega do II Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação já começou. Aconteceu em 27 de maio, o evento de lançamento da segunda edição do Prêmio, criado pelo Departamento de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha (DIT), com o objetivo de identificar e reconhecer esforços inovadores realizados por empresas brasileiras e alemãs instaladas no Brasil.

Para marcar a ocasião, o DIT promoveu um Innovation Business Breakfast, que contou com a mesa redonda na qual membros do Innovation Board da Câmara e convidados discutiram os “Obstáculos e Oportunidades para Inovar no Brasil”.

Um dos principais destaques foi a necessidade da inovação contínua nas empresas de todos os portes. “Sabemos que 81% dos novos empreendedores no Brasil iniciam seus negócios por terem uma ideia inovadora e acreditarem que podem ocupar um lugar no mercado. Falta o desenvolvimento de um mecanismo que torne a inovação um ato contínuo e não fique restrita a essa primeira ideia”, comenta Paulo Ricardo Stark, CEO da Siemens e Vice-Presidente da AHK para o tema Inovação.

Outro ponto considerado de muita importância para que o Brasil avance nessa questão é a redução da burocracia e da carga tributária. “Existem empresas aguardando o reconhecimento de sua patente por 13 anos. Isso desmotiva bastante. A cooperação tecnológica faz com que a inovação avance muito, mas por conta da burocracia e da tributação que enfrentamos no Brasil acabamos perdendo muitas oportunidades e isso gera também uma perda de competitividade”, explica Wilson Bricio, presidente da ZF América do Sul.

Foram apresentados, ainda, cases dos ganhadores do Prêmio de 2013, que demonstraram como ter seus projetos reconhecidos pela premiação impactou em seus negócios. “Tivemos um aumento de visibilidade, credibilidade, facilitação da comunicação com áreas de inovação de grandes indústrias, além de ter reforçado o relacionamento com parceiros”, enumera Leonardo Freitas, sócio-fundador e diretor comercial da I Systems Automação Industrial, terceira colocada na primeira edição do prêmio.

O Prêmio

Podem concorrer empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil. As candidatas devem fazer a sua inscrição até o dia 22 de agosto por meio do site www.inobrasilalemanha.com.br. O projeto inscrito será avaliado pelo seu grau de inovação e por aspectos como ineditismo, impacto na empresa, na sociedade e no meio ambiente, assim como potencial para patente, entre outros.

Para Sofhia Harbs, diretora do Departamento de Inovação e Tecnologia da AHK-SP, “o Prêmio é uma iniciativa que objetiva aumentar a visibilidade de projetos inovadores desenvolvidos no Brasil, colaborando para o aumento da competitividade da indústria brasileira e fomentando, também, um maior intercâmbio entre os dois países”.

As três primeiras colocadas no Prêmio terão direito a uma avaliação pela Porsche Consulting, envolvendo diagnóstico e consultoria. A grande vencedora terá o direito de indicar um representante para uma viagem internacional à Alemanha, para participação em feira internacional (a ser definida pela AHK-SP de acordo com sua área de atuação).

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 98 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

 

Informações à imprensa:

Silvia Russo – (11) 5187-5134 / jornalista(at)ahkbrasil.com

 

 

2/4/2014 - Abertas as inscrições para o Prêmio von Martius de Sustentabilidade

2/4/2014 - Abertas as inscrições para o Prêmio von Martius de Sustentabilidade

Projetos socioambientais podem ser inscritos até o dia 23 de junho

São Paulo, 02 de abril de 2014 - A edição de 2014 do Prêmio von Martius de Sustentabilidade, da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP), está recebendo inscrições de cases concorrentes até o próximo dia 23 de junho (data da postagem). Podem concorrer projetos concluídos ou em andamento de empresas, organizações não governamentais, indivíduos, governos e instituições nacionais que promovam o desenvolvimento econômico, social e cultural alinhado ao conceito de desenvolvimento sustentável.

A taxa de inscrição é de R$ 100, e a cerimônia de premiação será no dia 5 de agosto, durante o congresso Ecogerma, no Club Transatlântico, em São Paulo. As inscrições podem ser feitas através do site www.premiovonmartius.com.br

O Prêmio foi criado pela Câmara Brasil-Alemanha em 2000, com a proposta de premiar projetos que valorizam ações voltadas ao desenvolvimento sustentado de diversas comunidades, que podem ser utilizadas como exemplo aplicável às mais variadas situações geoeconômicas do País.

Foi instituído também com a intenção de divulgar e reforçar o compromisso da Alemanha e das empresas de capital alemão instaladas no Brasil com o desenvolvimento sustentável.

Já a escolha de seu nome deu-se em homenagem ao botânico alemão Carl Friedrich von Martius (1794-1868), cujo trabalho de pesquisa científica, durante sua viagem de quase três anos pelo Brasil, entre 1817 e 1820, contribuiu grandiosamente para a botânica, cultura e história do País.

Este é o único concurso de projetos ambientais do País a possuir auditoria de procedimentos durante a escolha dos projetos – executada pela BRTÜV – e também na compensação de todo o gás carbônico despendido desde o início das atividades até o evento de entrega do prêmio. Esta última é resultado da parceria entre a Câmara Brasil-Alemanha, a Atlântica Simbios (consultoria na área de serviços e meio ambiente responsável pelo reflorestamento), TÜV Rheinland (empresa especializada em certificação e qualificação de produtos e serviços) e Green Consultants (empresa responsável pelo levantamento do cálculo do inventário de emissões).

O Prêmio von Martius de Sustentabilidade 2014, em sua 13ª edição, conta com o patrocínio das empresa Volkswagen, além do apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), do WWF-Brasil.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 98 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

A Câmara Brasil-Alemanha têm um Sistema da Qualidade implantado e certificado desde 1995, e o mantém conforme a norma NBR ISO 9001:2008, além de manter também um Sistema de Gestão Ambiental conforme a norma NBR ISO 14001:2004, certificado desde 1999. Também é signatária do Global Compact (ONU) desde 2009. Todas as emissões de CO2 e de nossas atividades anuais são compensadas com a manutenção de uma área reflorestada e certificada. Esta iniciativa é representada e divulgada pelo selo "Carbonfree-Câmara Brasil-Alemanha".

Informações à imprensa:

Marco Túlio Pereira – (11) 5187-5128 / ascom(at)ahkbrasil.com
Raquel Sander – (11) 5187-5134 / jornalista(at)ahkbrasil.com

31/03/2014 - Câmara Brasil-Alemanha anuncia as Personalidades Brasil-Alemanha 2014

31/03/2014 - Câmara Brasil-Alemanha anuncia as Personalidades Brasil-Alemanha 2014

São Paulo, 31 de março de 2014 - Dr. Reinhold Festge, sócio-proprietário da Haver & Boecker e presidente da Iniciativa da Economia Alemã para a América Latina (LAI), e Roberto Cortes, presidente e CEO da MAN Latin America, serão os homenageados com o Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha 2014. Trata-se da mais alta distinção concedida pelos dois países a pessoas que ofereceram contribuições de  relevância para o fortalecimento das relações econômicas bilaterais. A cerimônia de entrega será realizada no próximo dia 31 de agosto, no Salão da Bolsa da Câmara de Comércio de Hamburgo, na Alemanha.

 

Dr. Reinhold Festge é o homenageado pelo lado alemão. Hoje sócio-proprietário da matriz da Haver & Boecker, em Oelde, na Alemanha, Dr. Festge foi diretor-executivo da subsidiária brasileira da companhia de 1980 a 1984, consolidando seus laços com o País. A Haver & Boecker Latinoamericana fica no município de Monte Mor, próximo a Campinas (SP), e atende, além do Brasil,  o mercado da América Latina nas duas divisões da companhia, de Telas e de Máquinas. Na Alemanha, a empresa familiar de médio porte foi fundada em 1887, atua nos segmentos de malhas metálicas, máquinas e equipamentos para embalagem e tecnologia de processamento, e hoje conta com 50 empresas subsidiárias e mais de 2.700 funcionários ao redor do mundo. Dr. Festge é também presidente da Iniciativa da Economia Alemã para a América Latina (LAI), entidade para promoção das relações comerciais entre a Alemanha e a América Latina, e, recentemente, foi eleito presidente da Associação Alemã dos Fabricantes de Máquinas e Equipamentos (VDMA), posições que fortalecem ainda mais seus laços com o Brasil. (Para fazer download da foto do Dr. Reinhold Festge, clique aqui - Divulgação Haver & Boecker)

 

Pelo lado brasileiro, a homenagem será entregue a Roberto Cortes, presidente e CEO da MAN Latin America. Cortes foi o primeiro brasileiro a presidir uma operação do Grupo Volkswagen na América do Sul e é, agora, o primeiro  latinoamericano a fazer parte da diretoria de Veículos Comerciais do Grupo Volkswagen, além de integrar o Management Board do grupo alemão MAN. O executivo participou, em 1986, da criação da Autolatina, joint-venture entre a Ford e a Volkswagen no Brasil e na Argentina, e de 1989 a 1990 trabalhou como gerente executivo de Estratégia de Negócios na matriz da Ford em Detroit, nos Estados Unidos. Com o fim da Autolatina em 1994, foi convidado pela Volkswagen da Alemanha a assumir a posição de Controller Corporativo da Volkswagen na América do Sul. Passou por vários postos estratégicos desde então, até chegar à posição atual, em 2009. Naquele ano, a MAN Latin America foi criada oficialmente, com a aquisição da Volkswagen Caminhões e Ônibus pela MAN SE. Com fábrica em Resende (RJ) e uma capacidade total de produção de 80 mil veículos por ano, é a maior fabricante de caminhões, e a segunda maior de ônibus, da América do Sul. (Para fazer download da foto de Roberto Cortes, clique aqui - Divulgação MAN Latin America)

 

O Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha – Instituído em 1995, o Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha é  uma iniciativa  da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo sob o patrocínio do Conselho Integrado das Câmaras Alemãs no Brasil.  A iniciativa também conta com o apoio da Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria – DIHK (Deutscher Industrie und Handelskammertag). A premiação atesta ainda o reconhecimento público às contribuições de ordem pessoal, profissional ou cultural de pessoas que fortaleceram os laços de amizade e de parceria entre os dois países. A cerimônia anual de entrega da premiação é realizada rotativamente, uma vez em cada país. Ela abre os trabalhos do Encontro Econômico Brasil-Alemanha, que este ano está em sua 32ª edição (41ª edição da Comissão Mista Brasil-Alemanha). A galeria de homenageados com o Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha é integrada por ministros de Estado, políticos, empresários e líderes em suas áreas de atuação.

Veja a seguir:

 

Ano

Personalidade brasileira

Personalidade alemã

Cidade que abrigou a cerimônia

2013

Décio da Silva

Maria-Elisabeth Schaeffler

São Paulo

2012

Klaus H. Behrens

Prof. Dr. h.c. Ludwig Braun

Wiesbaden

2011

Sérgio Cabral

Martin Winterkorn

Rio de Janeiro

2010

Miguel Jorge Filho

Bernd Pfaffenbach

Munique

2009

Carlo e Sabine Lovatelli

Karlheinz e Angelika Pohlmann

Vitória

2008

Carlos Mariani Bittencourt

Conde Anton Wolfgang von Faber Castell

Colônia

2007

Hans Prayon

Klaus Meves

Blumenau

2006

Roberto Rodrigues

Jürgen Weber

Berlim

2005

Norberto Odebrecht

Jürgen Harnisch

Fortaleza

2004

Ingo Plöger

Michael Rogowski

Stuttgart

2003

Luiz Fernando Furlan

Hans Stern

Goiânia

2002

Osvaldo Moreira Douat

Lothar Späth

Hamburgo

2001

Carlos Eduardo Moreira Ferreira

Hans Peter Stihl

Curitiba

2000

Wolfgang Sauer

Hans Georg von Heydebreck

Berlim

1999

Roberto Teixeira da Costa

Jürgen Friederich Strube

Belo Horizonte

1998

Roberto Abdenur

Hannelore Leimer

Munique

1997

Jorge Gerdau Johannpeter

Ernst Günther Lipkau

Rio de Janeiro

1996

Hermann H. Wever

Berthold Beitz

Dresden

1995

Eliezer Baptista

Hans Merkle

São Paulo

 

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 98 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras alemãs espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

 

________________________________________

 


Informação à Imprensa

Raquel Sander (11) 5187-5134/ jornalista@ahkbrasil.com

18/03/2014 - Dia da Indústria Alemã de Energia Heliotérmica

Potencial brasileiro para aproveitamento da irradiação solar abre inúmeras possibilidades para a aplicação da nova tecnologia. Especialistas, empresários e pesquisadores participam de palestras e rodadas de discussão sobre o assunto

 

A Câmara Brasil-Alemanha realiza no Club Transatlântico, São Paulo, entre 18 e 19 de março o “Dia da Indústria Alemã de Energia Solar Heliotérmica (HLT)”. O evento, promovido em parceria com a Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável (GIZ) por meio do Ministério de Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha (BMZ), tem o objetivo de fornecer informações e fomentar ideias sobre a tecnologia de energia solar heliotérmica e sua aplicação na indústria.

Empresas na cadeia de valor da Alemanha e do Brasil estarão em contato com players diversos para apresentação de tecnologias, rodada de negócios, troca de informações, além de discussão de projetos e parcerias. Cientistas convidados também estarão presentes envolvendo a pesquisa orientada nos cenários de aplicação industrial.

A promissora tecnologia no Brasil é tema de palestras e debates com representantes de empresas, entidades públicas e instituições de pesquisa. Serão oferecidos ainda workshops de especialistas alemães sobre a indústria HLT na Alemanha, os potenciais de projetos no Brasil e casos de parceria entre os dois países. “Este é um evento de extrema importância para o amadurecimento desse tipo de tecnologia no Brasil. Devemos levar em consideração que a área com a menor irradiação solar no sul do Brasil se encontram até 20% mais irradiadas do que a área mais irradiada da Alemanha. Isso nos mostra claramente que o potencial brasileiro é grande, porém ainda não muito explorado” comenta Daniely Andrade, diretora do Departamento de Meio Ambiente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo.

Duas iniciativas promovidas pelos governos alemão e brasileiro chancelam o evento. A “Iniciativa Alemã de Tecnologia e Clima” (DKTI, na sigla original) é a contribuição do país europeu para o financiamento de tecnologias destinadas a combater as mudanças climáticas. Já a iniciativa “Unidades Solar Térmicas para Geração de Eletricidade” destina-se ao fomento das tecnologias de concentração de energia solar (CSP, na sigla em inglês), como um programa de política de inovação no Brasil. Ambas, no contexto da produção de energia, buscam soluções para melhoria de eficiência energética e sustentabilidade. “Temos no Brasil um sistema piloto com capacidade de 1MW, que está em fase de planejamento e construção na cidade de Petrolina, no estado de Pernambuco. Esperamos abrir a discussão para o desenvolvimento futuro deste tipo de tecnologia entre empresas e pesquisadores com este evento”, explica Daniely.

As inscrições para o evento são gratuitas e devem ser feitas através do telefone (11) 5187-5148, do e-mail mambiente(at)ahkbrasil.com ou do site www.ahkbrasil.com. O Club Transatlântico fica na Rua José Guerra, 130, Chácara Santo Antônio, em São Paulo. Há estacionamento no local (R$14,00 até 2h de permanência. R$3,00 por hora adicional).

O programa completo do seminário está disponível no site www.ahkbrasil.com, na área de Eventos.

Informações para a imprensa: Marco Túlio Pereira | ascom(at)ahkbrasil.com | 11 5187-5128

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 98 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

A Câmara Brasil-Alemanha têm um Sistema da Qualidade implantado e certificado desde 1995, e o mantém conforme a norma NBR ISO 9001:2008, além de manter também um Sistema de Gestão Ambiental conforme a norma NBR ISO 14001:2004, certificado desde 1999. Também é signatária do Global Compact (ONU) desde 2009. Todas as emissões de CO2e de nossas atividades anuais são compensadas com a manutenção de uma área reflorestada e certificada. Esta iniciativa é representada e divulgada pelo selo "Carbonfree-Câmara Brasil-Alemanha".

20/02/2013 - Schaeffler sedia seminário sobre gestão de pessoas

Evento acontece no dia 20 de fevereiro e inclui visita técnica à Schaeffler Academy

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) e a Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha (VDI-Brasil), em parceria com a Schaeffler Brasil, realizam, no dia 20 de fevereiro, o seminário "Gestão de Pessoas em Busca de Resultados Sustentáveis", na sede da empresa de origem alemã, em Sorocaba. A ação faz parte da iniciativa Eventos no Interior do Estado de São Paulo, da AHK.

No Brasil desde 1958, a Schaeffler desenvolve desde produtos para o setor automotivo, como soluções para motores, transmissão e chassi, até componentes para a indústria pesada, agrícola, ferroviária e de produtos de consumo. Além da preocupação com a qualidade de seus produtos e serviços, a Schaeffler acredita que as pessoas são o maior patrimônio da empresa e valorizá-las significa manter a sustentabilidade de seus negócios. Assim, neste evento, a empresa irá compartilhar as ferramentas e estratégias que desenvolve, como o Programa Geração Schaeffler, cujo objetivo é a constante atualização sobre temas relevantes e imprescindíveis no contexto "negócios e pessoas", contribuindo assim para o aprimoramento profissional e pessoal de seus colaboradores.

O evento, que acontece das 8h30min até as 13h30min, contará com as palestras "Gestão de Pessoas em Busca de Resultados Sustentáveis", ministrada por Marcel Oliveira, Vice-Presidente Sênior de Recursos Humanos, Comunicações e Relações Corporativas da Schaeffler; e "Geração Schaeffler – Desenvolvendo Líderes para Excelência", ministrada por Antonio Carlos Peixoto, Gerente de Treinamento, Desenvolvimento e Carreiras da empresa. Após as palestras, será feita uma visita técnica à Schaeffler Academy, seguida de almoço.

As inscrições para o seminário são gratuitas e devem ser feitas através do telefone (11) 5187-5140, do e-mail eventos@ahkbrasil.com ou do site www.ahkbrasil.com. A Schaeffler fica na Av. Independência, 3500-A – Bairro Éden – Sorocaba, e a entrada para o evento será pela Portaria 3 (Auditório - Ala 10). Há estacionamento no local.

O programa completo do seminário está disponível no site www.ahkbrasil.com, na área de Eventos.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 98 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

A Câmara Brasil-Alemanha têm um Sistema da Qualidade implantado e certificado desde 1995, e o mantém conforme a norma NBR ISO 9001:2008, além de manter também um Sistema de Gestão Ambiental conforme a norma NBR ISO 14001:2004, certificado desde 1999. Também é signatária do Global Compact (ONU) desde 2009. Todas as emissões de CO2e de nossas atividades anuais são compensadas com a manutenção de uma área reflorestada e certificada. Esta iniciativa é representada e divulgada pelo selo "Carbonfree-Câmara Brasil-Alemanha".

Sobre a VDI-Brasil

Fundada no ano de 1956, em São Paulo, e atualmente presidida pelo engenheiro Christian Müller, a Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha (VDI-Brasil) tem como missão apoiar a cooperação tecnológica entre os dois países. A entidade atua como centro de esclarecimento e transferência tecnológica, por meio de uma série de projetos de cooperação, informativos, eventos, simpósios e cursos levados a cabo no Brasil em parceria com a Câmara Brasil-Alemanha. A VDI é reconhecida mundialmente e tem na Alemanha sua matriz com mais de 150 mil associados, sendo a maior associação tecnológico-científica.  Mundialmente, a VDI também está presente em países como Argentina, Austrália, França, Itália, Estados Unidos, África do Sul, Espanha, dentre outros.

Informações à imprensa:

Câmara Brasil-Alemanha
Marco Túlio Pereira – (11) 5187-5128 / ascom(at)ahkbrasil.com
Raquel Sander – (11) 5187-5134 / jornalista(at)ahkbrasil.com


Schaeffler Brasil
Renata Campos – (15) 3335-1422 / renata.campos(at)schaeffler.com

21/11/2013 - Câmara Brasil-Alemanha promove exposição fotográfica

Câmara Brasil-Alemanha promove exposição fotográfica

 

“Alemanha no Brasil: um espelho em fotos” é a exposição fotográfica originada do concurso de fotografia homônimo. Objetivo é mostrar retratos da Alemanha no Brasil em releituras livres e fotos da viagem dos ganhadores do concurso pela Alemanha

 

São Paulo, novembro de 2013: A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha promove, a partir do dia 29 de novembro, a exposição fotográfica “Alemanha no Brasil: um espelho em fotos”. Composta por fotos do concurso e da viagem dos ganhadores à Alemanha, a mostra ficará aberta ao público até o dia 31 de janeiro e faz parte das atividades da Temporada da Alemanha no Brasil.

 

Na ocasião da mostra, o público poderá conhecer as fotos-base do concurso, que serviram como referência para os participantes realizarem as suas interpretações da Alemanha no Brasil, as fotos ganhadoras, e as fotos feitas pelos vencedores durante a viagem à Alemanha.

 

A exposição acontecerá no Club Transatlântico, em São Paulo, e tem entrada franca. Além das galerias de exposição, o local abriga um amplo espaço para eventos e um restaurante típico alemão.

 

A viagem – Os ganhadores do concurso de fotografia, Alex Gouvêa, Hans von Manteuffel, Leonardo Pinheiro, Lucas Uebel e Mércia Silva, viajaram pela Alemanha entre os dias 28 de setembro e 6 de outubro de 2013, acompanhados pela diretora do Centro de Turismo Alemão (DZT), Margaret Grantham. A instituição, que fomenta o turismo na Alemanha, possibilitou a viagem e foi a responsável pelo roteiro.

 

Além de servir como premiação pela vitória de cada um deles em uma categoria do concurso, a viagem teve como objetivo a realização de um tour fotográfico pelos cenários retratados nas fotos-base. “A participação no concurso foi melhor do que eu esperava. Tenho descendência alemã, venho de uma cidade gaúcha fundada por alemães e consegui ver melhor o paralelo entre a Alemanha e o Brasil na viagem”, afirmou Lucas Uebel, ganhador do concurso na categoria Economia.

 

O roteiro da viagem começou em Frankfurt, e então passou por todas as cinco cidades onde se encontravam esses locais. Em Colônia, os vencedores conheceram o centro histórico da cidade, a imponente catedral e provaram da típica cerveja local Kölsh acompanhados por Gregor Gosciniak, diretor de marketing da cidade.

 

De Colônia, eles partiram para Berlim em uma viagem de trem. Na capital alemã, puderam conhecer grande parte da cidade e o marcante Portão de Brandemburgo em um city tour, com direito a almoço no restaurante temático DDR e espetáculo Show Me no Friedrichstadt-Palast à noite, quando foram recepcionados por Elizabeth Villanueva, diretora de marketing do Visit Berlim. Na sequência, o destino foi Weimar, terra de Goethe e Schiller, um importante berço da literatura alemã. Na cidade, que fica no centro da Alemanha, destaque para os passeios na Universität Bauhaus e almoço no restaurante Zum Weissen Schwan em companhia de Anja Dietrich, diretora de marketing de Weimar.

 

A próxima parada foi Munique, capital da Baviera e um dos mais conhecidos ícones alemães. Lá, os ganhadores do concurso foram recepcionados por Rupert Geiger, diretor de marketing internacional da cidade, participaram da tradicional Oktoberfest, conheceram o famoso estádio Allianz Arena e passearam por toda a cidade. De lá, partiram para o último destino, Stuttgart, onde participaram de um rally gastronômico e visitaram o Museu da Mercedes-Benz, paraíso para os amantes de automóveis. “A Alemanha é um país fascinante, um contraste entre o velho e o novo, com cenários muito legais para fotografar”, concluiu Lucas.

 

Caio Reisewitz, fotógrafo profissional que acompanhou todo o concurso e liderou a banca julgadora, também viajou pela Alemanha a convite do DZT, fotografando o país de norte a sul. “Foi interessante visitar a fábrica e o museu da Mercedes, o Allianz Arena, além de cidades como Frankfurt e Düsseldorf. Para os ganhadores do concurso certamente foi uma experiência preciosa e de um intercâmbio cultural muito rico”, afirmou Reisewitz.

 

O concurso – Realizado entre maio e setembro de 2013, o concurso contou com a participação de mais de 1800 pessoas de todos os estados brasileiros. Em um site criado para o projeto, foram mais de 3700 fotos cadastradas, que receberam aproximadamente 382 mil votos na primeira fase do projeto. Essa etapa consistiu no envio de fotos relativas a cinco categorias temáticas, cada qual com uma foto-base referência para uma releitura criativa: Economia (Museu da Mercedes-Benz em Stuttgart), Esporte (Allianz Arena em Munique), Turismo (Portão de Brandemburgo em Berlim), Sociedade (Carnaval em Colônia) e Weimar (Memorial Goethe & Schiller em Weimar).

 

Para a segunda fase, foram classificadas as 50 fotos mais votadas pelo público de cada categoria, quando então passaram por avaliação de uma banca julgadora integrada pelo fotógrafo Caio Reisewitz, representantes da Câmara Brasil-Alemanha, do Centro de Turismo Alemão (DZT), do Club Transatlântico e das empresas patrocinadoras Allianz Seguros e Mercedes-Benz do Brasil. A reunião da banca para a definição dos vencedores foi auditada por Claudio Wagner, da auditoria MGI – Senger Wagner, seguindo os procedimentos e diretivas detalhados no regulamento do projeto. Nas mídias sociais, destaque para a página do concurso no Facebook com mais de 5.200 fãs.

 

Serviço

- Vernissage da exposição: 28 de novembro de 2013 (para público convidado e imprensa)

- Exposição aberta ao público: 29 de novembro a 31 de janeiro, segunda a sábado, das 9h às 22h, no Espaço Galeria – Club Transatlântico, Rua José Guerra, 130, Chácara Santo Antônio – São Paulo / SP

 

 

Sobre a Allianz Seguros

 

No país há 109 anos, a Allianz Seguros está presente em todo o território nacional por meio de suas 60 filiais, 1300 funcionários e com o apoio de cerca de 14 mil corretores, os responsáveis pela comercialização de seus produtos e serviços para pessoas e empresas. A Allianz Seguros atua no Brasil em ramos elementares e saúde empresarial.

 

 A Allianz Seguros é uma empresa do Grupo Allianz SE, um dos líderes mundiais em seguros e o maior da Europa. O grupo conta com 151 mil funcionários que  atendem 76 milhões de clientes em mais de 70 países. Além de oferecer produtos e serviços, a Allianz também se destaca na área de pesquisa de grandes riscos, estudos de sustentabilidade e nos investimentos em fontes renováveis de energia.

 

A Allianz SE é membro da Transparência Internacional e apoia os princípios do Pacto Global das Nações Unidas e as Diretrizes da OCDE para Multinacionais por meio de seu Código de Conduta. A organização é uma das líderes do setor de seguros no índice Dow Jones de Sustentabilidade, listado no FTSE4GOOD e no Carbon Disclosure Leadership Index (Carbon Disclosure Project, CDP6).

 

A Allianz é a marca global mais sustentável no setor de serviços financeiros. A seguradora aparece na 21ª posição geral no relatório Best Global Green Brands feito pela consultoria Interbrand, líder mundial em avaliação de marcas.

 

Sobre a Mercedes-Benz do Brasil

 

No Brasil há mais de 55 anos, a Mercedes-Benz do Brasil possui a mais completa linha de veículos do país, com caminhões, ônibus, automóveis e vans. Maior fabricante de veículos comerciais da América Latina, possui três unidades em São Bernardo do Campo (SP), Campinas (SP) e Juiz de Fora (MG), e uma equipe com mais de 14.000 colaboradores.

 

A Mercedes-Benz produz caminhões para todos os segmentos de transporte, chassis para ônibus e agregados (motores, câmbios e eixos) e conta ainda com a fabricação de peças remanufaturadas e uma estrutura de pós-venda como assistência técnica, central de logística de peças, treinamento e central de relacionamento com os clientes. A Rede de Concessionários da marca é a maior do País, com abrangente cobertura em mais de 200 pontos de atendimento em todo o território nacional.

 

Na planta de São Bernardo do Campo está localizado o maior Centro de Desenvolvimento Tecnológico de veículos comerciais no País, considerado também o maior fora da Alemanha para caminhões e ônibus Mercedes-Benz. A nova fábrica, em Juiz de Fora, é considerada hoje uma das mais modernas e inovadoras do mundo em seu segmento.

 

Na divisão de automóveis, a empresa oferece uma gama de veículos para diversos públicos. Desde os automóveis premium da marca Mercedes-Benz, dos superesportivos da AMG até a marca smart, com forte conceito urbano. Para expandir seu portfólio de produtos no segmento de compactos premium, a empresa lançou recentemente uma nova plataforma de veículos com design moderno e focado no público jovem, como os novos Classe A e Classe B. Em vans, há a linha Sprinter, equipada com a mais alta tecnologia, segurança, conforto e capacidade de transporte.

 

Pioneira na engenharia automotiva, a Mercedes-Benz, empresa do Grupo Daimler, tem como foco o desenvolvimento de tecnologias inovadoras e sustentáveis, assim como em novos equipamentos que tornem os veículos ainda mais seguros, confortáveis, e que atraiam e fascinem seus clientes. Seguindo os princípios do Grupo em todo o mundo, a empresa investe no desenvolvimento social e promove iniciativas que beneficiam a sociedade e o meio ambiente, visando a construção de um futuro melhor para o País.

 

Sobre a Puma®

 

A PUMA é uma das empresas líderes no mundo Sportlifestyle, que projeta e desenvolve calçados, roupas e acessórios. Está empenhada em trabalhar de forma a contribuir para o mundo, apoiando criatividade, sustentabilidade e a paz, permanecendo ligada aos valores como justiça, honestidade, positividade e criatividade em decisões tomadas e ações realizadas. A PUMA possui em sua linha de produtos artigos esportivos e de Moda. Entre as suas categorias de Sport Performance e Lifestyle estão Futebol, Corrida, Automobilismo, Golfe e Vela. No mundo da moda desportiva, apresenta colaborações com marcas de renome e designers como Alexander McQueen, Yasuhiro Mihara e Sergio Rossi. O Grupo PUMA possui as marcas PUMA e Tretorn. A empresa, fundada em 1948, distribui seus produtos em mais de 120 países, emprega mais de 9.000 pessoas em todo o mundo e tem sedes em Herzogenaurach / Alemanha, Boston, Londres e Hong Kong. Para mais informações, visite www.puma.com

 

Sobre a Temporada Alemanha+Brasil 2013-2014 - Quando ideias se encontram

Sob o lema “Alemanha + Brasil - Onde ideias se encontram” serão realizados de maio de 2013 a junho de 2014 inúmeros eventos em todo o país.O objetivo é transmitir uma imagem positiva e atual da Alemanha, dar visibilidade à diversidade e à amplitude dos contatos bilaterais, assim como gerar novos impulsos para a parceria entre os dois países.

A Alemanha quer se apresentar em “360 graus”, ou seja, em todas as áreas, como economia e tecnologia, ciências, cultura, meio ambiente, educação, esporte e estilo de vida. As iniciativas em parceria já existentes devem ser reforçadas e novos caminhos apontados para se encontrar soluções comuns para a realização de atividades futuras relevantes. www.alemanha-e-brasil.org

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

 

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do MERCOSUL e da União Europeia.

 

No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 120 câmaras alemãs espalhadas em 80 países.

 

Em 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o País 43 delegações empresariais e contou com a presença de 15 mil participantes em congressos, seminários e reuniões organizados pela entidade. Ao longo do período, a Câmara Brasil-Alemanha também atendeu 12 mil solicitações de informações comerciais para interessados dos dois países. www.ahkbrasil.com.br

 

Sobre o Centro de Turismo Alemão (DZT)

 

O Centro de Turismo Alemão (DZT) é o escritório nacional do turismo na Alemanha com sede em Frankfurt am Main. Ele representa a Alemanha como país turístico em nome do Ministério da Economia e Tecnologia (BMWi), que o apoia conforme uma resolução do Parlamento Federal alemão. O DZT desenvolve e comunica estratégias e produtos para ampliar no exterior a imagem positiva dos destinos turísticos alemães e para promover o turismo na Alemanha. Para isso, ele mantém 30 representações nacionais em todo o mundo. Mais informações encontram-se no centro de imprensa do nosso portal www.germany.travel/presse.

 

Sobre o Club Transatlântico

 

Fundado em 1954 pela comunidade alemã residente em São Paulo, o Club Transatlântico transformou-se, ao longo dos anos, em um importante polo multicultural na zona sul da cidade. No complexo de convenções situado na Rua José Guerra, na Chácara Santo Antônio, são realizadas exposições, mostras de arte e cinema, concertos musicais e outras atividades abertas ao público. A originalidade pode ser observada logo na entrada, onde há um fragmento do Muro de Berlim. O Restaurante Weinstube e um bar cultivam as tradições da gastronomia alemã, e ainda há locação de salas para eventos corporativos e sociais. A programação sociocultural está disponível na Revista Applaus e no site: www.clubtransatlantico.com.br.

 

Sobre Caio Reisewitz

 

Caio Reisewitz é artista. Seus trabalhos procuram estabelecer relações entre a construção do real e o registro do artificial com o uso da fotografia. Formado em Artes Plásticas na Universidade de Mainz Alemanha, com expecialização em fotografia e Mestre pela Universidade de S.Paulo em Poéticas Visuais na ECA. Realizou vários projetos de exposições e instalações no Brasil e no exterior.

 

 

Informações à imprensa :

 

Marco Pereira – ascom@ahkbrasil.com / 11 5187-5128 / 11 9 5470-1836

 

 

20/11/2013 - Discussões sobre o futuro com tecnologias sustentáveis chegam a Pernambuco

Durante dois dias, os seminários temáticos do Future Visions – German Weeks recebem em Recife especialistas que debatem propostas para os desafios da sociedade

 

Será realizada nos dias 27 e 28 de novembro, no auditório do Campus Tecnológico do MCTI-NE, em Recife, a quarta etapa da “Future Visions – German Weeks” – evento que reúne especialistas, professores e empresários para discutir propostas sobre como construir o futuro com tecnologias sustentáveis.  “Future Visions – German Weeks” é um evento itinerante integrado por um seminário e uma exposição, organizado pela Câmara Brasil-Alemanha e parte da programação da Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014.

 “É importante incorporar ao crescimento econômico o desenvolvimento equilibrado. A preservação dos recursos naturais é um ponto chave para alcançar esse objetivo. Com essa motivação, pretendemos fomentar as discussões sobre ideias e tecnologias para um futuro sustentável”, afirma o vice-presidente executivo da Câmara de Comércio de Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo, Thomas Timm.

Questões sobre como será a vida no futuro demandam, cada vez mais, a atenção de especialistas, tanto no Brasil quanto na Alemanha. Temas como o aumento da população mundial, a crescente necessidade de energia e alimentos, a prevenção e tratamento de epidemias e a mobilidade nas megalópoles movimentam diferentes setores da sociedade na procura por soluções. “As respostas-chave para esses questionamentos estão em inovação e em tecnologias sustentáveis. Nesse processo, é preciso incentivar o consumo consciente, rever métodos produtivos, utilizar recursos renováveis, melhorar a eficácia de processos e produtos, e reciclar o que for possível,” conclui.

O evento

Recife é a quarta cidade no Brasil a receber a "Future Visions – German Weeks".  A primeira foi Curitiba (17 e 18 de setembro), a segunda Porto Alegre (3 e 4 de outubro) e a terceira Belo Horizonte (5 e 6 de novembro). Em Recife, os embaixadores do evento são as companhias alemãs Bayer, Henkel, Siemens e Volkswagen, que apresentarão mostras práticas sobre as suas propostas e soluções durante todo o evento.

O seminário está organizado em torno dos temas: nutrição e saúde; infraestrutura e energia; inovação; mobilidade e sustentabilidade. Empresários, professores universitários e pesquisadores estarão entre os palestrantes que apresentarão a sua visão sobre temas como “Megatendências e o Futuro da Energia”, “Saúde para 200 milhões de brasileiros”, “Sustentabilidade na Indústria Automobilística” e “Inovação para um mundo mais sustentável”.  Outros painéis do evento debaterão questões relacionadas ao incentivo ao desenvolvimento de oportunidades de negócios na região. 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Em 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe ao Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil pessoas em congressos, seminários e reuniões. Também atendeu 12 mil solicitações de informações comerciais, apresentadas tanto por brasileiros, quanto alemães.

Sobre a Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014

A Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014 foi aberta em maio de 2013 e prossegue até junho de 2014 sob o lema “Quando ideias se encontram”. O objetivo central é apresentar uma autêntica e moderna imagem da Alemanha aliada à economia e à cultura, bem como ao desenvolvimento da ciência, tendo a parceria com o Brasil como princípio. Sua principal mensagem é mostrar como uma parceria confiável e inovadora com o Brasil, que já funciona há décadas, pode oferecer soluções para questões do futuro nas áreas econômica, cultural e científica, sob as bases da confiança mútua e valores agregados.

Os responsáveis pelo projeto "Alemanha + Brasil 2013-2014" são o Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, a BDI Brazil Board, o Goethe-Institut, o Ministério de Educação e Pesquisa da Alemanha e o Ministério para Cooperação e Desenvolvimento. O Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (DWIH-SP) responde pela coordenação da programação científica. A direção do projeto está a cargo da BDI Brazil Board.

 

 

 

Mais informações para a imprensa:

 

Câmara Brasil-Alemanha:

Marco Pereira – (11) 5187-5128 – ascom(at)ahkbrasil.com

05/11/2013 - Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação é entregue

 

Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação é entregue


BHS Brasil Health Service, MAN Latin America e I Systems Automação Industrial foram as grandes vencedoras da 1ª edição do prêmio concedido pela Câmara Brasil-Alemanha

 

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK-SP) entregou, na noite desta terça-feira (12), os troféus para os vencedores do I Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, em cerimônia no Club Transatlântico, em São Paulo.


Em 1º lugar, foi premiada a empresa BHS – Brasil Health Service, pelo projeto "Descarte consciente de medicamentos fora de uso"; em 2º lugar, ficou a MAN Latin America, com o projeto "Caminhões urbanos híbridos com maior eficiência energética"; e em 3º, a I Systems Automação Industrial, com o projeto "Controle avançado de processos industriais utilizando tecnologia Fuzzy".


As três vencedoras receberão um diagnóstico e consultoria da Porsche Consulting, e a primeira colocada viajará para a Alemanha, onde visitará Institutos de Ciência e Tecnologia e poderá divulgar o seu projeto durante o Encontro Econômico Brasil-Alemanha 2014.


"Com o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, queremos incentivar a capacidade de inovação da indústria nacional, além de colaborar para o maior intercâmbio entre o Brasil e a Alemanha", afirmou o presidente da Câmara Brasil-Alemanha, Thomas Schmall.


A 1ª edição do Prêmio recebeu a inscrição de 73 projetos. "Os trabalhos apresentados tiveram nível altíssimo. Percebemos nas empresas que se inscreveram a vontade de crescer de forma criativa e sustentável. Parabéns aos concorrentes ao prêmio e a todos que tornaram esse momento possível", declarou o diretor da AHK-SP e presidente do Innovation Board da entidade, Wilson Bricio.


A premiação integra o calendário da Temporada Alemanha + Brasil 2013 – 2014, assim como o I Seminário Brasil-Alemanha de Inovação. O evento antecedeu a cerimônia de entrega e reuniu executivos de grandes empresas alemãs instaladas no Brasil, representantes de universidades e de órgãos dos governos brasileiro e alemão para discutir os diferentes cenários dos dois países e as oportunidades de cooperação para o crescimento e aumento de competitividade através da inovação.


Conheça mais sobre os projetos vencedores


Descarte consciente de medicamentos fora de uso - BHS Brasil Health Service

 

O projeto da BHS – Brasil Health Services, distribuidora comercial de São Paulo (SP) que atua no segmento da saúde, consiste na abertura de pontos de coleta de medicamentos que não mais estejam sendo usados pela população ou que já estejam com seus prazos de validade expirados. Os pontos foram instalados em redes de farmácias e drogarias do Brasil e outros locais de fácil acesso à população. O principal objetivo do projeto foi desenvolver um programa inovador de proteção ao meio ambiente e à saúde pública, de forma sustentável, financeiramente rentável e de alcance nacional.

 

José F. Agostini Roxo, presidente da BHS: "Esse prêmio tem um significado especial para nós, por ser o 1º Prêmio de Inovação concedido pela Câmara Brasil-Alemanha – ele é histórico. Nós, como empresa de pequeno porte, ficamos muito honrados, esperamos que as portas continuem se abrindo e que essa seja uma boa prospecção para nosso projeto."

 

Caminhões urbanos híbridos com maior eficiência energética - MAN Latin America

O projeto da MAN, fabricante de caminhões e ônibus do Grupo Volkswagen instalada em Resende (RJ), visa aumentar a eficiência energética de caminhões urbanos a um baixo investimento inicial, através de uma solução simples e robusta com objetivo de maximizar o resultado operacional dos frotistas. A tecnologia de hibridização desenvolvida está apropriada às condições brasileiras, minimizando os impactos de sua operação e manutenção, além de contribuir com a redução da pegada de carbono dos frotistas.

Rodrigo Chaves, diretor de engenharia da MAN Latin America: "Eu vejo um alinhamento muito grande entre aquilo que a Câmara Brasil-Alemanha quer fomentar com o Prêmio e o que fazemos na MAN. É um exemplo prático de que o estímulo à inovação e o desenvolvimento da engenharia local em cooperação com parceiros tecnológicos da Alemanha são capazes de trazer soluções criativas e adequadas às demandas do nosso mercado."

Controle avançado de processos industriais utilizando tecnologia Fuzzy - I Systems Automação Industrial


A I Systems foi fundada em Campinas, por quatro matemáticos e engenheiros de computação especializados em automação. A empresa desenvolveu um produto de controle avançado de processos industriais utilizando tecnologia Fuzzy, incorporado ao software Leaf. O diferencial foi eliminar o especialista Fuzzy e gerar automaticamente o sistema de controle avançado. Um projeto que duraria meses, com o Leaf é finalizado em dias, e ainda tem seus indicadores de consumo de energia e de insumos melhorados.

Leonardo Freitas, sócio-fundador e diretor comercial da I Systems: "O Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação é o reconhecimento não só do sucesso que a empresa está começando a conseguir, mas também o reconhecimento de um sonho, e isso é muito importante."

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)


A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.


No Brasil há 95 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.


Informações à imprensa
:


Câmara Brasil-Alemanha

Raquel Sander – (11) 5187-5134 / jornalista(at)ahkbrasil.com

 

 

 

20/10/2013 - Evento discute o futuro com tecnologias sustentáveis em BH

Durante dois dias, os seminários temáticos do Future Visions – German Weeks recebem especialistas que debatem propostas para os desafios da sociedade

 

Será realizada nos dias 5 e 6 de novembro, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, em Belo Horizonte, a terceira etapa da “Future Visions – German Weeks” – evento que reúne especialistas, professores e empresários para discutir propostas sobre como construir o futuro com tecnologias sustentáveis.  “Future Visions – German Weeks” é um evento itinerante integrado por um seminário e uma exposição, cuja realização em Belo Horizonte é uma parceria entre a Câmara Brasil-Alemanha, empresas associadas, e o Governo de Minas. Faz parte da programação da Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014.

 “É importante incorporar ao crescimento econômico o desenvolvimento equilibrado. A preservação dos recursos naturais é um ponto chave para alcançar esse objetivo. Com essa motivação, pretendemos fomentar as discussões sobre ideias e tecnologias para um futuro sustentável. Essas são proposições que vejo em Minas Gerais e em suas lideranças empresariais e políticas ”, afirma o vice-presidente Executivo da Câmara de Comércio de Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo, Thomas Timm.

Questões sobre como será a vida no futuro demandam, cada vez mais, a atenção de especialistas, tanto no Brasil quanto na Alemanha. Temas como o aumento da população mundial, a crescente necessidade de energia e alimentos, a prevenção e tratamento de epidemias e a mobilidade nas megalópoles movimentam diferentes setores da sociedade na procura por soluções. “As respostas-chave para esses questionamentos estão em inovação e em tecnologias sustentáveis. Nesse processo, é preciso incentivar o consumo consciente, rever métodos produtivos, utilizar recursos renováveis, melhorar a eficácia de processos e produtos, e reciclar o que for possível,” conclui.

 

O evento

Belo Horizonte é a terceira cidade no Brasil a receber a "Future Visions – German Weeks".  A primeira foi Curitiba (17 e 18 de setembro) e a segunda Porto Alegre (3 e 4 de outubro). Na etapa mineira, participam como apoiadores regionais a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), a Associação Comercial de Minas (AC Minas), a CDL-BH (Câmara dos Dirigentes Lojistas) e o Instituto Sustentar. Como embaixadoras do evento, as companhias alemãs Bayer, Henkel, Siemens e Volkswagen apresentarão mostras práticas sobre as suas propostas e soluções durante todo o evento.

 

 

 

O seminário está organizado em torno dos temas: nutrição e saúde; infraestrutura e energia; inovação; mobilidade e sustentabilidade. Empresários, professores universitários e pesquisadores estarão entre os palestrantes que apresentarão a sua visão sobre temas como “Megatendências e o Futuro da Energia”, “Saúde para 200 milhões de brasileiros”, “Sustentabilidade na Indústria Automobilística” e “Inovação para um mundo mais sustentável”.  Outros painéis do evento debaterão questões relacionadas ao incentivo ao desenvolvimento de oportunidades de negócios em Minas Gerais, além de programas de estudo e pesquisa na Alemanha.

Em seu estande, a Volkswagen do Brasil apresenta sua PCH Anhanguera (Pequena Central Hidrelétrica Anahnguera), inaugurada em 2010. A Volkswagen foi a primeira indústria automobilística do Brasil a investir em energia limpa e renovável no País, por meio da PCH, que é uma parceria entre a Volkswagen do Brasil, a Seband e a Pleuston. Localizada no rio Sapucaí Mirim, entre as cidades de São Joaquim da Barra e Guará (SP), a PCH Anhanguera gera cerca de 18% da energia elétrica utilizada pela montadora e já possibilitou à empresa aumentar a utilização de energia renovável de 86% para 91%, em 2012.

 A PCH Anhanguera recebeu aprovação para a obtenção do Certificado de Emissões Reduzidas (CER), conhecido como Créditos de Carbono, aprovado pela Organização das Nações Unidas (ONU). O certificado atesta que a usina hidrelétrica é uma iniciativa sustentável de geração de energia, que contribui para reduzir a emissão de gases causadores do efeito estufa.

 Também conhecida como Celan (Central Elétrica Anhanguera S.A.), a PCH Anhanguera trabalha com três turbinas KAPLAN, com potência instalada de 22,68 MW, gerando aproximadamente 100.000.000 KWh/ano, o suficiente para abastecer uma cidade com cerca de 50 mil habitantes.

Durante a construção da PCH Anhanguera, a Volkswagen do Brasil realizou iniciativas ambientais e sociais por meio de diversos projetos, incluindo a participação da Fundação Volkswagen. Foi construído um viveiro com 720 m², capaz de produzir até 300 mil mudas de árvores nativas por ano, que são utilizadas para plantio nas áreas de preservação permanente. Cerca de 126 espécies foram catalogadas e cerca de 500 mil árvores foram plantadas para proteger e sombrear o lago. Ao longo do reservatório, foram reflorestados mais de 120 hectares de mata ciliar. O monitoramento da qualidade da água é outra preocupação constante.

 

 

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Em 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe ao Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil pessoas em congressos, seminários e reuniões. Também atendeu 12 mil solicitações de informações comerciais, apresentadas tanto por brasileiros, quanto alemães.

 

Sobre a Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014

A Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014 foi aberta em maio de 2013 e prossegue até junho de 2014 sob o lema “Quando ideias se encontram”. O objetivo central é apresentar uma autêntica e moderna imagem da Alemanha aliada à economia e à cultura, bem como ao desenvolvimento da ciência, tendo a parceria com o Brasil como princípio. Sua principal mensagem é mostrar como uma parceria confiável e inovadora com o Brasil, que já funciona há décadas, pode oferecer soluções para questões do futuro nas áreas econômica, cultural e científica, sob as bases da confiança mútua e valores agregados.

Os responsáveis pelo projeto "Alemanha + Brasil 2013-2014" são o Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, a BDI Brazil Board, o Goethe-Institut, o Ministério de Educação e Pesquisa da Alemanha e o Ministério para Cooperação e Desenvolvimento. O Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (DWIH-SP) responde pela coordenação da programação científica. A direção do projeto está a cargo da BDI Brazil Board.

 

Mais informações para a imprensa:

 

Câmara Brasil-Alemanha:

Marco Pereira – (11) 5187-5128 – ascom(at)ahkbrasil.com

 

Governo do Estado de Minas Gerais:

Higo Horta – (31) 3916-7484 - higo.horta(at)governo.mg.gov.br

20/09/2013 - Porto Alegre sediará a 2ª etapa da “Future Visions – German Weeks”

Porto Alegre sediará a 2ª etapa da “Future Visions – German Weeks”

Durante os dias 3 e 4 de outubro, especialistas debatem propostas sobre como construir o futuro com tecnologias sustentáveis

 

A 2ª etapa da “Future Visions – German Weeks” acontece nos dias 3 e 4 de outubro, em Porto Alegre, no auditório da Pontifícia Universidade Católica – PUC. Durante os dois dias, especialistas, professores e empresários discutirão propostas sobre como construir o futuro com tecnologias sustentáveis.  “Future Visions – German Weeks” é um evento itinerante integrado por um seminário e uma exposição. Realizado pela Câmara Brasil-Alemanha em parceria com empresas associadas, a ação faz parte da programação da Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014.

 

“O Rio Grande do Sul passa por uma vigorosa fase de retomada de crescimento econômico. É importante incorporar a esse processo preocupações com um desenvolvimento sustentável e equilibrado. Os recursos naturais da Terra são finitos, razão pela qual precisam ser preservados. De outro modo, não há como garantir a vida das gerações que nos seguirão”, declara Everson Oppermann, Presidente da Câmara Brasil-Alemanha do Rio Grande do Sul. 

 

Questões sobre como será a vida no futuro demandam, cada vez mais, a atenção de especialistas, tanto no Brasil, quanto na Alemanha. Temas como o aumento da população mundial, a crescente necessidade de energia e alimentos, a prevenção e tratamento de epidemias e a mobilidade nas megalópoles movimentam diferentes setores da sociedade na procura por soluções. “As respostas-chave para esses questionamentos estão em inovação e em tecnologias sustentáveis,” afirma Oppermann, e “nesse processo, é preciso incentivar o consumo consciente, rever métodos produtivos, utilizar recursos renováveis e reciclar o que for possível,” conclui. A proposta da “Future Visions – German Weeks” é reunir diferentes setores da sociedade para discutir esses temas.

 

O evento - “Future Visions – German Weeks” é integrado por um seminário e uma exposição. O seminário está organizado em torno dos temas: nutrição e saúde; infraestrutura e energia; inovação; mobilidade e sustentabilidade. Empresários, professores universitários e pesquisadores estarão entre os palestrantes que apresentarão a sua visão sobre temas como “Megatendências e o Futuro da Energia”; “Saúde para 200 milhões de brasileiros”; “Sustentabilidade na Indústria Automobilística”; “Inovação para um mundo mais sustentável”, entre outros.  Outros painéis do evento debaterão questões relacionadas ao incentivo ao desenvolvimento de oportunidades de negócios no Rio Grande do Sul e Estudar e Pesquisar na Alemanha.

 

Paralelamente, na área expositiva, empresas e instituições apresentarão as suas contribuições para os temas em debate. Ao lado do Ministério da Economia e Tecnologia da Alemanha, a Bayer, Henkel, Siemens, Volkswagen e ZF estarão apresentando as suas propostas e soluções.  O mesmo farão Stihl, SAP e Gerdau .

 

Porto Alegre é a segunda cidade no Brasil a receber a "Future Visions – German Weeks".  A primeira foi Curitiba, onde o evento foi realizado nos dias 17 e 18 de setembro, na Universidade Positivo, com uma programação muito semelhante à que será realizada em Porto Alegre. Concluída a etapa gaúcha, o evento seguirá para Belo Horizonte (5 e 6 de novembro).

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

 

No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Em 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para País 43 delegações empresariais e contou com a participação de quinze mil pessoas em congressos, seminários e reuniões organizados pela entidade. Ao longo do período, a Câmara Brasil-Alemanha também atendeu doze mil solicitações de informações comerciais, apresentadas tanto por brasileiros, quanto alemães.

 

Sobre a Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014

A Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014 foi aberta em maio de 2013 e prossegue até junho de 2014 sob o lema “Quando ideias se encontram”. Inúmeros eventos estão sendo realizados em todo o Brasil. O objetivo central da “Temporada da Alemanha no Brasil” é apresentar uma autêntica e moderna imagem da Alemanha aliada à economia e à cultura, bem como ao desenvolvimento da ciência, tendo a parceria com o Brasil como princípio. Sua principal mensagem é mostrar como uma parceria confiável e inovadora com o Brasil, que já funciona há décadas, pode oferecer soluções para questões do futuro nas áreas econômica, cultural e científica, sob as bases da confiança mútua e valores agregados.

 

Os responsáveis pelo projeto "Alemanha + Brasil 2013-2014" são o Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, a BDI Brazil Board, o Goethe-Institut, o Ministério de Educação e Pesquisa da Alemanha e o Ministério para Cooperação e Desenvolvimento. O Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (DWIH-SP) responde pela coordenação da programação científica. A direção do projeto está a cargo da BDI Brazil Board.

 

Mais informações para a imprensa:

 

Shantala Caloni – tel: 51 – 3222-5766 – shantala@ahkpoa.com.br

29/08/2013 - Curitiba sediará a 1ª etapa da “Future Visions – German Weeks”

Iniciativa debaterá propostas sobre como construir o futuro com tecnologias sustentáveis

Nos próximos dias 17 e 18 de setembro de 2013,  Curitiba sediará  a 1ª. etapa da “Future Visions – German Weeks”, um evento integrado por um seminário e uma exposição. Realizado pela Câmara Brasil-Alemanha em parceria com  empresas associadas,  o seu objetivo é discutir propostas sobre como construir o futuro com tecnologias sustentáveis. A ação faz parte da programação da Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014, que até maio de 2014, por meio de inúmeros eventos nos centros urbanos do Brasil, mostrará ao povo brasileiro a Alemanha autêntica e uma abrangente imagem de sua economia, cultura, educação, esporte, ciência e tecnologia para o País.

 “Os recursos naturais da Terra estão se esgotando. É preciso estabelecer um equilíbrio sustentável entre as demandas da população atual ea sobrevivência das gerações futuras”, informa Andreas Hoffrichter, Diretor Geral da Câmara Brasil-Alemanha de Curitiba. 

No Brasil e na Alemanha essa questão desperta cada vez mais atenção. Temas como o aumento da população mundial, a crescente necessidade por energia e alimentos, a prevenção e tratamento de epidemias e a mobilidade nas megalópoles movimentam vários setores da sociedade na procura por soluções. “Está claro que estas só virão por meio de inovação e tecnologias sustentáveis”, explica Hoffrichter. “É preciso incentivar o consumo consciente, rever processos produtivos, utilizar recursos renováveis e reciclar o que for possível. A proposta do Future Visions – German Weeks é reunir diferentes setores da sociedade para discutir esses temas.”

O evento -  “Future Visions – German Weeks” é integrado por  um seminário e uma exposição.  O seminário está organizado em torno de cinco temas: nutrição e saúde; infraestrutura e energia; inovação; mobilidade e sustentabilidade. Empresários, professores universitários e pesquisadores  estarão entre os palestrantes que apresentarão a sua visão sobre temas como “Megatendências e o Futuro da Energia”; “Saúde para 200 milhões de brasileiros”; “Sustentabilidade na Indústria Automobilística”; “Inovação para um mundo mais sustentável”, entre outros.

Paralelamente, na área expositiva, empresas e instituições apresentarão as suas contribuições para os temas em debate. Ao lado do Ministério da Economia e Tecnologia da Alemanha, a Bayer, Henkel, Siemens, Volkswagen e ZF estarão apresentando as suas propostas e soluções.

Curitiba é a primeira cidade no Brasil a receber o "Future Visions – German Weeks". Depois, o evento itinerante seguirá para Porto Alegre (3 e 4 de outubro) e Belo Horizonte (5 e 6 de novembro). Em 2014, será realizado no Rio de Janeiro, Salvador e Recife.

“Future Visions – German Weeks” é um evento que integra a programação da Temporada “Alemanha + Brasil 2013 – 2014” (maio de 2013 a maio de 2014) , iniciativa do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha e da Confederação da Indústria Alemã – BDI.

Inscrições –  A edição de Curitiba do “Future Visions – German Weeks” será realizada  nos próximos dias 17 e 18 de setembro de 2013, na Universidade Positivo (Pequeno Teatro) - Bloco da Pós Graduação - Estacionamento 8 , localizada na  Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300, Campo Cumprido – Curitiba.

O evento é gratuito. Interessados em participar podem se inscrever por meio do site: http://www.futurevisions.com.br/

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Em 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para País 43 delegações empresariais e contou com a participação de quinze mil pessoas em congressos, seminários e reuniões organizados pela entidade. Ao longo do período, a Câmara Brasil-Alemanha também atendeu doze mil solicitações de informações comerciais, apresentadas tanto por brasileiros, quanto alemães.

 

Sobre a Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014

A Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014 foi aberta em maio de 2013 e prossegue até junho de 2014 sob o lema “Quando ideias se encontram”. Inúmeros eventos estão sendo realizados em todo o Brasil. O objetivo central da “Temporada da Alemanha no Brasil” é apresentar uma autêntica e moderna imagem da Alemanha aliada à economia e à cultura, bem como ao desenvolvimento da ciência, tendo a parceria com o Brasil como princípio. Sua principal mensagem é mostrar como uma parceria confiável e inovadora com o Brasil, que já funciona há décadas, pode oferecer soluções para questões do futuro nas áreas econômica, cultural e científica, sob as bases da confiança mútua e valores agregados.

 Os responsáveis pelo projeto "Alemanha + Brasil 2013-2014" são o Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, a BDI Brazil Board, o Goethe-Institut, o Ministério de Educação e Pesquisa da Alemanha e o Ministério para Cooperação e Desenvolvimento. O Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (DWIH-SP) responde pela coordenação da programação científica. A direção do projeto está a cargo da BDI Brazil Board.

12/08/2013 - AHK lança a 3ª edição do “Acreditando no Brasil”

Publicação apresenta a contribuição das empresas alemãs ao desenvolvimento econômico do País

São Paulo, 12 de agosto de 2013 – A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo está lançando a 3ª edição do livro  Acreditando no Brasil. Editado em parceria com a Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais e Globalização Econômica – SOBEET e com a colaboração do economista Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda, docente da PUC-SP, a publicação retrata a participação alemã no desenvolvimento econômico do Brasil, uma trajetória que se iniciou nos primeiros anos da colonização e prossegue até os dias atuais.

“Esta publicação é um testemunho da parceria que existe entre a Alemanha e o Brasil. A sua leitura revela a abrangência e a profundidade desse compromisso”,  declara Thomas Schmall, presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo. “São cinco séculos de um rico relacionamento que hoje oferece  aos dois países uma sólida base para juntos enfrentarem os desafios que se apresentarão no futuro”, conclui.

Ilustrado com gravuras, fotos, tabelas e gráficos, o livro de 340 páginas  é dividido em 19 capítulos. Dois deles, introdutórios, narram a trajetória histórica desses cinco séculos de cooperação e desenvolvimento, assim como a presença alemã nos centros urbanos do País.  Os capítulos seguintes apresentam a participação e a atuação das empresas alemãs em vários setores da economia nacional: automobilístico, autopeças, químico, farmacêutico, energia, transporte e logística, bancos e seguros, entre outros. Completando o livro, os capítulos finais são dedicados a temas atuais e de crescente importância nas relações bilaterais: inovação e transferência de tecnologia, o mercado ambiental, responsabilidade social e investimentos alemães em educação, entidades e instituições beneficentes.

Desde o lançamento de sua  1ª edição, em 2004, o  Acreditando no Brasil  desperta um grande interesse junto a empresários, historiadores, economistas e público em geral. "A cada nova publicação, as informações apresentadas são atualizadas e ampliadas. A edição atual integra o calendário de atividades da temporada Alemanha + Brasil 2013 – 2014“, ressalta o  presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo.

Uma longa história -  Volkswagen, Mercedes-Benz  e  Bosch  são empresas alemãs bem conhecidas pelos brasileiros. Desse grupo também fazem parte nomes  como Siemens, BASF e Bayer que atuam no País há mais de 100 anos. Outras se instalaram no Brasil na segunda metade do século 20, época em que o capital alemão vivia uma fase de forte internacionalização.

Mesmo agora, no início do século 21, o fluxo de empresas alemãs se instalando no Brasil não se encerrou. No entanto, há uma alteração em seu perfil. Se antes eram grandes empresas de setores básicos da indústria, agora são as PME’s que atuam em áreas inovadoras da economia: tecnologias verdes, TI, eficiência energética , energias renováveis, entre outras.

Atualmente existem 1.300 empresas alemãs no Brasil, 900 das quais estão sediadas na Grande São Paulo, tornando-a a região com maior concentração de empresas germânicas no mundo. Elas empregam em torno de 250 mil funcionários e são responsáveis por aproximadamente 10% do PIB industrial do País. O volume acumulado de investimentos alemães no Brasil é de aproximadamente US$ 30 bilhões.

Temporada “Alemanha + Brasil 2013-2014” -  A 3ª edição do Acreditando no Brasil  integra o calendário de atividades da temporada “Alemanha + Brasil  2013 – 2014”. Ela foi viabilizada com o patrocínio da Allianz, Audi, BASF, Bayer, BMW, Boehringer Ingelheim, Bosch, Evonik, Lanxess, Henkel, Linde, Mercedes-Benz, Siemens, T-Systems, Voith, Volkswagen e ZF.

Informações à imprensa

Cecilia Degen – (11) 5187-5129 /  cecilia.degen(at)ahkbrasil.com
Raquel Sander – (11) 5187-5134 / jornalista(at)ahkbrasil.com

 

 

 

 

 

19/06/2013 - Prêmio von Martius 2013 anuncia finalistas

Foram 100 projetos inscritos no total, 38 na categoria Humanidade, 38 na categoria Tecnologia e 24 em Natureza

São Paulo, 19 de junho de 2013 – A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo divulga hoje os finalistas das três categorias do Prêmio von Martius de Sustentabilidade 2013. O prêmio contempla trabalhos de empresas, organizações não governamentais, indivíduos, governos e instituições nacionais nas categorias Natureza, Humanidade e Tecnologia. Concorrem projetos concluídos ou em andamento que promovam o desenvolvimento econômico, social e cultural alinhado ao conceito de desenvolvimento sustentável.

O prêmio teve, neste ano, 100 projetos inscritos, 38 na categoria Humanidade, 38 na categoria Tecnologia e 24 na categoria Natureza. Segundo Ricardo Rose, diretor do Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética, "existem projetos que, além de contemplarem a parte ambiental, também contemplam, por exemplo, a parte educacional, de conscientização. Partindo do pressuposto de que o Von Martius espelha aquilo que está se fazendo na sociedade em termos de projetos socioambientais, eu diria que hoje eles já deixaram de ser feitos apenas para cumprir uma norma ou para resolver problemas pontuais. Eles estão mais aprofundados, preocupam-se em capacitar as pessoas, em conscientizar as pessoas, buscam resultados também de médio e longo prazos".

O jornalista e consultor Rogério Ruschel, coordenador do processo seletivo do von Martius desde 2000, destaca a maior participação das empresas como proponentes na premiação: "Nas primeiras edições eram muito mais ONGs ou entidades sem fins lucrativos que inscreviam projetos, e agora há mais empresas, ou empresas em parceria com ONGs, e a leitura que eu faço disso é que o conceito de sustentabilidade vem sendo mais absorvido pelas companhias".

Finalistas Na categoria Tecnologia, foram selecionados os projetos: "Cogeração de Energia – Aproveitamento do Biogás da ETE Arrudas", da Copasa/MG; "CEDIR – A Gestão de Resíduos Eletroeletrônicos na visão ampliada de sustentabilidade da proteção do meio ambiente à promoção do bem social", da Superintendência da Tecnologia da Informação – CEDIR (Centro de Descarte e Reuso de Resíduos da Informática); e "Manejo integrado de águas pluviais do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha", da Fluxus Consultoria Ambiental Ltda.

Na categoria Humanidade, são finalistas: "Heróis do Futuro", do Serviço Social da Indústria - Depto Regional do RJ; "PROJETO ECO ELETRO - Capacitação de catadores para reciclagem de lixo eletrônico", do Instituto GEA – Ética e Meio Ambiente; e "Programa Benchmarking Brasil", da Mais Serviços e Consultoria Empresarial Eireli (Mais Projetos).

Em Natureza, os projetos "Fundo Vale: 3 anos investindo no desenvolvimento sustentável do bioma amazônico", do Fundo Vale – Associação Vale para o Desenvolvimento Sustentável; "Programa Empreendedores da Conservação – E-CONS", da SPVS (Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental); e "Programa Origem Sustentável – A Garantia da Cadeia Produtiva de Setor Calçadista em prol da Natureza", do Instituto By Brasil, chegaram à final.

A revelação da colocação dos finalistas (em 1º, 2º e 3º lugares) e a entrega dos prêmios acontecerão no próximo dia 26, durante a Ecogerma 2013, congresso de tecnologias sustentáveis organizado pela Câmara Brasil-Alemanha no Cub Transatlântico, em São Paulo.

Pioneirismo – Criado no ano 2000 pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo por meio de seu Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética, o Prêmio leva o nome do pesquisador alemão Carl Friedrich Phillip von Martius (1794 – 1868), cujo trabalho de pesquisa científica, durante a viagem de quase três anos pelo Brasil, entre 1817 e 1820, contribuiu para o conhecimento e a valorização do ambiente natural e cultural de nosso País.

Em 11 edições, o von Martius recebeu a inscrição de 1.741 projetos, tendo premiado 99 cases.  Nos anos 2011 e 2012, a sua realização foi suspensa temporariamente, retornando agora, em 2013.

O pioneirismo sempre marcou a sua trajetória. Criado como Prêmio von Martius de Meio Ambiente, passou, em 2007, a reconhecer relatos de melhores práticas (cases) de Sustentabilidade como um todo –  sendo o primeiro no Brasil a fazê-lo. Também foi o primeiro a premiar cases de tecnologia; o primeiro a ter o apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma-ONU); o primeiro a compartilhar os projetos inscritos em um livro distribuído gratuitamente; o primeiro a adotar uma auditoria externa independente de procedimentos; o primeiro a ter uma certificação da pegada ecológica e o primeiro a compensar as emissões de gases de efeito estufa (GEE´S) do Brasil.

A edição 2013 do Prêmio von Martius de Sustentabilidade tem o patrocínio da Volkswagen, o apoio do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA,) e do World Wild Fund (WWF); auditoria de procedimentos da BRTUV  e compensação de GEES da CarbonFix.

 

Informações à Imprensa

Câmara Brasil-Alemanha

Cecilia Degen - (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

Raquel Sander - (11) 5187-5134 / jornalista(at)ahkbrasil.com

13/06/2013 - Ecogerma 2013 debate gestão de recursos, energia e mobilidade

Quinta edição do congresso acontece nos dias 26 e 27 de junho, em São Paulo

São Paulo, junho de 2013 - A edição de 2013 do Congresso Ecogerma, uma das principias conferências de sustentabilidade do País, acontece nos dias 26 e 27 de junho, no Club Transatlântico, em São Paulo.

Organizado pela Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK, na sigla em alemão) e alinhado com a Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014, a 5ª edição do congresso terá como tema "Experiências Brasil-Alemanha: gestão de recursos, energia e mobilidade".

"Vamos abordar questões de grande atualidade para o Brasil. Dentro do tema da mobilidade, por exemplo, discutiremos os veículos elétricos. O Japão e a Coreia do Sul são, hoje, os maiores produtores dessa tecnologia, mas a Alemanha vem avançando e tem o objetivo de se tornar uma líder no mercado da mobilidade elétrica. No último dia 27 de maio, a chanceler alemã, Angela Merkel, declarou que ela quer que 1 milhão de veículos elétricos estejam circulando pelas ruas do país até o ano 2020", destaca Ricardo Rose, diretor do Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética da AHK.

O diretor lembra que a gestão de resíduos, outro tema que será tratado no congresso, é, no momento, de extrema importância para o Brasil, visto que termina no ano que vem o prazo para que os municípios eliminem os lixões, uma das principais determinações da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Já o tema energia, segundo Ricardo Rose, sempre está na pauta brasileira: "Quer queiramos ou não, estamos numa crise energética no Brasil, porque nosso modelo baseado na hidroeletricidade está com problemas, na medida em que quase 25% da energia que geramos hoje provem das termelétricas. Assim, no Brasil as questões da energia, da eficiência energética e das energias renováveis sempre são importantes".

Programação - Pesquisadores, especialistas, representantes de pequenas, médias e grandes empresas brasileiras e alemãs ministrarão diversas palestras estruturadas em painéis sobre energia, mobilidade e gestão de resíduos.

No tema energia, por exemplo, destacam-se as palestras "Incentivo à microgeração: o Fundo Solar", de Peter Krenz, do GIZ/Ideal, e "Energias renováveis podem suprir eletricidade durante 99,9% do tempo", de Goetz Schuchart, co-fundador da Fundação DESERTEC (que trabalha com geração de energia solar em desertos). No painel de resíduos, a coordenadora do Projeto Green Rio 2014 da Fundação Konrad Adenauer, Kathrin Zeller, falará sobre a experiência alemã na gestão de resíduos em grandes eventos.

No painel sobre mobilidade, por sua vez, destaca-se a palestra do diretor do centro de competência de NRW para Eletromobilidade, Infraestrutura e redes na universidade técnica de Dortmund, Jan Fritz Ettberg, que debaterá o carro elétrico na Alemanha. Além disso, grandes empresas alemãs no Brasil apresentarão cases na área da sustentabilidade.

As inscrições para o Congresso Ecogerma são gratuitas e podem ser feitas pelo site http://www.ecogerma.com/, no qual também pode ser consultada a programação completa.

Histórico - Em sua primeira edição, em 2009, o evento contou com o apoio de seis ministérios alemães e várias empresas associadas à Câmara Brasil-Alemanha, tendo recebido mais de 35 mil visitantes na feira de tecnologia e no congresso técnico. Em 2010 e 2011, o Ecogerma abordou respectivamente os temas infraestrutura e megacidades, e no ano passado, os vários aspectos da Economia Verde.

 

Informações à Imprensa

Câmara Brasil-Alemanha

Cecilia Degen - (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

Raquel Sander - (11) 5187-5134 / jornalista(at)ahkbrasil.com

03/06/2013 - Abertas as inscrições para o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação

Criado pelo Departamento de Inovação da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, seu objetivo é reconhecer inovações tecnológicas tanto no âmbito de processos, quanto de produtos

São Paulo, junho de 2013 –  Entre o dia 5 de junho  até o dia  9 de agosto de 2013, empresas brasileiras ou alemãs instaladas no Brasil poderão se inscrever para concorrer ao Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação 2013. Criado pelo Departamento de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha, o Prêmio visa identificar e reconhecer esforços inovadores realizados por empresas.

"A Alemanha é, de acordo com o Relatório de Competitividade Global 2012-13 do Fórum Econômico Mundial (WEF), uma das líderes mundiais em termos de inovação. O país ocupa a 3ª posição entre as 144 nações analisadas no que se refere à capacidade de inovação de suas empresas e o 4º lugar em relação aos investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) por parte das companhias", afirma Thomas Schmall, Presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo. “O conjunto desses fatores impulsiona a economia alemã e  fortalece a sua competitividade.  Com o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação queremos incentivar as empresas brasileiras e alemãs a agir de forma semelhante e incentivar a capacidade de inovação da industria nacional.”

Para Sofhia Harbs, Diretora do Departamento de Inovação da AHK SP  “o prêmio é uma iniciativa que visa aumentar a visibilidade de projetos inovadores desenvolvidos no Brasil, colaborando para aumentar a competitividade da  economia brasileira e  fomentando, também,  um maior intercâmbio entre os dois países .”

Inscrições – As empresas concorrentes ao Prêmio de Inovação podem fazer a sua inscrição por meio do site www.inobrasilalemanha.com.br, preenchendo um formulário eletrônico e anexando informações detalhadas sobre o projeto. Os projetos concorrentes serão avaliados pelo seu grau de inovação, mas também serão analisados outros aspectos  como  ineditismo, impacto na empresa, na sociedade e no meio ambiente, assim como possíveis relações com instituições alemãs utilizadas para o seu desenvolvimento.

Premiação -  Em sua primeira edição, o Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação será entregue a três projetos. O primeiro colocado viajará para a Alemanha onde visitará  Institutos de Ciência e Tecnologia e poderá divulgar o seu projeto durante o Encontro Econômico Brasil-Alemanha 2014. Todos os três premiados receberão um diagnóstico e consulturia da Porsche Consulting.

A cerimônia de entrega do Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação está programada para acontecer no próximo dia 12 de novembro, durante o “1º Seminário Brasil-Alemanha de Inovação”.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

 

No Brasil há 95 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

Informação à Imprensa

Câmara Brasil-Alemanha

Cecilia Degen – (11) 5187-5129 /  cecilia.degen@ahkbrasil.com

Raquel Sander – (11) 5187-5134 / jornalista(at)ahkbrasil.com

06/05/2013 - Feira de Carreiras "Trained-In-Germany" acontece em São Paulo

Voltada  a jovens que estudaram, pesquisaram ou trabalharam na Alemanha, o evento integra a programação de atividades do “Ano Alemanha + Brasil 2013-2014”

 
São Paulo, 2 maio de 2013
–  No próximo dia 15 de maio, acontece a primeira edição da “Trained-in- GermanY”, uma feira de  contatos e carreiras  cujo público-alvo são  jovens e profissionais que estudaram, pesquisaram e trabalharam na Alemanha, ou estudaram em instituições alemãs no Brasil.  O evento será realizado no Club Transatlântico, localizado na Rua José Guerra, 130, Chácara Santo Antonio, São Paulo, das 8h00 às 18h00. A participação é gratuita, mas interessados devem cadastrar-se previamente  no site www.trained-in-germany.com.

Realizada pela Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo junto com o “Alumniportal Deutschland”, a feira, que integra a programação de eventos do “Ano Alemanha + Brasil 2013/2014”, tem o apoio do Ministério alemão para a Cooperação Econômica e Desenvolvimento  (BMZ na sigla em alemão).

“Trained-in-GermanY”

A falta de mão de obra qualificada é um tema que tem despertado preocupação, não só junto aos profissionais da área de recuros humanos na Alemanha. Também nos países integrantes do BRICS, com altas taxas de crescimento econômico, é cada vez maior a disputa por jovens com uma sólida formação.  Ao recrutar novos colaboradores, empresas alemãs  que atuam no Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, dão preferência a pessoas locais que tenham se formado ou estudado na Alemanha. A justificativa é que, além de conhecer a economia e a cultura germânica,  eles entendem a mentalidade e o idioma do país. 

O  objetivo  da  feira “Trained-in-GermanY”  é o de reunir jovens com esse perfil com empresas de origem alemã ou que se relacionem de alguma forma com a Alemanha. Mas a  proposta  da feira ultrapassa os contatos pessoais e inclui,  também, o contato virtual. “Não queremos só  aproximar empresas com profissionais qualificados em seus respectivos países. Nosso proposta  vai além e prevê disponibilizar outros meios virtuais que permitam incentivar e fortalecer a troca de informações. Nisso incluímos  fórums, blogs, webinare e feiras virtuais” informa Sabine Olthof, responsável pelo  Alumni Portal Deutschland (Alumni Portal Alemanha).

Programa

 Um debate sobre as vantagens de se estudar na Alemanha e os benefícios do conhecimento do idioma alemão abrirá a programação da “Trained-in-GermanY”, no próximo dia 15 de maio.  Dele participarão, entre outros,  Wagner Brunini, vice-presidente de Recursos Humanos da BASF.  A programação do evento também contará com dezoito palestras, ministradas por profissionais responsáveis por RH nas subsidiárias alemãs no Brasil. Eles falarão sobre o perfil dos profissionais recrutados por suas empresa, possibilidades de desenvolvimento de carreiras, assim como necessidades atuais e futuras em termos de recursos humanos. Os estandes das empresas no espaço da feira também permitirão contatos individuais

A feira  não visa exclusivamente a jovens com formação universitária, mas também quer atrair pessoas com qualificação de técnicos ou tecnologos. “A “Trained-in-GermanY”  e o portal “Alumniportal Deutschland” formam uma plataforma que atende à crescente demanda por informações, contatos  e propostas de cooperação entre empresas e pessoas que estudaram na Alemanha” informa  Yorck Sievers, responsasável por esse projeto   na Confederação Alemã das Câmaras de Comércio (DIHK na sigla em alemão).

Sobre o  “Alumniportal Deutschland”

O Portal  é direcionado a  todos aqueles que estudaram, pesquisaram ou fizeram algum curso na Alemanha. Nesse espaço virtual, as empresas podem inserir no site www.alumniportal-deutschland.org anúncios de vagas, encontrar perfis de candidados potenciais. comunicar eventos, além de divulgar novos projetos. Todos esses serviços são gratuitos.

Entre os parceiros da cooperação do “Alumni Portal Alemanha/Alumniportal Deutschland”  estão o Instituto Goethe, a Fundação Alexander von Humboldt, o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD), a Sociedade Alemã para Cooperação Econômica (GIZ), o Centro para a Imigração e Desenvolvimento Internacional (CIM).  O “Alumniportal Deutschland”   tem o apoio do Ministério alemão para a Cooperação Econômica (BMZ) e do Ministério das Relações Exteriores daquele país (AA).  Ele reune uma comunidade de aproximadamente 65 mil associados espalhados por mais de 180 países.

A Confederaçao Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK) é parceira do “Alumni Portal Alemanha/Alumniportal Deutschland”.   A DIHK é uma organização que reúne 80 Câmaras de Comércio e Indústria que atuam na Alemanha (IHK´s) e,ao mesmo tempo, coordena, em comum acordo com o  Ministério da Economia e Tecnologia da Alemanha (BMWi)  a  rede das  120 câmaras alemãs de comércio e indústria presentes em 85 países.

No início de 2012, o “Alumni Portal Deutschland” e a Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria  assinaram um acordo de cooperação.A feira ,que será realizada em São Paulo, é o primeiro resultado dessa parceria.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. 

No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras alemãs espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil  43 delegações empresariais e contou com a participação de 12 mil executivos em congressos, seminários e reuniões anuais.

Contatos com a imprensa:

Cecilia Degen -  11 – 5187-5129 – cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

Raquel Sander – 11 – 5187-5134 – jornalista(at)ahkbrasil.com

06/05/2013 - Abertas as inscrições para o Prêmio von Martius 2013

 

Prazo para inscrever projetos socioambientais encerra-se no dia 13 de maio

São Paulo, abril de 2013 – A edição de 2013 do Prêmio von Martius de Sustentabilidade, está recebendo pelo site: www.premiovonmatrius.com.br, a inscrição de cases concorrentes até o próximo dia 13 de maio.  O prêmio contempla trabalhos de empresas, organizações não governamentais, indivíduos, governos e instituições nacionais nas categorias Natureza, Humanidade e Tecnologia. Podem concorrer projetos concluídos ou em andamento que promovam o desenvolvimento econômico, social e cultural alinhado ao conceito de desenvolvimento sustentável.

Pioneirismo – Criado no ano 2000 pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo por meio de seu Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética, o Prêmio von Martius tem o objetivo de “reconhecer o mérito de iniciativas de empresas, do poder público, de indivíduos e da sociedade civil que promovem o desenvolvimento econômico, social e cultura no contexto do desenvolvimento sustentável”.  Ele leva o nome do pesquisador alemão Carl Friedrich Phillip von Martius (1794 – 1868) cujo trabalho de pesquisa científica, durante a viagem de quase três anos pelo Brasil, entre 1817 e 1820, contribuiu para o conhecimento em a valorização do ambiente natural e cultural de nosso País.

 Em 11 edições, o von Martius recebeu a inscrição de 1.741 projetos, tendo premiado 99 cases.  Nos anos 2011 e 2012, a sua realização foi suspensa temporariamente, retornando agora, em 2013.

O pioneirismo sempre marcou a sua trajetória. Criado como Prêmio von Martius de Meio Ambiente, passou em 2007, a reconhecer relatos de melhores práticas (cases) de Sustentabilidade como um todo –  sendo o primeiro no Brasil a fazê-lo. Também foi pioneiro em outros aspectos: foi o primeiro a premiar cases de tecnologia; o primeiro a ter o apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma-ONU); o primeiro a compartilhar os projetos inscritos em um livro distribuído gratuitamente; o primeiro a adotar uma auditoria externa independente de procedimentos; o primeiro a ter uma certificação da pegada ecológica e o primeiro a compensar as emissões de gases de efeito estufa (GEE´S) do Brasil.

Segundo Ricardo Rose, diretor do Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, “a edição de  2013 do Prêmio von Martius será realizada em circunstancias muito especiais, porque estamos unindo dois sucessos: o Prêmio von Martius e a Ecogerma 2013, congresso de tecnologias sustentáveis que será organizado pela Câmara Brasil-Alemanha, em junho. Mais importante, ambos serão realizados em meio às comemorações do Ano da Alemanha+ Brasil 2013/2014”.

Comissão Julgadora – O Prêmio von Martius de Sustentabilidade sempre foi realizado com o acompanhamento e apoio de uma Comissão Julgadora independente, integrada por jornalistas, especialistas e empresários. Estes, depois de leitura e avaliação individual dos projetos inscritos, reúnem-se para debater as suas conclusões e, juntos, chegam à indicação dos vencedores. O jornalista e consultor Rogério Ruschel, coordenador do processo seletivo do von Martius desde 2000, enfatiza que a  Comissão tem acesso aos cases inscritos e aos documentos originais, não se limitando a ler os resumos encaminhados pela Internet. “Entendemos que isso enriquece o julgamento e agrega credibilidade aos resultados”, declara Ruschel.

Inscrições - O Prêmio von Martius tem uma taxa de inscrição de R$100,00. Interessados podem se inscrever pelo site (www.premiovonmatrius.com.br), enviando posteriormente, por correio, comprovante de depósito e duas cópias impressas do  projeto concorrente.

Os candidatos vencedores serão informados individualmente e por escrito até o dia 13 de junho de 2013 sobre os resultados que serão divulgados a partir do dia 19 de junho.

A entrega da premiação será realizada durante um evento especial, no dia 26 de junho de 2013, em São Paulo.

A edição 2013 do Prêmio von Martius de Sustentabilidade tem o patrocínio da Volkswagen, o apoio do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA,) do World Wild Fund (WWF) e  da Sustentax – Engenharia de Sustentabilidade; auditoria de procedimentos da BRTUV  e compensação de GEES da CarbonFix.

03/05/2013 - Produtos alemães terão destaque na APAS 2013

 

Objetivo é fortalecer a presença em canais de distribuição que atingem consumidores de alto poder aquisitivo

São Paulo, 03 de maio de 2013 - Representantes de 14 companhias alemãs do setor alimentício estarão em busca de parcerias no Brasil durante a APAS 2013 – 29º Congresso e Feira de Negócios em Supermercados, que ocorrerá de 6 a 9 de maio, no Expo Center Norte, na capital paulista. A delegação, organizada pelo Ministério Alemão da Alimentação, Agricultura e Proteção ao Consumidor em parceria com a Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK, na sigla em alemão), vem acompanhada pelo representante do Ministério Alemão, Axel Wildner.

Com estande no espaço internacional da mostra, a delegação conta com produtores de cervejas e vinhos especiais, salsichas, chocolates, queijos finos, cereais, geleias e pães, entre outros produtos premium. "Os brasileiros têm sido cada vez mais conquistados pela tradição e originalidade dos produtos alemães, e os varejistas que buscam diferenciação terão a chance de encontrar grande variedade desses produtos em nosso estande", diz o diretor da Câmara Brasil-Alemanha e responsável pelo Centro Alemão de Economia Agrária e Alimentícia da entidade, Wilfried Kühnisch.

Três das 14 empresas representadas no estande são especializadas em pães ou produtos de confeitaria. Para quem associa a Alemanha principalmente a salsicha e cerveja, saber que o país tem uma das maiores ofertas de pães do mundo pode surpreender. Em uma padaria alemã, o consumidor encontra pães de centeio, pães claros, o tradicional pão preto (Schwartzbrot), pães de batata, de legumes, de cereais, entre muitos outros. Através dos expositores que vêm à APAS, o visitante brasileiro pode descobrir um pouco desse mundo feito de farinha, água, fermento e os mais variados ingredientes.

Também o queijo, geralmente mais associado à Suíça ou à França, encontra sua casa na Alemanha. Dos amarelos intensos aos brancos, dos suaves aos de sabor acentuado, o país produz cerca de 150 tipos de queijo de Norte a Sul, adaptados às particularidades de cada região. O segmento de leite e derivados, no qual estão incluídos os queijos, é o segundo em participação nas exportações de alimentos alemães, com 16,7% das vendas de €48,4 bilhões da indústria alimentícia do país em 2011 (dados da Federação das Indústrias Alemãs de Alimentos e Bebidas).

Os expositores alemães receberão os empresários brasileiros no estande nos dias 6 a 9 de maio, das 14 horas às 22 horas para trocar ideias degustando produtos germânicos. No dia 8 pela manhã, os empresários europeus visitarão supermercados paulistanos. O Expo Center Norte fica na Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, em São Paulo.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras alemãs espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil  43 delegações empresariais e contou com a participação de 12 mil executivos em congressos, seminários e reuniões anuais.

Contatos com a imprensa:

Cecilia Degen – 11 – 5187-5129 – cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

Raquel Sander – 11 – 5187-5134 – jornalista(at)ahkbrasil.com

08/04/2013 - Paul Breitner acompanha FC Bayern Youth Cup

São Paulo, 8 de abril de 2013 – O meio-campo da lendária seleção alemã vencedora da Copa do Mundo de 1974, Paul Breitner, acompanhou no sábado (6), em São Paulo, a final brasileira da FC Bayern Youth Cup, torneio infanto-juvenil promovido pelo Bayern de Munique, clube no qual Breitner também construiu parte de sua trajetória.

O campeonato é organizado, no Brasil, pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK, na sigla em alemão), com patrocínio da Allianz Seguros e da Audi do Brasil. Além de Paul Breitner, a FC Bayern Youth Cup Brazil tem como embaixadores Carlos Alberto Torres, capitão do tricampeonato mundial de futebol pela Seleção Brasileira (1970) e também Paulo Sérgio, ex-jogador do Bayern de Munique e campeão mundial com a Seleção (1994).

No Brasil, o projeto estreou como piloto, promovendo a disputa entre alunos de cinco escolas bilíngues (brasileiro-alemãs): Colégio Visconde de Porto Seguro, anfitrião do evento, Colégio Humboldt e Colégio Benjamin Constant (São Paulo), Escola Alemã Corcovado (Rio de Janeiro) e Centro de Ensino Pastor Dohms (Porto Alegre).

Neste sábado, times de alunos selecionados nas escolas em eliminatórias realizadas entre novembro de 2012 e março de 2013 disputaram jogos em uma etapa final. Jogando todos contra todos, os dois melhores avançaram à grande final. A primeira edição da FC Bayern Youth Cup Brazil foi vencida pelos garotos do Colégio Benjamin Constant, de São Paulo, em um jogo de muita disputa e vontade contra os alunos do Porto Seguro. Essa iniciativa do Bayern está em sua segunda edição mundial, sendo que também acontece regionalmente em mais outros países (Índia, China, Japão, Áustria, Itália, e Alemanha).

Os alunos do Benjamin Constant, vencedores da etapa nacional, representarão o Brasil na FC Bayern Youth Cup internacional, com times de sete nações, a realizar-se em junho de 2013 no estádio Allianz Arena, em Munique, Alemanha. A iniciativa busca promover e incentivar o esporte entre os jovens de 14 a 16 anos. Além disso, o torneio serve como vitrine para os futuros craques de bola mostrarem o seu talento. Breitner, inclusive, atua como uma espécie de olheiro do Bayern, e observa os garotos nos países e na etapa final internacional. "É uma honra poder acompanhar esses jovens tão engajados com o futebol, e eu ficarei muito feliz em recebê-los em Munique, na Allianz Arena", declarou o ex-jogador alemão.

25/03/2013 - Novo presidente da AHK SP, Thomas Schmall

 

Thomas Schmall  é eleito presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo

Presidente da Volkswagen do Brasil é o terceiro executivo da montadora alemã a ocupar o cargo

São Paulo, 25 de março de 2013 –  Em  Assembléia Geral Ordinária realizada hoje pela Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, Thomas Schmall, presidente da Volkswagen do Brasil, foi eleito seu novo presidente.  Schmall sucede a Weber Porto (Presidente da Evonik na America Latina ) que ocupou o cargo por dois mandatos sucessivos (2009/11 e 2011/13). Junto com Schmall foram eleitos os novos vice-presidentes:  Dr. Wolfram Anders (Robert Bosch Ltda.) , Marcelo Lacerda (Lanxess), Gabriel Leupold (Deutsche Lufthansa), Reinhard H. Riegel (Commerzbank  São Paulo) e Paulo Ricardo Stark (Siemens Ltda).  De acordo com os estatutos da institução, todos  exercerão seus cargos durante dois anos. Thomas Timm, representando a Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria, continuará na posição de vice-presidente executivo.

O novo presidente  é o terceiro executivo da montadora alemã a assumir a chefia da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo). Antes dele foram presidentes Friedrich-Wilhem Schulz-Wenk (1966/69) e Wolfgang Sauer (1974/77).

 

Eventos 2013/2014

Thomas Schmall exercerá a presidência da AHK São Paulo em um período que será muito promissor para a já tradicional parceria bilateral. Em maio de 2013, São Paulo sediará o 31º Encontro Econômico Brasil-Alemanha, principal iniciativa envolvendo empresários e representantes de governo dos dois países. Organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) com a sua congênere alemã, a Confederação Alemã da Indústria (BDI), e apoio da Câmara Brasil-Alemanha,  o evento  deve reunir 1.500 participantes. Ministros de estado dos dois países deverão estar presentes, assim como Joachim Gauck, presidente da República Federal da Alemanha.  Sua vinda ao País já está confirmada, inclusive para  também presidir a abertura oficial  do  “Ano  Alemanha + Brasil 2013/2014”, ao lado da presidenta Dilma Rousseff.

A programação do “Ano Alemanha + Brasil“,  com o tema  “Quando ideias se encontram”, estender-se-á de maio de 2013 a maio de 2014, envolvendo as principais cidades brasileiras.  Com o objetivo de ampliar e aprofundar as relações entre os dois países, pretende-se dar maior visibilidade à cooperação e incentivar novas parcerias, apresentando sugestões para um futuro comum. Em um mundo em rápida transformação, a proposta é elaborar em conjunto  respostas e ideias sustentáveis para a vida nas próximas décadas: quais são os desafios para o futuro em questões relativas à mobilidade, urbanismo, na área de saúde e nutrição, energia e eficiência energética e outros assuntos ligados à sustentabilidade.

 

Relações Brasil-Alemanha 

A Alemanha é, tradicionalmente, o mais importante parceiro comercial do Brasil na Europa e um dos mais importantes no mundo.  Na América Latina, o Brasil é o maior parceiro da Alemanha, tanto em termos de comércio quanto de investimentos.

Na última década (2002 – 2012) as exportações brasileiras para a Alemanha quase triplicaram, apresentando um crescimento acumulado de 186% no período. Isso, mesmo considerando que os resultados de 2012 (US$ 7,3 bilhões), devido à conjuntura mundial,  representaram uma queda de 18,9% na comparação com 2011 (US$ 9 bilhões).  No mesmo período (2002 – 2012), as importações da Alemanha pelo Brasil cresceram 194%, passando de US$ 4,4 bilhões em 2002 para US$ 14,2 bilhões em 2012.

O empresariado alemão também tem acompanhado com interesse a evolução da situação econômica do Brasil.  Prova disso são as quase 200 empresas alemãs de pequeno e médio porte que se instalaram no País no período de 2010/2012.  Sua presença deve-se, entre outros fatores, à atividade da Câmara de atrair e organizar viagens de delegações empresariais alemãs ao Brasil.  Nos últimos quatro anos, quase 250 delegações empresariais alemãs estiveram no País a procura de novos negócios e parcerias.

Hoje, 1.400 empresas de capital alemão atuam no Brasil. Elas empregam 250.000 funcionários e são responsáveis por 10% do PIB industrial do País.  Os setores econômicos com maior presença alemã  incluem: indústrias automobilística e de autopeças, química, farmacêutica e também as áreas de energia e máquinas e equipamentos. Já entre os “novos setores” que despertam interesse do empresariado alemão, estão as áreas de tecnologia médica, eficiência energética   e energias renováveis.


Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo congrega 900 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior.  Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 120 câmaras alemãs espalhadas em 80 países.

 

Informação à Imprensa

 

Câmara Brasil-Alemanha

Cecilia Degen – (11) 5187-5129 /  cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

Raquel Sander – (11) 5187-5134 / jornalista(at)ahkbrasil.com

23/02/2013 - Delegação de Baden-Württemberg em Recife

Empresários alemães buscam negócios no Nordeste

Vinda da delegação à Recife é resultado das ações promovidas pelo Escritório da Câmara Brasil-Alemanha para o Norte e Nordeste

Recife, 22 de fevereiro de 2013 - Representantes de sete empresas alemãs originárias do estado de Baden-Württemberg visitam o Brasil este mês com o objetivo de expandir suas operações no País. A comitiva de empresários chega ao Recife (25) e no dia seguinte se reúne com empresários locais para explorar oportunidades comerciais conjuntas. A delegação é integrada ainda por representantes do Ministério de Economia e Finanças e da Agência de Fomento Internacional do Estado de Baden-Württemberg.

As rodadas de negócios são organizadas conjuntamente pela Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo e pelo Escritório Regional de Norte e Nordeste, este último inaugurada no final do ano passado. “Atualmente, o Nordeste representa a terceira maior economia do País e é visto por muitos como uma das regiões mais promissoras do Brasil. Seu grande potencial abre um cenário atrativo para estabelecer novas relações comerciais” informa Ricardo Castanho, Diretor do Depto. de Comércio Exterior da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo.

Para Martin Mahn, Diretor do Escritório para o Norte e Nordeste da Câmara Brasil-Alemanha de Recife, “o recente desenvolvimento econômico da região abre inúmeras oportunidades para negócios as quais  fomentam novas relações comerciais benéficas  tanto para brasileiros quanto alemães.”

As empresas de Baden-Württemberg têm atuação consolidada em setores variados, como engenharia, revestimentos, produtos químicos, autopeças, softwares, soluções em comunicação e mídia, tecnologias ambientais, cosméticos e beleza, equipamentos industriais e saúde. O perfil completo de cada organização e a cooperação desejada podem ser encontrados no site da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo. Os interessados em participar das rodadas de negócios podem se inscrever pelo e-mail comex(at)ahkbrasil.com. Os encontros são acompanhados por intérpretes e assessores de comércio exterior da entidade.

Sobre Baden-Württemberg

Com o menor índice de desemprego na Alemanha, Baden-Württemberg é o terceiro maior estado alemão e uma das principais regiões econômicas da Europa. Apresentou o maior crescimento entre todos os estados alemães no ano de 2011: 4,4% de incremento no PIB. As atividades predominantes no estado são a indústria automobilística, que movimenta 26% da manufatura estadual, e o setor de máquinas e equipamentos, que responde por 21% da produção industrial local. Ainda se destacam em Baden-Württemberg as indústrias metalúrgica e elétrica. Dados do Serviço Federal Alemão de Estatísticas (Destatis) apontam que a corrente de comércio entre Baden-Wrüttemberg e o Brasil tem se intensificado nos últimos anos. Em 2011, o estado alemão exportou 1,9 milhão de euros para o Brasil (aumento de 6% sobre 2010) em máquinas, veículos, autopeças e químicos. Já o Brasil exportou cerca de 1 milhão de euros (incremento de 11,1% sobre 2010) em rações, papelão, máquinas e autopeças. Esforços de ambos os governos estão sendo feitos para desenvolver novos setores da economia estadual. As políticas de incentivo favorecem especialmente os setores de mobilidade sustentável, tecnologias de meio ambiente, energias renováveis e eficiência de recursos, saúde e tratamento, e tecnologia da informação.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 43 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br

Carolina Oliveira – (11) 5090-8900 r. 8856 / carolina.oliveira(at)ketchum.com.br

 

Câmara Brasil-Alemanha

Cecilia Degen – (11) 5187-5129 /  cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

26/11/2012 - Paul Breitner promove torneio do Bayern no Brasil

Herói da seleção alemã de 74 esteve em São Paulo na segunda (26) e é o embaixador do campeonato juvenil FC Bayern Youth Cup, que também tem como padrinho Carlos Alberto Torres, capitão da seleção campeã da Copa de 70

São Paulo, 26 de novembro de 2012 - O meio-campo da lendária seleção alemã vencedora da Copa do Mundo de 1974, Paul Breitner, esteve em São Paulo na segunda-feira (26) para promover a edição brasileira da FC Bayern Youth Cup, torneio infanto-juvenil realizado pelo FC Bayern de Munique, clube alemão no qual Breitner também construiu parte de sua trajetória.

 

O ex-jogador e embaixador do FC Bayern de Munique para a Youth Cup acompanhou, no Colégio Visconde de Porto Seguro, em São Paulo, o lançamento do torneio com alunos do próprio colégio. Breitner destacou o sucesso da primeira edição, em 2011/2012 que teve participação de 5 países: Índia, China, Áustria, Itália e Alemanha. Segundo ele, a inclusão do Brasil é sinal de que a FC Bayern Youth Cup só tem a crescer.

O torneio acontece pela primeira vez no Brasil, organizado pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK, na sigla em alemão), e tem também como padrinho o capitão do tri da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Torres. “O Brasil, país do futebol, não poderia ficar de fora. Os jovens que tiverem a oportunidade de chegar à etapa internacional ficarão maravilhados com a Allianz Arena e o Bayern de Munique. O torneio é uma motivação e tanto para a prática do esporte, além de uma oportunidade para um intercâmbio cultural”, afirmou Edward Lange, presidente da Allianz Brasil.

Além da capital paulista, que ainda contará com mais duas instituições participantes, a FC Bayern Youth Cup terá etapas em escolas no Rio de Janeiro e em Porto Alegre. “É com grande entusiasmo que nosso colégio recebe uma seletiva da Bayern Youth Cup. O esporte é muito valorizado aqui. Estamos na torcida por nossos alunos”, disse o diretor do Currículo Bilíngue do Colégio Visconde de Porto Seguro, Matthias Holtmann.

O torneio no Brasil tem o objetivo de classificar uma equipe para representar o País na FC Bayern Youth Cup internacional, com times de 8 nações, a realizar-se em junho de 2013 no estádio Allianz Arena, em Munique, Alemanha. A seletiva nacional será feita em um quadrangular final com os times formados em cada escola. Em sua segunda edição, a iniciativa busca promover e incentivar o esporte entre os jovens de 14 a 16 anos. Além disso, o torneio serve como vitrine para os futuros craques de bola mostrarem o seu talento. “O esporte é uma atividade fundamental para a formação cidadã das crianças e adolescentes. A Bayern Youth Cup promove isso e ainda oferece a possibilidade dos jovens conhecerem de perto um dos maiores clubes da Europa”, completou Leandro Radomile, presidente da Audi Brasil.

A Bayern Youth Cup tem patrocínio, no Brasil, da Audi e da Allianz Seguros.

Sobre o Colégio Visconde de Porto Seguro

Fundado em 1878 pela comunidade germânica, o Colégio Visconde de Porto Seguro é uma das mais tradicionais e conceituadas instituições de ensino do País. Comprometida com uma ampla e sólida formação pluricultural e plurilinguística, a Instituição é certificada pelo governo alemão como uma escola de excelência. Mantém uma infraestrutura favorável ao desenvolvimento integral do aluno, da Educação Infantil à 3ª série do Ensino Médio. Além de preparar estudantes para ingressar em universidades de ponta no Brasil, oferece o Abitur, certificação oficial utilizada para entrar em faculdades europeias.  Sua comunidade escolar é composta por cerca de 10 mil alunos, 600 professores e mais 400 profissionais da área pedagógica, entre especialistas e auxiliares de ensino, distribuídos em três unidades, sendo duas na capital paulista (bairros Morumbi e Panamby) e uma em Valinhos, interior do estado de São Paulo. Para mais informações, acesse o site www.portoseguro.org.br

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras alemãs espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. No primeiro semestre de 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o País 50 delegações empresariais e contou com a participação de 7 mil executivos em congressos, seminários e reuniões organizados pela entidade. Ao longo do período, a Câmara Brasil-Alemanha também atendeu 6 mil solicitações de informações comerciais, o que representa um crescimento de 20% sobre os resultados de igual  período do ano anterior.

Sobre a Allianz Seguros

No país há 108 anos, a Allianz Seguros está presente em todo o território nacional por meio de suas 60 filiais, 1300 funcionários e com o apoio de cerca de 14 mil corretores, os responsáveis pela comercialização de seus produtos e serviços para pessoas e empresas.

A Allianz Seguros atua no Brasil em ramos elementares e saúde empresarial. A Allianz Seguros é uma empresa do Grupo Allianz SE, um dos líderes mundiais em seguros e o maior da Europa. O grupo conta com 151 mil funcionários que atendem 76 milhões de clientes em mais de 70 países. Além de oferecer produtos e serviços, a Allianz também se destaca na área de pesquisa de grandes riscos, estudos de sustentabilidade e nos investimentos em fontes renováveis de energia.

A Allianz SE é membro da Transparência Internacional e apóia os princípios do Pacto Global das Nações Unidas e as Diretrizes da OCDE para Multinacionais por meio de seu Código de Conduta. A organização é uma das líderes do setor de seguros no índice Dow Jones de Sustentabilidade, listado no FTSE4GOOD e no Carbon Disclosure Leadership Index (Carbon Disclosure Project, CDP6). A Allianz é a marca global mais sustentável no setor de serviços financeiros. A seguradora aparece na 30ª posição geral no relatório Best Global Green Brands feito pela consultoria Interbrand, líder mundial em avaliação de marcas.

 

Sobre a Audi

O Grupo Audi entregou 1.302.659 carros da marca Audi para os clientes em 2011. No mesmo ano, a empresa registrou receitas de €44,1 bilhões e lucro operacional de €5,3 bilhões. A Audi produz veículos em Ingolstadt e Neckarsulm (Alemanha), Györ (Hungria), Changchun (China) e Bruxelas (Bélgica). O Audi Q7 é construído em Bratislava (Eslováquia). Em julho de 2010, a produção CKD do Audi Q5 foi adicionada as já existentes operações de fabricação CKD do Audi A4 e do A6 em Aurangabad (Índia).  Na planta de Bruxelas, a produção do Audi A1 está em funcionamento desde maio de 2010, enquanto a produção do novo A1 Sportback começou em 2012. O Audi Q3 está sendo construído em Martorell (Espanha) desde Junho de 2011. Atualmente a empresa está presente em mais de 100 mercados em todo o mundo. As subsidiárias da AUDI AG incluem AUDI HUNGARIA MOTOR Kft., Automobili Lamborghini Holding S.p.A em Sant'Agata Bolognese (Itália), AUDI BRUSSELS S.A./N.V. em Brussels (Bélgica) e quattro GmbH em Neckarsulm. Sujeita a uma decisão positiva das autoridades de concorrência competentes, a empresa italiana Ducati Motor Holding SpA também pertence ao Grupo Audi. A Audi emprega atualmente cerca de 64.000 pessoas em todo o mundo, sendo cerca de 48.000 na Alemanha.

Entre 2012 e 2016, a marca dos quatro anéis planeja investir mais de € 13 bilhões, principalmente em novos produtos, recursos humanos e na extensão da capacidade de produção, a fim de sustentar a liderança tecnológica da empresa incorporada ao slogan "Vorsprung durch Technik". A fabricante está atualmente expandindo sua planta em Győr (Hungria), vai começar a produção em Foshan (China) no final de 2013 e no México em 2016.

A Audi tem cumprido com sua responsabilidade social em vários níveis, com o objetivo de garantir um futuro digno para as próximas gerações. Por isso, proteção ambiental, conservação dos recursos, competitividade internacional e uma política prospectiva de recursos humanos formam a base para o sucesso duradouro da Audi. Um exemplo do compromisso da AUDI AG para as questões ambientais é também a recém-criada Fundação Audi do Meio Ambiente. Sob o título de "Mobilidade Audi Equilibrada", a companhia está direcionando suas atividades para um objetivo maior – a mobilidade com emissão de CO2 neutralizada.

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br 

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

 

Câmara Brasil-Alemanha

Cecília Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

Marco Túlio Pereira – (11) – 5187 – 5128 / ascom(at)ahkbrasil.com

26/11/2012 - Alemães mantêm investimentos

Alemães mantêm investimentos, projetando melhora no cenário econômico para os próximos meses

São Paulo, 26 de novembro de 2012 - Pesquisa de clima feita pela Câmara Brasil-Alemanha (AHK-São Paulo) no terceiro trimestre revela que o empresariado alemão está recuperando o otimismo em relação ao cenário econômico. De acordo com a sondagem, 77,7% dos associados da Câmara (1.200 no total, empresas que representam aproximadamente 10% do PIB industrial brasileiro) afirmam possuir planos concretos de investimento. O montante é 11 pontos percentuais superior no comparativo com o trimestre anterior. E a decisão de investir aparentemente é motivada por fatores como: melhores expectativas para o consumo e maior demanda proveniente dos setores de infraestrutura e energia.

A sondagem que identificou maior intenção de investir coincidiu com uma série de anúncios de empresas alemãs para o território brasileiro. Destaque para o anúncio da primeira fábrica da BMW no Brasil, a ser construída em Santa Catarina; a 14º fábrica da Siemens no Brasil; três novas fábricas da Evonik no País; as confirmações de aportes anteriormente anunciados por Bayer CropScience e Volkswagen ainda para 2012; aportes não detalhados da Freudenberg-NOK para duplicar a produção de uma planta de soluções de vedação em Diadema; aportes de aproximadamente R$ 8 milhões da ACE Schmersal em fábricas locais, entre outros.

“Há sinais claros de recuperação no horizonte, que justificam o maior otimismo. Temos verificado um intenso fluxo no segmento de máquinas e equipamentos, o que entendemos ser uma maior preocupação com a produção. Os estímulos ao consumo por meio da redução do IPI, dos cortes dos juros, aparentemente tem contribuído de alguma forma para a produção industrial. Além disso, no plano internacional, temos uma China mais focada em seu mercado interno, ao menos no segmento de bens de capital, o que representa maior demanda em outros mercados”, analisa Weber Porto, presidente da AHK-São Paulo.

O dirigente lembra que o Brasil é um mercado da maior importância para muitas subsidiárias alemãs. Segundo a pesquisa, 64,7% das empresas pesquisadas pretendem efetivar aportes exclusivamente com recursos próprios, ou seja, fazer reinvestimentos. Além disso, 63,6% delas disseram ter intenção de contratar nos próximos seis meses, e as vagas serão dirigidas principalmente para setores de produção e de vendas. Outro dado relevante da pesquisa é a expectativa geral de crescimento, estimada para 7% em 2012, consideravelmente acima da previsão de crescimento do PIB. Os associados da Câmara Alemã também projetam crescimento de 8,8% para 2013, pelo menos neste momento que antecede o final do ano.

Com relação aos indicadores econômicos, a pesquisa da Câmara Alemã chama a atenção para a preocupação das empresas com a atual taxa de câmbio, principalmente aquelas relativas ao mercado sul-americano, a partir do Brasil. 72,7% das empresas afirmaram que o câmbio deveria ser desvalorizado em pelo menos 14,8%. Sobre os juros, a percepção é que os percentuais definidos pelo Banco Central caminham em direção à “estabilização”, na opinião de 54,5% das empresas pesquisadas. Seguindo outras previsões, a aposta em relação ao PIB é que o País feche o ano com crescimento em 1,8%, na avaliação média dos entrevistados.

A pesquisa da Câmara Alemã também avaliou os principais gargalos à atividade empresarial segundo a percepção das empresas associadas. São eles: infraestrutura deficiente voltou a frequentar o círculo de preocupações de pelo menos 50% dos associados da entidade. Em seguida, vem a carência de mão de obra qualificada e possível restrições na demanda, preocupações citadas por 41% dos associados. O terceiro ponto de preocupação diz respeito à carga tributária e aos custos trabalhistas, mencionados por 36% dos entrevistados. Com relação ao governo Dilma Rousseff, a avaliação continua a oscilar entre satisfatório e bom.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras alemãs espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. No primeiro semestre de 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para País 50 delegações empresariais e contou com a participação de sete mil executivos em congressos, seminários e reuniões organizados pela entidade. Ao longo do período, a Câmara Brasil-Alemanha também atendeu seis mil solicitações de informações comerciais, o que representa um crescimento de 20% sobre os resultados do mesmo período do ano anterior.

 

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br 

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

 

Câmara Brasil-Alemanha

Cecília Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen@ahkbrasil.com

14/11/2012 - AHK inaugura Escritório em Recife

Recife sediará escritório regional da Câmara Brasil-Alemanh

Nova unidade centrará suas atividades no fortalecimento das relações entre empresas e instituições alemãs com potenciais parceiros das regiões Nordeste e Norte

 

São Paulo, 14 de novembro de 2012 - A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP, na sigla em alemão) anuncia hoje (14) a inauguração em Recife (PE) do seu escritório regional para o Nordeste e Norte do Brasil. O objetivo da nova unidade é favorecer a efetivação de negócios e cooperações entre empresas e instituições da região com parceiras alemãs. A nova unidade funcionará inicialmente na sede do Consulado Alemão em Recife. Segundo o presidente entidade, Weber Porto, a capital pernambucana é vista como estratégica para os empresários alemães.

“Atrativos como o Porto de Suape, os modais logísticos que serão viabilizados pela ferrovia Transnordestina, o crescente mercado de consumo nordestino, as demandas por investimentos em infraestrutura, o imenso potencial do nordeste para produção de energia limpa, enfim, o conjunto desses fatores tem chamado a atenção de empresas alemãs e justificado a visita delegações à região para analisar oportunidades. A decisão de se implantar uma nova Câmara em Recife nos pareceu, portanto, um passo lógico a ser tomado”, conclui o dirigente AHK-SP.

Thomas Wülfing, cônsul geral da Alemanha no Recife, complementa esse posicionamento lembrando que nos últimos quatro anos, a região Nordeste passou por um forte desenvolvimento que reforçou a posição de Recife como importante centro econômico e político. Para o diplomata, o interesse econômico alemão ficou muito tempo centrado nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, mas agora está procurando oportunidades em outras áreas do País. “Há demandas no Nordeste que podem ser atendidas com os produtos e serviços alemães”, afirma.

A decisão de fortalecer a estrutura da entidade na capital pernambucana decorre também do trabalho de atração de investimentos do governo estadual, que incluiu reforços importantes na infraestrutura local, formação de mão de obra e promoção direta de intercâmbio comercial. O próprio governador Eduardo Campos acompanhado por uma delegação de políticos e empresários pernambucanos visitou, em 2011, a sede da Câmara em São Paulo, buscando atrair investimentos alemães. Desde então, duas delegações de empresas já visitaram a região e uma terceira está agendada para Fevereiro de 2013.

Weber Porto, presidente da AHK SP, explica que o novo escritório deverá se transformar em uma plataforma regional para empresas e instituições de ambos os países sobre oportunidades na região. Caberá a ele, acompanhar delegações comerciais, aproveitar parcerias, levantar informações, realizar eventos e fomentar formação profissional. Outro objetivo é fomentar cooperações entre empresas e institutos de pesquisa, visando o desenvolvimento de projetos de transferência de tecnologia e inovação. Ele acredita que os setores onde existem as maiores possibilidades de cooperação são o de máquinas e manufatura, energias renováveis, petróleo e gás e tecnologias sustentáveis, nos quais a Alemanha ganha cada vez mais projeção internacional.

“Estamos certos que a nova unidade da Câmara Brasil-Alemanha em Recife se transformará em uma base a partir da qual serão criadas, em Pernambuco e nos demais estados do Norte e do Nordeste, condições para fortalecer a economia local e as relações com a Alemanha. O fomento de cooperações colabora para que o Brasil se mantenha na posição de maior parceiro de negócios da Alemanha na América Latina. E, da mesma forma, colaborar para que a Alemanha continue sendo o principal parceiro brasileiro na Europa”, finaliza.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras alemãs espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. No primeiro semestre de 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o País 50 delegações empresariais e contou com a participação de 7 mil executivos em congressos, seminários e reuniões organizados pela entidade. Ao longo do período, a Câmara Brasil-Alemanha também atendeu 6 mil solicitações de informações comerciais, o que representa um crescimento de 20% sobre os resultados do mesmo período do ano anterior.

 

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br 

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

 

Câmara Brasil-Alemanha

Cecília Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

14/11/2012 - Seminário Mão-de-obra Estrangeira e Expatriação

Seminário sobre expatriação profissional e uso de mão de obra estrangeira reúne empresas e autoridades em Brasíli

 

Brasília, 14 de novembro de 2012 - A participação de profissionais estrangeiros no mercado brasileiro é uma realidade e um desafio que muitas empresas têm aprendido administrar. Atraída pelo desempenho da economia e também pela carência de profissionais em áreas técnicas, a mão de obra estrangeira é considerada essencial em muitos mercados, notadamente infraestrutura, petróleo e tecnologia. Dados do próprio Ministério do Trabalho e Emprego mostram que as autorizações temporárias para trabalhadores estrangeiros atingiu o número de 29.065 no primeiro semestre de 2012, alta de 8,5% em relação a igual período do ano passado. Notícias recentes veiculadas pela imprensa também dão conta da disposição do Governo em facilitar a entrada de mão de obra estrangeira, frente à forte demanda.

 

A busca por informações a respeito de processos de contratação de profissionais estrangeiros no Brasil, bem como de expatriação de profissionais brasileiros, é uma necessidade. Justamente para difundir essas informações e apoiar empresas na gestão desse contingente, a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP) promove seminário em Brasília (DF), nos dias 27 e 28 de novembro, a partir das 13h30, no Mercure Brasília Líder Hotel (Setor Hoteleiro Norte, Quadra 5, Bloco G, I Asa Norte). O evento é dirigido a empresários, técnicos e profissionais de recursos humanos. As inscrições são limitadas e podem ser feitas no site da Câmara Brasil-Alemanha até o próximo dia 20.

O evento, como já é tradição, contará com a presença de renomados palestrantes e especialistas. Para a abertura, no dia 27, são esperadas as presenças do Ministro do Trabalho e Emprego, Brizola Neto; do Diretor do Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos do Itamaraty, Rodrigo do Amaral Souza; e do representante do Alto Comissariado para Refugiados das Nações Unidas, Andrés Ramirez. A programação inclui palestras com representantes de organizações públicas e privadas, tais como Usiminas, Advocacia Geral da União, Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura, Control Risks e Andrade Gutierrez. Também estão previstas apresentações de representantes do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Ministério Justiça (MJ), Polícia Federal, Itamaraty e do Conselho Nacional de Imigração.

Entre os temas a serem discutidos durante o primeiro dia de evento, estão as condições e benefícios de expatriação, os riscos trabalhistas de brasileiros no exterior e de estrangeiros no Brasil, a jurisprudência sobre aluguéis e outros encargos nas transferências internacionais. No segundo dia, as palestras abordarão temas como o registro dos profissionais de Arquitetura e Engenharia, a orientação de transferidos em segurança pessoal e familiar, oportunidades do Brasil com mão de obra estrangeira, as questões trabalhistas de estrangeiros no Brasil e os desafios de processos de internacionalização de multinacionais brasileiras.

Entre os principais destaques da programação estarão as discussões a respeito do registro de profissionais de Arquitetura e Engenharia. O Brasil carece de engenheiros, e a atração eficiente de mão de obra estrangeira na área de infraestrutura deve minimizar os efeitos causados pelo gargalo da falta de profissionais qualificados do setor enfrentado pelo País. O evento será encerrado com uma mesa-redonda reunindo todos os convidados.  A programação completa pode ser conferida clicando-se aqui. O investimento é de R$1.350,00 para associados à Câmara Alemã, e de R$1.650,00 para demais interessados.

 

Serviço: Seminário Mão de Obra Estrangeira no Brasil e Brasileira no Exterior

Quando: 23 de novembro, das 9 às 13 horas

Onde: Mercure Brasília Líder Hotel SHN Qd 5 Bloco I Asa Norte

Informações: http://www.ahkbrasil.com/iframes_site_ahk_typo3/ver_evento.asp?id=2736&area=Eventos

Confirmações: Willian Fernandes (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes@ketchum.com.br

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras alemãs espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. No primeiro semestre de 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o País 50 delegações empresariais e contou com a participação de 7 mil executivos em congressos, seminários e reuniões organizados pela entidade. Ao longo do período, a Câmara Brasil-Alemanha também atendeu 6 mil solicitações de informações comerciais, o que representa um crescimento de 20% sobre os resultados de igual  período do ano anterior.

   

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br 

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

 

Câmara Brasil-Alemanha

Cecília Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

12/11/2012 - AHK inaugura Departamento de Inovação

Câmara Brasil-Alemanha inaugura departamento para oferecer suporte à inovação nas empresas

Evento oficial de inauguração do departamento terá participação de presidentes de empresas alemãs e será realizado no próximo dia 12, na sede da entidade, às 17 horas

São Paulo, 05 de novembro de 2012 - A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-SP, na sigla em alemão) anuncia a inauguração de seu Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT), a ser realizada na sede da entidade, em evento no dia 12 de novembro, às 17 horas.  Um programa de palestras com especialistas será realizado na ocasião, assim como uma round-table para debater o papel da inovação na competitividade. Dela participarão executivos de empresas alemãs no Brasil, como Maurício Muramoto, presidente da Continental Brasil, Ideval Munhoz, CEO da T-Systems, e Livaldo Aguiar dos Santos, presidente das Indústrias Romi. A programação do evento está disponível neste link.

O novo Departamento de Inovação e Tecnologia (DIT) da AHK-SP tem por objetivo contribuir para o enfrentamento das principais dificuldades do processo de geração de inovação no País, por meio de transferência de tecnologias e troca de conhecimento entre empresas e instituições brasileiras e alemãs. “A Alemanha é o país-referência no mundo para questões que envolvem inovação, desenvolvimento de tecnologia e investimentos em pesquisa”, afirma Weber Porto, Presidente da AHK-SP. “A criação do novo Departamento acontece em um momento em que o próprio governo brasileiro passou a priorizar o tema, aproximando-se de instituições alemãs consideradas modelo neste campo”, complementa.

As ações do DIT terão foco na superação da falta de competitividade que atinge diretamente empresas instaladas no Brasil. “Por meio de ações para difundir boas práticas de gestão tecnológica e de inovação, bem como de catalisação de alianças tecnológicas entre entidades de ciência, tecnologia e inovação do Brasil e da Alemanha, a ideia é estimular o aumento de competitividade da indústria seguindo o bem-sucedido modelo alemão. Isso representa uma grande oportunidade para apoiar as pequenas e médias empresas brasileiras que vão poder buscar parcerias com organizações de porte similar na Alemanha e instituições em ambos os países, visando o desenvolvimento local de produtos, tecnologias e processos que venham de encontro aos atuais desafios do Brasil”, explica Wilson Bricio, Vice-Presidente da AHK-SP e Coordenador de seu Comitê de Inovação e Tecnologia.

Uma série de acordos de cooperação já foi firmado entre o DIT e entidades, como a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei) e a Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), com as quais já são desenvolvidas atividades voltadas à qualificação profissional, intercâmbio de experiências, desenvolvimentos e pesquisas junto às instituições de pesquisa. “Existe uma série de oportunidades de inovação conjunta de produtos e soluções tecnológicas por meio de nossos parceiros. O trabalho do DIT visa aproximar empresas dessas entidades e viabilizar a inovação onde ela é mais necessária”, sintetiza Sofhia Harbs, diretora do novo Departamento.

A criação do DIT ocorre em um momento em que a comunidade empresarial está cada vez mais consciente da importância da inovação e em que ocorrem importantes colaborações entre entidades brasileiras e alemãs com vistas ao progresso científico. Harbs destaca o desenvolvimento da Embrapi (Empresa Brasileira de Pesquisa Industrial) baseada no modelo alemão do Fraunhofer, para fomentar inovação junto a pequenas e médias empresas; o Programa Ciência sem Fronteiras, que prevê o envio de dois mil universitários, mestrandos e doutorandos para aprimoramento acadêmico em instituições alemãs; e também a abertura do primeiro escritório da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) na Alemanha, atividades que, em sua visão, vão fomentar inovação em diferentes cadeias.

 

Serviço: Inauguração do Departamento de Tecnologia e Inovação da Câmara Brasil-Alemanha

Quando: 12 de novembro, a partir das 17 horas

Onde: Rua Verbo Divino, 1488, 3º Andar, Chácara Santo Antônio, São Paulo, SP

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras alemãs espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. No primeiro semestre de 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o País 50 delegações empresariais e contou com a participação de sete mil executivos em congressos, seminários e reuniões organizados pela entidade. Ao longo do período, a Câmara Brasil-Alemanha também atendeu seis mil solicitações de informações comerciais, o que representa um crescimento de 20% sobre os resultados de igual período do ano anterior.

 

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br 

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

Câmara Brasil-Alemanha

Cecília Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

01/11/2012 - Energias Renováveis

Empresas alemãs buscam parceiros em biogás

 

São Paulo, 01 de novembro de 2012 - Representantes de quatro empresas alemãs especializadas em produtos e serviços para produção de energia a partir de biomassa e biogás visitam a capital paulista entre 27 e 30 de novembro em busca de parceiros. A delegação participa de seminário gratuito sobre as aplicações desta tecnologia no dia 27, no Club Transatlântico (Rua José Guerra, 130, Chácara Santo Antônio, São Paulo), a partir das 9 horas. A programação está disponível no site da Câmara Brasil-Alemanha (AHK-SP na sigla em alemão), organizadora do evento. Inscrições são limitadas e devem ser feitas até o dia 26.

As empresas alemãs em vista ao Brasil procuram distribuidores, representantes e clientes, cujo perfil basicamente contempla todo tipo de organização empresarial que produza ou tenha de lidar com resíduos orgânicos, tais como projetos pecuários, produtores de cana-de-açúcar, processadores de suco de frutas, indústrias de papel e celulose e de alimentos em geral. Após o seminário, nos dias 28 e 29 a delegação visita potenciais parceiros já identificados pela AHK. Os perfis das empresas visitantes (Biogas Höre GmbH, A.H.T Pyrogas, Suncoal e Wico-Tec) e as cooperações desejadas por elas estão no site da Câmara.

Para o diretor do Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética da AHK, Ricardo Rose, a diversificação da matriz energética e a adoção de fontes alternativas de energia a partir de biogás ou biomassa pode vir a ser uma estratégia eficiente para o enfrentamento da crescente demanda brasileira por energia. “Uma alternativa para sustentar essa expansão é olhar para exemplos conquistados por outros mercados no setor de energias renováveis, como biogás e biomassa, nos quais a Alemanha se encontra atualmente na vanguarda”, pontua.

Rose lembra que a biomassa e o biogás são grandes apostas da Alemanha para a produção energética e para a substituição total da energia nuclear da matriz energética por fontes renováveis, que deve ser concluída até 2020. Entre 1999 a 2011, o número de unidades de produção de biogás no país europeu saltou de cerca de 700 para cerca de 7.200 unidades, o que representa capacidade instalada de aproximadamente 2.850 MW em operação, o equivalente à produção de energia de duas usinas nucleares, ou energia suficiente para atender cinco milhões de alemães.

“Essa experiência positiva também vem sendo feita no Brasil em granjas suinícolas da região sul. No entanto, o impacto social e ambiental poderia maior se as tecnologias mais modernas para a produção de biogas fossem mais acessíveis”, diz a coordenadora do Departamento, Daniely Andrade. Na Alemanha, com a decisão de banir a energia nuclear, o setor de energias renováveis tem passado por uma revolução tecnológica que está elevando – e muito – os atuais índices de produtividade. “O biogás, nesse contexto, tem se tornado cada vez mais estratégico na política energética alemã”, finaliza Andrade.

 

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Conta ainda com 220 funcionários, atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras alemãs presentes em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. No primeiro semestre de 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o País 50 delegações empresariais e contou com a participação de sete mil executivos em congressos, seminários e reuniões organizados pela entidade. Ao longo deste período, a Câmara Brasil-Alemanha também atendeu seis mil solicitações de informações comerciais, o que representa um crescimento de 20% sobre o número de consultas recebidas no mesmo período do ano anterior.

 

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br 

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

 

Câmara Brasil-Alemanha

Cecília Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

31/10/2012 - Workshop Interação Empresas/Instituições de Pesquisa

Interação entre instituições de pesquisa e empresas é tema de workshop na capital paulista

São Paulo, 31 de outubro de 2012 - Um workshop realizado em São Paulo no dia 14 de novembro mostra a empresas de todos os portes as diversas cooperação disponíveis com instituições de pesquisa para fomentar inovações e novos desenvolvimentos em produtos e serviços para os mais diversos segmentos. Promovido pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK, na sigla em alemão), em parceria com a Associação Nacional de Empresas Inovadoras (Anpei), o evento será realizado na sede da AHK (Rua Verbo Divino, 1488, 3º andar, Chácara Santo Antônio), a partir das 8h30. Voltado a empresários, o evento tem como objetivo proporcionar aos participantes uma visão conceitual e abordagem prática dos diversos aspectos relacionados à interação entre empresas e institutos de pesquisas em projetos de parceria e licenciamento de tecnologias.  As inscrições são limitadas. Informações adicionais podem ser obtidas no site da AHK.

 

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

Câmara Brasil-Alemanha

Cecilia Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

15/10/2012 - Conferência "Das Renováveis à Eficiência Energética"

Câmara Brasil-Alemanha promove conferência gratuita sobre energia renovável e eficiência energética

Evento dirigido, que ocorre no dia 23 de outubro na capital paulista, já tem inscrições abertas

São Paulo, 15 de outubro de 2012 - As principais tendências, as perspectivas e os mais recentes desenvolvimentos tecnológicos do mercado brasileiro de energias limpas e eficiência energética serão pauta de discussão na primeira edição da conferência “Das Renováveis à Eficiência Energética”, que ocorre no próximo dia 23, em São Paulo (SP), com início às 8h30. O evento é gratuito e já conta com inscrições abertas. Informações podem ser obtidas neste link.

Voltado a empresários, gestores públicos, executivos ligados às áreas de sustentabilidade e energia, e estudantes, o evento reunirá especialistas brasileiros e alemães, que apresentarão suas visões sobre o tema. A realização é da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-Brasil), em parceria com a Agência de Cooperação Alemã (GIZ), com patrocínio da Allianz Brasil.

Segundo a coordenadora do departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética, Danielly Andrade, a proposta do evento é aprofundar o intercâmbio de informações entre entidades e empresas brasileiras e alemãs no campo das energias limpas. “Durante a Rio+20, a Câmara Brasil-Alemanha lançou a publicação digital intitulada ‘Das Renováveis à Eficiência Energética’, que pode ser considerada uma das principais compilações já realizadas sobre este setor no Brasil. A publicação foi um grande sucesso e decidimos então aprofundar a discussão esboçada em suas páginas com um evento maior voltado a toda a indústria de energia renovável e eficiência energética”, pontua a coordenadora.

A conferência homônima da publicação reunirá autores e parceiros que contribuíram com artigos publicados no estudo. São especialistas e representantes de empresas, de ONGs, do setor público e de agências ligadas ao setor de energia.

Para o diretor do departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética da AHK, Ricardo Rose, o momento por que passa o setor energético brasileiro é decisivo para determinar quão sustentável será seu desenvolvimento. “Nos próximos anos, registraremos um ‘boom’ no crescimento das demandas de energia no Brasil. Definir políticas ambientais e aprimorar as soluções a partir de fontes renováveis, como energia eólica, solar e bioenergia, são metas aliadas para aumentar a produtividade das empresas do setor e poupar recursos naturais.” Segundo o relatório World Energy Outlook, divulgado pela Agência Internacional de Energia (AIE), a demanda por energia no Brasil crescerá 78% entre 2009 e 2035 e, nessa categoria, o País se encontrará atrás apenas da Índia.

De acordo com Rose, a forte expansão na demanda de energia é reflexo do crescimento da economia do País, da elevação na taxa de investimentos em produção industrial, do aumento da renda das famílias e da sua consequente mudança no padrão de consumo. “Uma alternativa para sustentar essa expansão é olhar para exemplos conquistados por outros mercados no setor de energia, no qual a Alemanha se encontra atualmente na vanguarda. Nesse sentido, a Câmara Brasil-Alemanha exerce o fundamental papel de promover transferência de tecnologia e know-how entre os países.”

A conferência acontecerá no Tryp São Paulo Nações Unidas Nações Unidas, localizado na Rua Fernandes Moreira, 1.264 – Chácara Santo Antônio. As inscrições podem ser feitas por meio do site da Câmara Brasil-Alemanha.

Alemanha vanguardista - Em 1998, a Alemanha implantou um programa de substituição de fontes energéticas não renováveis e energia nuclear por fontes limpas, como energia eólica, fotovoltaica, térmica, de biomassa e biogás, geotérmica, além de outras formas em fase inicial de desenvolvimento, como a energia das marés. Simultaneamente, o governo alemão iniciou também um programa de pesquisa e uso de biocombustíveis, com foco no biodiesel e no etanol.

As determinações levaram o país a se tornar o primeiro do mundo a introduzir uma política energética baseada na substituição das energias não renováveis e da energia nuclear, que tem prazo de desativação até 2021.

A energia fotovoltaica é uma das principais apostas da Alemanha no ramo das renováveis. Em 2000, logo após a determinação alemã de substituir as fontes não renováveis, a capacidade instalada no país para a energia solar era de 76 MW. Em 2011, chegou a 4.401 MW. Para efeito de comparação, a capacidade instalada para hidrelétricas subiu de 3.538 MW para 4.401 MW no mesmo período.

Publicação digital “Das Renováveis à Eficiência Energética” - Em 152 páginas, a análise contextualiza o mercado brasileiro de energia com dados e fatos sobre o País e variáveis que interferem no desenvolvimento nacional de energias renováveis e eficiência energética, como consumo de energia, medidas de incentivo, estrutura do setor e o papel das organizações ligadas ao segmento. Apresenta também um panorama sobre a situação e o potencial do Brasil nas categorias de energia eólica, solar e bioenergia, a relação de cooperação entre o País e a Alemanha no setor e 11 artigos técnicos assinados por especialistas de associações e empresas com know-how em sustentabilidade, meio ambiente e energia.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 95 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know-how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2011, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 83 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

 

Câmara Brasil-Alemanha

Cecilia Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

15/10/2012 - Delegação Renânia-Palatinado - Natal e Porto Alegre

Empresas alemãs procuram parcerias em Natal e Porto Alegre

São Paulo, 15 de outubro de 2012 - Uma delegação integrada por representantes de 16 empresas alemãs que buscam expandir negócios para o mercado brasileiro desembarca no País dia 20 de outubro. O grupo participa de rodadas de negócios com empresários brasileiros, nas capitais Natal (RN) (25) e Porto Alegre (RS) (24), e retorna à Alemanha no próximo dia 27. Os encontros são organizados pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK-Brasil).

Chefiada pela Ministra da Economia, Proteção Climática, Energia e Planejamento Territorial do estado alemão Renânia-Palatinado, Eveline Lemke, a comitiva representa empresas atuantes em setores como segurança, saneamento, produtos químicos, equipamentos industriais, engenharia, pesquisa e consultoria,  distribuição de produtos, energia solar e bombas.

Assim como a executiva, as empresas representadas também vêm da Renânia-Palatinado. Essa é uma região conhecida por sua contribuição para as indústrias química, automobilística, metalúrgica, de máquinas e equipamentos, alimentícia e papeleira, editorial e gráfica. O setor vinícola do estado também se destaca e atrai apaixonados de todo o mundo pela bebida para a Rota do Vinho, que tem 85 km de extensão.

“A viagem da delegação inclui também uma passagem pela capital argentina, Buenos Aires. Na América Latina, estes empresários alemães procuram parceiros para distribuição de produtos, para formação de joint ventures, representantes comerciais e transferência de know-how”, diz o diretor do Departamento de Comércio Exterior e Feiras, da AHK-Brasil, Ricardo Castanho.

As rodadas de negócios permitem uma aproximação direta e pessoal entre empresários com interesses e perfis em comum. “Os encontros são acompanhados por intérpretes e representantes da Câmara Brasil-Alemanha e funcionam como um eficiente meio de comunicação entre empresas que pretendem expandir seus negócios para ambos os países”, explica Castanho.

Relações Brasil e Renânia-Palatinado - Desde 2009, o Brasil recebe pelo menos uma visita por ano de delegação empresarial da Renânia-Palatinado. Esta é a segunda vez que uma comitiva do estado alemão passa por Natal. “A capital potiguar se destaca pelo seu distrito industrial, que puxa a economia do estado do Rio Grande do Norte e naturalmente agrega parceiros em potencial para empresas alemãs dos setores de engenharia em geral”, afirma o diretor da AHK-Brasil.

Porto Alegre, cidade-irmã de Natal, também é considerada pela delegação alemã outro importante mercado no Brasil. A economia da região é baseada, sobretudo, na produção rural e industrial. “De acordo com o perfil atual de comércio entre Brasil e Renânia-Palatinado, Natal e Porto Alegre são cidades estratégicas para as empresas alemãs se consolidarem com parcerias em todo o País”, explica Castanho. Entre os itens mais exportados da Renânia-Palatinado para o Brasil estão os produtos químicos e farmacêuticos, os veículos especiais de transporte, os papéis especiais e as autopeças. Já o estado alemão importa do Brasil, principalmente, matérias-primas escassas na Alemanha e abundantes no Nordeste brasileiro, como frutas, sucos, alimentos em conservas, óleos e gorduras vegetais, tabaco, madeira em lâminas, minério de ferro e minerais.

Segundo o Escritório Federal de Estatísticas da Alemanha (Destatis) as exportações da Renânia-Palatinado para o Brasil cresceram 37,7% entre 2009 e 2011, tendo atingido o valor de US$ 629 milhões no ano passado. As importações de produtos brasileiros pelo estado alemão, por sua vez, cresceram 12,9% no mesmo período e chegaram à marca de US$ 550 milhões em 2011. “A Câmara Brasil-Alemanha tem atuado para estreitar as relações comerciais entre o estado alemão e o Brasil. O escritório da AHK Brasil na Alemanha, localizado em Frankfurt e tem atendido a demandas solicitadas por empresas do estado alemão que estudam oportunidade de negócios no Brasil”, diz Castanho, enfatizando que a vinda da delegação, é resultado da organização de tais demandas.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 95 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know-how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2011, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 83 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.


Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

 

Câmara Brasil-Alemanha

Cecilia Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

05/10/2012 - Setor têxtil brasileiro

 

Empresas alemãs procuram parcerias no setor têxtil brasileiro

São Paulo, 5 de outubro de 2012 - Representantes de oito empresas alemãs do setor têxtil desembarcam no Brasil, no dia 15 de outubro, à procura de parcerias no mercado brasileiro. A delegação vem chefiada pelo presidente da Confederação das Indústrias Alemãs do Setor Têxtil e de Moda da Alemanha, Peter Schwartze, e participa de rodada de negócios com dirigentes de organizações brasileiras, na capital paulista. O programa da delegação também prevê visitas técnicas a indústrias têxteis e confecções localizadas na cidade de São Paulo e em Blumenau (SC). O retorno da delegação à Alemanha está previsto para o dia 20. A organização dos encontros empresariais é feita pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK Brasil, na sigla em alemão).

Os membros da delegação participarão de um evento na cidade de São Paulo, durante a qual o diretor superintendente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (ABIT), Fernando Pimentel, apresentará um panorama das oportunidades existentes na indústria têxtil e de vestuário brasileira. Na sequência, terão início as rodadas de negócios, já pré-agendadas, na capital paulista. Entre as principais cooperações desejadas estão distribuição de produtos no Brasil, formalização de representações comerciais, fornecimento de matérias-primas e até formação de joint ventures e aquisições.

“Brasil e Alemanha têm um histórico positivo de intercâmbio comercial e tecnológico no setor têxtil. Ao longo dos últimos três anos, a Alemanha se manteve na lista dos 15 principais  fornecedores do setor têxtil.  O objetivo desta delegação é estreitar ainda mais essa cooperação, ao viabilizar novas oportunidades em ambos os países. A visita a São Paulo e Santa Catarina, importantes polos de produção, é estratégica para atingir esse objetivo”, diz o diretor do Departamento de Comércio Exterior e Feiras da Câmara Brasil-Alemanha, Ricardo Castanho.

Atualmente, China, Índia e Indonésia lideram o ranking dos países que mais exportam produtos têxteis e confeccionados para o Brasil. “Frente ao perfil competitivo desses países, devido a seus baixos custos de produção, a Alemanha aposta no diferencial. Entre os produtos têxteis alemães mais importados pelo Brasil estão vestimentas especiais, adornos para tapeçaria, tecidos para decoração e para navegação, e encerados, entre outros.

O perfil completo das empresas que integram a delegação pode ser conferido por meio do site da AHK Brasil. Os interessados em conhecer essas empresas e até em participar das rodadas podem se inscrever pelo e-mail comex(at)ahkbrasil.com. Os encontros são acompanhados por intérpretes e assessores de comércio exterior da Câmara Brasil-Alemanha.

Setor têxtil brasileiro - O setor têxtil e de vestuário brasileiro movimenta anualmente cerca de US$ 60 milhões e emprega dois milhões de pessoas. Nas duas últimas décadas, a performance do setor oscilou bastante, devido principalmente à concorrência com produtos de origem asiática. O setor, no entanto, tem investido significativamente em modernização e renovação de maquinário, o que, aliado ao aumento do poder aquisitivo da população brasileira nos últimos anos e à consequente elevação da demanda por vestuário, trouxe novo fôlego ao mercado.

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

Câmara Brasil-Alemanha

Cecilia Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

28/08/2012 - Delegação de Baden-Württenberg no Brasil

São Paulo, 28 de agosto de 2012 – Representantes de 11 empresas alemãs que procuram expandir suas operações no Brasil visitam nosso país entre 10 e 17 de setembro. Os empresários  são originários do estado alemão de  Baden-Württemberg  e  participarão de rodadas de negócios com   potenciais parceiros brasileiros nas capitais Porto Alegre (11), São Paulo (13) e Rio de Janeiro (15). Os encontros são organizados pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK, na sigla em alemão).

“Os executivos alemães estão à procura de parceiros locais, seja para formação de joint-ventures, para distribuição de produtos ou para outros tipos de cooperações”, explica Ricardo Castanho, diretor do Departamento de Comércio Exterior e Feiras da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK na sigla em alemão). Ele acrescenta que a maioria dos visitantes são empresas de médio e pequeno porte já maduras o suficiente para iniciar um processo de internacionalização e desejam participar do mercado brasileiro e as oportunidades existentes no país.

Os visitantes de Baden-Württemberg tem atuação consolidada  em setores  variados como engenharia, revestimentos, produtos químicos, autopeças, softwares para produtos de mídia e comunicação, tecnologias ambientais, cosméticos e acessórios para cabeleireiros, bombas de óleo, tecnologias hospitalares e farmácia. O perfil completo de cada organização pode ser encontrado no site da Câmara Brasil-Alemanha. Os interessados em conhecer essas empresas podem se inscrever pelo e-mail comex(at)ahkbrasil.com. Os encontros são acompanhados por intérpretes e assessores de comércio exterior da Câmara Brasil-Alemanha.

Sobre a região de Baden-Württemberg

Com o menor índice de desemprego na Alemanha, Baden-Württemberg é o terceiro maior estado alemão e uma das principais regiões econômicas da Europa. A região foi a que apresentou o maior crescimento entre todos os estados alemães no ano de 2011: 4,4% de incremento no PIB. As atividades predominantes são a indústria automobilística, que movimenta 26% da manufatura estadual, e o setor de máquinas e equipamentos, respondendo por 21% da produção industrial local. Ainda se destacam em Baden-Württemberg as indústrias metalúrgica e elétrica. Dados do Serviço Federal Alemão de Estatísticas (Destatis) apontam que a corrente de comércio entre Baden-Wrüttemberg e o Brasil tem se intensificado nos últimos anos. Em 2011, o estado alemão exportou 1,9 milhão de euros para o Brasil (+5,26% sobre 2010) em máquinas, veículos, autopeças e químicos. Já o Brasil exportou cerca de 1 milhão de euros (+10% sobre2010) em rações, papelão, máquinas e autopeças. Esforços de ambos os governos estão sendo tomados para desenvolver novos setores da economia estadual. As políticas de incentivo favorecem especialmente os setores de mobilidade sustentável, tecnologias de meio ambiente, energias renováveis e eficiência de recursos, saúde e tratamento e TI.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 95 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2011, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 83 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

 

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

 

Câmara Brasil-Alemanha

Cecilia Degen – (11) 5187-5129 /  cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

07/08/2012 - Delegação da Turíngia no Brasil

São Paulo, 8 de agosto de 2012 - Representantes de seis empresas do estado alemão da Turíngia desembarcam em São Paulo para prospectar oportunidades de negócios no Brasil. Acompanhada pelo ministro da Economia, Trabalho e Tecnologia do Estado da Turíngia, Matthias Machnig, a delegação participará de uma rodada de negócios com dirigentes de empresas e instituições brasileiras no dia 21 de agosto, na capital paulista. Os encontros são organizados pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo.

Os alemães representam empresas nas áreas de cosméticos, engenharia, instrumentos eletrônicos para observação e pesquisa espacial, furadeiras, energia solar, sistemas de som e tecnologias de nanoposicionamento, e materiais piezelétricos. A delegação inclui também representantes das faculdades técnicas Ernst-Abbe-Fachhoschule Jena e Fachhoschule Nordhausen, e do instituto de pesquisa para tecnologia de mídias digitais Fraunhofer IDMT.

O grupo inclui também líderes da Sociedade para o Desenvolvimento Econômico da Turíngia (LEG Thüringen) e do Banco de Desenvolvimento da Turíngia (Thüringer Aufbaubank). Além da rodada de negócios, a delegação visitará empresas localizadas em São Paulo nos próximos dias 21 e 22, assim como terá contato com autoridades políticas. No dia 23 de agosto, o grupo participará de um seminário no Parque Tecnológico da UFRJ, no Rio de Janeiro, para analisar informações referentes aos negócios envolvendo as Olimpíadas de 2016.

“As rodadas de negócios permitem uma aproximação direta e pessoal entre empresários com interesses e perfis em comum. Acompanhados por intérpretes e representantes da Câmara Brasil-Alemanha, os encontros fomentam o comércio bilateral. Funcionam como um eficiente meio de comunicação entre empresas que pretendem expandir seus negócios para ambos os países”, explica o presidente da Câmara Brasil-Alemanha, Weber Porto.

Estado da Turíngia

O desenvolvimento econômico do estado da Turíngia é marcado pela forte presença das empresas de pequeno e médio portes, que correspondem a 90% dos negócios locais. Mas o estado é também o berço de grandes empresas, sobretudo das áreas óptica, farmacêutica, alimentícia e automobilística. A produção de veículos fatura atualmente € 3,8 bilhões com vendas e, entre os setores mais importantes no estado, a engenharia mecânica e automobilística lidera com 20,6% da fatia de todo o polo industrial. O campo da engenharia de produção e processos metalúrgicos aparece em segundo lugar, com 18,6% de participação, e as engenharias elétrica, eletrônica, mecânica de precisão e optoeletrônica, com 14,4%. A importância setorial é mensurada pelo número de empregados.

Segundo o Serviço Federal Alemão de Estatísticas (Destatis), as exportações de produtos da Turíngia para o Brasil atingiram a marca de € 90,8 milhões em 2011 – alta de 24,1% em comparação com 2010 e de 45,5% em relação a 2009. As importações do Brasil feitas pela Turíngia chegaram a € 21,4 milhões no ano passado. Para essa categoria, o aumento foi de 43,3% no comparativo com a marca registrada em 2009.

Atualmente os produtos mais exportados da Turíngia para o Brasil são máquinas, carros, autopeças, equipamentos elétricos e produtos farmacêuticos. O Brasil, por sua vez, mantém-se posicionado no estado alemão por meio da importação de soja e rações.

“O estado da Turíngia está localizado na região central da Alemanha. É uma região estratégica, com logística facilitada, que funciona como trampolim para outros mercados dinâmicos da Europa. Além disso, o estado está a apenas algumas horas dos aeroportos de Frankfurt, Berlim e Nuremberg”, diz Porto.

Inscrições

Os empresários interessados em participar da rodada de negócios podem entrar em contato com a entidade pelo endereço de email, comex(at)ahkbrasil.com, ou pelo telefone (11) 5187-5107. O perfil das empresas participantes pode ser conferido por meio do site da Câmara Brasil-Alemanha.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.

No Brasil há 95 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras alemãs espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.

Em 2011, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para País 83 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões organizados pela entidade. Ao longo do ano, a Câmara Brasil-Alemanha também atendeu 12 mil solicitações de informações comerciais, o que representa um crescimento de 20% sobre os resultados do ano anterior.

 

Informação à Imprensa

Ketchum

Daniel Medeiros (11) 5090-8969 / daniel.medeiros(at)ketchum.com.br 

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540 / willian.fernandes(at)ketchum.com.br

 

Câmara Brasil-Alemanha

Cecília Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

23/05/2012 - Ecogerma

São Paulo, 23 de maio de 2012 - A Ecogerma 2012, uma das principais conferências de sustentabilidade do País, está marcada para os dias 27 e 28 de junho, na capital paulista. Organizada pela Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK, na sigla em Alemão), o evento destaca em sua quarta edição uma série de iniciativas, em diferentes setores econômicos, com foco na ecoeficiência, ou seja, a capacidade de produzir bens de consumo e serviços que demandam menos recursos, geram menos resíduos e preocupam-se com a sustentabilidade em todo o seu ciclo de vida (do desenvolvimento ao descarte final).  

“Totalmente em linha com a Rio+20, onde ocorrem as principais discussões políticas em nível mundial sobre sustentabilidade, a Ecogerma 2012 pretende oferecer uma contribuição sobre como a economia verde se materializa na prática. Teremos muitos exemplos de organizações brasileiras e alemãs que mostram como a sustentabilidade se aplica no desenvolvimento de produtos e serviços, atendem às necessidades humanas a um custo viável e ainda contribuem para a preservação ambiental”, explica Ricardo Rose, diretor do Departamento de Energia Renovável, Ecoeficiência e Meio Ambiente da AHK.

O dirigente explica que a Ecogerma 2012 será dividida em quatro painéis centrais que destacam iniciativas sustentáveis por setores econômicos: indústria, comércio, construção civil e energia. O uso eficiente e racional de recursos é o tema central de todos esses painéis. Empresas como Volkswagen, BASF, Bayer, Siemens, ZF, Evonik, Henkel e TÜV Rheinland apresentarão suas experiências para diminuir o uso de recursos, água e energia no desenvolvimento de seus produtos.

Além disso, a Ecogerma 2012 também reserva um intenso debate dos temas centrais da agenda bilateral Brasil-Alemanha a respeito da sustentabilidade. Destaque para a palestra do Prof. Dr. Klaus Fricke, da Universidade Técnica Braunschweig, que apresenta as oportunidades de cooperação oferecidas por empresas alemãs no segmento de gestão de resíduos. A palestra do Prof. Christian Pielow, da Universidade de Bochum – RUB é outro destaque. O Prof. Pielow discute as diretrizes políticas e legais do Brasil e da Alemanha para incentivar a produção de energia renovável e iniciativas de ecoeficiência. Finalmente, no último dia do evento, uma mesa-redonda composta por especialistas brasileiros e alemães  debaterá a democratização da produção e a distribuição de energia.

As inscrições para o evento são gratuitas, limitadas e devem ser feitas antecipadamente pelo site do evento: www.ecogerma.com.

 

Conferência Ecogerma 2012 – Economia Verde

Quando: dias 27 e 28 de junho, das 8h30 às 17h30

Onde: Club Transatlântico – Rua José Guerra, 130 – Chácara Santo Antônio, São Paulo

Investimento: gratuito

Vagas limitadas. Necessária inscrição prévia

Informações: www.ecogerma.com

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia. No Brasil há 95 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2011, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 83 delegações empresariais e contou com a participação de 15 mil executivos em congressos, seminários e reuniões ao longo do ano.

Informação à Imprensa

Ketchum Estratégia

Daniel Medeiros – (11) 5090-8969/ daniel.medeiros(at)ketchum.com.br 

Willian Fernandes – (11) 5090-8900 r. 8540/ willian.fernandes(at)ketchum.com.br

Câmara Brasil-Alemanha

Cecilia Degen – (11) 5187-5129 / cecilia.degen(at)ahkbrasil.com

Karen Saes – (11) 5187-5133 / reporter(at)ahkbrasil.com